sábado, 6 de outubro de 2012

Vida de Minhoca

Sorte é estar no lugar certo na hora certa.

  O que determina isso?
  Sei lá! O destino, o acaso, alguma proteção divina?
  Eu me considero uma pessoa que poderia ter alcançado o sucesso em inúmeras Empresas.
  Por minha capacidade de observação e adaptação sou muito eficiente em melhorar processos e quando era mais novo tinha o dom da liderança.
  Se eu lá nos 18, 20 anos tivesse entrado em uma Empresa próspera de certo chegaria a altos cargos.
  Na fábrica de óculos eu entrei com 19 anos, cheguei até onde podia chegar, de certo se a Empresa se tornasse grande e próspera eu teria um cargo de diretor com bom salário e grande poder de decisão.

  Perdi muito tempo na Empresa errada, mas como eu poderia adivinhar?
  Estava no lugar errado na hora errada.

  Se eu pudesse voltar no tempo me dedicaria a concursos públicos, na época que entrei na fábrica de óculos era bem mais fácil entrar no Governo, hoje poderia ser um alto funcionário de carreira em uma estatal pelo regime estatutário.
  Sei de pessoas que entraram no serviço de limpeza e hoje ganham muito mais que eu.

  Mas o tempo não para e não volta.
  Fiz a aposta errada e arco com as consequências.

  Hoje não tenho mais o dom da liderança
  Como isso pode acontecer?
  Não é que o dom não esteja mais aqui é que meu “cansaço” me impede de usá-lo.
  É como aquele grande jogador cujo corpo já não responde com a mesma eficiência os comandos mentais.

  Meu cansaço não é físico é “espiritual”.
  Em uma sequência “normal” de vida hoje eu seria ao menos um diretor com grande poder de mando.
  Como minha vida não teve a sequência esperada hoje em dia eu teria que me contentar com uma chefia intermediária isso significa ficar espremido entre a pressão dos subordinados e a pressão de quem manda de fato.
  Meu cansaço me impede de estar disposto para tantas “negociações”.

  Além do mais, o Universo não conspira a meu favor, não sou um escolhido.
  Lutar contra demônios é desgastante demais para mim, as coisas teimam em não sair como o planejado, o “imponderável” acontece acima de qualquer média matemática aceitável, isso acaba com minha auto confiança.

  Se para alguns apesar de seus erros as coisas acabam dando certo comigo é o contrário, apesar dos meus acertos as coisas acabam não dando o resultado esperado.
  Não é que dê tudo errado, mas algo que poderia atingir nível 9 não passar do nível 5... você começa a se questionar se valeu a pena o sacrifício.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Como uma minhoca ajuizada prefiro passar mais tempo dentro da toca, para que acordar mais cedo e facilitar a sorte do pássaro?

  Para atingir o nível 5 não há necessidade de trabalhar tanto, me esforçar tanto, me submeter a sacrifícios.
 Sei que mais cedo ou mais tarde serei devorado, “tudo desmorona no final”, mas não aqui não agora...amanhã talvez!
  Vivo um dia de cada vez, não conto com a sorte, se ela resolver aparecer...que entre e fique à vontade, não se fecha a porta para uma visita dessas.

  Estou onde a lógica conseguiu me trazer na minha condição de CRIATURA, na minha condição de minhoca.
  Só a sorte, o destino, o acaso, o milagre... podem me dar asas, me transformar em pássaro, isso não está no poder de minha vontade.
  Possivelmente eu nasci para ser criatura e jamais serei um escolhido, de qualquer forma vivo bem, minha vida de minhoca é satisfatória.



  Oras, vejam só! Uma águia acordou cedo e devorou o pobre pássaro... ninguém está totalmente seguro.


Anterior          <>        Próximo


11 comentários:

William Robson disse...

“Ou vai dizer que você consegue embasar sorte cientificamente? Não consegue.” [Daniel]
===========================
Que legal cara, seus comentários são muito provocativos!
Dá gosto de responder.

Eu consigo embasar a sorte cientificamente, fico te devendo mais esse texto.
Resumindo bem:
Tem gente que nunca ganha sorteio nenhum, no entanto quem não conhece pessoas que vivem ganhando coisas?
Eu preciso de um texto para demonstrar a IMPERMANÊNCIA, “nível da sorte”.
Mas “cientificamente” as pessoas matematicamente teriam chances iguais de ganhar qualquer sorteio, o raio da sorte cair varias vezes no mesmo lugar vai alem da simples coincidência sugere uma INTERFERÊNCIA.

William Robson disse...

“Estou nesse momento,tentando lembrar de uma mulher que se destaque na área de Exatas,não estou lembrando,mas deve ter algum nome.
Isso apesar das especulações de alguns pseudo-psiquiatras sobre nossa "ligeira incapacidade" para o tema.” [Nihil]
===========================
HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHAHAHHHAH!

Agora você marcou um tremendo “gol contra”.

Acabou dando razão aos psiquiatras.

“Mas deve ter alguma” foi ótimo...HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAAH!
.
.
.
.
.
.
.
.
.
..


Um forte abraço Nihil, não podia perder a piada...

William Robson disse...

O raio caindo duas vezes em tão curto espaço de tempo é FASCINANTE!

PASSEANDO

turbilhão 1.113,de tréplica, disse...

Eu ando meio desatualizada,sr.William.
Além do mais,um homem que trabalha no depto de física não sei das quantas,é um gênio,uma moça que faz o mesmo,é considerada uma chata.

A imagem que se passa,influencia no carisma,e isso afeta a fama que se tem,ou que não será mantida.
No momento,então,só me lembro da cientista Mayana Zats,que estuda as "células tronco".

tripitaka 654 disse...

texto principal

Recentemente,li um artigo na Superinteressante sobre a "sorte" que sugeriu que ela pode aumentar na medida da nossa extroversão,e caso não formos muito "suscetíveis"(ou melindrosos) com tudo o que acontece.
Discordei do assunto,mas há tempos estou desejando postá-lo aqui(tentarei fazer isso nos próximos dias).

Para mim,sempre foi assim,

_quando as coisas vão mal na vida particular,na financeira,elas vão bem.
E vice-versa.
Nunca soube o motivo dessa dessincronia.

Pode ser que quando não posso sair tanto,porque um parente está com algum problema,gasto menos.
Ou é outra coisa que acontece.

Eu costumo temer muito os imprevistos e viver me precavendo,porque não me sinto com "estrutura emotiva" para enfrentar problemas sérios.
Se eles acontecem,começo imediatamente a sentir dores,pior que tenho que ficar disfarçando,ou posso ouvir críticas das pessoas.

Todavia,consigo escapar do destino de alface,e o destino da alface,é virar comida numa mesa qualquer.

Ultimamente,ando sofrendo algumas "interferências ruinosas".
Atribuo isso ao período que os esotéricos dizem que irá se estender até 2.014,que é um tipo de período "apocalíptico".
Segundo eles,a história começou em 2.006,mas naquele tempo,eu não percebi nada.

Nunca como antes,eu tive a impressão de ver tantas "nuvens negras" no horizonte,mas tenho certeza que esse fenômeno será passageiro.
A pessoa esperta e de sentimentos estáveis,dá um jeito de "melhorar alguma coisa" mesmo dentro dessas histórias.
Ainda bem que não sou uma histérica.
Às vezes,na falta de algo melhor para fazer,o negócio é aguardar a tempestade passar.
Enquanto isso,vamos fazendo nossos "estoques",e pode ser que no fim,além do inevitável amadurecimento que teremos vivido,teremos algo que nem cogitávamos ter mesmo em "tempos áureos".
Isso porque muitas vezes,não tivemos alternativa,a não ser vivermos com disciplina.

Mais tarde,eu voltarei,e amanhã...hum...votaremos.
Oxalá,a sorte esteja conosco nessa parte.

°°°°°°°°°°°°°

Daniel disse...

ÍNDIOS

http://www.soucego.com/2012/09/menina-de-5-anos-e-mae-mais-jovem-do.html

William Robson disse...

RIO - Quem não gostaria de tirar uma soneca depois do almoço, onde quer que esteja? Os adeptos da sesta contam agora com um aliado para o momento de relax: é o “travesseiro-avestruz” (ostrich pillow, em inglês).[O Globo]
=====================
Muito legal, eu compraria, espero que vire moda.


NOTICIA

emaranhado 104... disse...

...no blog da Selma.

O sr.Hosaka dedica páginas e páginas para falar num simples "personagem alternativo".
Mas,quando começo a ficar enciumada,lembro que pelo menos o Adilson manifesta opiniões.
Há muito,sou apenas uma postante de imagens por lá.
Acabei me acostumando a não me expressar tanto,ali.
Pois meus assuntos normalmente,tem uma sequência melhor,é aqui mesmo.

Seria bom se o "povo" de lá me acompanhasse.
Acho que ele(incluindo o sr.Hosaka) faz justamente isso.
O texto bem humorado dele ficou um primor,a minha réplica,já não sei...

emaranhado 105 disse...

...ainda no blog da Selma.

Vejam meus acréscimos à "Natureza Viva- 70",postagem criada para listar uma coletânea de imagens que ainda enviarei por um tempo para lá.
(resolvi enfeitar aquele blog...h !h´!)

emaranhado 106 disse...

Lidos os dois artigos postados por vcs.

Hã...

...mas que invenção da hora,o embornalzinho de avestruz,agora já dá para andar de trem...

(kkkkk!...)

emaranhado 107... disse...

...de agradecimento.

Obrigada,sr.William,por ter atendido logo aquela minha sugestão para falar no "melodrama" das doenças em família,semanas atrás.
O sr.o fez,em três textos.

As coisas "vão chegando perto do lugar" agora,mas haverão uns meses pela frente,ainda.
O pior,todavia,aqui em casa,já passou.
Ela não teve nenhuma sequela.(falamos em sorte,mamãe a tem.)