quinta-feira, 25 de setembro de 2014

O Direito de Errar

  “Compreendemos mal o mundo e depois dizemos que ele nos decepciona.” 
 [Rabindranath Tagore]

"Não esperava isso de você!"

  Já ouvi isso incontáveis vezes.

  Sempre tentei ser muito correto e quanto mais correto você é mais correção esperam de você.


   

  As pessoas parecem esquecer que ninguém é perfeito ou que os interesses delas muitas vezes contrariam os meus.

  Um exemplo?
  Meu irmão na adolescência foi mais namorador que eu.
  Eu era tímido e introspectivo.
  Tirando as pessoas que diziam que eu era gay sobravam as que me achavam um cara sério, "homem de uma mulher só".
  Quando comecei a desfilar poucos ainda me achavam hétero, finalmente eu havia saído do armário...

  É engraçado porque por vezes as pessoas tem uma visão oposta ao que está ocorrendo de fato em nossas vidas.
  Pensam que estamos bem de grana e estamos péssimos, ou pensam que estamos falidos e não estamos tão mal assim.
  Acreditam que estamos calmos quando estamos à beira de um ataque de nervos.

  Quando me acharam mais gay foi a época que tive contatos intensos com mulheres, eram muitas e eram lindas.
  Fazer o curso de modelo e manequim no SENAC me forçou a uma razoável desinibição.
  Quando alguém do meu bairro ou família me via com outras garotas diziam "eu não esperava isso de você".
  Eu nem entendia o que as pessoas queriam dizer; parecia que eu estava fazendo algum mal para as mulheres!   
  Filosoficamente aquilo não fazia sentido... 

  Muitos outros diziam:  "Mas ele não é gay!?"

   Para esse texto lhe ser mais útil você precisa perceber que se fazemos coisas "erradas" desde cedo parece que adquirimos
o direito de errar.

  Pessoas a nossa volta ficam compreensivas e tolerantes com nossas falhas.
  Se você se esforça para ser correto perde o direito de errar!
  Não pode fazer nada que as pessoas considerem politicamente incorreto sob pena de causar grande decepção.

  Sair com várias garotas sem assumir compromisso era aceitável para meu irmão que fazia isso desde cedo, mas eu não havia adquirido esse "direito de errar".

  NÃO estou dizendo para você jovem cometer erros desde cedo [ou o que as pessoas dizem que é erro.] para adquirir o direito de errar.
  A questão filosófica é mais complexa.

  Ir contra a nossa natureza é algo que deve ser muito meditado, ver se compensa.

  Se você é naturalmente organizado viver na desorganização pode ser deprimente.
   O “direito a desorganização” é algo que alguém de natureza organizada dispensa.

  Sair com várias garotas não ia contra minha natureza e embora muitos dissessem que eu fazia mal a elas...já disse que não sei como.
  Não é da minha natureza fazer mal as pessoas.

  Voltando a provocação desse texto...

  No trabalho alguns adquirem o direito de errar outros não.

  Para um fã da MERITOCRACIA igual eu isso é extremamente irritante.
  O funcionário mais responsável é cobrado muito.
  Aquele funcionário mais "devagar" recebe menos tarefas e se erra...adquiriu esse direito.
  Se a responsabilidade maior vem com um salário maior temos uma compensação, mas todos nós que trabalhamos sabemos que não é assim.

  Imagine que lhe foi dado a tarefa de trancar 50 salas, seu superior confia em você.
  Para seu colega mais devagar [marmota] ficou a responsabilidade de trancar 3.
  O devagar fecha as 3 portas e é maravilhoso.
  Um dia você esquece uma das 50 e ... "Eu não esperava isso de você."
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Tudo isso foi só introdução, "Filosofia" eu vou colocando aos poucos quando você vê já está tudo dentro...

 [Você não esperava isso de mim? Porque não!? Sou considerado arrogante, prepotente, irônico...adquiri o direito de ser assim]

  Vou amarrar esse texto aos 3 anteriores.

  Não entendo porque cobram uma correção exagerada de um indivíduo, grupo, nação, ideologia enquanto são tão "flexíveis" com outros.

  Parece que o partido A adquiriu o direito de roubar e os partidos B, C, D ... não tem!
  Sei lá, é difícil para eu imaginar em qual situação alguém adquire o direito de roubar.
  Suponhamos que eu esteja passando muita fome e roube o pão de alguém.
  Tá bom eu agi por desespero podemos pensar em alguma atenuante, mas defender meu direito de roubar...eu não consigo.
  Se o partido A roubou e conseguimos juntar provas o punamos; o mesmo serve para o partido B, C, D ...

  Antes de prosseguir vou corrigir a falha estrutural desse pensamento, eu até gosto de deixar algumas falhas no texto para levar o leitor a dar um passo além, mas vai que você não dê esse passo além nessa questão e ela pode complicar o entendimento.
  Partidos, revistas, jornais, emissoras de TV, igrejas...são constituídos por pessoas, se um indivíduo erra não podemos condenar toda uma instituição.
  Se um repórter da Globo faz uma matéria que depois se descobre ser mentirosa a princípio a culpa e a punição deve recair sobre o repórter, a empresa Globo também foi vítima.
  Se o IBGE se engana em uma estatística e a Folha publica os dados fornecidos pelo IBGE que culpa cabe à Folha!
  Acontece que o IBGE é feito de pessoas, ao invés de demonizarmos a instituição devemos investigar qual PESSOA ou GRUPO foi responsável pela falha no estudo.

  No Socialismo/Progressismo temos a “coletivização da responsabilidade/culpa”.

  No Capitalismo/Conservadorismo há a “individualização da responsabilidade/culpa”.

  
  Uma outra situação é a "direção" da empresa Globo, Folha ou IBGE participar da armação ou descobrir e não fazer nada, nem ao menos pedir desculpas.

  Vamos um pouco além.
  A Globo não é uma pessoa física, sua direção é feita por indivíduos que são substituídos de tempos em tempos até pela velhice e morte.
  Quero dizer que se na década de 80 um administrador da Globo fez algo recriminável... foi aquela direção não a atual.

  Ficar com ódio de uma empresa ou instituição é algo um tanto infantil para mim.
  É como ser atropelado por um bêbado e ficar com ódio do carro dele!!!

  Aqui no Brasil houve casos de desvio de dinheiro da Cruz Vermelha, alguns indivíduos pediam donativos e se apropriavam deles.
  Faz algum sentido você ficar com ódio da instituição Cruz Vermelha!?
  Não é melhor punir os indivíduos que estão cometendo o crime de estelionato?

  É muito, muito importante mesmo que você entenda a grande diferença entre a coletivização da culpa e a individualização da culpa.

  Isso praticamente define se você ideologicamente é mais afinado com o Comunismo ou com o Capitalismo.
  Eu me defino Liberal/Capitalista porque defendo que em se encontrando o culpado individualize a pena a ser aplicada.
  Nem sempre é possível encontrar o criminoso e nesse caso não temos outro jeito se não dividirmos o prejuízo.

  [Não consigo parar de escrever esse texto, vou forçar o desligamento, por isso mais uma mudança brusca]
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Cobram do USA e da Inglaterra [Europa] uma correção sobre humana.

  As potencias Ocidentais tem obrigação de respeitar ao máximo os direitos humanos...com outros povos somos bem mais flexíveis.

  A China pode aplicar centenas de penas de mortes e tudo bem.
  O USA são monstros por ainda permitirem esse tipo de pena.

  Um inglês foi preso por agredir a esposa, “é o machismo o fim do ocidente.”
  Uma mulher é apedrejada no Irã e tudo bem, é a cultura deles.

  Você fica com ódio de USA e Inglaterra por algumas incorreções enquanto tolera coisas bem piores de outros povos.

  Tem indivíduos muito violentos que merecem a pena de morte, mas você acredita que isso não é correto e demoniza os Estados do USA que permitem a pena de morte.

  O Inglês foi preso por agredir a mulher, mas você acredita que em um país como a Inglaterra jamais um homem poderia agredir uma mulher, houve uma falha da sociedade “ocidental” com relação a esse homem...

  O paradoxo nessa maneira de tantos pensarem é que eles admitem inconscientemente que americanos e europeus são o ápice da "criação de Deus" ou o ápice da "combinação genética" [Para ateus]



 Acompanhe o raciocínio:

 Muitos consideram povos como chineses, africanos, iranianos...tão selvagens que não lhes atribuem nenhuma culpa/responsabilidade. [Coletiva ou individual]

 Se um cão defeca na calçada você acha desagradável, mas não fica indignado porque não atribui uma consciência de boa qualidade ao cachorro.
  Se for um humano com idade de entendimento que faça a mesma coisa que o cão a indignação acontece.
  “Não esperava isso desse ser.”

  Uma criança de até uns 3 anos que use fraldas é aceitável depois disso nos parece algo que foge à normalidade, se com 5 anos ela ainda usar fraldas suspeitamos de alguma falha no organismo ou uma criação muito ineficiente.

  Essa cobrança exagerada que Ingleses, Alemães, Americanos, Japoneses...devem ser politicamente corretos "desde de sempre" [as pessoas ficam revirando a história procurando atrocidades desses povos] dá a entender que eles já foram criados superiores enquanto que os subdesenvolvidos ou "em desenvolvimento" foram criados inferiores.

  Você já parou para pensar nas implicações das ideologias que defende?

  Não! Pois devia...
  Segundo Darwin um símio [macaco] nunca virá a ser um humano nem que passe milhões de anos.
  Se geneticamente somos inferiores aos europeus nunca alcançaremos a qualidade de sua organização social.
  Se você defende que USA e Inglaterra não tem o direito de errar então defende que eles são naturalmente superiores a qualquer povo e que nunca conseguiremos ser igual a eles.
  Somos “macacos” os quais eles sempre deverão ser responsáveis por nós.
  NÃO gosto dessa ideologia.

  Se eu não acreditasse na possibilidade de evolução de todos os povos...não teria nenhuma motivação para escrever.

  Se colocarmos “Deus” nessa equação tudo fica ainda mais nefasto.

  Porque o bondoso Deus daria uma inteligência melhor para Americanos e Europeus?

  “Decifra-me ou te Devoro!”






Filhos do Cão?

  “Estão dizendo que o Feliciano é racista porque citou um trecho Bíblico onde Noé amaldiçoa a descendência de Cam [Cão em Português] e “parte” da descendência de Cam é a raça negra.
  Como eu li a Bíblia sei que Noé realmente amaldiçoou a descendência de Cam, se a descendência de Cam deu origem a povos que se estabeleceram na África é um pouco mais difícil afirmar com base na Bíblia, mas também não é algo que possamos descartar se lermos a Bíblia com ISENÇÃO

  "De acordo com a Bíblia, Cam foi um dos filhos de Noé que se mudou para o sudeste da África e partes das proximidades do Oriente Médio, e foi o antepassado das nações daquelas localidades. A Bíblia refere-se ao Egito como "as tendas de Cam", "descendentes de Cam" e "a terra de Cam" em Salmos 78:51; 105:23,27; 106:22 e 1º livro de Crônicas 4:40.
[Wikipédia]


  Lembrei desse texto porque junto com o de hoje entramos em um plano de pensamento fascinante tanto para ateus quanto religiosos.

Ateus:  Darwin estava certo e geneticamente alguns povos europeus são o ápice da evolução humana?
  USA, Canada, Austrália...são apêndices de sucesso desses povos?

Religiosos “Cristãos”: Africanos, Latinos e Islâmicos são povos amaldiçoados por Deus? Não cabe a nós questionar seus motivos.
  Certos povos tem a preferência de Deus, algum tipo de “povo eleito?”

  Nessas profundezas do Abismo dos Pensamentos a solidão é tão densa que se faz sólida.
   Fico grato pela companhia, não importa se você é geneticamente evoluído ou não.
   Se é um abençoado ou amaldiçoado por algum deus.

  Tentemos fazer nossa melhor história.

   Um excelente dia a todos! 

Ah, se o mundo inteiro me pudesse ouvir, tenho muito pra contar, dizer o que aprendi ...

“Quem sofre
 Sempre tem que procurar
 Pelo menos vir achar
 Razão para viver

 Ver na vida algum motivo
 Pra sonhar
 Ter um sonho todo azul
 Azul da cor do mar”






Anterior          <>        Próximo

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Quintais da Europa

  “A vida só pode ser compreendida, olhando-se para trás; mas só pode ser vivida, olhando-se para frente.”
[Soren Kierkergaard]





  Muitos insistem em ficar relembrando o passado quando a Europa tinha muitas colônias.

  Você já se perguntou porque os europeus conseguiram dominar tantos povos?

  A resposta é um tanto óbvia.
  Eram mais eficientes na arte da guerra, foram mais inteligentes na organização da sociedade.
  A humanidade passou por várias fases uma delas foi a da conquista de territórios.

  Os índios conquistavam territórios, não duvide que houve inúmeras tribos as quais nunca tomamos conhecimento simplesmente porque foram exterminadas por outras tribos.  

  Puxe pela memória suas aulas de história ou mesmo filmes que assistiu.
  O que fez Alexandre o Grande ou Gengis Khan?
  Anexaram territórios.

  O que fizeram os bandeirantes aqui no Brasil?
  Foram avançando mata a dentro, formando vilarejos, se alguma tribo oferecesse resistência o que você imagina que acontecia?
  Entende porque é patético ficarmos condenando europeus por suas conquistas do passado?
  Todos os povos fizeram o mesmo.
  A culpa dos europeus foi serem mais eficientes!?

  Vamos avançar o tempo, quem vive do passado é museu.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  NÃO estamos mais na fase de conquista de territórios.

  Embora ocorra atritos em várias fronteiras inegavelmente evoluímos muito nessa questão, estamos muitos mais civilizados.

  Veja o caso da Faixa de Gaza. 
  Israel tem poderio militar suficiente para expulsar todos os palestinos de lá, no passado não haveria nenhum problema moral ou ético em fazer isso.
  Hoje em dia é praticamente impossível.

  Nos dias atuais o que é importante em termos nação?

  Qualidade de vida, competitividade econômica, eficiência da Democracia e Capitalismo.

  A disputa agora é outra, é mais comercial e menos de colonização é mais de acordos e não de aniquilação ou escravidão de outros povos.

  Na minha opinião a melhor maneira de uma nação se manter entre as grandes, mesmo que seu território seja pequeno, é eleger bons governantes, fortalecer suas instituições democráticas e o povo ter bom entendimento das leis de mercado.
  No Brasil NÃO é comum o cidadão investir ações, mas eu acho que essa seria uma matéria interessante em algum ano do ensino fundamental.
  Os americanos tem tradição nesse tipo de investimento, isso leva a população a ser mais esclarecida, entender melhor o Capitalismo.
  
  Se a população não entende nada de economia, como decidir sabiamente em quem votar?

  Você percebe facilmente que os povos desenvolvidos eram culturalmente mais eficientes no passado e continuam no presente.

  O que muitos propõem é que ingleses e alemães busquem a alienação econômica e política porque nós brasileiros buscamos isso!!

  Não buscamos a eficiência, não buscamos nos elevarmos ao primeiro mundo, queremos que eles se rebaixem ao nosso, a nossa selvageria!

  É melhor esperarmos deitados eternamente em berço esplêndido...de pé vai cansar.




  “O passado serve para evidenciar as nossas falhas e dar-nos indicações para o progresso do futuro.”

 [Henry Ford]








Anterior          <>        Próximo


domingo, 14 de setembro de 2014

Quintal do Estados Unidos

 "A história é o grande espelho da vida; instrui com a experiência e corrige com o exemplo."
   [Jacques Bossuet]

   A grande dificuldade em debater História com os indivíduos é que muitos não conseguem se enxergar fora do tempo que vivem.
  É como se o mundo tivesse começado quando eles nasceram! ​​

  Li um comentário na Internet daqueles que não sei se rio ou choro.
  O cidadão citou como prova que Lula foi melhor governante que FHC o fato de mais pessoas terem TVs de LCD!!
  Na mente dele essas TVs finas existem desde de sempre, mas apenas o Governo Lula nos possibilitou o acesso a elas.
  Pela ótica dele podemos dizer que o Governo FHC foi melhor que o regime militar porque tínhamos CDs e os primeiros MP3 enquanto no Regime Militar tinha só disco de vinil e fita K7.
  O Governo Dilma é melhor que o do Lula porque temos mais TVs de LED e Tabletes...

  Fica evidente que o indivíduo limita tanto sua mente que não consegue fazer uma análise contextual do passado, só entende o momento histórico que vive e olhe lá.

  Para você entender melhor a História e fazer deduções de boa qualidade é necessário transportar sua mente para aquele CONTEXTO HISTÓRICO.

  Vamos a um exemplo prático e importantíssimo no momento que a humanidade vive.


_________________________
 👩 “Na década de 50 Cuba era um "quintal" do Estados Unidos.
      O povo não tinha uma boa qualidade de vida e era dominado pelo ditador Fulgêncio Batista.”
[Comentarista no G+]    
_________________________    

  Essa situação, analisando com nossa visão do mundo de hoje, parece péssima, mas transportemos nossa mente para a década de 1950 e vejamos o quanto ela é ruim dentro daquele contexto.

  Calma! Não vou repassar com você décadas de história.
  Vou fazer como sempre faço, pegar situações do presente e traçar um paralelo para que você possa ter uma boa noção do passado.

1 – O que é ser quintal de outro país?
 
  Esse é um conceito muito subjetivo, digamos que seja um país ser muito dependente das decisões de outro, estar fortemente sobre sua influência.
  O Paraguai é o quintal do Brasil?
  Nós temos muitos investimentos por lá.
  Ciudad del Este sem dúvida nenhuma tem muito de sua economia voltada para "turistas" brasileiros.
  É normal que uma economia menor desenvolva alguma dependência de uma economia maior.
  Impossível não é, mas seria estranho se USA fosse o quintal de Cuba ou o Brasil o quintal do Paraguai.
  Não estou falando de tamanho do território e sim do tamanho da economia.
  A Inglaterra é uma ilha relativamente pequena em território, mas teve inúmeros "quintais"...

  Logo, dizer que Cuba era um dos “quintais” do Estados Unidos soa terrível hoje, mas não era algo tão terrível em 1950.

2- Os cubanos não tinham boa qualidade de vida antes de Fidel.

  Gente, estamos falando da década de 1950.
  Quantos países na América Latina tinham boa qualidade de vida se os analisarmos pela ótica de hoje?
  O Estados Unidos ferrou todos eles!?
  Basta dizer que a mortalidade infantil na região Sudeste do Brasil em 1950 era de 110 mortes a cada 1000 partos, hoje é de 17 mortes.
  Destaquei isso porque é comum nos debates dizerem que houve uma revolução na medicina cubana na ditadura Fidel.
  Oras, a medicina evoluiu em todo mundo.
  A melhora nos índices de Cuba tem mais a ver com a adoção generalizada do aborto pelo regime socialista.





3- Cuba era dominada pelo ditador Fulgêncio Batista:

  Já escrevi que é impossível para um homem sozinho dominar uma dezena de pessoas o que dirá milhares.
  Fulgêncio tinha o apoio de parte importante da sociedade e do exército.
  Fulgêncio era cubano, na sociedade cubana, com um exército formado por cubanos.
  Caminhar para a democracia dependia única e exclusivamente da vontade desse povo.
  Vejam o caso do Brasil.
  Nessas eleições mais uma vez a maioria do nosso povo está optando pela ideologia Socialista (Dilma lidera, Marina está em segundo).
  Os países capitalistas mais liberais não estão satisfeitos com isso, mas quem aqui teme a invasão de alguma potência Europeia ou dos USA?

  Nossa vontade enquanto povo será respeitada.

  Sei, sei, você que tem melhor conhecimento de história deve estar resmungando que Fulgêncio interrompeu eleições democráticas onde ele perderia com certeza.

  Entramos na parte mais complicada...releia o texto sobre o que é povo

  Aqui no Brasil alguns pedem intervenção Militar já.
  Mas são poucos, o exército não tem apoio maciço da população para intervir.
  Lembre-se que exército também é povo.
  Não temos um nome militar carismático com capacidade para unir as forças armadas nesse objetivo de tomar o poder.
  Se Fulgêncio fez isso era porque podia fazer...e fez.
  Mais tarde em 1960 o líder carismático passou a ser Fidel Castro que montou um exército e não fez nada de muito diferente com relação a democracia do que Fulgêncio fez.

  Fulgêncio manteve Cuba quintal dos Estados Unidos e Fidel manteve Cuba quintal da URSS, ambos NÃO se interessaram em levar democracia para seu povo.
  O povo cubano se conformou com ambas as ditaduras.

   Do jeito que contam a história em nossas escolas parece que os Americanos escravizavam todo povo cubano.

  Fulgêncio era Cubano e tinha plenos poderes, se ele se deixava ser corrompido por empresários americanos e mesmo assim contava com o apoio do exército e da maioria dos cidadãos...não dá para dizer que o povo cubano foi “inocente” em todo processo.

  Fidel [podemos dizer que] era da elite cubana, mais uma prova que americanos conviviam com cubanos sem usa-los como "capachos".
  Fidel estudou na Universidade de Havana se formou advogado, viajou livremente para os USA, seu pai era um rico fazendeiro.

  Fidel assumiu o poder em Cuba em 1960.
  Mais de 50 anos passaram e ele não promoveu a Democracia!?
  Como um cara desse pode se dizer democrata!?

  Se sendo quintal dos USA ou quintal da URSS Cuba permaneceu na ditadura como atribuir isso a uma interferência das grandes potencias?

  Vamos audaciosamente onde nenhuma mente jamais esteve...

▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬

  Se Fidel tivesse instituído uma “Democracia” (eleições livres) e Cuba se mantivesse “quintal dos Estados Unidos”, isso seria ruim?

  Não dá para dizer com certeza, mas temos alguns exemplos para “especulação”.

  O México é um quintal dos Estados Unidos, vive uma democracia razoável, se o México não está melhor é mais por questões ideológicas/culturais de seu povo...tal qual acontece no Brasil.

 “Pregam que os Estados Unidos são o grande satã que explora e desagrega nações em proveito próprio.
  Nós temos uma experiência “histórica cientifica”.
  No norte os Estados Unidos tem a nação Canadá de forte cultura Anglo Saxã.
  No sul tem a nação México com forte cultura latina.
  O Canadá é o 9º país em qualidade de vida.
  O México está na posição 74º.
  O problema do México é os Estados Unidos ou a Cultura Latina?”
 
   Latinos em geral querem um Estado paizão, se enchem de filhos para algum governo cuidar, latinos praticam uma PATERNIDADE IRRESPONSÁVEL e parecem não se incomodar muito com a corrupção.
  Isso está mudando aos poucos, a passos bem lentos.

  Cuba ser democrática e quintal dos USA possivelmente seria um bom negócio para os cubanos.

  Vejam o caso de Porto Rico, é uma pequena ilha também.
  Eles continuaram quintal, se eu tivesse que escolher entre morar em Cuba e Porto Rico, sem dúvida escolheria Porto Rico.
  O grande problema de Porto Rico é um endividamento monstro ... fruto da conhecida característica latina de um Estado gigante e gastador.

  "Desde 1947, os porto-riquenhos podiam escolher seu próprio governador.
  Suas línguas oficiais são inglês e espanhol, com este último sendo a língua mais falada.
  O status político da ilha, de independência ou por se tornar parte dos Estados Unidos, é um assunto de grande debate local.
  Em 6 de novembro de 2012, num referendo popular, 65% da população do território aprovou elevar seu status a parte integral do território americano como um estado, dependendo apenas da aprovação do Congresso dos EUA." 


  Não estão convencidos ainda! 
  Caraca!
  Vejam o caso do quintal Havaí, uma ilha que foi invadia pelos "demoníacos" americanos.
  O atual Presidente do USA (Obama) nasceu nesse quintal:

  "O Havaí é o Estado mais meridional de todo o país, sendo considerado parte dos Estados do Pacífico. Sua economia está baseada primariamente no turismo. Barack Obama é o único
Presidente dos Estados Unidos nascido no estado do Havaí."

   Onde será que Chico Buarque ou Zé Dirceu escolheriam morar, no Havaí ou em Cuba?

  Se ainda não estão convencidos que o melhor para Cuba seria permanecer quintal do USA e ter promovido a Democracia...DESISTO.

 Saudações Democráticas!

  



Complementando: 

  O Estados Unidos tenta influenciar seus vizinhos nem sempre com muita competência.
  O Brasil também faz isso, no geral com incompetência...

  “Uma manobra de Brasil, Argentina e Uruguai garantiu a entrada da Venezuela no Mercosul.
  O bloco decidiu suspender temporariamente o Paraguai até a realização de novas eleições – marcadas para 2013 – e aprovou a incorporação do país governado pelo ditador Hugo Chávez a partir do próximo dia 31 de julho.
  A entrada da Venezuela como membro pleno no bloco estava pendente desde 2006, devido à negativa do Congresso paraguaio em ratificar o protocolo de adesão, mas a suspensão do Paraguai, destravou o processo.”

  O Brasil não gostou da mudança de Governo no Paraguai, Lula queria que Lugo permanecesse e agiu em função disso, acontece que os Paraguaios mantiveram a decisão.

  Lula também quis manter Zelaya no comando de Honduras.
  
  O PT sempre apoiou as FARCs.

  Nosso governo sempre apoiou Chávez e agora apoia Maduro.

  Se Americanos são demônios por tentar influir na decisão de outros países...porque nós não somos!?

  “Decifra-me ou te Devoro!”





Anterior          <>        Próximo

terça-feira, 9 de setembro de 2014

ANTIAMERICANISMO

   “O antiamericanismo é a religião dos imbecis."
     [André Glucksmann]

  No mundo acontece coisas muito ilógicas. ​​
  Eu entenderia se a China tivesse um “antiamericanismo”; esse povo desenvolveu uma tradição Comunista enquanto o USA permaneceu Capitalista.
  Por “sorte” surgiu um Deng Xioping que soube separar crenças ideológicas de negócios. 

  Esse pragmatismo de Deng possibilitou a China progredir tecnologicamente e financeiramente. 
  Se a China permanecesse fechada para o mercado internacional provavelmente seria uma grande Coréia do Norte.
  Os chineses se acertarem com os americanos foi algo que veio para bem, mais ainda para os chineses que tinham um longo histórico de misérias.

  Algo ilógico que veio para o mal e eu não entendo é o antiamericanismo no Brasil!!

  Nós tínhamos e temos tudo para ter excelentes relações políticas e econômicas com os países desenvolvidos do Ocidente, temos até o mesmo tipo de religiosidade (cristã), no entanto por questões ideológicas sem pé nem cabeça tratamos americanos e europeus como uma escória da sociedade moderna.
  Imperialistas insensíveis, governos demoníacos, loucos para arrancarem nosso couro.
  A China explorar nosso petróleo...tudo bem.
  A Rússia explorar nosso gás...tudo bem.
  A Bolívia ficar com nossas refinarias...tudo bem.
  Argentina e Venezuela mandarem no Mercosul...tudo bem.
  Desde que não haja americanos ou ingleses envolvidos tudo está bem!?

  Historicamente os Americanos nunca nos fizeram nenhum mal.

  


  Você que não gosta dos Americanos por favor me dê motivos para eu não gostar também, me sinto muito isolado porque é um povo que admiro muito.
  Conheço muito de história, já a revirei em busca de algo que explicasse o antiamericanismo no Brasil e não encontro nada de relevante.
  Se o Brasil se industrializou foi graças ao contato com os americanos, nossa indústria siderúrgica deve muito a eles e atrás dela vieram as montadoras de veículos que sem dúvida nenhuma transferiram muita tecnologia, capacitaram muito nossos trabalhadores.
  Não! Não acreditem em mim.
  Pesquisem como surgiram as siderúrgicas e como as multinacionais se instalaram no Brasil.

______________________________________
DEVEMOS A EXISTÊNCIA DA VALE AOS “GRINGOS”.

    “Vários grupos de INVESTIDORES INTERNACIONAIS adquiriram extensas glebas de terra próximas a Itabira e, em 1909, se reuniram fundando o Brazilian Hematite Syndicate, um sindicato que visava a explorá-las.
  Em 1911, o empresário ESTADUNIDENSE Percival Farquhar adquiriu todas as ações do Brazilian Hematite Syndicate e mudou seu nome para Itabira Iron Ore Company.
  Percival Farquhar fez planos para que a Itabira Iron Ore Co. exportasse 10 milhões de toneladas/ano de minério de ferro para os Estados Unidos, usando navios pertencentes a seu sindicato, que trariam carvão dos EUA ao Brasil, tornando assim o frete mais econômico.
  Esse plano antecipava em mais de 40 anos um conceito que, modificado e atualizado, viria a se tornar realidade, sob a direção de Eliezer Batista, na década de 1960, quando da inauguração do Porto de Tubarão.”
[Wikipédia]   Repense
_______________________________________   

  Você não quer falar de economia e sim política?
  Tudo bem.

  O Presidente João Goulart provavelmente nos levaria a ser uma grande Cuba.
  O USA queria isso?
  Claro que não.
  Todo leste europeu já estava dominado pelos Russos, uma ilha caribenha (Cuba) vizinha dos USA já estava convertida ao comunismo.
  A África e os Árabes não contam [os caras se destroem sozinhos].    
  Aqui na América do Sul um país do tamanho do Brasil se convertendo ao comunismo inevitavelmente arrastaria outros países.

  Não precisa ser gênio para entender que o USA ficaria em uma situação muito fragilizada.
  Uma nação capitalista cercada de socialistas por todos os lados.
  Mesmo hoje com seu poderoso exército o USA não conseguiria lutar contra o mundo todo, sua solução final seria mandar bombas atômicas para todos os lados decretando também sua própria destruição.

  O importante é você entender que os Americanos lutavam por sua sobrevivência no planeta (seu modo “livre” de vida) e legitimamente defendiam seus interesses.
  Seres humanos não são anjos, na história da humanidade não conheço nenhuma nação habitada só por pessoas santas e imaculadas.
  Americanos não são santos, apenas estou lhes mostrando que também não são demônios, são só humanos...explicar o óbvio é a parte mais difícil da Filosofia.

  Cuba e URSS eram um exemplo a ser seguido para muitos brasileiros, mas para muitos outros não.
  O governo militar teve o apoio das pessoas que NÃO queriam o comunismo no Brasil e essas pessoas tiveram o apoio mais que lógico do Governo americano que até onde se sabe se preparou para ajudar caso houvesse uma guerra civil, mas felizmente não aconteceu.
  Isso é HISTÓRIA gente!
  Tudo está devidamente registrado, não acreditem em mim, PESQUISEM.

  Não dá para dizer que o Governo Militar praticou o Capitalismo/Liberalismo Econômico.
 
  Os militares não eram democráticos e estatizavam tudo que podiam.

  Estatizar os meios de produção é uma característica do Marxismo, não do Liberalismo Econômico.

  


  De qualquer forma o Governo Militar respeitou a propriedade privada, nunca foi empecilho no Brasil você abrir uma empresa e buscar seu próprio sustento.

  Nossos militares felizmente não foram “sanguinários”.
  Em 20 anos de ditadura militar tivemos cerca de 400 mortos...já incluso os guerrilheiros que pegaram em armas.
  Se olharmos para outros regimes ditatoriais no mundo veremos que 400 mortos é bem pouco para uma população que já tinha cerca de 60 milhões de habitantes.
  Por favor! 400 vidas são 400 vidas, só estou lhes mostrando que muitas dessas pessoas pegaram em armas e a grande maioria delas queriam implantar o Comunismo no Brasil.
  Para você ter uma idéia, na Argentina foram cerca de 30 mil mortos para uma população bem menor.
  No Chile com uma população menor que da Argentina foram 4 mil mortos e desaparecidos.

  Se ainda não está convencido saiba que só em 2012 tivemos 50 mil assassinatos no Brasil
  Com tantos crimes acontecendo agora, porque gastar dinheiro e tempo com crimes do passado!?

  O fato é que Argentina, Chile, Brasil e suas matanças eram e são soberanos, não sei de nenhum general no regime militar que não fosse brasileiro nato.
  A ditadura no Chile foi feita por chilenos; na Argentina por argentinos.

  E os Estados Unidos diante dessa situação?

  Na falta de um líder democrático e capitalista os Americanos apoiavam os que lhes pareciam menos marxistas.

  Se analisarmos tudo que está registrado sobre o golpe militar no Brasil veremos que a intenção era impedir que João Goulart seguisse os passos de Fidel Castro.

  Não posso falar pelos americanos, mas transportando minha mente para aquela época acredito que eles e toda sociedade brasileira que apoiaram o golpe militar esperavam eleições democráticas depois de uns 2 anos ou menos.
  Provavelmente essa eleição seria ganha por Juscelino Kubitscheck e nós continuaríamos nosso caminho democrático.

  Os militares tomaram gosto pelo poder [isso sempre acontece com qualquer grupo] e foram ficando.
  Você que vive gritando por uma intervenção militar...ESTUDE HISTÓRIA.

  Ditaduras tem um dia para começar, o dia do golpe, mas nunca tem data para terminar.

  Quando o povo dá plenos poderes a um grupo para fechar o congresso e engessar a imprensa é difícil esse partido/indivíduo abrir mão do poder concedido.
  O poder para tirar o grupo do controle praticamente deixa de existir, uma vez que não se pode nem falar contra ele.
  A esperança passa a ser um racha interno.

  Procure na história dos Estados Unidos fechamento do Congresso ou golpe militar.
  Impedir a liberdade de imprensa lá é crime.
  Os americanos tem uma das democracias de melhor qualidade que eu conheço, um balsamo para um Livre Pensador.
  Vida longa e próspera aos meus irmãozinhos americanos.
  Vida longa e próspera a todos os povos que buscam a Democracia e o Capitalismo de boa qualidade.



  Fora da Democracia não há “salvação”.


  A Primeira Emenda da Constituição dos Estados Unidos é uma parte da Declaração de direitos do país.
   Impede, textualmente, ao Congresso americano de infringir seis direitos fundamentais.
  O Congresso passa a ser impedido de:

1 - Estabelecer uma religião oficial ou dar preferência a uma dada religião (Institui a separação entre a Igreja e o Estado)

2 - Proibir o livre exercício da religião;

3 - Limitar a liberdade de expressão;

4 - Limitar a liberdade de imprensa;

5 - Limitar o direito de livre associação pacífica;

6 - Limitar o direito de fazer petições ao governo com o intuito de reparar agravos;

   A Primeira Emenda apenas desautoriza explicitamente o Congresso a respeito destes pontos.
  Contudo, ao longo do tempo, os tribunais asseguraram a extensão destas premissas a qualquer ramo do poder judicial e executivo.
  O Supremo Tribunal dos Estados Unidos da América assegurou que a XIV emenda da constituição dos Estados Unidos da América incorporasse a primeira emenda contra qualquer ação dos estados em particular.





sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Camponeses Miseráveis

 "Não podem fazer ideia da vida que eles levam, ali.   
  Uma vida rural simples e dura.
  Levantam-se cedo porque têm muito que fazer e deitam-se cedo porque têm muito pouco que pensar."
[Oscar Wilde]

  

  Muitos idolatram a vida no campo, mas a maioria corre pra cidade na primeira oportunidade.

  Ainda bem que grande número de pessoas tem vocação para agricultura, não trocam a lida com a terra por nada nesse mundo.
  Meu sogro Lazaro é viciado em plantar, o que eu gosto de escrever ele gosta de mexer com sua horta.

  Porque as pessoas preferem a vida na cidade?

  Em geral o trabalho no campo é duro, o dinheiro pouco.
  Se é uma propriedade familiar o patriarca fica com o pouco dinheiro que entra e decide quanto dará a cada filho
  Assim a dependência do pai é quase total.

  A vida do grande fazendeiro e seus filhos é bem melhor, porem (naturalmente) para cada “rico” há milhões de pobres e remediados.
  Não dá nem pra imaginar uma sociedade onde todos sejam riquíssimos.

  Os que mais se motivam a tentar a vida nas cidades são os jovens
  Na “fase rural” da economia de uma nação o salário ruim pago na indústria consegue ser melhor que o recebido no campo.

  O trabalho nas fabricas é duro?
  E quem disse que o trabalho na roça não é!?
  Experimente capinar 1 alqueire de café.
  Acorde 5 horas da manhã para ordenhar vacas.


  Outro atrativo nas cidades para os jovens é a possibilidade de namoros que aumenta bastante.
  Pense bem.
  Em uma cidade pequena onde todos conhecem a todos suas possibilidades de namoro ficam bastante reduzidas.
  A moça que namora 2 ou 3 em uma pequena cidade rural fica comentada.
  Em uma fábrica com 500 funcionários acontece um certo anonimato.
 Pense em um distrito industrial, são muitas empresas, muito anonimato para homens e mulheres viverem mais experiências.
  NÃO! Não estou falando nem de promiscuidade embora tenha público para isso também.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Vamos a alguns números, parar de pensar pequeno para pensar grande:

  “Pela primeira vez desde 2005, o Programa de Comparação Internacional atualizou os seus dados e sua metodologia para medir o tamanho de 199 economias de acordo com o critério de paridade de poder de compra. ​​
  O "PPP" estima o PIB com base no real custo dos preços e serviços, como se todos os países tivessem uma moeda comum, e não nas taxas de câmbio, que são voláteis e dão um peso desproporcional para quem tem moeda forte.

China X EUA

  De acordo com o relatório, a China teve em 2011 um PIB com valor equivalente a 87% dos Estados Unidos - um grande salto em relação a 2005, quando era de 43%.
  Como a economia chinesa cresce cerca de duas vezes mais rápido que a americana, tudo indica que ela deve se tornar a maior do mundo ainda este ano em PPP.
  Pelo critério de taxas de câmbio, o PIB americano (US$ 16,2 trilhões) ainda é quase o dobro do chinês (US$ 8,2 trilhões).
  Os EUA também ganham de lavada no PIB per capita, que é de US$ 50 mil - 5 vezes maior que o chinês.”

  


  Muitos pensadores fazem uma certa apologia à China como o novo supra sumo da economia.
  Não vou desmerecer os chineses, mas o sucesso deles é fruto de uma grande bobeada do Ocidente que transferiu suas fabricas para lá atrás de mão de obra barata.

  Acontece que com a transferência das fabricas transferiu-se também TECNOLOGIA.

   O “Ocidente” apostou que o Capitalismo levaria Democracia a China como aconteceu no Japão.
  A China desenvolveu algo “novo” difícil até de definir, vamos dizer que seja um Capitalismo de Estado.

   Noto que grande potencias Ocidentais já perceberam a arapuca que elas mesmas criaram.
  Reverter o processo é impossível, mas é interessante não alimenta-lo mais ... a não ser que a China vire uma Democracia de fato.

   A China pratica um "Capitalismo de Estado."

  Enquanto a China tiver camponeses para explorar tudo vai ficar mais ou menos bem, entretanto uma classe média cresce rapidamente lá, classe média geralmente tende a regimes democráticos.

  Aqui no Brasil ocorreu algo semelhante na década de 70.
  O milagre econômico durou enquanto teve muita mão de obra para se transferir do campo para cidade.

  A vida na grande cidade é melhor e mais interessante, o indivíduo só volta ao campo se as coisas derem muito errado ou se tiver aquela “vocação” dita no início do texto.
  Mas sabem como é nós humanos sempre queremos mais.

  O que a princípio está excelente (como um emprego ou namoro novo) depois de alguns meses ou anos já não nos satisfaz.

  Milhões de chineses ficaram alegres em trabalhar nas indústria fazendo um tipo de trabalho que nós brasileiros em nosso estágio atual definimos como semiescravo, mas entendam que a situação anterior dos camponeses chineses era bem pior.

  Podemos dizer que a industrialização melhorou a vida dos chineses?
  É claro que sim!
  Aposto que ainda há milhões de chineses vivendo precariamente nos campos ansiosos pela oportunidade de ir para cidade trabalhar em alguma indústria.

  Quando a China deixará de ser tão competitiva?
  Quando acabar seu estoque de camponeses ingênuos e miseráveis.

  O Brasil atual é a China amanhã?
  Não necessariamente.
  A China tem investido pesado em educação, não estou me limitando ao dinheiro, mas principalmente metodologia de ensino.
  Vimos nos dois textos anteriores que nossa ideologia educacional é um samba do crioulo doido... dinheiro pode melhorar a vida dos professores, mas duvido que traga melhora da qualidade de ensino enquanto persistir a atual ideologia.

  O Brasil já gastou seu grande estoque de camponeses miseráveis e não se preocupou em se qualificar profissionalmente.

  O ponto a favor do Brasil é que temos uma Democracia de boa qualidade, esse caminho é algo que a China ainda tem a trilhar...

To be Continued...


 
________________________________
Nota: Um dos pontos mais contra o Brasil é nosso anarquista estatuto da criança e adolescente.
  Educar mal a próxima geração é um tiro no pé do desenvolvimento “civilizado”.
_________________________________       




   A Nike não cria as leis trabalhistas na China.
  Acho estranho cobrarem da Nike o que é obrigação do povo e governo chinês.
  A máximo que Nike pode fazer é sair daquele país.
  Outras empresas ficam e conseguem vender mais barato acabando com a Nike.