segunda-feira, 30 de julho de 2018

NÃO ALIMENTAR ÓDIOS


😡 “William, o fato de alguns ateus terem cometido atrocidades não muda o fato de a igreja ter cometido.”
[Comentarista no G+]       

  A “igreja” hoje não faz mais isso.
  Muitos pensadores escrevem o obvio como se fosse uma grande novidade.
  De qual obvio estou falando?
  Da obviedade que a humanidade já foi bem mais “primitiva/selvagem” em todos os sentidos, em todas as CULTURAS.

 “CULTURA significa todo aquele complexo que inclui o conhecimento, a arte, AS CRENÇAS, a lei, a moral, os costumes e todos os hábitos e aptidões adquiridos pelo ser humano não somente em família, como também por fazer parte de uma sociedade da qual é membro.”

  Religião faz parte da cultura, NÃO É A CULTURA.

  Se cristãos eram mais selvagens no passado é meio obvio que tenham cometido atrocidades ... do ponto de vista de hoje.

  Um exemplo.
  Hoje quando falamos de japoneses vem a nossa mente um povo pacifico, com baixa criminalidade, que respeita fronteiras e a soberania de outros povos, um povo que “limpa arquibancadas” 😄

  Mas esse povo já teve uma CULTURA SELVAGEM.
  Pergunte para os coreanos como foi a invasão japonesa naquelas terras.
  O que falar da Yakuza.

  “A Yakuza, também conhecida como gokudō, são os membros de grupos de organização criminosa transnacional originários do Japão.”

  A professora de minha filha falou horrores sobre o satânico Estados Unidos ter lançado bombas atômicas no puro e santo povo japonês...

  Americanos selvagens, monstros.
  Japoneses maravilhosos, anjos que desceram do céu para nos iluminar hoje e sempre... acredite quem quiser....

  Conheça a verdade, que a verdade o liberte:

  “Os japoneses impuseram um regime de terror na península coreana.
   Milhares de pessoas foram jogadas em campos de trabalho forçado ou em fábricas, onde trabalhavam em condições análogas a escravidão.
   Foi imposto também uma série de leis que visavam suprimir a cultura coreana e iniciar um processo de assimilação forçada.
   A língua coreana, por exemplo, foi banida, a literatura e canções nacionais foram proibidas e, posteriormente, sob a lei Sōshi-kaimei, nomes de origem coreana foram barrados, com as famílias sendo obrigadas a darem aos seus filhos nomes de origem japonesa.”


  Hoje em dia é fácil criticar os aliados por terem lançado duas bombas atômicas.
  Com a visão que temos dos japonese hoje é fácil acreditar que teriam o bom senso de parar de lutar.
  Mas quem conhece HISTORIA sabe que japoneses são extremamente determinados, é uma das poucas culturas que inclusive religiosamente admite o suicídio como ato de honra.

  A professora disse a minha filha Ellen que as bombas foram lançadas apenas como teste!
  É, minha filha chegou em casa bufando de ódio dos americanos.
  A guerra já havia sido ganha com a derrota dos alemães, japoneses já tinham reconhecido a derrota, mas a bomba atômica ainda não havia sido testada e os aliados queriam saber como era, se funcionava...

  Mais uma vez, quem conhece história sabe que foram feitos vários testes com armamento nuclear.
  Einstein e outros cientistas ficaram inclusive receosos que com a primeira explosão ocorresse a destruição do planeta ou de uma boa parte.
  Será que a explosão se limitaria ao que havia no urânio?
  Ou atingiria outros átomos de outros elementos provocando uma reação em cadeia de longa duração?

  Muitos defendem que o lançamento das bombas seria dispensável, falam isso hoje, não estão vivendo o terror da guerra.

  Os que defendem o lançamento da bomba dizem que ela evitou a continuação de uma guerra sangrenta contra o Japão tendo como resultado a morte de muitos soldados e civis dos dois lados, principalmente do Japão que fatalmente seria derrotado.

  Minha posição diante disso?

  O passado passou, as bombas foram lançadas, a humanidade vai ter que conviver com isso.
  Façamos de tudo para que uma tragédia dessa não volte a ocorrer.

  Uma boa atitude é

   NÃO ALIMENTAR ÓDIOS.

  Espero que nossos professores entendam isso.
  Consegui pacificar a mente de minha filha, mas e todas as outras crianças ...

  




.



quarta-feira, 18 de julho de 2018

Eleição Sem Paixão

  “Quem quiser alguém perfeito para votar é melhor desde já desistir de validar seu voto.”
  [Texto Anterior]


  


  Um colega ficou indignado com o fato de eu estar (por enquanto) apoiando Geraldo Alckmin para Presidente.
  Me perguntou se eu era alienado, não sabia de todas as denúncias que pesam contra ele.
  O detalhe é que esse meu colega fala para quem quiser ouvir que vota no Lula...

   Então, antes de ficar irritadinho com essa meditação pesquise se não há  nenhum tipo de denúncia contra seu candidato.

  Não vai votar em ninguém?
  Tudo bem, mas entenda que inevitavelmente alguém será eleito.
  Por hora temos em ordem alfabética: Bolsonaro, Ciro Gomes, Geraldo, Marina, Haddad (?)
  Lula fora da prisão pode até acontecer, com nosso estranho  STF , mas ignorarmos a lei da ficha limpa que impede alguém de concorrer depois de condenado em segunda instância ... acho improvável.
  Se acontecer ... estamos pior do que eu esperava.😡
 
  Intervenção militar?
  Não vejo isso em nosso horizonte, mas não quer dizer nada.
  Esse tipo de coisa não manda aviso, acontece.
  Não  entendo porque  tantos brasileiros acreditam que nas Forças Armadas tem curso pra Santo!

   Minha aposta é que as eleições ocorrerão normalmente, sem intervenção militar ou participação de Lula.

  Diante do quadro de pré candidatos vejo uma saudável apatia no eleitorado, precisamos tirar vantagem disso.

  Toda eleição tem uma carga muito alta de paixão, não considero isso eficiente.
  Temos que tirar da nossa cultura essa crença em um salvador da pátria.

  O mais próximo de despertar paixões é Jair Bolsonaro, mas convenhamos que com cerca de 16% de intenção de voto não é algo muito considerável.
  A Marina gira sempre em torno disso é  outra que não desperta paixões pelo seu próprio jeito de ser.

  E Lula?
  Se ele concorresse provocaria uma polarização nefasta.
  Sem dúvida tem seus seguidores fiéis o que obrigaria muitos eleitores ao voto anti Lula.
  O importante não seria o debate de idéias e sim derrotar Lula.
  Tendo como base o que observo na Internet e no cotidiano o anti Lula venceria o pró Lula.
  Para cada um que elogia o Lula, tem pelo menos 2 que estão profundamente decepcionados com ele.

  A parte nefasta é que a eleição que poderia ser palco de grande aprendizado sobre nossos problemas estruturais e proposta de soluções se transformaria em "guerra de torcidas". (Mais uma vez 😩)

  Sem paixão teremos debates mais adultos.

  Não basta o candidato dizer o que quer fazer, mas como vai fazer, de onde sairá o dinheiro.
  Vejo a maioria valorizando muito debates "comportamentais".
  "Maconha, homossexualidade, aborto, pena de morte, porte de armas ..."
  Esses temas são menores diante do nosso gigantesco rombo fiscal.

  Casa que falta pão todo mundo fala e ninguém tem razão.


  "Direitos" não é uma palavra mágica que faz dinheiro surgir do nada.
  Vi a Ministra Carmem Lucia intervir em uma regulamentação sobre planos de saúde com coparticipação.
  Não vou entrar no mérito da questão (precisaria de um texto para isso).
  Mas a justificativa da Ministra é uma aberração.

  👩"Saúde não é negócio"

  Caraca, para eu tudo que envolve custo ou troca é "negócio".
  Trabalho na área da saúde, até tem um ou outro voluntario tipo "Hospitalhaços", mas para maioria é o "ganha pão", experimenta atrasar os salários pra ver...

  Pela visão romântica/populista da Carmem Lucia "justiça" também não é negócio, é um "direito fundamental" do cidadão.
  Porque Ministros do Supremo querem ganhar tão bem e ter tantas mordomias!?
  Na área da Saúde a ministra não quer que uma empresa possa cobrar até 40% de coparticipação nas consultas ... não entendo porque!
  A empresa faz uma proposta comercial, se é do seu interesse aceite.
  Se não acha vantajoso não aceite.
  A isso damos o nome de "Livre Comércio".

  Vejam o caso do judiciário brasileiro.
  Justiça é um direito do cidadão, mas quantos já tiveram que contratar um advogado particular para defender uma causa?
  Eu já tive.
  Paguei Mil reais para o advogado dar inicio ao processo e mais 30% do valor da causa (caso eu ganhasse).
  Foi vantajoso?
  Recuperei algum dinheiro, se dependesse do Estado ... provavelmente meu prejuízo seria total.

  Mas vamos concluir essa meditação, esse foi só um exemplo bem atual de decisão passional/cultural.
  A Carmem Lucia naturalmente faz parte do nosso povo e compartilha nossas tradições culturais de Estado paizão provedor de tudo...


  Outra coisa importante a considerarmos para o futuro:

  Com a Internet tão difundida em nosso país nada mais será como antes.

  Marina, Ciro, Haddad, Geraldo,  Bolsonaro ... estarão sujeitos a uma vigilância da população como nunca antes vista.
  Vimos Michel Temer quase cair depois daquele encontro espúrio com Joesley.
  Ele só não caiu porque precisávamos muito levar esse governo de transição até o fim para não desestabilizar ainda mais o Brasil.
  De qualquer forma a falcatrua NÃO foi adiante.

  Quero dizer que qualquer que for o eleito será meio que obrigado a ser o mais honesto possível.
  Qualquer deslize ético terá que dar muitas explicações.
  Lula e Eduardo Cunha presos são prova inconteste de novos tempos.

  A grande vantagem de eleger alguém sem estarmos apaixonados pelo eleito é que o trataremos como um funcionário não como um ídolo.

  Nas próximas eleições não procure a paixão, o encantamento , o salvador da pátria.

  Vamos escolher um bom funcionário.

  Cada um de nós vai buscar ser um cidadão melhor e esperamos que o presidente eleito faça o mesmo.
  Senão ele se arrependerá amargamente, será apagado da vida publica e se cometer algum crime, PRESO.

  Temos mais uma vez a oportunidade de colocar nosso país no rumo do desenvolvimento sustentável, sem o populismo barato que sempre custa tão caro.

  Eleição sem paixão, eu góstio muintio! 😆


  Viva o bom senso, a RAZÃO!

    Comentários

.


terça-feira, 10 de julho de 2018

Senado SP 2018


  Nesse ano cada Estado terá direito a eleger dois senadores.

   Analisando os pré candidatos uma de minhas escolhidas é Joice Hasselmann.
  Fui alertado que ela foi denunciada por plagiar reportagens em seu blog. 
  Pesquisei, me parece verdade.
  Desisti de votar nela?
  “Ainda” não.
  Não sabia dessa informação, evidente que me chateou.
  Acontece que:

   Quem quiser alguém perfeito para votar é melhor desde já desistir de validar seu voto.

  Nem acompanhe o noticiário de política, vai só perder tempo.
  Para outros que NÃO pretendem se alienar...
 
  Joice é bem articulada, tem bastante conhecimento, defende coisas que eu também defendo.
  Meu outro voto para senadora vai para Marta Suplicy, estou a par de certas denúncias, mas ela está bem colocada nas pesquisas tem mais chances de tirar Eduardo Suplicy ou Datena que lideram a corrida.

  Porque estou escrevendo isso?

  Essa vai ser a tônica dessas eleições para quem “tem bom senso.”
  (Entenda nesse texto como NÃO querer intervenção militar nem a anarquia/destruição dos 3 poderes)

  A maioria quer uma revolução com muitos nomes novos, mas se o candidato é pouco conhecido fica difícil ser vitorioso.
  Vejam o caso da Presidência, gosto do João Amoêdo [Não quer dizer que concordo 100% com ele] é dificílimo um quase desconhecido ser alçado a presidente.
  Se fosse alguém famoso até podia ser, exemplo Sérgio Moro que virou celebridade.



  Sessão fala que eu te escuto 😄
(Escreve que eu leio; pergunte que eu respondo)
__________________
👨 “Há muita coisa que não enxergamos como o ar, o vento, o WiFi, a rede móvel, mas com o equipamento adequado podemos demonstrar a sua existência.
  Precisamos trabalhar muito para criar um medidor de sem vergonhice para escolher melhor os 500 deputados e senadores.”
[Frank Hosaka]
_____________________

  Não precisamos de tanto.
  Todo mundo é inocente até prova ao contrário.
  Você vota em alguém que lhe parece eficiente, acompanha o  trabalho.
  Se não foi do seu agrado depois de 4 anos vote em outro.
  Se tirarmos o foro privilegiado o eleito pode sair bem antes se cometer algum crime/contravenção.
  

  Já votei em Eduardo Suplicy.
  Não gostei do trabalho dele e não voto mais.
  Por enquanto voto na Marta Suplicy porque ela é a que está mais próxima de Datena e Eduardo.
  Prefiro a Marta do que qualquer um desses dois.
  Meu segundo voto para o senado vai para Joice Hasselmann


  Espero que ela cresça nas pesquisas.
  A Marta é meu voto útil.
  A Joice é alguém que realmente quero no Senado.
  Se seu trabalho não for bom ... não voto mais nela.

Índices de intenção de voto do Ibope para senadores:

José Luiz Datena (DEM): 33%

Eduardo Suplicy (PT): 32%

Marta Suplicy (MDB): 25%

Marco Feliciano (PSC): 14%

Aloysio Nunes (PSDB): 11%

José Aníbal (PSDB): 6%

Jilmar Tatto (PT): 4%

Brancos e nulos 46%

Não sabem ou não responderam: 11%



 Noticia Urgente:

 “O apresentador José Luiz Datena, surpreendeu o público com sua entrada surpresa no Programa Brasil Urgente. Datena, anunciou ao vivo que estaria desistindo de concorrer ao Senado Federal nestas eleições.”


 Datena ganha 700mil por Mês.
 Senador ganha 33 mil.
 Mesmo com todas as mordomias ele ainda iria ficar com grande prejuízo.

  





.


21/08/2018:  Estou sem candidato ao Senado por SP.
  Vou analisar MAJOR OLÍMPIO e MAURREN MAGGI.
  A princípio me parecem os nomes mais aceitáveis.


a)“A Senadora Marta Suplicy avisou dirigentes partidários do MDB que pode não ser candidata à reeleição.
 Seu comparecimento na convenção do partido, que ocorre nesse sábado e vai confirmar Paulo Skaf como candidato ao governo do estado, não é esperado.
 Para o Legislativo federal, uma vaga será da presidente do MDB Afro, a psicóloga Maria Aparecida Pinto, conhecida como Cidinha.
  Ao MDB, ela alegou “foro pessoal” para justificar a indecisão.”




b)No levantamento do Paraná Pesquisas, Major Olímpio apareceu com 13% de intenções de voto, muito na frente de Joice Hasselmann com 3,8% para o Senado.