quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Companheiro de Solidão

  “Minha solidão não tem nada a ver com a presença ou ausência de pessoas Detesto quem me rouba a solidão, sem em troca me oferecer verdadeiramente companhia.”
 [Friedrich Nietzsche]

    Eu e Nietzsche divergimos em muitos pontos, sua base filosófica é o ateísmo e a minha é o espiritualismo.

  Não compartilhamos as mesmas idéias, mas somos companheiros de solidão.
  Entendo profundamente o que Nietzsche quer dizer no pensamento em destaque, mas não detesto as pessoas, são meus irmãos de humanidade, viver não é fácil.

  Me fazer companhia é algo cada vez mais difícil não tenho como esperar isso das pessoas, então não espero.

  Exemplo, uma boa companhia hoje seria um fã e estudioso de Niet defender com unhas e dentes sua Filosofia a qual eu acho pouco eficiente.
  Seria um debate delicioso que ocuparia minha mente.

  Claro que já encontrei na Internet adoradores de Niet, mas quando derrubo seus argumentos eles vem com a mesma ladainha dos religiosos “você não é capaz de entender certas coisas.”
  Quando eu lanço uma argumentação bem fundamentada e a pessoa ao invés de refuta-la diz que eu não sou capaz de entender considero o debate ganho por minha idéias, afinal a pessoa entendeu o que eu disse só não tem uma resposta.

  Sempre escrevo que se a pessoa não pensar em 3D os textos nesse Blog fazem pouco sentido.
  Pensar em 3D é observar a situação de diferentes ângulos, em vários planos de pensamento, tentar enxergar o “todo”, buscar uma visão holística.
  Algo que a princípio lhe parece errado, pode passar a ser certo quando adquire mais conhecimento.
  Um exemplo bem simples.
  Você vê muita serragem na pista e considera aquilo uma “sujeira” que não deveria estar ali.
  Mais adiante observa um caminhão no acostamento e observa também que parte da serragem esta encharcada de óleo.
  Aquela serragem que a princípio você viu como algo danoso está evitando que graves acidentes aconteçam.

  Holos, em grego significa "todo" ou "inteiro".
  Holística, procura compreender os fenômenos na sua totalidade e globalidade.

   Todo mundo é capaz de pensar em 3D, se colocar no lugar dos outros, testar soluções, analisar detalhes.
  Não estou pedindo para você ter Fé no que estou dizendo, peço para você raciocinar/meditar sobre os argumentos e fatos.

  Se eu lanço um questionamento e você diz que é assim porque é assim, eu que não sou capaz de entender... é tipo aquele jogo de futebol em que seu time perde e você diz que ele foi “campeão moral”.
  Embora eu ofereça respostas melhores e mais abrangentes que a sua eu estou errado pelo simples motivo de você estar sempre certo.
  Mesmo que suas respostas sejam ineficientes você é o campeão moral e isso é que conta.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  “No final tudo desmorona”, aconteceu com Nietzsche, acontecerá comigo e com você.


  Mas antes de desmoronar (morrer ou perder a sanidade mental) eu alcancei algo que jamais observei em Nietzsche, minha Filosofia tem uma organização a dele é caótica.
  Para entender o que estou escrevendo você tem que já ter lido vários grandes pensadores, perceba que você é capaz disso.
  Se você não leu lhe falta conhecimento, mas é um conhecimento facilmente acessível para qualquer um que tenha Internet ou more próximo a uma boa Biblioteca, não é um conhecimento que você tenha que invocar a presença do Espirito Santo de Deus, decorar um livro sagrado ou idolatrar um cientista ou filosofo.
  Mesmo que você não se interesse em ler grandes pensadores eu consigo te passar o conceito.
  Nietzsche é um filosofo da “destruição” ele apenas tira sua crença e não coloca nada no lugar a não ser um certo “super homem” que surgirá naturalmente no decorrer de nossa evolução, uma “geração índigo.”
  [Por favor, isso é bem mais complexo não dá para resumir o pensamento de Nietzsche em um breve texto.]

  Eu prefiro os Filósofos “construtivos” eles questionam sua ideologia, mas oferecem um pensamento estruturado para somar a ela ou substitui-la.
  Eu questiono suas crenças, mas te ofereço um viver com LÓGICA, não é algo que você poderá usar um dia distante ou ficar à espera de um milagre, você pode aplicar aqui e agora, começando a ler esse texto sem preconceitos, questionando seus dogmas.
  Vamos analisar um pensamento de Nietzsche, quem sabe fique mais claro:

  “O homem em seu orgulho criou Deus sua imagem e semelhança.”
[Nietzsche]
 
  Para qualquer crente Deus é um ser inatingível, nunca nenhum homem chegará perto de ser o que é Deus.
  Os deuses gregos até caberiam no pensamento de Niet, mas o Deus de Abraão e similares certamente não.
  Para Niet a crença em espíritos é fruto da ilusão e imaginação do homem, para eu a crença em espíritos é fruto da OBSERVAÇÃO do homem.
  Como a base da Filosofia de Niet é fraca tudo que se apoia nela fica comprometido.
  Você deve estar me achando um grande imbecil, quem sou eu para falar essas “abobrinhas” sobre a obra de Niet.
  Na Filosofia ocorre um fenômeno fascinante tem a ver com o Mundo dos Pensamentos.
  Pense nos planetas, a Terra não está apoiada em nada visível no entanto temos coisas maravilhosas aqui nesse planeta a vida se auto sustenta... assim é a Filosofia de Niet e muitos outros mesmo baseada em nada ela se auto sustenta, é baseada nela mesma.

  Isso é uma Filosofia muito Complexa, se for possível outra hora desenvolvo, agora preciso encerrar esse texto.

  Os Planetas são sustentados por uma força, não posso dizer que ela não existe só porque não consigo entende-la.
  “Milagres” acontecem não vou dizer que eles não existem só porque não consigo entende-los.

  Nietzsche julga os espiritualistas insanos, talvez ele esteja certo, mas como ele próprio diz:
  “E os que foram vistos dançando foram julgados insanos pelos que não conseguiam ouvir a música.” [Niet]

  Eu vi milagres e acredito neles, não tenho como fingir que não aconteceu, eu escuto essa música do espiritualismo, de algum lugar ela vem, algo a sustenta.

  Porque não entendo não posso simplesmente afirmar que não existe, por mais que meu companheiro de solidão me ache insano.


Anterior          <>        Próximo