domingo, 6 de novembro de 2011

Sobre Capitalismo

"A ignorância não fica tão distante da verdade quanto o preconceito."  [Denis Diderot]
$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$
  Tim Maia disse certa vez que a pior coisa do mundo é o dinheiro: 

"O mundo só será bom no dia que todo o dinheiro acabar, mas que não me falte nenhum enquanto isso não acontece."



  Tim [não é só ele que pensava assim] diz que o dinheiro é ruim baseado em

quê? Como era o mundo quando não existia dinheiro? Não havia mortes, não havia guerras, não havia inveja ou ambição?
  Lembremos que Caim matou Abel porque Deus demonstrou ter mais apego por seu irmão e Deus por sua vez tinha mais apego a Abel porque ele lhe trazia melhores sacrifícios.
  Hoje em dia seria algo como Abel dar 10% de seu salário em sacrifício e Caim apenas 5%.


  Dizer que o dinheiro é a pior coisa do mundo é um preconceito muito mal fundamentado.


  Você pode chegar a conclusão que a pior coisa do mundo é o homem agir por interesse, mas não foi o que Deus fez tendo maior apreço por quem lhe oferecia o melhor sacrifício?
  Se somos a imagem e semelhança de Deus porque o interesse dele é sempre bom e o nosso sempre mau? Decifra-me ou te Devoro!


============================
  No entanto não é por essa brecha que eu pretendo seguir, quero dizer algo mais simples e menos complexo.

  Ter capital é basicamente ter dinheiro, disponibilidade financeira, poder de compra.


  Conversando com as pessoas observo que elas não tem a menor idéia do que é Capitalismo, simplesmente demonizam esta palavra, associam ao poder do dinheiro e o dinheiro é a pior coisa do mundo, logo o Capitalismo é o "Cão" em pessoa.
  Para conseguir capital você geralmente tem que trabalhar, então o dinheiro, seu poder de comprar as coisas é o FRUTO DO SEU TRABALHO.
  O dinheiro é só um objeto de metal ou papel que facilita a troca de frutos [produtos] entre nós.
  Em verdade vos digo que a palavra "capitalismo" foi cunhada por marxistas para denegrir um movimento que tinha outro nome o LIBERALISMO.


  A intenção era passar a humanidade que Comunismo é fraternidade e Capitalismo exploração do homem pelo homem.


  Eu não vou escrever aqui um chato compendio econômico, se tiver interesse depois pesquise, mas o Liberalismo nada mais é que manter nas mãos da iniciativa privada a grande maioria dos meios de produção e distribuição.
  É você ser LIVRE para abrir uma empresa agrícola, industrial, comercial ou financeira e guardar para si o LUCRO.
  Como já expliquei em outro texto, "liberalistas radicais" são aqueles que defendem que o Governo não deve interferir de maneira nenhuma na economia, acreditam que as leis do mercado são suficientes para organizar a sociedade.
  A maioria dos liberalistas não são radicais, entendem que o Governo tem um papel importante FISCALIZANDO os mercados, o empresário defende os INTERESSES de sua empresa e o Estado os interesses da Sociedade.
  Liberalistas radicais, praticamente não existem mais, esta ultima crise mundial aconteceu mais porque os Estados Americano e Europeu não cumpriram bem os seus papéis de fiscalização, preferiram desperdiçar capital e atenção com guerras no Oriente na ilusão de levar para lá Democracia, liberalismo, liberdade...já falei sobre isso também.
  Se liberalistas [capitalistas] não são radicais o mesmo não dá para falar dos Comunistas e das Teocracias onde todos os meios de produção e distribuição tem que ficar no rígido controle do Estado, não há LIBERDADE ECONÔMICA.


  Eu consigo explicar para pessoa o que é Capitalismo, consigo tirar-lhe a ignorância, mas tirar o PRECONCEITO não é brincadeira não.


  É algo como um cara querer que um bela mulher transe com ele por dinheiro, mas não quer que ela seja prostituta porque ele não transa com prostituta!!!!!


"O dinheiro é ruim mas, mas eu quero tê-lo!!"


  Lembrei agora de um ditado venenoso:
"O Casamento é o jeito mais caro de ter sexo de graça".
  Então meu amigo, minha amiga, eu posso lhe explicar o que é Capitalismo, até penso que é muito vantajoso para você entende-lo, mas antes tem que se livrar do "pré conceito", tente gritar comigo:



EU GOSTO DE DINHEIRO!


  Conseguiu? Já é um começo.
  Dinheiro não é algo pelo que devemos nos apaixonar ou amar, afinal não queremos matar, roubar, passar enormes sacrifícios para obte-lo.
  Se você se apaixonar pela prostituta e ela querer namorar com você, terá sexo de graça, mas não seja ingênuo o preço a pagar será bem alto, não vai dar para dispensa-la depois da transa...

  A prostituta é uma vida, uma pessoa, uma mulher se o amor acontecer vale a pena pagar o preço.
  O dinheiro é só dinheiro, gostar já basta, demoniza-lo jamais.
  Mais uma vez, mais alto:


EU GOSTO DE DINHEIRO!






[venha para o lado negro da Força...HAHAHAHAHAHAHAHAHAHA! Eu acho que estou na luz e você que demoniza o capital esta ainda na idade das trevas feudais, pelo menos não pode mais usar a ignorância como desculpa para ficar longe dos FATOS históricos]


anterior                       <>                                próximo
Postar um comentário