sábado, 18 de agosto de 2012

Escolha o Caminho

  Me pediram para falar sobre salário mínimo, então vamos ver para onde o Abismo nos levará, vamos nessa!

  No começo da minha vida profissional ganhava salário mínimo, depois tive um aumentinho.

  Nunca ganhei bem, mas também poucas vezes e por pouco tempo recebi o mínimo.
  Sei que em outros Estados a realidade é diferente, mas aqui em São Paulo poucas pessoas ganham o mínimo, geralmente estão no primeiro emprego ou não se especializaram em nada.
  Não estou falando daquela especialização técnica, estou falando de fazer bem alguma coisa, ser um funcionário dedicado, responsável.
  Uma boa babá ou empregada doméstica raramente trabalha pelo salário mínimo.
  Um gari no Rio de Janeiro ganha acima de 1.100 reais mais vale alimentação de 600.
  Muitas empresas pagam o “piso da categoria” que sempre é maior que o salário mínimo.

  Na fase que antecedeu o serviço militar eu não conseguia emprego.
  Fiz serviços informais onde ganhava “a combinar”, mas eu estava precisando... era melhor ter o bico que não tê-lo.
  A opção era passar fome ou roubar.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Aqui em SP para você ganhar salário mínimo trabalhando 44 horas semanais é preciso estar fazendo um serviço de baixíssima qualificação [informal] ou estar trabalhando em uma empresa iniciante que não está muito bem financeiramente.
  Salários baixos faz o funcionário sair da empresa assim que consiga um salário melhor e se a empresa paga mal a rotatividade fica frequente.
  Nenhum empresário tem interesse em perder bons funcionários, é dar um tiro no próprio pé.

  Imagine a seguinte situação:

  Se uma dentista paga 2 mil a sua recepcionista ela tem que acrescentar isso ao preço do serviço que irá prestar a você.
  É evidente que se a recepcionista sem especialização ganha 2000 a dentista depois de todo estudo e pela importância do serviço que presta não vai querer ganhar menos de 10 mil.
 Perceba que a princípio parece simples pagar 2 mil a recepcionista, mas isso provoca uma reação em cadeia por toda a economia afetando preços de serviços e produtos?

  Salário não é apenas o que você quer pagar é o que você PODE pagar.

  Vamos para a segunda situação:

  Você tem que escolher entre duas dentistas igualmente boas.
  A que paga média de 2000 a seus funcionários precisa cobrar R$1500,00 pelo tratamento de canal.
  A dentista que paga em média 1500 para seus funcionários cobra de você R$1000,00 pelo mesmo serviço.
  A grande maioria das pessoas, mesmo as que se dizem “socialistas”, vão preferir a dentista que cobra mais barato, não quer nem saber do salário dos funcionários.

  Quando em Economia falamos a palavra MERCADO as pessoas não entendem o conceito.
  Entenda que o Mercado é VOCÊ.
  Quanto está disposto a pagar pelo produto ou serviço, quanto você pode gastar, quanto você quer gastar.

  O MERCADO é o conjunto das nossas necessidades, desejos e poder de compra.

  Se você prefere o tratamento por 1000 reais os salários terão que ser de 1500, se você aceita pagar 1500 reais pelo tratamento então os salários podem ser de 2000.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  O Governo tem que chegar a um valor do salário mínimo que nossa economia suporte.

  Não se trata do que o Governo quer pagar, se trata do que nós enquanto Sociedade podemos pagar.
  A Dilma ou qualquer outro Presidente poderia querer pagar um salário mínimo de 1500, para eles seria apenas assinar um papel.
  Acontece que inúmeras empresas pequenas e médias FORMAIS quebrariam acontecendo o desemprego.

  Sei, sei você linearmente está pensando que as pessoas ganhando mais, comprariam mais e tudo continuaria equilibrado.
  Se as pessoas compram mais é preciso produzir mais e isso não se consegue simplesmente aumentando salários.
  Suponha que eu ganhe Mil reais por mês e produza 10 mil parafusos por mês.
  Se você aumentar meu salário para 2 mil vou produzir 20 mil parafusos?
  Provavelmente não.
  Essa produção de 10 mil pode ser o limite da máquina ou de minha capacidade de opera-la.
  Se eu estava trabalhando com muita má vontade talvez a produção suba um pouco.

  Se as pessoas tem mais dinheiro para comprar, mas a produção não aumenta ocorre desabastecimento ou inflação.
  Mas nem chegamos a essa fase.
  Com a subida de todos os salários os produtos sobem na mesma proporção e tudo fica na mesma.
  Clique nesse texto: Produtividade X Trabalho

   Voltando ao salário mínimo:
   Sindicatos e Oposição deveriam ficar atentos aos cálculos do Governo com seus melhores economistas.
  Se os números apresentados pelo Governo são compatíveis com a realidade econômica do país o salário mínimo é o que dá para ser, não sei porque tanta comoção em torno disto.
  Não sei por que insuflar a população contra o Governo.

  Você cidadão não quer ganhar salário mínimo?
  Busque uma especialização, se dedique ao trabalho consiga uma promoção, se está em uma empresa muito ruim tente outra melhor, Empresas ruins para trabalhar tem mais é que fechar mesmo.

  Quanto aos empresários eles não tem como tocar as empresas sozinhos, precisam de funcionários talentosos, se começam a perdê-los para a concorrência em pouco tempo é a concorrência que fica líder de Mercado, líder da sua preferência consumidor.

  O Empresário que não divide a prosperidade de sua empresa com os funcionários deveria ficar rapidamente pouco competitivo no Mercado e perder sua lucratividade e até a empresa.
  Esse processo fica mais rápido e justo quanto mais rápido nós entendermos as leis de Mercado, entendermos as engrenagens do Liberalismo.
  Leis que não estão escritas, mas que nós mesmos em conjunto produzimos cada vez que compramos uma marca e não a outra, trabalhamos em uma empresa e não na outra.
  Para o Capitalismo funcionar melhor você tem que se interessar por ele, entender suas engrenagens.

  Nossos sindicatos lutam para implantar o Comunismo [chamam de “socialismo”] e você não quer nem ouvir falar em Capitalismo...assim fica difícil.

  Não é que os sindicalistas façam por mal, na cabeça deles estão buscando o melhor para você, se apegaram a uma tradição sem pensar logicamente sobre ela.
  Já meditamos sobre isso no caso das mulheres que seguem religiões que as colocam em segundo plano em relação ao homem, elas se acham iguais, mas não questionam os livro sagrados, ficam presas a uma tradição.
  Ficamos presos a esta tradição de que o Comunismo é uma “modernização” da Teocracia e da Monarquia... de certo modo até é, mas é igualmente INEFICIENTE.

  Antecipando a sequência de 3 textos complexos que logo serão publicados guarde estas chaves:

  “Deus” e o “Diabo” querem o melhor para nós a divergência está no CAMINHO.

  “Capitalismo” e “Comunismo” querem o melhor para nós a divergência está no CAMINHO.

  A “FORÇA” é a mesma, as opiniões [direções] “giram” [vibram] em sentido contrário.

  Tanto um lado da FORÇA como o outro podem girar para direita ou para esquerda, não é para o lado que está girando a “partícula” [vibrando] que determina se é bem/mal, certo/errado, ligado/desligado é simplesmente um girar ao contrário do que um lado da FORÇA está girando...
  Entendeu?
  Quem conhece um pouco de física quântica deve ter captado a ideia, quem não conhece... não desista, isto é só uma introdução.

   Guarde as “chaves” e no momento certo as portas serão abertas.
  Você tem que escolher quais abrir, que CAMINHO seguir.




Entender as Engrenagens
Entender o Código Fonte



Anterior          <>        Próximo