domingo, 22 de abril de 2012

Alfabetização Precoce

  “Matricular crianças com menos de seis anos na escola é uma violência, afirmam especialistas.[R7]

  “Se a criança entrar na escola antes do tempo, também terá que fazer o vestibular antes e, consequentemente, precisará decidir seu futuro ainda no ápice da adolescência. Isso pode resultar em adultos despreparados, que foram colocados muito cedo em uma dinâmica competitiva.” [Andréa Rapoport]
$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$
  Eu defendo que toda criança deveria ser matriculada com 6 anos no ensino fundamental já para ser alfabetizada e nas creches a partir dos 4 anos já deveriam ter um grande contato com números e letras, desenhando, colorindo, brincadeiras que estimulassem o calculo matemático mais rudimentar.
  Pelo que observo a grande maioria esta apta a isso.
  Penso o contrario dos especialistas.
  Pouquíssimas crianças não estão prontas para serem alfabetizadas já aos 6 anos e muitas com 4 anos já tem um bom discernimento das coisas.
  E as que não tiverem? Bom, quanto mais cedo descobrirmos estas crianças [digamos] “imaturas” melhor poderemos ajuda-las.
  A Andréa defende que poucas crianças estão aptas e a grande maioria  são imaturas, terão graves conseqüências psicológicas caso tenham contato muito cedo com números e letras..
  A Andréa já defendeu sua opinião então agora defenderei a minha, vem comigo!
                                                     ==================
  Aqui no condomínio onde moro os casais tem poucos filhos, média de 2, na rua onde eu morava era muito raro um casal ter apenas 2 filhos, minha mãe teve 7 e 2 morreram.
  Não havia tantos carros nas ruas periféricas sendo comum eu jogar futebol com os colegas no meio da rua, hoje em dia isto seria bem difícil porque na rua onde eu morava a cada 5 minutos passa um carro, sem contar os que ficam estacionados.
  Alem de mais espaço para brincadeiras havia muito, mas muito mais crianças, era muito fácil reunir 22 garotos para jogar bola, por vezes apareciam tantos garotos que tínhamos que montar um terceiro time para muitos não ficarem de fora.
  Hoje em dia um garoto para montar um time de futebol de salão na sua rua terá muita dificuldade, faltam garotos.

  Esta baixa da natalidade não tem volta, os especialistas como a Andréa trabalham com uma realidade de 1950/1960/1970, pararam por aí.

  Em 2012 se uma criança quiser ter contato com muitas outras crianças e não quiser depender da Internet a melhor opção é a ESCOLA.
  Lembrei que quando meu pai e minha mãe nos levavam Domingo na casa da minha vó Timira só o que tinha de primos e primas dava para fazer 4 times de vôlei e colocávamos a rede na rua Cândido Mota, isto mesmo crianças mais ou menos da mesma idade, todos parentes, brincando no meio da rua.
  Hoje em dia se eu levar minhas meninas na casa da minha vó Tidi, as crianças da mesma idade que elas seriam só as 2 filhas de uma de minhas irmãs [meu irmão também tem uma filha, mas é bebe ainda], mesmo na vizinhança seria difícil elas reunirem amiguinhas.
  Resumindo: é bom que crianças tenham contato com outras crianças porque em casa o contato é só com adultos, pai, mãe, tios, avós.
  Depois de muito meditar resolvi logo cedo colocar minha primeira filha em uma escolinha porque era  a melhor maneira dela ter contato com crianças da mesma idade dela e garanto que não me arrependi e até recomendo a outros pais.
  Ela vinha toda animadinha mostrando suas atividades, falando das amiguinhas, mostrando desenhos, planejando passeios...
  Eu tenho duas garotas, mas se fossem meninos eu não sei como eles poderiam jogar futebol se não fosse fazendo parte de uma escolinha. Hoje em dia só nestes lugares podemos encontrar crianças em numero suficiente para montar times de futebol.
  Quero dizer o ÓBVIO que estamos em 2012 e a dinâmica da infância mudou, temos que nadar com a corrente e não contra a corrente.
  Se quisermos que nossas crianças tenham contato com outras crianças temos que matricula-las em escolinhas de todo tipo, de acordo com nossa disponibilidade financeira e o INTERESSE DA CRIANÇA.
  Minhas filhas conhecem o teclado de um computador desde muito cedo, isto fez com que letras e números ficassem muito familiares a elas, depois de 4 anos em escolinhas a alfabetização foi rápida, elas lêem muito bem.
  No mês passado a Ellen veio toda alegre me mostrar que já estava na pagina 157 de um livro, ela tem 9 anos, ela concluiu a leitura 3 dias depois um total de 217 paginas...nada mal!
  A primeira filha [Aléxia] minha esposa conseguiu matricular com 6 anos no ensino fundamental mas a segunda teve que esperar até os 7, foi até meio triste, minha filha louca para começar no ensino fundamental e teve que ficar mais um ano no infantil.
=============================
  Para o texto não ficar muito longo quero lembrar aos senhores que a carga horária aqui no Brasil é baixíssima, sobra ainda muitas horas para a criança brincar fora da escola, mas hoje em dia inevitavelmente este tempo fora da sala de aula acaba sendo usado com a TV ou o Computador, nada contra, apenas acho que mais tempo na sala de aula em contato “pessoal” com outras crianças deveria ser estimulado.
  Até algumas décadas atrás grande parte da população era analfabeta, hoje em dia é raro uma criança que tenha pais que não sabem ao menos ler e escrever, quero dizer que mesmo a criança que não tem computador em casa, tem TV e pais alfabetizados, elas tem muito contato com LETRAS e NÚMEROS.

  Atrasar a alfabetização das crianças é uma das maiores insanidades psicológicas de nosso tempo.

  Poucas crianças terão dificuldade na alfabetização aos 6 anos e as que tiverem será muito útil identifica-las bem cedo para que mais cedo possamos AJUDA-LAS.
  Aí esta minha opinião e parte dos meus ARGUMENTOS; meditem sobre isto...

  

PS: A Andréa vê um grande problema em prestar vestibular muito cedo e optar por uma faculdade muito cedo, eu vejo isto como uma grande vantagem, explico:
        Independente de idade é muito raro alguém ter certeza de que profissão quer seguir na vida, por vezes você escolhe uma todo animado, mas no segundo ano já começa a perceber que não foi uma boa escolha, se você é bem jovem, é menos complicado desistir e já começar outra ou concluir o curso atual e depois fazer outra faculdade, geralmente ainda mora com os pais. 
      Depois de uma certa idade já com esposa e filhos as mudanças de rumo não são tão fáceis.
      A vida não é exata, mas matematicamente podemos dizer que fazer uma outra faculdade com 24 anos é bem mais fácil que com 34. Em um curso de 4 anos na primeira hipótese você terminaria com 28 e na segunda com 38 anos.
  Geralmente com 24 você esta solteiro, com 34 esta casado e com filhos.
  Agora, se você optou pelo curso certo já na primeira tentativa terá mais tempo para fazer pós graduação e cursos de especialização... 
  Como podem perceber a alfabetização precoce é bastante vantajosa em todos os sentidos.



anterior                                           <>                                                próximo