quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Ética Profissional

“Médicos reclamam de chip instalado nos jalecos.
  Medida tomada para controlar a frequência de profissionais da UPA de Mesquita constrange funcionários.”  [O Globo]

   Achei legal, sou daqueles que trabalha direito e o chip para eu não faria nenhuma diferença...

   Humm ... pensando melhor faria uma boa diferença.
   Já trabalhei muito com “funcionário enrolão”, seria muito bom que quem não quer trabalhar caia fora ou seja despedido.
  Os bons funcionários continuarão bons, os enrolões se verão obrigados a trabalhar e os vagabundos não tô nem aí, vão pedir esmolas.

   Os enrolões que tive que aturar não foi por vontade própria fui obrigado pela estranha “ética profissional” a minha volta, vou tentar explicar:
  Quando escrevo que trabalhador deve ajudar trabalhador não deve ser confundido com “empregado deve ajudar empregado” ou “funcionário deve ajudar funcionário”.
  O fato de você estar empregado não faz de você um trabalhador.
  Você pode ser um trabalhador sem estar empregado, sem ser funcionário de alguém.
  Uma mulher que cuida bem da casa e da família é uma trabalhadora e não tem contrato de trabalho.
  O agricultor que cuida de sua pequena propriedade é trabalhador e não tem contrato de trabalho.
  O dono de uma empresa trabalha muito e não é empregado.

  Eu não entendo um trabalhador proteger de alguma punição alguém que é só empregado.

  Eu gosto de trabalhar com bons profissionais, gente trabalhadora, quanto melhor a equipe melhor.
  Se imagine em uma guerra, você vai levar sua namorada, sua mãe, seu pai ou vai preferir estar com um soldado bem preparado?
  Na hora que o bicho pegar vai querer morrer do lado das pessoas que ama ou prefere tentar sobreviver, lutar de igual para igual com o objetivo de voltar vivo para as pessoas que ama?

  A situação de guerra é muito forte? Então pense no seu time.

  Você é treinador e torcedor da Ponte Preta e seu amigo perna de pau quer jogar de atacante, você tem certeza que preferirá prejudicar seu time só para manter uma amizade?

  Oras, a sociedade Freudiana diz que o “amigo verdadeiro” é sincero você será amigo dele dizendo que ele prejudicará a equipe e ele será seu amigo verdadeiro se não prejudicar seu trabalho.
  Se você não é Freudiano então apenas siga a Lógica, enquanto seu amigo for perna de pau não dá para jogar na Ponte, ele que treine mais ou procure outra equipe.
  Manda ele para o Guarani...HAHAHAHAHAHAHAHAAHAH!
  Brincadeira, não ligo para futebol, tenho uma pequena simpatia pelo São Paulo, mas nem posso me dizer torcedor.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Eu gosto de trabalhar com os melhores, a melhor equipe.
  Se a outra equipe for boa também acho ÓTIMO.
  Quanto mais trabalhador competente na Empresa melhor.
  Quanto mais times jogando futebol de qualidade melhor fica o Campeonato.
  Mais público, mais espetáculo, mais emoção, mais LUCRO.

  Podemos comparar a Empresa a um time de futebol, as vezes o indivíduo é um atacante ruim, mas é um bom zagueiro, com dialogo e observação podemos mudar a posição do indivíduo e a equipe continua eficiente.
  No entanto todo mundo que trabalha sabe que tem aquelas pessoas que não querem nada com nada.
  Por vezes são até talentosos, mas usam sua inteligência para ficar nas costas dos outros, dar uma de coitadinho, só eles tem problemas.
  Eu torço para que este tipo de pessoa saia da minha equipe, desejo tudo de bom para ela, mas em outra equipe...
  Trabalhador tem que ajudar trabalhador, quem não é trabalhador que ao menos cumpra profissionalmente suas obrigações e carga horária, depois pode vagabundear a vontade.
  A família deve estar acostumada com o jeito de ser do vagal eu que não vou ficar carregando está cruz no trabalho.
  Você que é trabalhador pense bem antes de ajudar um enrolão cobrindo alguma falha dele, você está prejudicando não só a você mas também a equipe, não me parece muito INTELIGENTE.

  Tenho certeza que todo mundo se lembra de alguma situação em que um folgado se dá bem protegido por outros colegas, eu poderia contar inúmeros casos vou selecionar o primeiro que me vem a mente.

  Tive um pequeno restaurante e de manhã saía para fazer compras, conseguia voltar só lá pelas 10 horas.
  Chegava umas 7:00 horas no estabelecimento, olhava verduras, legumes e outras coisas, fazia uma lista e ia para o Atacadão ou Ceasa, 3 funcionárias entravam as 8 horas para preparação da comida e limpeza.
  Chamei a atenção da funcionaria “Ivete Sangalo” por algo que não vem a caso e ela me jogou na cara que “Claudia Leite” chegava quase todo dia as 9:30 e eu não falava nada.
  Fiquei perplexo e meio perdido!
  Como assim!?
  A Ivete Sangalo e a Preta Gil ficavam com dó, não sei porque, da Claudia Leite e não a denunciavam, não era ético!!
  E era ético se unirem para me passar para trás!?
  O interessante é que as duas que protegiam não ganhavam absolutamente nada, apenas trabalho a mais.
  Era uma micro empresa que nunca me deu lucro, eu não tinha dinheiro para comprar um relógio de ponto e mesmo que tivesse possivelmente bateriam o cartão para a Fulana; quem não viu estas coisas acontecerem?

  As pessoas me chamam de presunçoso, petulante, dizem que quero saber de tudo, ser dono da verdade... é estranho porque o que mais me assusta no mundo lá fora é não saber de nada, não entender os conceitos, não ver lógica neles.
  O Blog é um verdadeiro desfile de coisas que não entendo, por esses dias lhes contei que não entendo o que é uma “amizade verdadeira”, é demais para mim; hoje estou lhes contando que não entendo onde está a “ética profissional” em proteger quem prejudica a equipe, faz você trabalhar mais pelo mesmo salário.
  Nem o reconhecimento da chefia você obtém, afinal você é bom em proteger as “Claudias” da vida, para a Empresa eles trabalham tanto quanto você e disputam em igualdade de condição possíveis promoções.

  O que eu podia falar para Ivete?
  Bati ironicamente palmas:

  “Clap, clap, clap... Parabéns Ivete e Preta Gil, vocês realmente são muito “espertas”, nesse tempo todo não desconfiei de nada, considerava a Claudia Leite uma ótima funcionaria.”

  Minha vontade era demitir todo mundo, mas tive que me contentar em demitir apenas a Claudia Leite, mesmo assim só depois de alguns dias, não tinha como trabalhar com uma funcionária a menos por maior que fosse minha decepção.

   Dias horríveis, fase terrível, nem gosto de lembrar.
  Os pensamentos que invadiam minha mente eram os mais tristes e nebulosos, uma escuridão inominável.

  “Para aprender a viver morro um pouco a cada dia.
   Tenho medo! Quando finalmente aprender a viver estarei completamente morto.”

  “Será que realmente existe vida antes da morte? Me sinto no inferno.”


   Igual Anakin Skywalker estava me convencendo que a “LUZ” era uma ilusão a única realidade possível era o Lado Escuro da FORÇA...tempos difíceis, dias horríveis uma dor na alma insuportável.



Anterior          <>        Próximo

  No Universo Buracos Negros produzem escuridão.