sexta-feira, 9 de março de 2012

Religião Flex

  “Não é só na China que vigora a política do filho único. Na Igreja Universal ela também existe para os pastores. Mas enquanto a China dá sinais de que pode afrouxar a lei, na igreja de Edir Macedo a regra (não escrita) está sendo reforçada. Internamente, a cúpula da Universal passou a tratar o tema com mais rigor: um filho é o ideal para os pastores; dois, o máximo.” [Lauro Jardim]
$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$
 Já disse que argumentativamente não tenho muito como me contrapor ao Edir Macedo e sua interpretação da Bíblia.
  Para diminuir a população da Terra  temos que incentivar as pessoas a terem no máximo 2 filhos.
  Filhos bem cuidados dão um grande gasto, logo financeiramente é bem mais fácil custear apenas 2 crianças.
  Criança requer muita atenção, em uma família normal ficaríamos com 2 adultos para cuidarem de 2 crianças o que é bastante satisfatório, sem contar que ainda podemos ter algum apoio dos avós.
  O gasto com educação pode ser bem maior por parte dos pais e até menor por parte do Governo uma vez que teríamos menos crianças com menos escolas para dividir a verba.
  Nesta situação privilegiada as pessoas concluiriam bons cursos profissionalizantes e cursos superiores.
  Olhando lá para frente até a divisão de heranças ficaria mais tranquila...HAHAHAHAHA!
  Enfim, em se tratando de qualidade de vida não tenho duvidas de que no estagio atual da humanidade 1 ou 2 filhos por casal seria o ideal.
  Portanto a divulgação pela mídia do planejamento de natalidade na IURD criou mais um ponto de convergência entre eu e o Edir.
  Seria maravilhoso que a IURD fizesse esta pregação em seus cultos.
  Seria maravilhoso que as religiões estimulassem seus fiéis a uma paternidade mais responsável.
  Aliás eu acho que o Cristianismo tem um conteúdo Filosófico muito fraco e isto o torna bastante flexível, o que é bom, dá para induzir seus seguidores a uma vida mais civilizada sem abalar seus dogmas.
  Sempre tem um versículo, uma passagem meia dúbia que bem manipulada pode justificar qualquer coisa.
  Deixa eu dar um exemplo qualquer:
  Sua namorada te traiu!
  Lembra da passagem da adultera? Pela filosofia Cristã não seria uma aberração perdoa-la desde que ela se propusesse a não te trair mais.
  Na filosofia muçulmana isto é impossível.
  Se sua namorada te traiu, você como Cristão tem dois caminhos civilizados a seguir:
  Pode perdoa-la ou terminar o relacionamento.
  Não seria civilizado você cometer um crime de “honra” a matando, prendendo, apedrejando ou torturando.

  Logo, sem abandonar seus dogmas há muito que os lideres Cristãos poderiam aconselhar em nome de uma vida mais civilizada.
===========================
  Talvez por isto o Capitalismo se adaptou bem ao Cristianismo, principalmente depois que o movimento Protestante cessou com a condenação do Lucro feita pelo Catolicismo.
  Onde podemos fundamentar isto? Na parábola dos talentos.
  Evangelho de Mateus cap. 25 vs. 14-29 :  
14- Pois será como um homem que, ausentando-se  do país,
      chamou os seus servos e lhes confiou os seus bens.
15- A um deu cinco talentos, a outro, dois e a outro ,um a
      cada um segundo a sua própria capacidade; e, então,
      partiu.
16- O que recebera cinco talentos saiu imediatamente a negociar
      com eles e ganhou outros cinco.
17- do mesmo modo, o que recebera dois ganhou outros dois.
18- Mas o que recebera um , saindo, abriu uma cova e escondeu
     o dinheiro do seu senhor.
19- Depois de muito tempo , voltou o senhor daqueles servos e
      ajustou contas com eles,
20- Então, aproximando-se o que recebera cinco talentos, entregou
      outros cinco, dizendo : Senhor , confiaste-me cinco talentos ;
      eis aqui outros cinco talentos que ganhei.
21- Disse-lhe o Senhor : Muito bem, servo bom e fiel ; foste fiel no
      pouco , sobre o muito te colocarei ; entra no gozo do teu Senhor .
22- E, aproximando-se também o que recebera dois talentos ; disse :
      Senhor, dois talentos me confiaste ; aqui tens outros dois    que
      Ganhei .
23- Disse-lhe o Senhor : Muito bem, servo bom e fiel; foste fiel no
      pouco, sobre o muito te colocarei ; entra no gozo do teu Senhor.
24- Chegando, por fim, o que recebera um talento, disse : Senhor ,
      sabendo que és homem severo, que ceifas onde não semeaste  e
     ajuntas onde não espalhaste,
25-receoso, escondi na terra o teu talento; aqui o que é teu .
26-Respondeu-lhe, porém, o senhor : Servo mau e negligente, sabias
     que ceifo onde não semeei e ajunto onde espalhei ?
27- Cumpria, portanto, que entregasses o meu dinheiro aos banqueiros;
      e eu, ao voltar, receberia com juros o que é meu.
28- Tirai-lhe , pois, o talento e daí-o ao que tem dez.
29- Porque a todo o que tem se lhe dará, e terá em abundância ; mas ao
      que não tem, até o que  tem lhe será tirado.
30- E o servo inútil, lançai-o para fora, nas trevas. Ali haverá choro e
      ranger de dentes.
PS: Já ouvi muitos cultos onde o pastor dá uma “ajeitadinha” para distorcer esse texto, mas para eu vale o que esta escrito. O Cristianismo não condena o LUCRO!

anterior                       <>                                próximo