segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Anomalia de Nascença

  “Devido a uma discordância por causa da nota de um trabalho, um aluno de 15 anos e uma professora de Inglês protagonizaram uma briga dentro da sala de aula.”

  Eu exijo que minhas filhas respeitem as pessoas, a grande maioria dos pais que conheço também agem assim.


  A professora é a autoridade máxima na sala de aula, sempre deixei isso muito claro para minhas filhas.
  Minhas filhas são especiais para eu e minha esposa, lá fora são só duas crianças a mais no mundo.

  Infelizmente há muitos pais que consideram seus filhos uma folha em branco incapaz de qualquer mal e toda a atenção e compreensão do mundo deve ser dado aos seus pimpolhos.

  Sou a favor da Escola ter a “possibilidade” de expulsar alunos.

  O poderoso papai que vá atrás de outra escola já que aquela não trata seu filho como ele acha que mereça.
  Claro, essa decisão da Escola não se limitaria a vontade de uma professora, mas a um órgão da Secretaria da Educação que seria especializado nesses casos.
  O que não podemos é deixar o professor na sala de aula tão indefeso, tão desamparado.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  A Psicologia defende que a mente humana está em formação até os 18 anos podendo se arrastar até os 21 anos.

  Eu não contesto essa informação, vou além.

  Em quanto o cérebro não começa a deteriorar ele permanece em formação.

  Isso que o cérebro completa sua formação até os 18 e depois permanece imutável até a degeneração é um DOGMA.
  Quando você é jovem o cérebro é mais “plástico” no sentido de moldável, mas se eu continuo aprendendo coisas meu cérebro continua moldável, em formação e transformação.
  Um exemplo rápido.
  Não lembro ao certo, mas até uns 25 anos eu era contra a pena de morte, por 5 anos fiquei muito dividido e hoje considero algo aceitável [triste, mas aceitável].
  Ontem vi meio por cima mais uma dessas reportagens de chefões presos ordenando assassinatos de dentro do presidio, será que se eles estivessem sujeitos a pena de morte procederiam da mesma maneira?
  Se procedessem seriam eliminados com baixo custo para Sociedade, me parece uma solução satisfatória.
  Não vou me estender nesse assunto, mas fica claro que minha mente mudou.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Minha filha de 12 é bem inteligente, mas não tem a maturidade de uma mulher de 21.

  Pelo menos a expectativa que temos de maturidade uma vez que há garotas de 15 anos muito ajuizadas e mulheres de 30 irresponsáveis.

  Eu e a Psicologia concordamos que o cérebro está em formação, mas discordamos sobre quando a maturidade acontece.
  Eu considero minha filha madura para diferenciar o que é crime e o que não é.
  Com 21 espero que minha filha tenha pensamentos mais elaborados, mas diante de toda informação que ela dispõe dizer que não sabe que sexo engravida, que drogas trazem graves problemas, que roubar ou matar é errado ... a justificativa do “não sabia” eu não aceito.

  Eu e a Psicologia temos uma discordância ainda mais grave e que impacta muito nossa vida em sociedade.

  Psicólogos (geralmente) defendem que nascemos “folha em branco” enquanto eu defendo que já nascemos com características bem diferenciadas.

  Se essas características tem origens genéticas, espirituais ou a soma dessas duas coisas... não vamos entrar por essa brecha hoje.
  Apenas nos concentremos que nascemos com características comportamentais distintas da mesma maneira que acontece com a cor de pele, predisposição a alguma doença, tipo de cabelo...
  Se você não concorda com isso e nem aceita debater essa possibilidade, PARE DE LER, não vale a pena.
  Se estiver ao menos curioso vamos flutuar por esse caminho, vem comigo!
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Minha sobrinha NASCEU com problema em um dos olhos, sua visão era deficiente a tal ponto que apenas fisioterapia não conseguiu corrigir, o uso de óculos também não foi suficiente tendo que se submeter a uma cirurgia.
  Foi realizada uma cirurgia no olho esquerdo tudo deu certo ela está bem.
  Oras, o corpo dela está em formação até os 18 anos porque não esperar até essa idade para fazer uma intervenção radical como uma cirurgia!?

  Qualquer pessoa medianamente inteligente diria que a qualidade de vida da criança seria prejudicada, sua aparência estava afetada [um olho ficava um pouco mais fechado], seu aprendizado escolar seria prejudicado, esperar tanto tempo pela cirurgia poderia tornar a deficiência crônica ou não permitiria um resultado tão bom pois a pele não estaria tão “plástica, tão moldável.”

  A Filosofia Matemática sugere aplicar essa DIALÉTICA nas questões de COMPORTAMENTO.

  Se um garoto tem como característica de nascença um comportamento muito indisciplinado a tal ponto de atrapalhar a vida em Sociedade precisamos debater métodos de disciplina-lo desde de cedo e não esperar até os 18 anos.
  Se um garoto de 10 anos não respeita a autoridade da professora, é agressivo com outras crianças devemos pensar em escolas ou classes mais rigorosas com esse tipo de aluno, professores especializados nesse tipo de situação, poderiam até ganhar mais por conta dessa habilidade.
  Se uma criança nasce com autismo temos entidades especializadas nesse tipo de ocorrência.
  Se uma criança nasce com Down temos entidades especializadas nesse tipo de ocorrência.
  Se uma criança nasce com Q.I elevado temos entidades especializadas nesse tipo de ocorrência.
  Se uma criança nasce “pestinha” a deixamos livre para abusar de outras crianças e destratar professores!
  Ao indivíduo que nasce mais agitado/violento é permitido bater em nossa face e a solução proposta é oferecermos a outra face?
  Dar mais amor, carinho, compreensão?
  Você acredita mesmo nessa solução para indisciplina e atos violentos?
  Eu não acredito.
  Temos que tentar fazer esta personalidade em formação ser mais CIVILIZADA, estabelecer limites, não esperar até os 18 anos para fazer uma intervenção mais objetiva, porque até lá pode ser tarde.

  Porque minha sobrinha nasceu com problemas de visão?
  Carma, Genética, Acaso... está pagando por um pecado do seu avô [eles te perseguem até a quarta geração?] está resgatando algo do passado [na outra encarnação furou o olho de alguém?]
  Lembram de quando Jesus curou um cego de nascença.

  Se não podemos definir cientificamente o porquê de uma “anomalia” de nascença é mais eficiente nos concentrarmos no problema e tentar corrigi-lo ou ameniza-lo.
  Talvez um dia nos primeiros meses de gestação já conseguiremos identificar esses problemas e fazermos as correções ... caso seja uma anomalia biológica.
  Enquanto isso não acontece se conseguirmos identificar o problema na pré escola ou ensino fundamental porque não testar métodos para “curar” ou “amenizar” falhas comportamentais graves.
  Talvez um dia descubramos porque muitos homens nascem com grandes falhas morais prejudicando a vida em sociedade de muitos.
  Mas se conseguimos identifica-los nos primeiros anos de escola porque não agirmos desde essa fase?
  Se o garoto de 14 anos cometer uma crime bárbaro devemos afasta-lo da Sociedade em presídios especializadas nessa faixa etária e grau de PERVERSIDADE.

  O cérebro está em formação?
  Se ele está se formando selvagemente dando vazão a características comportamentais que carrega desde o nascimento devemos intervir para torna-lo CIVILIZADAMENTE o mais aceitável possível.
  Há pessoas que nascem cegas ou ficam no decorrer da vida e por mais que nos esforcemos não conseguimos lhes devolver a visão, nossa ciência ainda não tem solução para o problema diagnosticado.
  Dá mesma forma.

  Há pessoas cruéis que por mais que nos esforcemos não conseguimos lhes despertar compaixão ou respeito pelo próximo, melhor mantê-las na prisão.

  Se elas não querem ser punidas então que se esforcem em não cometer crimes.

  Não fui eu que criei o mundo apenas vivo nele, tenho direito de tentar torna-lo um lugar melhor, no meu caso considero um dever.

  Essa lógica entra em sua mente?




Anterior          <>        Próximo