sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

PREÇO & VALOR

“Professora é presa por tortura.”

  A “justificativa” da professora é muito provocativa.
__________________________________________________
  “Em depoimento, a educadora acusada alegou que estava estressada em função do baixo salário e da carga excessiva de trabalho.
  Durante a manhã, ela atuava na rede municipal de Tubarão.
  À tarde, dava aulas em uma escola de Capivari de Baixo, onde dividia uma sala com outra professora.” [Notisul]
___________________________________________________

  A professora tem 29 anos, pelo que me lembro os professores reclamam de baixos salários e “péssimas” condições de trabalho há muito mais tempo que isso.
  A pergunta que me faço é:
  Porque optou por essa profissão?
  Se nas outras profissões tudo é um mar de rosas porque ela não seguiu outro caminho?
  Não me façam rir [ou chorar] dizendo que ela tem “vocação”, do jeito que tratou a criança se tem uma coisa que ela não tem é vocação.

  Se você se interessa em ser professor fique ciente dos salários pagos, situação em 2011:

  “Na Bahia, por exemplo, o salário de um professor de nível médio é de cerca de R$ 600 por 20 horas-aulas, mas chega a R$ 900 quando se incluem vários adicionais, como auxílio-transporte e gratificação por tempo de serviço.
  A situação em São Paulo, o estado mais rico do país – com 220 mil docentes, em uma rede de 5,3 mil escolas – não é muito melhor.
  O piso salarial para o professor que leciona matérias específicas a partir da quinta série do ensino fundamental é de R$ 1.844,15 para uma jornada de 40 aulas semanais.
 No final da carreira, com uma série de bônus, alguns concedidos através de avaliações, esse mesmo professor, segundo a Secretaria da Educação paulista, pode no entanto chegar a ganhar R$ 6 mil.”  [SESC]
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Esse texto está pedindo para seguir outro caminho então é o que vou fazer, ele será uma trilogia ao mesmo tempo que preparará para um quarto texto que me pediram para escrever sobre a garota que vendeu a virgindade, vou relacionar os dois assuntos que aparentemente não tem nada a ver.

  Aqui no Abismo dos pensamentos há inúmeras coisas relacionadas, mas que dependendo da situação nos parecem antagônicas.
  Para eu mostrar como essas estruturas de pensamento se apresentam o texto ficaria ininteligível por isso usarei “ilustrações”, uma boa imagem mental vale por mil palavras.

  Espaço, a fronteira final.
  Estas são as viagens da nave estelar Enterprise, prosseguindo em sua missão de explorar novos mundos, procurar novas formas de vida e novas civilizações, audaciosamente indo onde ninguém jamais esteve.
[Isso é um mantra filosófico para mim, o “espaço” é o mundo dos pensamentos.]



  Data estelar 7 de Dezembro de 2012; destino PREÇO e VALOR.

  No Capitalismo, filosoficamente falando, essas estruturas são incrivelmente complexas, muito fascinantes.

  O preço é fundamentado no CUSTO.
  O valor é fundamentado na NECESSIDADE.

  Para facilitar os cálculos vamos supor que cada litro de água que a Sanasa (ou Sabesp) entrega em sua casa custe 1 real, incluindo custo de captação, filtragem, distribuição, lucro.
  Nessa situação o preço da água é 1 real e o valor percebido é 1 real.

  Vamos para situação que você não está em casa, está na fila de um concurso em que a água não está facilmente disponível, um vendedor ambulante te oferece o litro de água por 2 reais.
  Possivelmente o custo/preço da água continuará 1 real, mas seu valor na fila subiu para 2 reais.
  O custo não mudou, mas sua necessidade aumentou.
  Posso garantir que se você estivesse morrendo de sede no deserto pagaria por esse litro de água o dinheiro que tivesse.

  Agora você está caminhando por uma trilha e encontra uma nascente de água cristalina, não tem preço porque não tem custo, mas a água tem seu valor intangível, necessitamos de água para viver.
  Percebem que a mesma substancia varia de preço e valor de acordo com a situação?
  Isso basicamente é o que chamamos de “mão invisível do mercado”.
  Preço e valor se adaptam a situação.

  Nada define exatamente Preço e Valor, mas o que fica mais perto de uma resposta satisfatória é a OFERTA e DEMANDA. [Ou oferta e procura]

  Oferta é a capacidade de produção, Demanda é nossa necessidade ou VONTADE de consumir.

  A Matemática “comum” consegue nos levar até um ponto, mas para atingirmos “dobra espacial” é preciso ir além dos números Reais, precisamos dos números imaginários.
  [Filosofia Complexa = Matemática Complexa]

  Qual o preço da sua namorada?

  Nos números Reais todo corpo é formado basicamente de água, uns 60%, outros 23% é Carbono, 1,4% Cálcio... não temos em nossa constituição metais nobres como ouro ou prata, nem pedras “preciosas” como o diamante.
  O que compõe nosso corpo se fosse comprado no mercado custaria cerca de 150 reais, no entanto o jeito como esses componentes são organizados formando vida tem um valor incalculável.

  Então ficamos que a matemática na parte dos componentes materiais que formam nosso corpo os números reais bastam, mas quando pensamos em vida precisamos dos números imaginários.
  Fora a situação vida ainda temos a situação relacionamentos.
  É evidente que sua namorada tem muito mais valor para você que para mim, mesmo que isso não possa ser quantificado em números.

  Qual o valor da minha esposa para você?

  É algo até simbólico, você nem a conhece, é só mais uma mulher na face da Terra entre outras cerca de 4 bilhões, mas para eu é a “minha” mulher, mãe das minhas filhas.
  Se para você a morte de minha esposa não mudaria uma virgula da sua vida, para eu seria como se perdesse metade da minha vida.
  Isso é muito importante entender, é a “vestimenta certa” para nossa viagem.

   Precisamos nos colocar no lugar dos outros, não só perceber o valor que damos as coisas, mas perceber o valor que elas tem para nosso próximo. [William Robson]

  Agora que visualizamos melhor as estruturas de pensamento PREÇO e VALOR, vamos voltar a falar de Magistério, a Filosofia Matemática aguçou nossa percepção agora vamos colocar em pratica com a Terapia da Lógica...






Anterior          <>        Próximo 
Postar um comentário