sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

Porte de Frases

  Uma lei que permite andar armado não é uma lei que obriga andar armado.
  Quem é contra o uso de armas pode continuar sendo e não usando.
  Confundem "permitido" com "obrigatório".



   Já estive em situações difíceis e até que penso rápido, mas na dúvida prefiro não fazer nada.
   Não me lembro de alguma vez ter ficado paralisado, eu realmente optei por não fazer nada.
  Aquele velho conselho de respirar fundo e contar até 10 é algo que eu recomendo.
  Fazendo isso já ouvi comentários pouco lisonjeiros como “bun#ão”.
  Se alguém me ofende, mesmo gravemente, geralmente eu fico quieto, até concordo com a pessoa.
  O indivíduo pode falar o que quiser, não colocando a mão em mim está bom.

  Teve um trabalho na rodoviária de Campinas que só fiquei um mês, era muito estressante, eu respirava fundo, contava até dez minha raiva não passava, fiz coisas perigosas ainda bem não tiveram consequências mais sérias, poderiam ter uma vez que literalmente joguei algumas pessoas para bem longe.
  Prefiro dar um empurrão porque se eu encaixar um golpe de certo a pessoa vai para o hospital, aí vem boletim de ocorrência e processo.
  Notem que mesmo irritado, saindo do controle, tenho uma certa premeditação sobre minha ação.
  Prefiro empurrar que bater de fato.
  É justamente nessa explosão de raiva humana que está o perigo do porte de arma.
  Se eu sacar um revolver para um cidadão “a princípio” atirarei no pé, mas a maioria das pessoas tentará acertar o rosto ou o peito, tiros fatais.
  Quero dizer que em uma explosão de raiva de 10 segundos você pode tirar uma vida bestamente, pode prejudicar a sua intensamente.

  Assim como somos obrigados a tirar carteira de motorista e passar por um treinamento, quem pretende ter uma arma deveria ser obrigado a passar por curso de tiro e treinamento.
  Não adianta muito ter um revolver se você não sabe usá-lo.

  Você deve “se conhecer”, se em um momento de explosão emocional pode fazer uso indevido da arma ... é melhor não ter.

  AS ARMAS DISPONÍVEIS PARA VENDA DEVEM SER DE AUTODEFESA E NÃO PARA FAZER UMA GUERRA.

  Como no caso dos automóveis, você quer comprar um carro ... tudo bem, mas andar com um tanque do exército não é permitido.
  Não gosto da extrema facilidade que há nos Estados Unidos para comprar armas de grosso calibre.
   Eu entendo por que isso aconteceu no passado, mas não tem razão de ser no presente.

  “Com a invenção das armas de fogo até mulheres e crianças podiam ser treinadas para se defenderem, imagine você invadir um território com pacíficos camponeses e invadir outro com camponeses armados até os dentes... tudo fica bem mais complicado.” 

    Eu observo que a maioria de nós é gente honesta e trabalhadora, os bandidos são em bem menor número, ter uma população bem treinada no uso de armas poderia ser uma grande vantagem contra o crime.
  Vejam o exemplo do disque denúncia.
  Muitos crimes são desvendados através desse serviço.
  Os bandidos são muitos, mas nós somos MAIORIA
  Você viu algo suspeito, foi testemunha de um crime denuncie.
  A polícia é nosso principal agente de segurança pública, mas tudo fica muito mais eficiente se cada um fizer sua parte.
  Seja denunciando um crime ou defendendo seu lar.
  Você acorda no meio da noite e um ladrão pulou o muro da sua casa, até você ligar para polícia e ela mandar uma viatura o pior já pode ter ocorrido.
  Você parou no sinaleiro e dois indivíduos armados vão em sua direção, saque a arma e peça identificação, se os caras atirarem, atire também.

  Para não terminar o texto falando de armas e violência vamos pegar uma provocação paralela.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
 “Apesar dos nossos defeitos, precisamos enxergar que somos pérolas únicas no teatro da vida e entender que não existem pessoas de sucesso e pessoas fracassadas.
  O que existem são pessoas que lutam pelos seus sonhos ou desistem deles.” 
[Augusto Cury]



  Quando você ouvir uma frase, um pensamento bonito, respire fundo, conte até dez, não o aceite por “instinto”, pensamentos são poderosas armas.

  Para muitos um pensamento ter a palavra “amor” já o torna algo sublime, extremamente “sábio”.

“O importante é o verdadeiro amor.”

  Respire fundo, conte até dez, tente definir o que é “amor verdadeiro”.
  Se estamos falando do amor romântico você viveu muito bem sem ele até a adolescência.
  Tá, você vai dizer que viveu do amor de seu a pai e de sua mãe, mas são tipos de amores muito diferentes o que nos leva de volta a boa pergunta:
  Qual é o verdadeiro amor?
  Dos pais, do amigo, do namorado?

  Frases bonitas são... frases bonitas.
  Você ter a ilusão que existe um amor verdadeiro e que isso é o mais importante pode ser um tiro em processos mentais que o tornariam muito mais “adulto”


“...Desistir dos sonhos é abrir mão da felicidade porque quem não persegue seus objetivos está condenado a fracassar 100% das vezes...” 
[Augusto Cury]

  Colocar a palavra “sonhos” em um pensamento nos leva a não pensar objetivamente, a imaginação predomina.


“Não existem pessoas de sucesso e pessoas fracassadas. O que existem são pessoas que lutam pelos seus sonhos ou desistem deles.”

  Se você não conseguiu comprar sua casa própria, não pode dizer que esse projeto é um fracasso enquanto tiver esse sonho.
  A sucesso não é ter a casa, mas sonhar com ela!!!

  Respire fundo, conte até Dez:
  Sonhos como ter uma casa você pode manter até seu último suspiro, mas sonhos como ser um galã da Globo por quanto tempo pode ser mantido?
  Sonhos como casar com aquela garota que não te dá a mínima, por quanto tempo pode ser mantido?
  Sonhos como ser um grande cantor mesmo constatando que sua voz não é boa, por quanto tempo pode ser mantido?

 Aquela frase “nunca é tarde demais” é muito bonita e FANTASIOSA.

  Sonhos que não precisamos de armas e apenas com educação e belas campanhas ficaremos livre de marginais...
  Por quanto tempo podem ser mantidos?


 Para cada pessoa que morre em um latrocínio ... é tarde demais.


anterior                       COMENTAR                               próximo



22 comentários:

Daniel disse...

http://dicasdoprofessor.com.br/curiosidades/como-enriquecer-e-permanecer-rico/

Daniel disse...

Eu faço a minha sorte. Com certeza, eu faço a minha sorte e não pode ser diferente. No entanto, eu careço de informações para saber onde exatamente vigorar com meus esforços.

Minha namorada e eu estamos sondando a compra de uma Range Rover Evoque cujo valor está entre 230 a 250 mil, mas não posso me esquecer que aqui também eu trouxe ao conhecimento de todos o canal do otário onde mostra que o brasileiro paga triplamente o valor do carro, já que o governo é conivente com o lucro abusivo das concessionárias no brasil.
Ela e eu analisamos e consideramos até a opção de não comprarmos nada no brasil, no passado, e cogitamos a ideia de mudar deixar o brasil, indo morar onde o custo de vida fosse mais aceitável.

Eu gostaria de saber na opinião de vocês até que ponto é aceitável comprar um carro no valor de 250 mil?

Nihil Metilene disse...

Vi vcs agora(tive que "fugir" mais cedo,por causa de uma urgência)

Uma boa sexta,até mais tarde a todos.
Pensarei em sua questão,e opinarei depois,Denytus.

°°°°°°

William Robson disse...


“Eu gostaria de saber na opinião de vocês até que ponto é aceitável comprar um carro no valor de 250 mil?” [Daniel]
============================
Fora de “Rede de Proteção” o céu é o limite.

Se a pessoa tem plenas condições financeiras de arcar com os custos dessa empreitada e o dinheiro não é fruto de crime, ela pode comprar o carro que quiser.
Também tem o direito de buscar o melhor preço.

Daniel disse...

http://www.sedentario.org/colunas/para-algumas-pessoas-viajar-e-sempre-caro-demais-61123

Para alguns viajar é sempre caro demais

Daniel disse...

http://www.youtube.com/watch?v=XG-lvqCIYNA&feature=youtube_gdata

Mulheres se levam a sério demais

Daniel disse...

http://quatrorodas.abril.com.br/galerias/especiais/comparativo-precos-697555.shtml#foto9

O Land Rover Range Rover Evoque parte de R$ 175.000 por aqui, ao passo que, nos EUA, o modelo sai por R$ 88.870 (US$ 43.995)

Terapia da Lógica Filosofia disse...



Ana Paula SJ11:51 - Público G+


"Achar que o mundo não tem um criador é o mesmo que afirmar que um dicionário é o resultado de uma explosão numa tipografia" // Benjamin Franklin //
=================================
O problema é que o Universo é como uma explosão em uma tipografia.
A Terra é uma singularidade, o resto são planetas desolados, estrelas explodindo, cometas errantes.
A própria Terra pode desaparecer a qualquer momento e nós nem saberemos o que nos atingiu, como uma forte radiação cósmica vinda de longe


Eu não posso me limitar a medir Deus por uma partícula, tenho que medi-lo pelo todo e o todo que se apresenta é DESOLAÇÃO.

Flash Back

Terapia da Lógica Filosofia disse...


VW produzirá carro que promete rodar 111 km com um litro de diesel

PASSEANDO

Arara! disse...


Vejam o papão que provoquei no blog da Selma,na página onde ontem,escrevi o texto entitulado "Viagens Maionésicas".

Confiram os textos do Adilson direcionados a mim,minhas réplicas a ele(dadas agora há pouco) e a colaboração em sete partes,que se chama "Sócrates e Platão",que acredito,foi enviada pelo sr.Vaivolta.

A Selma não pode mais reclamar da vida.
As prosas por lá deram uma "melhorada".

Para o Denytus, disse...

não quero te dizer para não comprar seu carrão,mas lembra que carros não são investimento.
Investimentos são imóveis,ouro,ações, e bens intangíveis,como educação, saúde e lazer.

Vc e ela são novos.
Terão outras despesas ao longo da vida.
O carro que hoje vale duzentos e cinquenta mil reais,(e que dificilmente será coberto pelo seguro) em dois anos,valerá cem mil.

Mas,se vcs "estão podendo",ecoarei a opinião do sr.William.
Já vi que vc irá mesmo casar.
Ninguém faz planos de comprar um bem de duzentos e cinquenta mil reais,em sociedade com alguém que não é um consanguíneo,ou um futuro cônjuge.
Felicidades aos pombinhos!

Daniel disse...

NIHIL - O carro que hoje vale duzentos e cinquenta mil reais,(e que dificilmente será coberto pelo seguro) em dois anos,valerá cem mil.

Nossa que pessimista Nihil.
Não pode ser que em dois anos um carro perca 150 mil reais de valor. Se acontecesse isto com qualquer carro, não haveria compradores para carros lançados no ano.
E eu me importo de estar casado com alguém abastado.

Daniel disse...

http://www.moscandonaweb.com.br/2013/02/7-ditadores-que-continuam-vivos-e.html

7 Ditadores que continuam vivos e poderosos

Daniel disse...

Excelente texto.
Você sabe bem do poder placebo dessas coisas, e mesmo você foi alimentado pelo poder destes pensamentos durante muito tempo da sua vida.
Foi difícil para você largar as muletas, e os dogmas por um tempo estiveram também cristalizados em sua mente.
Hoje as pessoas que o veem ir contra ao que elas acreditam ser o incontestável poder destes dogmas, elas não aceitam e até te perseguem de alguma maneira taxando-o de chato, impopular e por demais inconveniente.
Considera que é assim?

Mas acredito que para você torna-se interessante a árdua tarefa de confrontar as pessoas com seus dogmas. Você tem uma percepção muito elevada das coisas.
Pergunto.
Tem medo de que você possa estar errado sobre alguma contundente afirmação sua sobre os vários assuntos que você regularmente posta aqui?

turbilhão 1.309 disse...

(texto principal)

"O importante é o verdadeiro amor".

A frase disse que ele é importante.
Não disse que ele é fundamental.
Se é "importante",pode ser vivido a partir de qualquer idade.
Se for fundamental,precisa ser vivido desde a fase "incubada".

Vamos ao "importante".

Outro dia,eu disse o que eu faria com uma torta melecada,e um chato(ou uma chata) por perto.
Então,não posso ter arma.
Cedo,percebi isso.
Também,se tivesse,eu precisaria mantê-la trancada em algum lugar.
E que serventia tem uma arma que vive escondida?

É aconselhável - em todas as idades,termos autoconhecimento,e entendermos os limites que possuímos,para sabermos que responsabilidades podemos assumir.
Essa do "amor verdadeiro",por ex.
Escrevi um texto sobre isso,nos primeiros dias da existência do blog.
Muitos na verdade,não podem viver esse amor,pois ele é uma trabalheira pior do que os outros namoros e matrimônios comuns.
O "verdadeiro amor" é o "amor entre almas gêmeas" e uso agora essa perspectiva.

Voltando à história das armas, porém, é um sonho achar que todo mundo vai ter um certo conhecimento sobre si próprio,e saber previamente o que pode ou não fazer.
Então, eu imagino que podia existir uma prática social que certamente,daria emprego para psicólogos.
O tipo passaria por testes de comportamento na polícia,para saber se ele tem autocontrole.

Ficaria um treco meio à "Stanley Kubrick",com alguém quase pagando por um crime que ninguém sabe se ele poderia ou não cometer,mas seria uma boa idéia.
Também uma boa "prova" não seria aquela que exporia o autodomínio do paciente,mas sim,seria uma que testaria sua capacidade para ter medo.
O interessado deveria ver alguns filmes de horror.
Caso ele não piscasse,então não poderia ter a permissão do porte.
Se piscasse,poderia ter a permissão.
Parece que no primeiro caso,ele não teria medo das cenas que estaria vendo,nem teria se sensibilizado com elas.
No segundo caso,isso teria acontecido.

Essa foi minha "colaboração" ao assunto.
É isso.

para o Denytus disse...

vc acha que um carro não perde tanto valor assim?

Pode ser...

tripitaka 937 disse...

Adicionei ao Favoritos,o blog "dicas do professor".

Vou ler os outros artigos dele,depois.

tripitaka 938 disse...

Vi a notícia sobre o carro de passeio que será movido a diesel,e revi o texto sobre singularidade.

Andei adicionando vários links de ufologia,e cosmicidade ao Favoritos,mas não sei quando eles começarão a adiantar para mim,na minha pesquisa sobre "anjos caídos",pois há muito esoterismo em cada um dos endereços,e poucos links realmente informativos.
Existiu um planeta entre Júpiter e Saturno,que segundo a tradição esotérica antiga,explodiu há duzentos e cinquenta milhões de anos atrás,e os curiosos a respeito do mesmo,o chamam de Maldek.
Era povoado por criaturas inteligentes.
Muitos,estão vivendo aqui,hoje em dia.

Eu gostaria de saber como se sentem os elementos que viram seu próprio mundo ruir um dia,e mesmo assim,permaneceram vivos.
Talvez,eles puseram em si mesmos,por muito tempo,uma sensação terrível de fracasso.
Como será conviver com isso?
Que tipo de "anjos" são esses?

Acho que minha pesquisa,irá durar uns dois anos.

correção disse...

Acho que minha pesquisa sobre os "angelicais" em geral,irá durar uns dois anos.

encantadora 141 disse...


touceira

Terapia da Lógica Filosofia disse...



“Tem medo de que você possa estar errado sobre alguma contundente afirmação sua sobre os vários assuntos que você regularmente posta aqui?” [Daniel]
==============================
Durante minha vida já debati com inúmeras pessoas buscando a resposta ou teoria mais satisfatória.
Continuo assim.
De repente você vem com um ótimo argumento defendendo o Auxilio Reclusão, algo que eu não consigo refutar, o que eu faço?

Tenho um “orgasmo mental”.
É muito legal quando aparece uma resposta mais satisfatória que a que eu tinha.

Lendo meus amigos mortos isso aconteceu muito, até com os que eu não tinha boa sintonia.
A resposta que alguns tinham não eram satisfatórias, mas o “processo” que os levou a teoria desvendava outros enigmas.
Isso aconteceu muito com Niet.

Esse Blog tem comentários livres, estou com ele pouco mais de 1 ano, nada impede das pessoas apresentarem seus argumentos.
No Face as pessoas não argumentavam apenas me bloqueavam ou diziam que eu não devo escrever o que escrevo. Posto meus textos lá, mas não compensa o debate.
No G+ participo de debates, para quem acompanha o Blog são assuntos batidos eu apenas copio e colo o texto, quando tem algo interessante trago para o Blog.

Quero dizer que não estou escondido em algum templo defendendo fanaticamente meus argumentos.
Se eu tivesse algum medo do confronto de idéias não me exporia tanto.

Terapia da Lógica Filosofia disse...


"O importante é o verdadeiro amor".

A frase disse que ele é importante.
Não disse que ele é fundamental.
============================
E o texto diz que o grande problema é definir o que é “amor verdadeiro”.
De qualquer forma se respiramos fundo e contamos até dez observamos que é uma frase muito rasa, muito subjetiva que a primeira vista parece uma grande verdade.

Quanto as armas você sempre acaba caindo no seu complicado Freudianismo.
Aliás é o que temos hoje no Brasil.
Para um cidadão de bem é complicadíssimo comprar um revolver.
Você sugere [como sempre] que o governo empregue mais e mais psicólogos.

“O cidadão é incompetente até que o psicólogo prove o contrario.”

Seu pai deve ser um senhor de idade, mas lúcido.
Se algum assaltante entrasse em sua casa seria bom que ele tivesse um revolver uma vez que fisicamente não teria condições de reagir.
Um tiro para o alto seria suficiente para afugentar a maioria dos meliantes, enquanto a policia não chegasse.

Alem do mais, do jeito que você fala facas também deveriam ser guardadas em cofres, o uso de armas brancas é comum em assassinatos.

Se você se acha incompetente para ter uma arma...não compre uma.
Porque você tem essa dificuldade não pode por “ transferência” atribui-la a outros indivíduos.

Tenho uma colega que tem dinheiro para comprar carro , mas nunca teve, ela se acha incompetente para dirigir... ela não é a medida de todas as coisas... você também não.