domingo, 27 de novembro de 2011

Privacidade na Rede

  Estou tentando diminuir a produção de textos, tem sido uma tarefa difícil, as pessoas me provocam muito.

  Eu consegui antecipar aquela minha vontade de passear por outros Blogs e as provocações e por conseqüência os textos só fazem aumentar.
  Por estes dias conversei com um cara muito culto, coerente para tudo, menos quando o assunto é religião nesta hora dá um curto circuito em sua cabeça, ele acredita e defende piamente todas as historinhas bíblicas.
  Desta vez a provocação não foi religiosa, foi, digamos, tecnológica.
  Ele se mostrou indignado com a falta de "privacidade" no Orkut e pelo jeito queria que eu ficasse indignado também...o cara inconscientemente sabe como me provocar...HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!


  Confesso que ele foi só a gota d’água para isto que tenho ouvido de diversas pessoas que querem sair em defesa da privacidade na Internet.


  Tudo que você digita na rede modernos programas vão montando seu perfil, entendendo seu gosto, sua opção ideológica, grupos afins.
  Automaticamente alguns programas vão fazendo até sugestões do que você possivelmente irá gostar, faz ofertas dos produtos que você costuma comprar.
  O que eu acho disto? MARAVILHOSO!
  Gostaria de comprar um carro que ao sair cansado do trabalho eu simplesmente falasse "casa" e ele me levasse pelo melhor caminho.

Chegando na garagem ele me avisa delicadamente:


Carro- "Acorda William, já tamo em casa mano."

W - Me acorda daqui meia hora.
Carro- "Que cara léseira orra meu, eu merecia um companheiro melhor."
W- Você andou saindo com minha esposa? HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH!

=========================
  Eu disse ao meu colega que não sou traficante, não sou ladrão, não estou traindo minha esposa, não sou pedófilo...não vejo motivo para tornar minha privacidade na Internet como uma questão de honra.
  Eu faço compras pela rede e exijo segurança nesta transação, por isto só compro em lojas que confio, se eu perder a confiança paro de comprar.
  Se um dia eu assinar um contrato de confidencialidade com uma empresa espero que seja respeitado se não for eu processo.

  Fora destas situações não sei porque deveria me esconder na rede, ficar usando niques.


  Se eu fosse praticar um crime não me arriscaria a usar o Orkut ou Facebook, nem ao menos o e-mail, celular ou telefone fixo nem pensar, hoje em dia tudo pode ser gravado e rastreado.

  Sou apenas um pacato cidadão, se o sistema de busca quer me sugerir amigos, produtos a preço bom, indicar filmes...porque devo me indignar com isto!!!
  A Sociedade Freudiana sempre reclama que ninguém a entende e agora que estão tentando entender, estas pessoas ficam revoltadinhas!!!!!
  Se você não gosta de alguma tecnologia NÃO USE!
  Eu não tenho nenhum produto da Apple e não tem nenhum que eu cobice. Por um tempo me interessei pelo tocador de musicas, mas achei muito caro.
  Atualmente não saberia como encaixar o Ipad no meu estilo de vida, então tenho a grana, mas não tenho a mínima intenção de compra-lo, são muitos recursos para um pacato cidadão. Pagar pelo que não irei usar não tem LÓGICA.
  Lutar por uma privacidade que não preciso não tem lógica.


anterior                       <>                                próximo
Postar um comentário