quinta-feira, 28 de março de 2013

Flores, Bombons e Pena de Ganso

No Maracanã, o milagre da multiplicação dos índios.

  "Depois que o governo do estado resolveu criar um estacionamento nas ruínas do antigo Museu do Índio, ocupantes do local saltaram de uma dezena para uma centena, criando na zona norte o que seria a segunda maior concentração indígena no estado." 


  Da série coisas que não entendo:

  Não entendo o que esperam da polícia!

  Vamos flutuar por esse conceito.
  Muitos pensadores defendem que o diálogo é solução para tudo.
  Francamente gostaria que isso fosse observável, mas NÃO É.

  Uma pessoa que leu a “Lei da Palmada” escreveu que eu não deveria me achar um Filosofo porque um “verdadeiro” Filosofo não admitiria a violência em nenhuma situação, ainda mais contra uma criança.
  Interessante que me considero Filosofo justamente por situações assim.

  Sou capaz de aceitar uma ação/idéia/argumentação com melhores RESULTADOS mesmo que não satisfaça a minha vontade.

  Para um cara tão avesso a violência quanto eu não é da minha vontade que ela aconteça em nenhuma situação, mas “nem tudo que eu quero eu posso.”
  Gostaria de ter argumentos para dizer para vocês que a violência sempre pode ser evitada, mas NÃO TENHO.



  Você que está lendo esse texto pode apresentar seus argumentos, os comentários são livres, se você não tem argumentos então aceite os meus.

  Vocês acreditam mesmo que se os Aliados tivessem um melhor dialogo com Hitler ele não teria invadido países vizinhos?
  E uma vez que ele invadiu vocês acreditam mesmo que ele sairia com dialogo?
  Hitler dialogou, fez acordos de não agressão e NÃO cumpriu nenhum.
  Se Inglaterra e USA não tivessem poderosos exércitos muito bem preparados, nada, nenhum dialogo, impediria os Nazistas de dominarem o mundo.


  No passado distante também foi assim.
  Pessoas como Gengiskan só são intimidadas com o uso da FORÇA.

  “Gengis marchou até Pequim, o mais avançado centro urbano daquela época e, quando viu que a cidade era cercada de muralhas de doze metros de altura, descobriu que suas táticas de guerra em campo aberto, nas estepes, não o ajudariam naquele momento.
  Desse modo, não teve pressa e acampou seu exército, cercando a cidade e impediu que os suprimentos entrassem em Pequim.
  Esses suprimentos foram usados para suprir seu exército.
  Com a ajuda de engenheiros chineses dissidentes, construiu catapultas e outros artefatos bélicos e finalmente invadiu e dominou Pequim.”
  [Wikipédia]

▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  SEMPRE LEIO MUITAS CRÍTICAS A POLÍCIA QUANDO ESTA FAZ USO DA FORÇA.


  Não entendo o que as pessoas esperam que a polícia faça!?
  Quando ela é acionada é porque todas as possibilidades de resolver a questão com dialogo fracassaram só restando o ULTIMATUM e se não obedecido, fazer uso da força, é o que EU espero da polícia.

Ultimato 

1. Últimas condições que um Estado apresenta a outro, e cuja não aceitação terá como resultado o início de hostilidades.

2.  Decisão final e irrevogável; última palavra.

3. Nome que se deu às últimas moléculas a que um corpo pode ser reduzido.

    Se todos entendessem o conceito da palavra “ultimatum” esse texto nem precisaria ser escrito.
  Guarde a chave desse texto.

A POLICIA É O ULTIMATUM DA SOCIEDADE.

   Até o conceito “linear” dessa palavra é satisfatório; “ultimatum” = último ato/ última ação

  A polícia é o último recurso do Estado/Sociedade para obrigar que a lei seja cumprida, ela tem licença para usar a violência, sua função principal é forçar a obediência da lei ... a diplomacia fica em segundo plano.
  A diplomacia é a primeira opção no policiamento preventivo, mas no OSTENSIVO a diplomacia deve se limitar a um último aviso se não atendido a FORÇA deve ser usada.

  Para confrontar marginais bem armados a polícia deve ter poder de fogo equivalente [de preferência superior].

  Para dispersar multidões, restabelecer a ordem ou reintegrar posse a polícia deve dispor de eficientes armas não “mortais”.
  Veja bem que eu disse não mortais que é sinônimo de não letais.
  Isso não quer dizer que as armas não machuquem.

  Você quer que a polícia vá armada com flores, bombons e pena de ganso!?

  Se as flores e os bombons não amolecerem o coração do invasor façamos cócegas neles...
  😄

  Gente, gente, gente... bala de borracha machuca se acertar no olho pode cegar.
  Armas de choque doem e sempre há o risco de provocar um ataque cardíaco.
  Gás lacrimogêneo faz arder muito os olhos e há pessoas que podem ter forte reação alérgica vindo a óbito.
  Jatos d’água podem te empurrar contra objetos cortantes.
  Na correria da dispersão pessoas podem ser pisoteadas.

  Vocês podem não acreditar, mas policiais são humanos, sujeitos a todas as nossas variações de humor, sim, na hora do quebra pau alguns inevitavelmente farão uso excessivo de força, ainda mais quando são cercados por uma população enfurecida que geralmente está em um número muito maior, coisa de 10 para um ou mais.

  As pessoas que acreditam tanto no dialogo deveriam obedecer uma ordem judicial, pois o dialogo tem que ter uma conclusão e essa foi dada pelo Juiz.

  O grupo ou indivíduo não quando não obedece uma decisão judicial é o uso da FORÇA contra a Sociedade, e aí?

  Vamos proibir a polícia de usar a força?
  Vamos armar nossos policiais com flores, bombons e pena de ganso?

  I’ll be back!




  "PM usou gás lacrimogênio e spray de pimenta contra índios, ativistas e autoridades que estavam no antigo Museu do Índio."

O que a PM deveria usar!?



anterior                      COMENTAR                               próximo
Postar um comentário