sexta-feira, 13 de julho de 2012

Homem Obsoleto


   “Não se sabe quantas espécies vegetais e animais existem no mundo.
  As estimativas variam entre 10 e 50 milhões, mas até agora os cientistas classificaram e deram nome a somente 1,5 milhão de espécies.” [Portal Amazônia] 

  A Filosofia Matemática é algo surpreendente, sempre que vou meditar sobre alguma coisa procuro por números, estatísticas e cruzo com tudo que já debati com meus amigos mortos.
  Só depois desse processo analiso os procedimentos e opiniões atuais.

  Hoje vamos flutuar pela NATUREZA, aquela da fauna e da flora.

  Para inúmeros pensadores a Natureza é tudo de bom, para Rousseau por exemplo, todos nós deveríamos voltar a sermos índios.

  "Índio é o estado natural do homem em harmonia com a natureza..." [Rousseau]


  Apesar da grande diversidade biológica que existe, estima-se que cerca de 99% das espécies existentes na Terra já se tenham tornado extintas.
  Um dos maiores enigmas dos paleontólogos consiste em descobrir e explicar como se processaram os eventos de extinção no passado e quais foram as suas causas. [Wikipédia]


  Nunca entendi porque eu homem moderno não sou natural. [William Robson]

  Se a Natureza me equipou com um cérebro capaz de transforma-la não usar este cérebro seria antinatural.
  É como se um pássaro dotado de boas asas preferisse andar!!!
  Como se um cão não usasse uma de suas principais características, o poderoso olfato.
  Mas não vamos por esta brecha ou acabaremos em outro texto.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Vou colocar em xeque o Dogma/Conceito de que o Natureza é uma fada boa e a humanidade safada e má.

  A Natureza é boa porque permite a sobrevivência das espécies e a humanidade é má porque provoca a extinção das espécies.
  É essa sua opinião?
  Então vamos ver se tem argumentos para defende-la.

  Preste atenção nessa porcentagem:

  Calcula-se que 99% das espécies que existiram neste planeta foram extintas pela Natureza.

  Na era Glacial o próprio homem esteve muito perto da extinção.
  Você sabia que provavelmente os humanoides nunca conviveram com os dinossauros?
  Esta convivência entre humanos e dinos é coisa de filme.
  Não dá para saber ao certo quantas espécies habitaram esse planeta antes dos humanos, mas não seria exagero falarmos em bilhões, vejam que dá enormidade de dinos que conseguimos catalogar não sobrou nenhum, imagine quantos não conseguimos catalogar por fósseis?
  É evidente que entre os grandões havia os menores que não deixaram vestígios.
  As pessoas nunca atentam para o fato que se há extinção de espécies é porque há mutações originando novas espécies.
  Uma mutação eficiente pode ser predadora de uma espécie existente provocando sua extinção.
  Isto pode ocorrer em nível genético, é difícil explicar vou tentar.

  Vamos supor que começasse a nascer humanos mutantes como a história em quadrinhos, vamos eliminar toda aquela zona com diversidade de poderes e ficarmos apenas com uma cor azulada e Q.I. de 300.
  Esse humano azulado com Q.I. de 300 cruza com uma fêmea normal e nasce filhos com tom azulado e Q.I. de 250.
  Esta nova espécie humanoide pode sem muito esforço ser superior a eu em todas as áreas, eu posso me tornar incrivelmente OBSOLETO.
  Mesmo que esses seres não queiram me exterminar as mulheres podem se interessar por ter filhos mais inteligentes e o tom azulado da pele pode ser o tom da moda, atraindo o interesse sexual de homens e mulheres da minha espécie
  Os seres azulados transariam muito mais espalhando seus genes, em poucas gerações minha espécie seria geneticamente extinta e uma nova espécie de humanos azulados dominariam o planeta, tudo isso NATURALMENTE.
  Provavelmente foi isso que ocorreu com o Sapiens em relação outros humanoides obsoletos, um extermínio pela força da genética.
  Sabemos que nós homo sapiens convivemos com os neandertais, talvez não os tenhamos extintos, mas sim assimilado.
  I’ll be back!




Anterior          <>        Próximo