domingo, 19 de janeiro de 2014

Sociedade Alternativa

 “Se eu quero e você quer tomar banho de chapéu ou esperar Papai Noel, ou discutir Carlos Gardel, então vá!
  Faz o que tu queres pois é tudo da Lei!
  Viva, viva a Sociedade Alternativa!”  


  

     

  Será que viver em uma sociedade alternativa pode ser essa maravilha e liberdade toda?

  Todos nossos desejos podem ser realizados e virar “lei”?
  Não é preciso disciplina nem responsabilidades individuais, tudo funciona melhor que na sociedade “capitalista”?

  Vamos meditar sobre isso.

  Foi difícil convencer as pessoas que a Terra é arredondada. ​​
  NÃO que fosse complicado perceber isso, temos uma visão arredondada do céu, praticamente qualquer um percebe o movimento circular da Lua e do Sol.

  Acontece que a lógica também pode nos enganar, tudo depende da quantidade de conhecimento que temos.

  Se a Terra fosse redonda as pessoas cairiam dela, só os que estivessem no topo permaneceriam em pé, essa dedução é bastante lógica.
  Conseguimos colocar vários objeto em cima de um dado dependendo do seu tamanho.
  Mesmo que uma esfera seja muito grande e bem estabilizada, colocar coisa em cima dela só bem no topo.

  Antes de considerar que os antigos ingênuos/idiotas você consegue explicar porque não caímos do planeta Terra?

  NÃO, não repita feito papagaio que é a lei da gravidade.
  Me explique o funcionamento da lei da gravidade.
  A princípio pensamos em um imã gigante, mas imã atrai só metais, a Terra atrai até ar.
  Então você não sabe explicar?
  Não se envergonhe, ninguém sabe explicar.
  Tudo depende de uma partícula chamada gráviton que por enquanto só existe em teoria.

  Na teoria da relatividade de Einstein muita coisa se encaixa, o difícil é encontrar alguém que tenha uma boa visualização/entendimento dessa teoria.

  O importante para esse texto é o fato, o RESULTADO.

  O fato é que não caímos da Terra, ficamos grudados nela, somos atraídos para seu núcleo.
  Embora a grande maioria não entenda porque isso acontece “ninguém” fica mais em dúvida sobre a terra ser arredondada ... ignoremos as “mentes muito fechadas”.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Porque o Capitalismo dá mais certo que o Socialismo?

 (Isso é tão observável quanto a Terra ser arredondada, só que nesse caso as mentes fechadas são tantas que não é possível ignora-las)

  O Capitalismo me parece mais de acordo com nossa natureza humana “competitiva”.

  Por que somos naturalmente competitivos?

  É o plano/vontade de algum Deus, uma combinação ao Acaso ou uma mistura de tudo isso.
[Como preferirem, isso não muda essa mediação.]

  O FATO é que somos competitivos, diferentes em nosso nível de ambição e capacidades.

  Mesmo com a força da gravidade não estamos condenados a ficar no chão, fazemos balões, aviões, naves espaciais, barcos.
  Temos essa “alternativa” de morar em um yate por exemplo.
  Morar em naves espaciais ainda é coisa de ficção.
  Mas fica claro que morar em uma construção bem fincada no solo está mais de acordo com nossa natureza.

  Trançado um paralelo...

  Mesmo o Capitalismo sendo mais de acordo com nossa natureza, nada impede que grupo de pessoas se organizem em comunidades Comunistas/Socialistas.
  Há seitas religiosas e correntes ideológicas que se organizam dessa forma “alternativa”.

  Vejam dois exemplos:

Como viviam os hippies?

  “O lance dessa galera era ser contra o "sistema" -  contra a sociedade branca de classe média que pregava o apego aos bens materiais.
  Baseados nos princípios da não-violência e da cooperação, os hippies mais tradicionais costumavam viver em grupos.
  Os hippies alugavam casarões antigos, onde moravam até 30 pessoas.
  Eles faziam jus ao lema "sexo, drogas e rockn roll", mas, ao contrário do que se pensa, também trabalhavam e tinham hábitos de higiene normais
  A expressão "hippie" deriva da gíria americana "hip", que significa "bacana, antenado" e era usada pelos antecessores dos hippies, os beats (intelectuais rebeldes dos anos 1950)
  Professores e alunos de universidades da Califórnia fundaram o movimento hippie no começo dos anos 1960.
  Lutando contra a Guerra do Vietnã (1954-1975) e a convocação obrigatória, seus ideais pacifistas se espalharam pelo mundo ocidental e foram fundamentais no desenvolvimento da chamada contracultura - forma de expressão que combatia os valores do capitalismo”


 Comunidades alternativas

  “Muitos dos integrantes dessas comunidades alternativas trocaram uma vida de conforto e mordomias por uma tenda de acampamento.
   É o caso do ex-empresário paulista Nelson da Costa Pedro, de 57 anos.
   Ele era dono de uma agência de turismo em São Paulo.
  Tudo ia aparentemente bem em sua rotina de salas refrigeradas e hotéis 5 estrelas, até que em 2003 Nelson foi vítima de um assalto quando estava, com um grupo de turistas, dentro de um de seus micro-ônibus.
  Ficou refém por 8 horas, tempo suficiente, segundo contou, para refletir sobre sua vida e seus valores. “Naquele momento senti o quanto somos vazios.
  Minha vida, meus bens não valiam nada.
  Ali mesmo decidi mudar de vida”, diz Nelson.”

  Não sendo contra a lei, respeitando o direito das outras pessoas, defendo que cada um deve viver como quiser.

 O problema não está em a pessoa ser “hippie” o desagradável e pregar que essa forma de viver é a solução para o mundo.
 Ser hippie é uma solução especifica para vida daquele indivíduo.

  Eu aceito que alguém goste de viver em tendas, não sei porque não aceitam que eu gosto de viver em casas!
  Para eles eu sofri uma lavagem cerebral do sistema”.


  Sei lá, eu gosto de conforto, é da minha natureza.
  Assim como gostar de viver como índio é da natureza de outros.


  Nesse quesito eu faço parte da maioria.

  O mundo prefere o Capitalismo porque a maioria dos humanos opta pelo conforto.

  Até em coisas banais, você vai costurar um tecido, é melhor uma agulha “industrializada” de aço ou uma feita com madeira?
  Detalhe, você terá que fazer a agulha.
  Na hora de costurar você prefere sentar em um tronco de arvore ou em uma confortável poltrona cadeira “industrializada”?
  Agulha de aço, tecido, poltrona ... uma produção eficiente desse objetos pede industrialização.

  Lutar contra nossa natureza dá muito trabalho, temos que nos perguntar se todo esse esforço compensa.
  A vida é complexa, somos seres que moldam a natureza segundo nossas necessidades, tudo é uma questão de custo benefício.
  Empurrar um carro no plano ou ladeira abaixo é fácil, empurrar ladeira a cima é complicado.
  Mas se é realmente preciso o esforço de empurrar o carro para atingirmos uma situação que nos parece melhor, mais agradável ... investimos nisso.

  Manter uma grande sociedade no regime comunista consome muita energia e fica pouco eficiente, funciona bem em pequenas tribos indígenas, pequenas comunidades, mas a medida que a população cresce vai ficando mais difícil.

  Vamos a uma ilustração mental.
  Pense em uma lâmpada incandescente e uma de led.
  No princípio a lâmpada incandescente foi uma grande descoberta, foi bem mais fácil chegar a ela.
  Hoje produzir lâmpadas fluorescentes e de Led é mais sensato.
  Aquele investimento pesado inicial para desenvolvermos lâmpadas mais eficientes já foi feito e agora não faz sentido voltar a ineficiência do passado.

  Os índios em geral tinham uma vida de hippie porque foi mais fácil chegar e esse tipo de organização social.

  O Capitalismo, a Revolução Industrial, o Liberalismo Econômico foram desenvolvidos com muito sacrifício, muitas rotas tiveram que ser alteradas, mas hoje nos encontramos em um estado satisfatório de desenvolvimento.
  Voltar a ineficiência do passado, voltarmos a ser índios, não faz sentido, é um retrocesso.

  Se você acha romântico um jantar à luz de velas...tudo bem.
  Mas entenda que a maioria dos humanos não vai querer depender de velas para iluminar a residência.
  Nossa indústria de energia elétrica está bem estabelecida com ações negociadas nas Bolsas de Valores e poucos desejam que isso acabe.
  Quero dizer que o presente e futuro da humanidade são sociedades Democráticas e Capitalistas.

  Alguns continuarão despendendo muita energia concentrando os meios de produção nas mãos do Estado, mas dificilmente serão páreo para países Capitalistas/Democráticos porque estarão indo contra a natureza humana.

  

 
  Os Comunistas tem esse sonho desesperado de acabar com o Capitalismo.
  Mas para nós Capitalistas eliminar o Comunismo/Socialismo não é um objetivo.
  De acordo com o conceito de Liberalismo qualquer indivíduo ou povo pode optar por sua forma de organização, quem demoniza a tecnologia não deve ser obrigado a usa-la.

  Esse texto é para você que igual eu gosta de conforto, mas senti alguma culpa por isso.

  Ter computador, agua encanada, rede de esgoto, geladeira cheia, carro na garagem é coisa de burguês?

  EU GOSTO DE SER BURGUÊS!  





anterior         <>              próximo
Postar um comentário