domingo, 1 de abril de 2012

Parto de Adulto

  “A busca pela valorização da carreira de professor passa também, mas não somente, por políticas de aumento salarial. Além de pagar mais, é preciso que o magistério tenha uma formação mais sólida e, principalmente, um plano de carreira efetivo. “Um plano em que o professor sinta que pode progredir salarialmente, a partir de alguns quesitos. Mas que ele, com essa dedicação, possa vir a ter uma recompensa salarial forte”, conclui a pesquisadora.” [Revista Carta Capital]
$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$
  “O aluno não aprende porque os pais não o acompanham? Para 88% dos professores do nível fundamental da rede pública no país, sim. Quase 81% também acreditam que um aluno não vai bem na escola porque não se esforça. Os dados fazem parte de um levantamento feito pelo Movimento Todos Pela Educação em respostas dadas por professores da rede pública na Prova Brasil, do Inep.” [Pernambuco.com]
_____________________________________
  As pesquisas com professores mostram que a educação é fraca no Brasil  por culpa das famílias e das crianças!!!!
  É algo como eu levar o carro ao mecânico, ele me cobrar pelo serviço e dizer conserte você mesmo...HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH!
  Mas não quero entrar por esta brecha, apenas tropecei nela e achei engraçada.
  Sabem, não sei quantos professores tem no Brasil, mas não é difícil imaginar que sejam em grandíssimo numero. 
  Praticamente todas as cidades tem ao menos uma escola e dependendo do tamanho da escola ela tem vários professores, podemos dizer que é uma classe trabalhadora com abrangência nacional.
  Quando penso em professor me vem a mente uma pessoa com excelente capacidade de leitura e interpretação de textos, um expert em pelo menos um dos ramos do conhecimento humano.
  Uma pessoa que devido as exigências da profissão tem uma capacidade de pensar acima da média.

  Acho estranho quando eles em sua legitima luta por melhores salários e condições de trabalho usam a mesma estratégia dos “operários menos cultos”.

  Eu não tenho um bom exemplo de operário menos culto porque hoje em dia em cidades como Campinas quase não há analfabetos e por exigência do mercado a grande maioria conclui ao menos o ensino fundamental, quem não busca cultura e conhecimento é porque não se interessa por isto, mas voltemos aos professores.
  Espera-se que sejam leitores assíduos de jornais e revistas se mantendo razoavelmente bem informados.
  Quero dizer que é uma classe trabalhadora que tanto em quantidade quanto qualidade pode influenciar muito na eleição de políticos, de governantes que administram Cidade, Estado e País.
  Nada impede um professor de se candidatar a um cargo político, FHC foi professor, então se eles através dos noticiários não encontram quem os bem represente, podem em seus próprios quadros se unirem em torno de nomes, assim como fazem os evangélicos com suas bancadas em todas cidades. 
  Defender interesses individuais ou de um grupo é perfeitamente natural no regime Democrático.

  Os professores com toda sua enorme capacidade de influencia podem ajudar o Brasil a eleger bons administradores do dinheiro dos impostos.

  A boa administração não garantiria o salário dos sonhos, mas garantiria o salário “possível” de ser pago e os professores pessoas inteligentes e sensatas que são confiariam mais no Estado e no que é possível a sociedade lhes pagar.
  Desculpem dizer o óbvio, mas acreditem é preciso.
  Os professores fazem parte da sociedade, não são escravos trazidos de outro planeta sendo abusados neste, ninguém aqui é obrigado a ser professor.
  Não te parece estranho professores agindo como crianças, só se organizando para fazer greves e operações tartarugas, sim, porque quando estão trabalhando dizem não se dedicar muito porque não gostam de como são tratados, não estão sendo idolatrados e maravilhosamente pagos como deveriam ser.
  Por favor! NÃO ESTOU GENERALIZANDO.
  Tenho quase certeza que os professores VOCACIONADOS estão gostando muito deste texto.

  E você que não é professor pense bem antes de demonizar este texto lembre-se que a principal vitima de todo este enrosco é sua filha, seu filho.

  Para os professores vocacionados até faço um apelo:
  Não deixem que “esquerdistas infantilóides” ditem as diretrizes para toda esta classe trabalhadora, a primavera é CAPITALISTA e DEMOCRÁTICA, são com estas regras que os sindicatos atuais deveriam jogar, poucas coisas precisam de uma reforma mais urgente neste país do que o jeito dos sindicatos atuarem, os caras ainda não saíram da década de 50, depois escrevo um texto sobre isto...
  Meus irmãozinhos professores, greves, operações tartarugas deveriam ser praticamente riscado da estratégia dos senhores, deveria ser aquela ultima opção quase inimaginável.
  Ferrar com a educação das crianças é ABOMINÁVEL, neste caso o fim não tem como justificar o meio.
  Se você por algum motivo não se sentir vocacionado, perceber que a escolha do magistério foi um erro, é muito digno dar o lugar para alguém que tenha esta vocação, você deve ir atrás de uma outra profissão onde a exerça com competência independente do salário, mas torço que nesta nova profissão você una o útil ao agradável, desejo que você tenha um excelente salário e faça algo que goste.
  Lutar por uma melhor remuneração é uma coisa, deixar de ser um bom PROFISSIONAL é outra muito, muito diferente.
  Eu não tenho vergonha de suplicar aos senhores:
  SE ORGANIZEM POLITICAMENTE!
  Apesar de lidarem com crianças ao menos profissionalmente se comportem como ADULTOS!



anterior                                           <>                                                próximo