segunda-feira, 28 de setembro de 2020

Reeleição


Busca por reeleição anuncia conflito entre Maia e Alcolumbre.
  Os dois querem manter o comando em 2021.
  Alcolumbre busca autorização judicial.
  [Poder 360]

Senado vai analisar PEC que permite reeleição de Maia e Alcolumbre.
  Atualmente, a Constituição proíbe recondução de membros das Mesas Diretoras do Senado e Câmara para mesmo cargo em duas eleições consecutivas.

Maia diz que não pautará PEC para viabilizar reeleição na Câmara e no Senado.
 Presidente da Câmara descartou interesse em continuar no cargo.


  Ainda bem que essa história de reeleição do Presidente da Câmara e do Senado está perdendo força, seria uma das coisas mais horríveis dos últimos tempos.

  Sou a favor da possibilidade de reeleição para cargos políticos conseguidos através do voto popular.

  Se o povo acha que deve reconduzir eu aceito.

  Na Presidência da Câmara e Senado o voto é dos pares.
  Nesse caso SOU CONTRA.
  Para conseguir apoio, quem está no poder pode não resistir à tentação de coagir ou subornar.
  Mais ainda, sabemos que muitos desses "pares" são altamente problemáticos, eles mesmos achacam quem está no poder.
  Evidente que as maracutaias são todas feitas com dinheiro público, no final das contas quem paga por superfaturamento, privilégios indevidos, desvios de verbas ... somos nós.

  Em cargos no executivo a eleição é pelo voto direto, Prefeito, Governador, Presidente.
  Se o governante está agradando a maioria não vejo problema nenhum em permitir mais 4 anos.

  Quem é contra apresenta basicamente dois argumentos.

😠 “O governante toma medidas populistas para conseguir votos.”

  Acredito que já estamos suficientemente politizados para não permitir isso.
  Vejam o caso do "natimorto" Renda Brasil (pelo menos no nome).
  A maioria da população aprova, mas o grande debate é de onde vai sair o dinheiro.
  Todos nós enquanto sociedade vamos ter que chegar a um acordo.
  Não adianta Bolsonaro querer passar um cheque sem fundo só para se reeleger que não vai rolar.
  Dilma fez isso nas eleições de 2014, deu no que deu...


😠 “O governante vai usar a máquina pública para se reeleger.”

  Vejam o caso Crivella (Prefeito do Rio de Janeiro).

TRE-RJ torna Crivella inelegível até 2026; cabe recurso.
  O tribunal afirma que prefeito já está inapto para a disputa deste ano, enquanto a defesa acredita que é possível concorrer enquanto recorre.

  
  Temos leis proibindo esse tipo de coisa, basta punir quem faz isso que desencoraja outros a tentarem.
  Se mesmo assim o cidadão se arriscar ... cadeia.
  E outra vez podemos perceber que estamos mais politizados, o filho do Crivella não foi eleito.
  Crivella praticamente obrigou os funcionários da Colurb a participar do evento, mas o voto é secreto e votaram em quem bem entenderam.

  Enfim, para coibir abusos temos a leis e mais que isso a conscientização da população.
  Democracia de boa qualidade é um aprendizado, evoluímos muito nos últimos tempos.
  Credito isso a enorme facilidade de comunicação na Internet.

  Pelo mesmo ponto de vista do “voto popular” sou favorável a reeleição de vereadores, deputados senadores, mas contra a "treleição".
  Os cargos do legislativo deveriam seguir a mesma diretriz do executivo, depois de 2 mandatos se candidatar para o mesmo cargo deveria ser proibido.
  Depois de uma janela de 4 anos, se o cidadão quiser voltar e a população permitir não vejo problemas.
  De repente o cidadão é um excelente vereador (deputado, senador), gosta do que faz, porque desperdiçar esse talento que é do agrado do povo?

  Que os bons sejam eleitos, se provarem seu mérito que fiquem um pouco mais.
  Que os maus sejam banidos da vida pública pelas leis e VOTO CONSCIENTE.

  Amém?







 👩  “Os presidentes da Câmara e do Senado deveriam ser eleitos pelo povo e não pelos colegas deles.”
[Comentarista]
::::::::::::::::::::::::::::::
   Humm ... não foi o que propus na meditação.
   Isso atrapalharia a dinâmica do parlamento.
   Os parlamentares tem que ter sua representatividade respeitada, a diferença entre o remédio e o veneno está na dose.
  No sistema parlamentarista se o Primeiro Ministro não tem apoio no parlamento fica impossível governar.
  O Presidencialismo no Brasil e Estados Unidos não foge muito disso.
  Os deputados devem ter liberdade para comporem suas alianças, ninguém melhor do que eles que estão ali para escolher as melhores lideranças, quem mais harmoniza a casa.
  No texto eu defendo dispositivos que coíbam certas “tentações”.
  O eleitor confiam em quem elegeu, mas (falando mineiramente) é melhor “confiar desconfiando” 😊
  Prevenir é melhor que remediar...
                                                                        



                                                         

_________________________________