domingo, 9 de dezembro de 2012

Abusados por Crianças

  “É como se em um navio acidentado com 300 pessoas houvesse capacidade de resgate para 250.
  É insano deixar que todos morram porque para 50 não terá alternativa senão a destruição.”



  Uma grande reclamação dos professores é a indisciplina na sala de aula.
  Não entendo como o aumento de salários pode melhorar essa situação.

  Se o professor ganha mais os alunos o respeitarão mais!?

  Uma das boas qualidades de um professor é conseguir impor disciplina na sala de aula.
  Em uma “situação aceitável” isso contaria pontos em seu mérito, mas não temos uma situação aceitável na sala de aula.
  O professor não tem poder algum, sem poder não terá problemas com crianças comportadas que podem ser convencidas pelo dialogo ou nem isso é preciso, entretanto com crianças “difíceis” estarão diante de um problema sem solução.
  Professores não podem ser abusados por crianças.

  Toda Sociedade tem que repensar o excesso de “direitos” dados as crianças e adolescentes.

  Alunos indisciplinados de alguma forma devem sofrer a consequência de seus atos.
   A indisciplina deve ser relatada aos pais e se eles não derem jeito o professor e a escola tem que ter ferramentas que possibilitem outras formas de coerção.
  Eu sugiro que as crianças possam ser reprovadas por indisciplina e para casos extremos... atitudes extremas, ser enviada para escolas mais rigorosas com disciplina militar.
  O combate à impunidade deve começar desde cedo.
  Não se trata de criar “robozinhos”, se trata de não criar “tiranos”.
  Entre um extremo e outro há muitos meios.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  A curto prazo não tenho esperança na melhoria do ensino no Brasil.

  Nossa Sociedade tem valores conflitantes.
  A maioria é freudiana defende que a criança é uma folha em branco, defendem que é impossível um humano nascer naturalmente “rebelde/difícil”.
  Se você tem a “crença” que todos nascem “puros e bons” ... qualquer comportamento reprovável só pode ser “culpa” do meio/sociedade.

  Sem atribuir responsabilidades individuais as crianças não temos como desenvolver soluções satisfatórias.

  Pensem em um bebê.
  Ele está com boa saúde, os seios da mãe estão cheios de leite, mas ele tem a “responsabilidade” de suga-los.
  Não dá para fazermos isso pelo bebê.
  Se ele realmente não desenvolve essa disciplina para sugar os seios, devemos entrar com alimentação por mamadeiras e em casos extremos com alimentação intravenosa.

  Alguns bebê mordem o seios provocando dor na mãe.
  A mãe o “pune” interrompendo o aleitamento.
  Rapidamente o bebê entende que se morder será punido.
 
  Assim como a alimentação é indispensável para que o bebê sobreviva, para uma vida em sociedade eficiente é necessário um mínimo de CIVILIDADE.
  Até os 14 anos devemos deixar bem claro para o novo cidadão que a falta de civilidade será punida.
  Nós faremos nossa parte para ajuda-lo, mas ele terá que fazer a sua parte em aceitar a ajuda e cooperar.

  Depois dos 14 anos, se apesar de todos nossos esforços o adolescente optar pelo mundo do crime ou agressão gratuita... que arque com duras consequências.

  Nem Jesus se propôs salvar a todos, você tem que aceitar as normas que o cristianismo lhe impõe.

  As normas impostas pela Sociedade nem são tão rigorosas quanto as imposta pelo Deus de Abraão.
  Você não precisa amar a Sociedade sobre todas as coisas, essa idolatria pode continuar sendo dirigida ao seu Deus.
  Para sermos civilizados não precisamos nem do amor ou do medo, nos basta o respeito.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Fechando a sequência:

  Você que pretende seguir o magistério não pode se dizer ingênuo quanto as dificuldades, se não gosta do que vê e não está disposto a mudar para melhor pense em outra profissão.

  Você que já está no magistério repense as soluções que propõe para as dificuldades.

  Para tomarmos o remédio e dosagem a certa precisamos primeiro identificar a doença.

  Na minha opinião muitos indivíduos já nascem “doentes”, humanos de difícil convívio social.
  Outros optam por caminhos “aparentemente” mais fáceis e rápidos para conseguir se destacar (em poder e dinheiro) dos demais humanos.

   Para os civilizados, os considero saudáveis, boas leis de direitos humanos garantem o bem estar de todos.
  É algo como a boa alimentação e exercícios físicos para o corpo.

  Para os que nascem “maus” ou optam pelo “mal”, punição na dosagem do mal feito.
  A impunidade estraga qualquer país.

  Essa lógica entra em sua mente?

  Nem Jesus se propôs salvar a todos, você tem que aceitar as normas que o cristianismo lhe impõe.

Anterior          <>        Próximo 

Postar um comentário