sexta-feira, 30 de março de 2012

POLITIKOS

  “O homem sábio não deve abster-se de participar no governo do Estado, pois é um delito renunciar a ser útil aos necessitados e uma covardia ceder o passo aos indignos.”
[Epíteto]

  No Brasil a esmagadora maioria detesta política.

  Sou uma aberração também nisso 😊 eu gosto de política considero uma das coisas mais importantes da vida em sociedade.
  Conheço até a origem da palavra.

  “Pólis” é o mesmo que cidade.
  “Politiko” é o mesmo que cidadão, pessoa nascida na Pólis.

   Metrópole = “méter” + pólis
   (Méter = mãe e pólis = cidade.)
   Metrópole = cidade mãe/grande cidade.

   Esses termos foram as sementes do que chamamos hoje de ESTADO.

   Se eu tivesse alguma oportunidade de exercer um cargo político tentaria honrar essa nobre arte.
   Se você é conhecido, acredita que pode ser bem votado e tem vontade de melhorar a comunidade que vive ... ao invés de ficar reclamando deveria se candidatar e tentar fazer a diferença “positiva”.
   De gente indigna eleita já estamos cheios.

  Vamos falar da maravilhosa arte que é a POLÍTICA, vem comigo!

  Durante uma das inúmeras greve de professores foi postado no Face  a foto de um garoto com cartaz pedindo que o Governador acertasse com os professores porque a mãe dele não tinha dinheiro para pagar escola particular.
(No momento não dei importância a imagem, não salvei a foto)

 a) Por que igual o pequeno garoto (ou quem escreveu o cartaz para ele) temos essa ilusão que o Governador tem algum dinheiro?

b) Por que temos essa certeza que se o Governador não dá aumento a uma categoria é apenas por falta de vontade, incompetência ou até desvio de dinheiro para seu próprio bolso?

  Meditemos sobre essas duas questões.

  Se o Governador decidisse hoje dar 100% de aumento a todos os professores, o que você acharia disso?

  Pelo que observo a maioria reagiria assim:

  “Maravilhoso, os professores merecem, até que enfim um bom Governador, agora só falta dar 100% para os funcionários da saúde e segurança pública.”
  “Viva o Governador!”

  Vou contar uma coisa para vocês.
  Quem paga todos os salários e benefícios dos funcionários públicos é o dinheiro dos impostos.
  O dinheiro não sai da conta corrente do governador.
  Pense no governador como um sindico que elegemos a cada 4 anos.
 
  Vamos pensar pequeno.

  Imagine que no condomínio onde mora trabalhem 10 funcionários.
  Eles pediram e o zelador deu aumento de 20% a todos.
  É evidente que o dinheiro não sairá do bolso do zelador.
  A não ser que o condomínio tenha uma grande folga financeira ... inevitavelmente a taxa condominial será aumentada para todos.

  A cidade, estado, país nada mais são que condomínios gigantescos.

  Os gastos são do tamanho dos produtos e serviços que o condômino quer que o condomínio disponibilize.
  Se as contas estão no vermelho as alternativas são poucas, não precisa ser PHD em economia ou administração para entender.

 Aumentar taxas, contribuições, impostos para cobrir as despesas.

 Recorrer a empréstimos bancários, vai se endividando até quando for possível.

 Adéquar o que gasta ao que recebe.

  Quando for votar para Governador pense na figura de um zelador.
  Escolha alguém que você acredite que será um bom administrador do dinheiro dos impostos. 
  
  Antes de festejar o Governador maravilhoso que sai por aí dando aumentos de 100% para todo mundo, procure saber se há dinheiro para isso.
  Sim, porque a única intenção do Governador pode ser se candidatar a Presidência e por isso faz uma gestão populista, o futuro financeiro do Estado que exploda no colo do próximo governador.😟

  Assim de administração em administração os Estados vão ficando endividados, com a benção do povo que vota por paixão e não com a razão.

 "Meu povo e minha pova" ... não somos mais crianças.
  Temos que nos interessar pelas finanças do Estado, fiscalizar como o dinheiro dos nossos impostos são gastos.
  Não é o Governador que paga os salários dos professores, ele só assina a papelada, ele só está lá porque NÓS colocamos ele lá, para cuidar do nosso dinheiro, dos nossos interesses, em nenhum momento demos o Estado para um "politico".

  Quem acerta com os professores é toda sociedade, somos nós que decidimos quanto estamos dispostos ou podemos pagar.

  Se você prefere gastar dinheiro com Copa, Olimpíadas, Trem Bala, Comissão da Verdade, elegendo políticos que você já sabe que são corruptos ou não tem competência para o cargo... explique isso para o garotinho que segura o cartaz porque eu NÃO CONSIGO!

  Lula e Dilma são populares, foram legitimamente eleitos, esta sendo feita a vontade do nosso povo.

    Democracia é o governo da maioria respeitando a minoria.
   Se a maioria detesta política “por tradição” é difícil eleger bons políticos.
  Mesmo que tenha uma minoria mais consciente ela será sufocada pela irresponsabilidade da maioria.

  Essa lógica entra em sua mente?




  

  Outro termo "detestado por tradição" é "burguesia".
  Repense



Comentários

.

sábado, 24 de março de 2012

O Galardão

  “É impossível para um homem aprender aquilo que ele acha que já sabe.”
[Epíteto]


  Dá mesma forma é impossível um homem aprender aquilo que ele acha que não tem condições de entender.
  Nesse caso nem pensa sobre a questão.
  Vemos muito isso com relação ao uso de smartphones por parte de idosos (Só um exemplo).
  Claro que há ferramentas complexas, eu não conheço todos os recursos do meu celular.
  Mas Enviar mensagens é fácil, de certo qualquer um em gozo de suas faculdades mentais consegue fazer e é muito útil, porem o idoso se recusa até olhar para o aparelho...

  O mesmo serve para "livros clássicos" de filosofia, nem tudo é de entendimento complexo, porem se a pessoa nem inicia a ler é impossível entender alguma coisa, ela fica dependendo do que falam sobre a obra, fica dependendo da interpretação de outros.

 Observo muito isso com relação a Bíblia.
 Para quem não tem o habito da leitura há coisas ali difíceis de entender  os tempos verbais não são usuais.
 Muitos leem a Bíblia como uma especie de culto, não refletem sobre o que esta escrito, acreditam que o simples ato de passar os olhos pelo que esta escrito já é agradável a Deus.
  O simples fato de deixar a Bíblia aberta em algum lugar da casa já enche o lugar de alguma proteção divina...

  Estava debatendo no Blog Sombra do Onipotente e fui lembrado que cada um receberá seu galardão de acordo com sua Fé ou obra.
  Lá não deu para prosseguir o debate porque a proprietária do Blog disse a frase magica que quase sempre me faz desistir de debater com qualquer crente.

 👩 “Nossa inteligência não tem capacidade para entender os mistérios de Deus.”

  Enquanto o crente vai conseguindo defender o que esta escrito no livro sagrado, nem que seja dando uma “ajeitadinha”, ele fala e escreve com aquele ar professoral.
  Quando já não consegue mais defender o que esta escrito no livro nos convida a parar de pensar junto com ele.
  É o que escrevi lá no alto do texto.


  É impossível aprendermos aquilo que acreditamos não termos capacidade de entender.

  Isso de parar de pensar por si só já é ruim, mas fica pior quando é pedido que esqueçamos até as conclusões que já havíamos chegado, passar uma borracha, apagar tudo.

  Veja o que é dito sobre galardão, separei só 3 versículos, leia ... não recite como se fosse um poema.

    “O que planta e o que rega são um; mas cada um receberá o seu galardão segundo o seu trabalho.”
[1 Cor 3:8]

  “Quem recebe um profeta em qualidade de profeta, receberá galardão de profeta; e quem recebe um justo na qualidade de justo, receberá galardão de justo.”
[Mateus 10:41]

 “Guardai-vos de fazer a vossa esmola diante dos homens, para serdes vistos por eles; aliás, não tereis galardão junto de vosso Pai, que está nos céus.”
[Mateus 6:1]

   GALARDÃO significa recompensa.
  A Bíblia fala sobre recompensas para cada pessoa, de acordo com o que fez.
  Galardão não pode ser confundido com SALVAÇÃO, que é pela fé, não é merecida por obras.

   Percebam que tudo esta muito claro embora os versículos estejam escritos de maneira muito "empolada".
  A salvação é uma coisa, você não vai para o inferno, vai para o céu.
  Chegando no "Céu" os crentes serão separados segundo suas obras de acordo com o julgamento de Deus.
  O texto deixa claro que haverá uma diferenciação entre as pessoas, é facilmente entendível, não é um "mistério de Deus".

  Se cada um recebe no Céu benefícios segundo suas obras então é óbvio que alguns se encontrarão em situação melhor, não há porque passar a borracha nessa conclusão.

  A partir dessa conclusão podemos caminhar por muitas brechas, vou seguir pela primeira que vem em minha mente...

  Lembrei de um texto muito antigo onde eu dizia que para o Comunismo dar certo as pessoas não poderiam ser muito diferentes na capacidade de fazer coisas e sentir.
  Todos deveríamos ser caridosos e fraternos em uma medida muito próxima.
  Todos deveríamos ter uma consciência social muito desenvolvida, todos deveriam serem capazes de aprender bem qualquer profissão que a sociedade precisasse.
  Quero dizer que com estudo e dedicação eu poderia ser um médico, engenheiro, advogado, padeiro.... fazer tudo com igual qualidade.
  Isto é baseado no “materialismo dialético” de Marx onde o homem é fruto do meio social em que vive e pode ser moldado por ele. 
  O respeito a justiça, o respeito a vida, a honestidade deveria ser “comum a todos.”
  Para o Comunismo funcionar uma grande evolução espiritual ou mental (como preferirem) deve acontecer aos habitantes de um país ou região.
  Todos devem ser iguais ou muito próximos no "bom caráter".
  Não tendo essa fraternidade em comum fica muito difícil o Comunismo dar certo, sempre um grupo (O partidão) acumulará privilégios ditatoriais.
  Aqui na Terra, todos indivíduos de um país nascerem bons e permanecerem assim, vivendo em função do bem da coletividade ... acho muito difícil para não dizer impossível.

  Antes de ler sobre o galardão eu teorizava que no "céu cristão" o Comunismo seria possível.
  Nascemos desiguais aqui na Terra e naturalmente fazemos opções desiguais.
  Mas com o "plano da salvação" os melhores seriam selecionados chegando no céu só a nata da "evolução moral/ética".

  Lá no Céu, depois de seleção rigorosa só chegariam excelentes almas, logo no céu o Comunismo seria possível, até porque o Líder Supremo seria o bom e perfeito Deus.

  Na Terra só é possível funcionar o Capitalismo devido a diversidade de personalidades e governantes imperfeitos.
  
  Com essa "história bíblica" do galardão entendo que no Céu não seremos todos iguais, estaremos divididos por classes, logo, o Comunismo não é possível nem no céu!!!

  Karl Marx deve estar se revirando na cova 😆😆








.

sexta-feira, 23 de março de 2012

Crença X Medo da Morte

  “Sapiens não inventaram a existência de espíritos, foram os primeiros inteligentes o bastante para os perceberem.”
[William Robson]


  “Se um milagre nos desse a vida eterna a civilização tal qual a conhecemos estaria irremediavelmente destruída.
   Grande parte do que fazemos é com base na esperança de vencer a morte.
   O que faríamos se não fosse mais preciso rezar, criar arte nem fazer pesquisas cientifica?”
 [Sthepen Cave / Veja]


  Caraca, se fossemos eternos nossa civilização seria diferente?
  Se o cara não fala... 😊
  Mas vamos aceitar essa provocação mental.

  Porque deixaríamos de criar arte ou fazer pesquisas cientificas?
  Com o fim da morte não iríamos mais apreciar uma bela pintura ou não desenvolveríamos maquinas para tornar a vida mais fácil!?

   Vamos fazer o caminho inverso do pensamento proposto.

   Se você tivesse nesse momento absoluta certeza que a morte é o fim, somos  apenas organismos biológicos; espíritos e suas extensões não existem.
   O que mudaria em sua vida?

   (Pense um pouco sobre isso antes de prosseguir o texto.)



.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.

  Se você hoje se tornasse completamente ateu.

  Seu medo da morte deixaria de existir?
  Aposto que não, como qualquer outro animal queremos nos manter vivos.

  Você desejaria morrer?
  A depressão em muitos humanos não deixaria de ocorrer, mas no geral, gozando de boa saúde, não faz sentido se desesperar e reduzir ainda mais seu tempo de vida.
  Nosso instinto de sobrevivência continuaria imperativo.

  Deixaria de gostar dos colegas?
  Não vejo nenhum motivo para isso.

  Sairia por aí matando e roubando?
  Se você não tem a índole de fazer mal as pessoas acredito que iria respeitar a vida e trabalhar como faz hoje.

  Enfim, se eu tivesse absoluta certeza que sou apenas um organismo biológico minha vida NÃO MUDARIA grande coisa.
 
  E os humanos religiosos?
  Com a certeza que estamos completamente, sós ir a igreja não faria mais sentido.
  Entretanto, a não ser que o individuo seja algum líder religioso, o crente já passa pouco tempo na igreja.
  É um ou dois cultos por semana.
  O tempo gasto na igreja seria usado para outras coisas que já fazem parte da vida, ouvir musica, assistir TV, arrumar a casa, conversar...

  Percebam que não seria o fim do mundo.
  A falta de religiosidade não seria o fim da vida em sociedade porque inúmeros mamíferos vivem deste jeito, organizados em grupos, com o homem não seria diferente, já vivíamos em grupo antes de sermos religiosos.

    Inúmeros pensadores defendem que criamos deuses/espíritos em nossa mente devido ao medo da morte.

  Penso diferente.

  Defendo que nossa crença em espíritos vem de observarmos a subversão da lógica, parece haver INTERFERÊNCIAS alterando uma seqüência natural de eventos.

  Não consta que nenhum outro animal na Terra além do homem seja religioso e no entanto todos eles seguem suas vidas até morrer.

  Convivo e convivi com inúmeras pessoas que não frequentam igrejas, até falam que acreditam em Deus, mas raramente fazem uma oração, são boas pessoas, cumpridoras de suas funções, são tão decentes quanto qualquer "crente fanático".

  Tive contato com ateus e também não tenho como dizer que são pessoas desprezíveis, são até bastante agradáveis porque não são tão moralistas, não tem assunto proibido.

  Logo, essa historia que criamos a crença em espíritos por medo da morte não é observável, não se sustenta.
  Sapiens não inventaram a existência de espíritos, foram os primeiros inteligentes o bastante para os perceberem.

  A humanidade não tem e não tinha necessidade de se pendurar em um apoio mental chamado religião, mas se o apoio apareceu tiramos proveito.

  No contato com "espíritos" obtivemos alguns resultados como proteção e instrução.
  Uma mentira, uma ilusão não alcançaria a tantos por tanto tempo,  é improvável.
  Eu acreditar que posso voar não me fará voar, se eu pular pela janela irei me esborrachar no chão.
  Eu acreditar que um espirito me protege não me fará ser protegido caso espíritos não existam.

  Mais uma vez ficamos diante daquela situação que comento tanto.
  Os teístas (espiritualistas) deveriam ser muito inferiores aos ateus (materialistas).
  Se a proteção que religiosos pensam que tem é só ilusão isso os tornaria menos adaptados e não melhor adaptados.

  Imagine dois exércitos, um tem a ilusão que esta com colete a prova de balas e se arrisca muito mais.
  O outro exército sabe que não tem proteção nenhuma então corre menos riscos.
  A ousadia pode fazer o imprudente exército religioso ganhar uma ou outra batalha, mas o exército ateu muito mais prudente, muito mais ciente de suas limitações ganharia a maioria das batalhas, venceria facilmente a guerra ideológica.

  Veja um fato histórico:

  A URSS desde 1922 tornou-se um Estado ateísta.
  Em 1934, 28% das igrejas ortodoxas cristãs, 42% das mesquitas muçulmanas e 52% das sinagogas judaicas foram fechadas na URSS.
  O ateísmo na URSS era baseado na ideologia marxista-leninista.
  Tal como o fundador do Estado soviético, Lenin falou o seguinte sobre a URSS e as religiões:

“A religião é o ópio do povo
  Este ditado de Marx é a pedra angular de toda a ideologia do marxismo sobre religião.
  Todas as modernas religiões e igrejas, todos (…) os tipos de organizações religiosas são sempre considerados pelo marxismo como órgãos de reação burguesa, usados para a proteção da exploração e o assombro da classe trabalhadora."

   O Marxismo-leninismo tem defendido firmemente o controle, repressão, e, em última análise, a eliminação das crenças religiosas.
  Dentro de cerca de um ano da revolução do estado expropriou todos os bens da Igreja, incluindo as próprias igrejas, e no período de 1922 a 1926, 28 bispos Ortodoxos Russos e mais de 1.200 sacerdotes foram mortos (um número muito maior foi objeto de perseguição).
[Wikipédia]

  Na história da humanidade, antes do Sapiens passamos a maior parte de nossa existência sem reconhecer a existência de espíritos e mesmo a percepção de espíritos pelos Sapiens é algo “aparentemente” recente e coincidiu com uma grande explosão tecnológica.
  Na história moderna as nações que pretendiam o ateísmo deveriam ser hoje o ápice da evolução mental e tecnológica humana, mais uma vez isso não ocorreu.

    Para eu fica bem claro que nossa crença em espíritos não é fruto de ilusão, mas de PERCEPÇÃO.






quinta-feira, 22 de março de 2012

Dai a César

 “Em questões de dinheiro temos todos a mesma religião.”
[Voltaire]


  Todos queremos que “deuses/espíritos” nos possibilitem uma vida de fartura (riqueza)?

  O pastor Silas Malafaia, da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, disse que a briga entre Macedo e Valdemiro expõe “ao ridículo os pastores e as igrejas evangélicas”.
 Ele estranhou Macedo ter-se utilizado de “reportagens tendenciosas” para denegrir Valdemiro, em um expediente do qual o próprio líder da Universal já tinha sido vítima nos anos 90 por parte da Rede Globo.
 Para Malafaia, os dois pastores são “farinha do mesmo saco”.
 “O sujo falando do mal lavado”.

  Para essa meditação ficar mais inteligível vou flexibilizar o conceito de "profissão".

    Profissão é um trabalho ou atividade especializada dentro da sociedade, exercida por um profissional.
 Algumas atividades requerem estudos de um dado conhecimento, como as profissões de médico, advogado, biólogo ou arquiteto, por exemplo.


  Vamos considerar "profissão" como "ganha pão".

  Qualquer atividade (legal ou ilegal) realizada com o intuito de se sustentar financeiramente, mesmo que a principio esse não seja o objetivo principal.

  Vamos supor que você trabalhe em uma ONG de auxilio a animais abandonados.
  Seu fim não é lucrativo, mas se parte das doações te sustentam e essa é sua principal fonte de renda podemos dizer que é seu "ganha pão".

  Toda atividade profissional requer "estudo e conhecimento".

  Se o ganha pão de um individuo é pedir esmola de certo ele vai "estudar" meios dessa atividade ser mais rentável, vai adquirir conhecimento, observar outros profissionais do ramo para maximizar seus lucros.
  O mesmo serve para a prostituta, ladrão, traficante de drogas, sequestrador...

  Pare e pense, qual dessas "profissões" é melzinho na chupeta?
  No caso do mendigo, ficar horas em uma calçada qualquer torcendo por qualquer trocado é um esforço danado, os mais "profissionais" precisam de excelente técnica de atuação, não podem sair do personagem.
  A prostituta, nunca sabe quem esta "deitando" com ela nem seu histórico médico, mesmo que esteja em dia péssimo e o cara seja um caco, tem que fingir que aquele é o cara ... para garantir o possível fregues.
  No mundo do crime dispensa comentários, a "casa pode cair" a qualquer momento, você ficar preso, gravemente ferido ou morrer.

  Ser pastor é melzinho na chupeta?

  “Pastor está entre as dez profissões mais estressantes do mundo, aponta levantamento.”

  Não vejo nada de errado com a profissão de pastor.
  Existe uma grande demanda por esse tipo de serviço, é natural que pessoas se proponham a faze-lo por vocação ou só no intuito de se sustentar.
 
  No plano jurídico a atividade de líder religioso não é ilegal.
  Precisa de regulamentação melhor, mas ela por si só não é fruto de "investigação policial."
  
  E no plano "metafisico"?
  (Como estamos em um país de maioria cristã ... vamos falar nessa "lingua".)

  Quem unge o pastor é o Espirito Santo do Deus de Abraão.

   Se um pastor fica "famoso" ... não é possível que o "onisciente" Deus não tome conhecimento.
  Temos inúmeros relatos de milagres atribuídos as orações de Valdemiro e mesmo que você seja cético com respeito a milagres um fato não pode negar, ele atrai multidões.

  Porque Deus escolheu Valdemiro para ser pastor? 
  Não sei.

  É o Diabo que está agindo na Igreja de Valdemiro? 
  Não sei.

  Para nós Livre Pensadores isso não tem muita importância a não ser para debates Filosóficos.
  Valdemiro convida as pessoas a participarem de sua igreja, elas vão, se sentem bem a ponto de pagar pelo culto, não sei porque devemos impedir essas pessoas de viverem seu prazer!
  Porque "ateus" se preocupam tanto com o que cristãos fazem com 10% da renda deles!?

  A imprensa/mídia traz informações as quais todos tem acesso, não dá para tratar os fiéis de Valdemiro como crianças que eu ou você temos que tomar conta.

  Valdemiro trabalha muito, literalmente sua a camisa e gasta a garganta.
  Oferece uma boa muleta mental para quem precisa de muletas; como capitalista não entendo porque Valdemiro não pode ganhar bem!
  Ele exerce com competência sua profissão, merece o sucesso/riqueza que tem.
  Isso de nenhuma maneira o coloca acima da lei.
  Se praticar algum ato ilícito, que seja punido de acordo.

  Se sou tão "di boa" nesse assunto você vai me perguntar o que está pegando?

  Não entendo porque as Igrejas tem isenção de impostos, isso que está pegando.




  Vamos a um exemplo paralelo, algo tipo "parábola" 😉 

  Muitas pessoas gostam de futebol, torcer por um time é uma terapia, um prazer para elas.
  É justo que os dirigentes do Flamengo/São Paulo/Grêmio, seus jogadores e funcionários sejam remunerados.
  Quanto maior o número de pessoas pagantes, maior a renda a ser repartida.
  Não estão recebendo dinheiro sem "trabalhar", existe uma demanda por jogos de futebol os "profissionais estão ofertando um produto... paga quem quer.
  Se os jogos geram renda, salários, lucros o que justificaria clubes de futebol terem qualquer tipo de isenção fiscal?
  A meu ver nada justifica.

  O mesmo plano de pensamento serve para instituições religiosas.
  Nada justifica elas terem isenção de impostos se geram lucros e usam toda infraestrutura do Estado/Cidade.

  Me disseram que seria complicado cobrar das igrejas.
  Se é complicado então devemos desistir de cobrar, desistir de pensar nisso, não devemos nem tentar?

  Veja uma sugestão:  

  Os fieis poderiam ser obrigados a fazer doações apenas através de alguma guia emitida pela Prefeitura.
  Seria proibido pedir doações em dinheiro ou depósito bancário direto na conta da igreja. 
  Toda doação (para qualquer instituição religiosa ou não) seria através dessa guia municipal.
  Tudo limpo, transparente, com prestação oficial de contas, não imagino o fiel cristão sendo contra toda essa "transparência".

  O município fiscaliza as doações, pega sua parte em impostos e a direção da igreja que fiça o que desejar com sua parte do dinheiro, seus fiéis que se organizem para cobrar alguma prestação de contas da instituição.
  A igreja passaria a ser uma associação de pessoas sem direito a isenção de impostos.

  Perdemos muito tempo condenando a Fé das pessoas, ou questionando as pessoas que Deus escolhe para divulgar sua Bíblia Sagrada.
  Isso existe há tanto tempo, não vejo indícios que deixará de existir, como no caso das drogas é preciso usar o BOM SENSO e INTELIGÊNCIA.

  Devemos focar em defender nossos interesses, a cobrança de impostos e a aplicação dos recursos no Município.
  Os fiéis que se preocupem com suas igrejas e líderes, são maiores de idade e vacinados.
  A nós basta exigir a cobrança de impostos e fiscalizar a aplicação dos recursos no Município para o bem da coletividade.
  A Igreja que fizesse "caixa 2" (Pedisse recursos não contabilizados) perderia o alvará de funcionamento, seria algo como vender produto sem nota fiscal.

  Antes de terminar o texto Jesus quer nos dizer alguma coisa:

  “Dai a César o que é de César.”

  Se Jesus está dizendo...




.

quinta-feira, 15 de março de 2012

30 Anos

   “A argila fundamental de nossa obra é a juventude.
   Nela depositamos todas as nossas esperanças e a preparamos para receber idéias para moldar nosso futuro.”
[Che Guevara]


  Um dos grandes problemas da "geração de 1960" foi essa IDOLATRIA A JUVENTUDE.

  De repente cabia aos mais jovens "salvar o mundo".

  Para sintonizarmos nossas mentes, vamos considerar G60 aquelas pessoas que tinham por volta de 20 anos nesse período.
  A Segunda Guerra começou em 1939, foi até 1945, sem duvida foi o ultimo ou penúltimo grande divisor da humanidade.
  O fim da URSS também foi um grande marco.

   No fim da guerra Guevara tinha 17 anos, viveu até 1967, foi o ícone da geração de 60 que iria mudar o mundo com sexo, drogas, rock ... e ideais "socialistas".

  Sexo - muitos tabus foram quebrados no final das contas ficamos melhor.

  Drogas - O abuso provocou uma guerra contra elas que consome boa parte dos recursos de nossas policias, penso que elas precisam de uma regulamentação mais inteligente.

  Rock - Gênero de musica interessante, considero o melhor legado da G60.

  Socialismo - Entendo a boa intenção, mas os resultados práticos deixaram muito a desejar, a prova cabal foi justamente o fim da URSS.

  Evidente que fazer esse tipo de analise agora é fácil, mas para as pessoas que estavam vivendo todo o turbilhão de acontecimentos do pós guerra nada era muito claro.

  Mas voltemos a Che Guevara...

     Che morreu com 39 anos, "teve sorte" de não envelhecer, me parece que seria um grande sofrimento para ele.

   Por outro lado também poderia ser um grande aprendizado, mas não vamos ficar divagando sobre o que poderia acontecer vamos analisar o que aconteceu.

  Sou alguém por quem Che teria profundo desprezo.
  Já nasci velho do ponto de vista do Che.
  Puxo pela memória e não me lembro de uma única fase em que queria revolucionar o mundo.
  Nunca tive essa idolatria pela juventude e repulsa pelos mais velhos. 
  Na minha infância e adolescência nunca deixei de conversar com pessoas com mais de 30 anos. 
  Nunca achei que elas tinham ferrado o mundo e só minha geração poderia salva-lo.
  É evidente que se pudesse me congelaria "fisicamente" ali pelos 20, 22 anos, mas mentalmente prefiro como sou agora depois dos 30.

  Basicamente quem lê Che com ISENÇÃO nota que ele quer acabar com o legado dos “velhos” e doutrinar os jovens de acordo com sua ideologia.

  Não sei se Che chegou a perceber isso, mas quando os jovens envelhecem se comportam muito próximo de como se comportavam seus pais.
  Che morreu com 39 anos, antes disso chegou a ser ministro em Cuba e se comportou tal qual se comportam outros ministros em outros países.
  
  Che e Fidel poderiam ter governado Cuba muito eficientemente colocando suas ideologias a prova, Cuba seria referencia para outros países.
  Mas não foi o que vimos.

  Che vivia de sonhos e ilusões, como ministro foi confrontado com a realidade e na realidade seus sonhos eram fantasias infantis que custaram a vida de muitas pessoas.
  Infantil que era desistiu de adaptar seu sonho a realidade e foi para a Bolívia estimular que mais jovens pegassem em armas contra os velhos, "contra tudo isso que está aí".

  Observem que Guevara teve a maior oportunidade de sua vida para provar que estava certo, mas ao desistir de Cuba a única conclusão que podemos chegar é que ele ESTAVA ERRADO!

  As gerações que nos antecederam não ferraram com o mundo, fizeram o melhor que puderam.
  Cabe a nossa geração fazermos o melhor que pudermos, esquecer as lições do passado não me parece inteligente.

  Defender a Liberdade, a Democracia, o Capitalismo porque foram as experiências que deram mais certo ou menos errado,como preferirem. 
  As outras experiências de convivência social ficaram obsoletas.
  Antes de querer acabar com tudo que está aí, procure entender como chegamos até aqui. 
  Não dá para melhorar o desempenho de um carro se você nem ao menos sabe como ele funciona.

  Mas se prefere não confiar em ninguém com mais de 30 anos...tudo bem!

  

  
  Quando você fizer 31 os textos ainda estarão aqui. 
  Não vejo sinais de que essa geração que está crescendo no Brasil seja formada de “revolucionários”, não me parece que irão acabar com o legado democrático deixado pela minha geração, então acredito que a Internet no Brasil não será fortemente censurada no futuro próximo.
  Os textos estarão aqui lhe falando de Liberdade, Democracia e Capitalismo.
  Vida longa e próspera a essas experiências que FUNCIONAM.

  Deixemos que Norte Coreanos, Venezuelanos, Cubanos... continuem tentando fazer dar certo os ideais fracassados de Che, porem "nos incluamos fora dessa"😆





Não confie em ninguém com mais de trinta anos
Não confie em ninguém com mais de trinta cruzeiros
O professor tem mais de trinta conselhos
Mas ele tem mais de trinta, oh mais de trinta
Oh mais de trinta
Não confie em ninguém com mais de trinta ternos
Não acredite em ninguém com mais de trinta vestidos
O diretor quer mais de trinta minutos
Pra dirigir sua vida, a sua vida
A sua vida
Eu meço a vida nas coisas que eu faço
E nas coisas que eu sonho e não faço
Eu me desloco no tempo e no espaço
Passo a passo, faço mais um traço Faço mais um passo, traço a traço
Sou prisioneiro do ar poluído
O artigo trinta eu conheço de ouvido
Eu me desloco no tempo e no espaço
Na fumaça um mundo novo faço, faço um novo mundo na fumaça
Não confie em ninguém...




.