domingo, 22 de novembro de 2020

Índices

😠 “Índice de Liberdade Econômica é mais uma fraude do Neoliberalismo!”

[Comentarista]


  O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) compara indicadores de países nos itens riqueza, alfabetização, educação, esperança de vida, natalidade e outros, com o intuito de avaliar o bem-estar de uma população, especialmente das crianças.

[Wikipédia]

 

  O Índice de Liberdade Econômica é uma classificação que avalia o grau de liberdade econômica de 186 países.

  Os países são avaliados em quatro categorias principais, e cada uma contém três subcategorias:

 

Estado de Direito - Direitos de Propriedade, Integridade de Governo, Eficiência Judicial.

 

Tamanho do governo - Gastos do Governo, Carga Tributária, Saúde Fiscal.

 

Eficiência Regulatória - Liberdade Comercial, Liberdade de Trabalho, Liberdade Monetária.

 

Mercados Abertos - Liberdade de Comércio Exterior, Liberdade de Investimento, Liberdade Financeira.

 

  Todos os critérios têm o mesmo peso no cálculo final do índice, que considera uma escala de 0 a 100.

  Com base nesse resultado, os países são divididos em cinco categorias principais:

 

  Livres - acima de 80 pontos.

  Majoritariamente Livres - de 70 a 79,9 pontos.    

  Moderadamente Livres - de 60 a 69,9 pontos.    

  Majoritariamente Não-Livres - de 50 a 59,9 pontos.  

  Reprimidos - menos de 49,9 pontos.

 

  Na revisão dos dados, o índice leva em conta as informações disponíveis até 30 de junho do ano anterior.


[Wikipédia]

 


 

 

 

  Os cálculos e analises para esses dois índices são complexos.
  Não na equação em si, mas nas atribuições de valores.
  A maior parte dos dados são os que o governo de cada país disponibiliza.
  Outra parte é cruzamento de informações e deduções nem sempre objetivas.

  Não são réguas precisas?
  Ninguém diz que são.

  Mas são réguas que criam pontos de referência, nos dão uma noção de onde estamos e para onde caminhamos.

  Um exemplo pratico e bem provocativo.
  A pessoa analfabeta não esta condenada a uma vida "depressiva", por vezes a ignorância é uma benção, esse cidadão pode viver com elevado nível de satisfação pessoal.
  Principalmente se na região ou país que mora tem alto índice de analfabetismo.
  Entretanto, para os formuladores do IDH, alta taxa de analfabetismo é um dado extremamente negativo ... o que a maioria de nós concordamos.

  Tem alguns países que pela nossa cultura "ocidental" consideramos desenvolvidos.
  Particularmente eu gosto de Holanda, Inglaterra, Alemanha, Suécia ... entre outros.
  Esses índices nos mostram o quanto estamos pertos ou distantes dos seus estilos de vida politico, comportamental, econômico.
  São situações de IDH e Liberdade Econômica para as quais "eu" quero que o Brasil caminhe.
  Evidente que ninguém é obrigado a concordar comigo.










_________________________________________