quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Amortecedores Morais

“O mal conhece o bem, mas o bem não conhece o mal.”
   [Franz Kafka]

  Como pode um cara que matou 50 pessoas e tentou fugir 3 vezes da cadeia ficar apenas 20 anos preso?

  “Cabo Bruno foi libertado com base no artigo 1º, do inciso 5, do decreto 5.648/2011, assinado pela presidente Dilma Rousseff.
   Segundo a norma, todo preso que passou mais de 20 anos seguidos na cadeia deve ganhar a liberdade caso tenho tido um bom comportamento.” [R7]
 
Matador Bruno


  Na Internet não consegui achar algum “inocente” que Cabo Bruno tenha matado, ele dava uma de Charles Bronson.
  Meu lado emocional é até simpático a ele, mas meu lado racional entende que não podemos fazer justiça com as próprias mãos, é muito poder para permitir a um homem, fazer justiça é função do Estado.

 “Cabo Bruno ficou conhecido como um dos maiores matadores do Brasil.
   Acusado de matar mais de 50 pessoas, ele admirava um ator que ficou famoso em filmes violentos. “Ele imitava até no jeito de vestir. Era o Charles Bronson.
  Ele queria ser igual. Ele achava (que podia fazer justiça com as próprias mãos). Achava que tinha que fazer. Não justifica, mas foi isso”. [Verdade Gospel]


  Esse texto tem dois extremos da (in)justiça.
  Um cabo Bruno que faz “justiça” com as próprias mãos e uma Sociedade com penas muito brandas para criminosos e que acredita que faz “justiça”
  Entre esses extremos vamos flutuar por alguns meios, vem comigo!
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Tem aquela historinha muito conhecida em diferentes detalhes e versões, mas com o mesmo sentido.

  Havia um grande incêndio e os animais que conseguiam atravessar para a outra margem do rio faziam isso.
  O escorpião não conseguia e seria morto pelo fogo.
  Viu a tartaruga e sabia que ela conseguiria, implorou a ela que o ajudasse, ele seria eternamente grato.
  A tartaruga ficou muito receosa, mas como era boa decidiu ajudar o escorpião.
  No meio da travessia o escorpião não resiste e ferroa a tartaruga que perde as força e é arrastada pela correnteza.
  Ela vendo o fim próximo pergunta ao escorpião:
 - Porque você fez isso vai morrer também!?
  Escorpião – “Não pude evitar é da minha natureza.”

  Não podemos subestimar o Mal, acreditar que milagrosamente alguém fique justo e bom de repente contrariando sua natureza.

  Eu entendo que muitos não consigam se imaginar fazendo certas coisas, eu não me imagino sequestrando alguém ou transando com uma criança.

  A grande maioria da humanidade também não.
  Acredito que se você morasse em um país onde esse tipo de coisa não acontecesse nem acreditaria que um ser humano é capaz de uma coisa dessas.

O Bem não conhece o Mal.

  Um sequestrador, um pedófilo sabe do que é capaz de fazer, conhece a sua própria natureza e mais que isso conhece o Bem.
  O Bem não espera que o sequestro ou a pedofilia possam acontecer, isso facilita muito a ação do Mal basta não levantar suspeitas, agir de surpresa.

  Eu observo que a evolução de nossa tecnologia trouxe a possibilidade da humanidade olhar de frente o Mal que facilmente se escondia.
  Não é que o mundo piorou é que hoje conseguimos enxergar melhor o Mal que existe nele.
  Eu não me imagino sequestrando uma pessoa, mas sei de muitos sequestros realizados com imagens cada vez mais nítidas.

  Hoje mais do que nunca temos a possibilidades de conhecer o Mal sem “amortecedores morais”.

  Por motivos que é difícil explicar as pessoas se recusam a acreditar que o Mal existe.
  Antigamente o principal amortecedor moral era ignorar os acontecimentos, ouviam dizer, mas era algo bem distante, podia ser podia não ser, “quem conta um conto aumenta um ponto.”
  Hoje imagens de alta definição chegam a nossas casas, há câmeras por toda parte é difícil o Mal se esconder.

  Hoje os grandes amortecedores morais são a “desigualdade social” e/ou o “transtorno mental”, ninguém é mau de fato só precisa nascer pelo menos na classe média alta ou ter um tratamento mental adequado.

  Fica mais ou menos assim:
     Todo mundo é “puro e bom”, mas se nasce pobre tem “direito” a ser mau.
  Todo homem é “puro e bom” cabe a Sociedade com a Terapia Psicológica certa ou o “Exorcismo” certo lapidar esses “diamantes brutos”.

  Cabo Bruno virou evangélico.
  Ele foi exorcizado ou entendeu a lógica que não podemos fazer justiça com as próprias mãos?
  Bem, se ele diz que simplesmente foi exorcizado não sou eu que irei dizer que não foi.
  Para eu a Lógica me basta, mas não sou a medida das coisas.
  Tenho esperança que a intensidade dos debates na Internet faça mais pessoas reconhecerem a existência de pessoas más.

  O Bem conhecerá o Mal e reduziremos a IMPUNIDADE.

  AMÉM?



  Homem aponta furador de gelo para criança em sequestro nas Filipinas
▬▬▬//▬▬▬
 "Desejo um bom dia a todos.
  Vamos ficar mesmo espertos.
  Reconhecer o mal não só fora de nós, mas dentro de nós também.
  Não o mal que podemos fazer, mas aquela porção "maléfica" que pode nos induzir a omissões e à indiferença perante o sofrimento alheio." [Nihil]

[Excelente comentário.]
Homem Bruno


Anterior          <>        Próximo 





Postar um comentário