domingo, 12 de janeiro de 2014

Governo da Minoria!?

   “Um governo não consegue ser melhor do que a opinião pública que o apoia.” 
[Franklin Delano Roosevelt]
      
  No geralzão concordo com Roosevelt e essa será a base desse texto.
  Mas não raro o indivíduo faz a diferença para o bem ou para mal.
  Roosevelt e Lincoln [entre outros] foram melhores que a opinião pública de suas épocas, chamamos esses caras de ESTADISTAS.
  Governantes que enxergam além e melhoram a qualidade de vida dos cidadãos de maneira “sustentável”.
 [Nada de populismo barato...que sai caro]

  Ocorre que até esses estadistas, em uma Democracia de boa qualidade, são eleitos pela MAIORIA dos votos validos.
  O estadista pode ter um projeto muito bom, mas não consegue implementar por falta de apoio popular.

  Vamos a um exemplo amarrando ao texto anterior.

  Eu me considero um estadista, se eu fosse Presidente tentaria acabar com salas mistas, mas minha chances de conseguir seriam mínimas uma vez que a maioria é contra separar meninos e meninas por salas de aulas.

  Acredito que todos concordamos que manter o foco/atenção melhora o aprendizado de qualquer coisa.
  Um termo da “moda” é “déficit de atenção” onde por análises muito subjetivas a criança é “diagnosticada” com uma dificuldade “de nascença” em se concentrar nas tarefas.
  Sem entrar no mérito desses diagnósticos [fica para algum outro texto] me responda:

 Salas mistas combinam com manter a disciplina e o foco?

 Sou da opinião que separar meninos e meninas no ensino fundamental seria muito mais eficiente, mas sou MINORIA nessa opinião.

   Pelo menos nas primeiras 4 horas de aula a separação de classes por sexo deveria ocorrer, o que excedesse a isso, em aulas extra curriculares a mistura poderia acontecer.
  Não se trata de uma imbecil segregação sexual.

  De certo essa separação vai contra a vontade das crianças, acontece que essa deve ser uma decisão de ADULTOS.

  Eu adorava estudar com meninas, no primeiro dia de aula era aquela emoção para conseguir sentar ao lado de uma garota bonita.

  Percebem a perda de foco já no primeiro dia de aula?

  Isso não tem como mudar, homens e mulheres se sentem atraídos naturalmente, não estou falando nem de relação sexual, a grande maioria das crianças não sentem esse tipo de atração física até uns 12 anos [claro que isso varia muito].
  Eu não pensava em transar com as garotas, isso era um sonho muito distante, quase impossível, gostava apenas de contemplar a beleza, ficar perto.

 O gênero masculino gosta do gênero feminino...é tão “fácil” explicar isso quanto explicar porque a água é molhada.

  Mas vamos supor que eu seja uma aberração, outras crianças, com 7 anos já começam manifestar desejo sexual ... meu argumento fica ainda mais robusto a perda de foco da criança aumenta ainda mais.

  Eu praticamente não tenho dúvidas que se meninos e meninas estudassem em salas separadas o ganho na concentração seria enorme.
  Se foram os anarquista que trouxeram salas mistas para o Brasil tenho certeza que tiveram boa intenção, mas os benefícios são discutíveis.

  Salas mistas viraram tradição e ninguém quer discutir.

  Então consideremos uma situação que “ainda” não é tradição.

  Os anarquistas ou outro grupo qualquer lutando pela “liberdade” da criança usar o celular durante as aulas.
  Só porque tem a bonita palavra “liberdade” na proposta não temos que considerar mais nada!?
  Uma criança checando seu celular a cada meia hora não desvia o foco da aula!?
  Pelo menos por 4 horas não podemos “cercear sua liberdade” de usar celular por uma causa mais nobre o APRENDIZADO?
  Não estou falando de proibir o uso de celulares por crianças, minhas filhas tem desde ... nem sei dizer ... minha esposa gasta com as meninas sem dó.
  Minhas filhas tem muito tempo para usar o celular NÃO NA SALA DE AULA.

  Meninos e meninas tem bastante tempo para se conhecerem nas mais diversas atividades NÃO NA SALA DE AULA.

  Não estou falando de escolas separadas, ou manter a separação em todas as séries, cursos e faculdade.
  Estou falando de “classes” separadas durante todo o ensino fundamental.
  Nessa idade o cérebro está bem “plástico” e quanto mais conhecimento conseguirmos despejar nessa mente, mais ferramentas ela disporá para uma vida mais eficiente.
  Se irá fazer bom uso já passa a ser problema INDIVIDUAL dela.

  Tem um efeito colateral interessante. [Uma especulação lógica]

  Muitos brasileiros param de estudar depois do ensino fundamental, sei lá, estudar como quase tudo na vida enjoa.
  Salas mistas após o ensino fundamental pode ser uma mudança de ares interessante, seria algo novo para quem estudou 8 anos em classes separadas.
  Com dois detalhes, já estariam mais acostumados com a disciplina na sala de aula e com fundamentos do conhecimento humano bem arraigados.

  Sei que a maioria dos leitores está me achando um idiota/reacionário, nada de novo.
  Um bom momento para usar nossa chave lá em cima.
  Aproveito para escrever sobre uma situação que debati muito nos últimos dias.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  As pessoas estranhamente acreditam que Democracia é governar para as minorias!!

  Entendam que na Democracia acontece o Governo da maioria RESPEITANDO as minorias.
  Exemplo:

  A maioria do nosso povo é cristã, então a maioria aceita símbolos cristãos em repartições públicas.   
  Os símbolos não podem simplesmente ser retirados porque desagrada a minoria.
  NÃO É A MINORIA QUE ESTA NO PODER.
  Ter uma cruz na parede do tribunal é um símbolo que agrada a maioria, não vejo grande problema nisso.

  Eu vejo problema em obrigar a minoria que não é cristã jurar com a mão na Bíblia ou se curvar diante da cruz.

  Entendam que uma coisa é exibir um símbolo outra coisa é obrigar alguém a cultua-lo.

  O adultério não é crime em nossa constituição, logo um juiz não pode condenar uma mulher ao apedrejamento com base na Bíblia ou qualquer outro livro sagrado.
  Essas situações que feririam o conceito de um Estado Laico NÃO ACONTECEM NO BRASIL, e não tem sinais de acontecer.
  Ateus são minoria no Brasil, mas se acham no “direito” de impor suas vontades a maioria!!


  A correlação com esse tema é a seguinte:

a)  A maioria é a favor de meninos e meninas estudarem na mesma sala.

b)  Eu faço parte da minoria que defende a separação.

  Pela estranha “lógica” que vejo na Internet temos que separar as classes o mais rapidamente possível para não desrespeitar eu enquanto minoria.

  A vontade da minoria passa a ser mais importante que a vontade da maioria!!

  Veja bem que continuar com salas mistas não é o fim do mundo e atende a vontade da maioria.

  Veja bem que continuar com os símbolos não é o fim do mundo e atende a vontade da maioria.

  No Brasil a maioria respeita os direitos da minoria.
  Eu posso abrir uma escola com separação de classes ou matricular minha filha em uma, não sou proibido por lei de fazer isso.
(Até onde me lembro das leis vigentes)

  No entanto na escola pública eu tenho que me sujeitar a VONTADE DA MAIORIA.
  E a vontade da maioria é ter salas mistas.

  Qual o caminho a seguir?

  Divulgar minhas ideias e convencer a maioria sobre a qualidade de meus argumentos.

  No Brasil temos liberdade de expressão.
  Assim funciona a Democracia.
  Se a maioria for convencida que devemos tirar símbolos os símbolos serão tirados.
  Se a maioria for convencida que salas mistas tiram o foco da criança esse tipo de classe não será estimulada.

  Atualmente quando a maioria não faz a vontade da minoria ficam evocando “perseguição”, “preconceito”, “tirania”.

  As causas dos índios, gays, ateus...passam a ser mais importantes independente de qualquer argumentação.
  Parece que o fato de serem “minoria” já é mais que suficiente para aprovar qualquer causa que os beneficie ou ideologia que eles aprovem.

  O fim da obrigatoriedade de salas mistas na escola pública deveria ser efetivado pela qualidade dos argumentos ou por eu ser minoria a minha vontade basta?

  No Brasil a maioria respeita os direitos da minoria.
  Está faltando a minoria entender que ela NÃO ESTA NO PODER.

  Poder emana do povo, nossos governantes são eleitos democraticamente pelo voto da maioria.
  Qualquer governo deve respeitar a minoria, NÃO governar para elas em detrimento da maioria, isso não é lógico.




  Nunca entendi essa denominação, Direitos Humanos “e” Minorias.
  As minorias são uma espécie a parte diferente da humana!?

  Além do mais essa foto é uma vergonha não respeitou a cota para negros ...

[É brincadeira, não me processem, sou minoria.]



  


  Se você faz parte de qualquer maioria e deixa uma minoria ditar as regras ... é cúmplice dessa nossa “desordem social”.



anterior         <>              próximo

Postar um comentário