terça-feira, 7 de agosto de 2018

Big Bang


“Contrariando tudo que conhecemos sobre explosões a Lua gira em torno da Terra e em dado momento ela vem na direção contraria a força original que a expeliu!
  Quero dizer que a Lua ao circular a Terra vai contra tudo que entendemos que possa ocorrer em uma explosão.”


  Adquira conhecimento:

  Big Bang (ou “Grande Explosão”) é uma teoria científica que tenta explicar a origem do universo a partir da sua contínua expansão, que cria um distanciamento cada vez maior entre as galáxias.
 Estima-se que o Big Bang tenha acontecido há aproximadamente 14 bilhões de anos, data em que o universo teria começado a se expandir e a criar os primeiros elementos essenciais para a vida.
 Acredita-se que o tempo e o espaço, assim como outras grandezas como a força gravitacional e o eletromagnetismo, também surgiram a partir do Big Bang.
 De acordo com a teoria, o universo era extremamente quente e denso.
 Com a densidade comprimida em apenas um determinado ponto, houve um colapso e, por consequência, uma grande libertação de energia.
  Este momento é conhecido como o “Big Bang”.


   Me parece que a dinâmica atômica explica muito mais o que vemos no Universo com nossos super telescópios que a teoria do Big Bang.

  Inclusive essa teoria passou por uma atualização, não se fala mais em grande explosão e sim em grande inflação.
  De repente toda matéria começou a "inchar" como se soprassem um grande balão.
  Entretanto mesmo isso não explica a dinâmica dos movimentos estelares.

  No átomo temos um núcleo formado por nêutrons/prótons e elétrons girando ao redor desse núcleo.
  Conhecemos atualmente 92 tipos de átomos naturais "aqui na Terra".
  Esse movimentos atômico não é fruto de nenhuma explosão.

 Imagine agora que o Sol seja como o núcleo de uma átomo e os planetas a sua volta sejam elétrons.
 Cometas são elétrons que "fogem" se chocando com outros planetas ou viajando pelo cosmos.

  Sabia que na estrutura atômica os elétrons também escapam do núcleo?
  Graças a isso produzimos "eletricidade", sim, o "eletr" vem de elétron e "icidade" se refere a movimento.
  Forçamos os elétrons a se moverem, essa é a essência do que chamamos "corrente elétrica"


 Pela própria dinâmica do Universo grandes explosões acontecem a todo momento, mas são conseqüências, efeitos colaterais de planetas, estrelas, galaxias se chocando.
 Quero dizer que pode ter havido vários "big bangs", nas mais diferentes intensidades e eles são efeito não causa.
  Quero dizer que um grande choque, pode ter gerado nosso universo observável o que não quer dizer necessariamente que não havia nada antes alem de toda matéria concentrada em algo "do tamanho da cabeça de um alfinete".
 (Outra coisa que aprendemos na escola, é repetido a exaustão nos livros e temos como a mais absoluta e inquestionável verdade.)

  Humm ... mas não vamos complicar ainda mais essa meditação.
  Meu objetivo não é dar respostas, mas semear duvidas que nos levem a melhores teorias do que as que temos hoje.

  A dinâmica atômica explica muito mais os movimentos de orbita, rotação, translação, choques, explosões, produção de luz, calor...
  O problema é que:

    Não conseguimos explicar satisfatoriamente como os átomos funcionam.

  Quais são as forças envolvidas alem das vagas forças centrifugas e centrípetas?
  É algo como dizer que um carro usa combustível sem sabermos definir que tipo de combustível é esse, observamos que o carro se move, mas não temos a menor noção da duração deste combustível ou sua composição.

   A loucura sempre está em meu encalço, esse lado que tanto escondo de todos ... por um breve momento deixarei aparecer...

 Imagine só mais esta situação: 
 Houve a fusão/interação do espermatozoide com o ovulo, a reação em cadeia produziu VOCÊ.
 Você foi expandindo até não caber mais na barriga de sua mãe, nasce.
 Cresce até os 18.
 Fica estabilizado até os 30.
 Radicais Livres ("elétrons que escapam") vão desestabilizando seu corpo (sistema), suas células vão se deteriorando até "explodirem" (falência múltipla dos órgãos)
  Mas o fim desse sistema, não é exatamente o fim.
  Se seu corpo for deixado ao ar livre será devorado por outros seres vivos ... fungos, bactérias, comedores de carniça...
  Se for enterrado, será decomposto pela terra, vai ser devorado pela "vegetação" mais próxima.
  Em síntese, os átomos que ti formaram comporão "outro sistema" vegetal ou animal.

  Para uma bactéria que vive em seu corpo, você é o Universo dela, ela nem imagina que fora dali exista outros corpos, outros “universos”.
  Sua morte poder ser o fim dessa bactéria ou simplesmente ela será "automaticamente" transportada para outro universo sem nem ao menos perceber isso. 
  
 Pense em um vírus da gripe que através de um espirro saia do seu corpo e entre no meu.
 Esse vírus seguirá sua vida normalmente sem nem ao menos perceber que “mudou de universo”.

 Temos uma visão/percepção tridimensional, não conseguimos enxergar um universo quadridimencional mesmo que ele exista.

 Um vírus é tão pequeno, sua visão alcança um ponto, ele não tem como enxergar um sujeito tridimensional como eu ou você e de certo sabemos que existimos.

  O tempo não existe no Universo tridimensional, mas este “não existir” o que significa?
  Significa que vivemos sempre o tempo presente. 
  No caso do tempo somos como os vírus,só enxergamos o ponto que estamos.

   Logo, para enxergarmos outros Universos, outros Big Bangs, (caso eles existam), um caminho seria desenvolver algum equipamento que nos permitisse enxergar em 4D ... entender melhor o funcionamento dos átomos ... a ilustre e desconhecida física quântica.

   Talvez com a morte biológica nossa mente atinja naturalmente esta característica de enxergar em 4D e se deslocar no Tempo, mas são só brechas que se abriram no Abismo, só sei que nada sei.

 O dia que compreendermos estas forças e manipula-las estaremos muito perto de sermos quase deuses, imperfeitos, mas com grande poder.

 Se existir seres "espirituais" (quadridimensionais) que interferem em nossa forma de vida nada obriga que eles sejam perfeitos, oniscientes, onipresentes, mas de certo devem ter grande poder ... de entender muito bem o funcionamento de um átomo...


Enquanto você
Se esforça pra ser
Um sujeito normal
E fazer tudo igual
Eu do meu lado
Aprendendo a ser louco
Um maluco total
Na loucura real

Controlando
A minha maluquez
Misturada
Com minha lucidez
Vou ficar
Ficar com certeza
Maluco beleza
Eu vou ficar
Ficar com certeza
Maluco beleza


E esse caminho Que eu mesmo escolhi É tão fácil seguir Por não ter onde ir.

Não sei se escolhi, nem é fácil seguir, mas não tenho para onde ir...
Toda vida é uma missão secreta.




.

quinta-feira, 2 de agosto de 2018

Pintão no Meio da Coxa

😡 "O cidadão vive da casa para o trabalho do trabalho pra casa, mais 4 horas de transporte público vai filosofar que hora?"
[Comentarista chorão no Face 😊 ]

  Vejo a Filosofia como uma capacidade natural da nossa mente.
  Todos filosofamos, é algo  como andar de bicicleta, nosso corpo tem essa habilidade natural, evidente que sempre tem os mais habilidosos e menos habilidosos.
  Alguém pode nunca ter andado de bicicleta porque não quis, mas se quisesse aprenderia.

  Com a Filosofia é a mesma coisa.

    Filosofia no seu conceito mais básico é "amor a sabedoria".

a) Meditar de maneira a estabelecer prioridades, para isso é fundamental "conhecer a si mesmo".

b) Agir de forma a conseguir o resultado mais satisfatório possível.

  Se não se interessa em buscar sabedoria não é o fim do mundo, mas a habilidade está aí,  você usa se quiser.
  A "correria da vida moderna" não é nenhum impedimento, aliás se você filosofasse mais a correia nem seria tanta.
  Eu filosófo (busco sabedoria ) em qualquer lugar em qualquer hora.
  Gosto da filosofia de resultados, pragmáticaaquela que efetivamente muda a vida da gente.
  Vamos a um exemplo bastante ilustrativo.

  Estabelecer prioridades.

  Hoje minha prioridade é cuidar da minha esposa e filhas.
  Ninguém me obrigou a casar, já que casei é sábio fazer que essa situação seja satisfatória.


  “Com qualquer mulher posso ter uma aventura, mas com minha esposa eu tenho uma HISTÓRIA.”

  
  Saindo da adolescência minhas prioridades eram outras, uma delas era conseguir companhia feminina ... algo natural para idade.
  Porém eu era  muito ruim com as moças, minha grande timidez complicava as coisas. 
  Comecei a filosofar/meditar sobre isso, buscar sabedoria.
  Em qualquer hora ou lugar era possível observar propostas e teorias.
  Para essa meditação vou falar de algo que vem bem a calhar, para perceberem que não precisamos nos isolar, entrar em frequência alfa para filosofar.

  Estava assistindo os trapalhões naquelas esquetes clássicas que eles tentam conquistar uma bela moça.
  O Didi faz um gracejo para moça,  ela ri e ele diz.

  
-Se riu é meio caminho andado psit!

  Eu filosofei, será?
  O mais difícil de chegar nas moças era quebrar o gelo.
  Ser sexy sem ser vulgar.
  Comecei a bolar frases engraçadas que surpreendesse as moças sem ofender, se elas rissem ... era meio caminho andado psit 😆
   Criei muitas frases para as mais variadas situações, a maioria esqueci, mas tem algumas inesquecíveis.
  Aqui vou escrever apenas para fins "didáticos" então parecerão grosseiras, mas entenda que eu criava um clima, as frases eram o "fatality".




 1 - Na minha fase de solteiro um dos maiores fenômenos musicais foi Michael Jackson.
  Como sou "escurinho" depois de alguma conversa sobre o cantor o fatality era:

  Vamos fazer um Maicojéquinho?

  Essa nunca falhou em fazer a moça rir.




2 - Se o papo era (digamos) esotérico eu tinha um fatality ótimo.
  Perguntava a moça sobre superstições como passar de baixo de escada, amuletos, horóscopo, até chegar ao fatality:

  Você teria algum problema em "cruzar com um gato preto"...

 😆 Que sacanagem.


3 - Por último uma bem ousada, que também nunca falhou.
  Para essa eu precisava estar de shorts.
  Conversa vai, conversa vem quando surgia a oportunidade eu perguntava:

  Quer ver um pintão no meio da minha coxa?





  A moça respirava fundo, arregalava os olhos e quando ia me xingar eu apontava uma pinta que tenho na coxa.

😆

  A vida é interessante, quando eu dominei a "arte" de conseguir companhia feminina, isso começou a me entediar, mais que isso...
  Algumas moças me desejavam tanto, começou a me doer profundamente não levar um relacionamento a sério.
  Em alguns casos comecei a me sentir um "monstro" em não corresponder a altura tanto "amor" que recebia.
  Meditando bastante cheguei a dedução que era melhor mudar de fase, era sábio buscar um relacionamento sério.
  Com essa nova diretriz, minha esposa apareceu e o resto é historia...

▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Com minhas frases e grande conhecimento sobre uma infinidade de assuntos minha vida de solteiro foi satisfatória.

  Dessa fase ainda me sobrou uma característica no linguajar que não consegui apagar completamente ... não achei necessário.
  (Também "culpa" dos trapalhões.)

  Certas vez o Didi viu uma moça muito bonita.
  Ela queria pedir uma informação a ele.
  Ao ver aquele monumento ele disse?
  Fala tes ... ouro!
  Eu ri demais.
  Todo mundo percebeu que ele iria falar tesão.
  Mas a disfarçada foi uma tirada de mestre.
  Só sei que eu viciei em chamar colegas mulheres de tesouro, vem  naturalmente, faz tempo que é sem nenhuma malícia.

  Mantenho porque ... ameniza meu jeito um tanto "androide".
  Depois de meditar bastante percebi que ser "robótico" atrapalhava meu convívio social. 

  Os colegas homens são companheiros.
  O Didi falava "campanhero".

  Nessa "longa estrada da vida" cheia de "encontros e despedidas" e de tanta Filosofia ... "não aprendi dizer adeus."
  
       Vida longa e próspera a todas "as tesouros" e "companheiros" que fizeram e fazem parte minha vida.

Mande notícias
Do mundo de lá
Diz quem fica
Me dê um abraço
Venha me apertar
Tô chegando...

Coisa que gosto é poder partir
Sem ter planos
Melhor ainda é poder voltar
Quando quero...

Todos os dias é um vai-e-vem
A vida se repete na estação
Tem gente que chega prá ficar
Tem gente que vai
Prá nunca mais...

Tem gente que vem e quer voltar
Tem gente que vai, quer ficar
Tem gente que veio só olhar
Tem gente a sorrir e a chorar
E assim chegar e partir...

São só dois lados
Da mesma viagem
O trem que chega
É o mesmo trem
Da partida...

A hora do encontro
É também, despedida
A plataforma dessa estação
É a vida






.