segunda-feira, 4 de março de 2013

Bíblia Revisada

   “Porque eu testifico a todo aquele que ouvir as palavras da profecia deste livro que, se alguém lhes acrescentar alguma coisa, Deus fará vir sobre ele as pragas que estão escritas neste livro.
  E, se alguém tirar quaisquer palavras do livro desta profecia, Deus tirará a sua parte do livro da vida, e da cidade santa, e das coisas que estão escritas neste livro.”
  [Apocalipse 22:18-19]



  Houve uma fase em minha vida que de tanto ler a Bíblia acabei memorizando certas passagens.

  Por vezes debatendo com alguém eu dizia:
“-Procure tal passagem, capitulo X versículo Y”.

  Atualmente evito fazer isso porque as novas Bíblias estão sendo “adulteradas”, mas dizem que são “revisadas”.

  Conversando com minha esposa ela disse admirar a dedicação de uma de minhas irmãs a igreja.
  Eu comentei despretensiosamente que Jesus mandou o seguirmos nem que isso significasse odiar pai e mãe.
  Minha esposa disse que nunca havia lido isso na Bíblia.
  Falei para ela procurar em Lucas 14 e alguma coisa...

  Surpresa!

  A expressão odiar não estava lá.
  A Bíblia que minha esposa pesquisou é nova, ela comprou recentemente.

Lucas 14: 25 a 27

“25 Uma grande multidão ia acompanhando Jesus; este, voltando-se para ela, disse:
 26 "Se alguém vem a mim e ama seu pai, sua mãe, sua mulher, seus filhos, seus irmãos e irmãs e até sua própria vida mais do que a mim, não pode ser meu discípulo.
 27 E aquele que não carrega sua cruz e não me segue não pode ser meu discípulo.”

  Eu acabei passando por mentiroso!
  Pensei, mas não é possível!
  Pedi para minha esposa procurar na Bíblia que ela tinha anteriormente.

 Lucas 14:25 a 27

“Ora, ia com ele uma grande multidão; e, voltando-se, disse-lhe:
  Se alguém vier a mim, e não aborrecer a seu pai, e mãe, e mulher, e filhos, e irmãos, e irmãs, e ainda também a sua própria vida, não pode ser meu discípulo.
  E qualquer que não levar a sua cruz, e não vier após mim, não pode ser meu discípulo.”

  Aborrecer no lugar de odiar eu já havia visto, na época me pareceu que eles tentaram amenizar a expressão “odiar pai e mãe”.
  De qualquer forma, aborrecer é bem diferente de odiar, já podemos constatar que houve uma adulteração.
  Sem Bíblias mais antigas em casa fui atrás de alguma tradução na Internet e encontrei:

Lucas 14:25 a 27

 “25. Muito povo acompanhava Jesus. Voltando-se, disse-lhes:
  26. Se alguém vem a mim e não odeia seu pai, sua mãe, sua mulher, seus filhos, seus irmãos, suas irmãs e até a sua própria vida, não pode ser meu discípulo.
  27. E quem não carrega a sua cruz e me segue, não pode ser meu discípulo.”

  Esse acrescentar, tirar, mudar palavras na Bíblia é obvio que tem consequências...
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Uma participante do G+ disse que minha interpretação de uma passagem em que Noé ficava bêbado era equivocada e a do Edir Macedo era a certa.



  Edir Macedo disse que Cam “zombou” de Noé, expressão que eu não encontrei em NENHUMA bíblia, antiga, nova ou revisada.

  “Acho também que o bispo tem razão... devido à reação do pai, o filho deve mesmo ter se divertido com a cena e agido com escancarada malícia para que se acendesse de tal forma a ira do pai...
    Aqueles que têm o Espírito Santo, 'como o caso do bispo Macedo', leem os versículos nas entrelinhas pois têm o entendimento do Espírito Santo.” [Comentarista no G+]

  Não sou contra revisarem a Bíblia o que me preocupa é com qual BASE.

  Não me parece que é tradução ou coerência e sim doutrinação.

  Os líderes religiosos estão alterando a Bíblia segundo a crença que defendem e isso é muito perigoso.

  Hitler retirava do cristianismo tudo que ele não gostava.

  “Hitler promovia o chamado "cristianismo positivo", um movimento que expurgava do cristianismo todos os elementos do judaísmo e inseria ideais nazistas.”


  Em um culto eu vi RR Soares dizer que quem tinha a Bíblia antes da revisão leria a palavra caridade, mas na “nova” Bíblia leria “amor”.
  Ficou claro que como os espiritas usam muito a palavra caridade o RR Soares e outros evangélicos decidiram tirar essa palavra.
  Se você procurar pela palavra “caridade” nas Bíblias revisadas observará que é bem difícil encontrar.
  Será que em hebraico ou aramaico não existia a palavra caridade?

 “Mesmo que eu tivesse o dom da profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência; mesmo que tivesse toda a fé, a ponto de transportar montanhas, se não tiver “caridade”, não sou nada.”
(I Coríntios 13,2) Bíblia Antiga

 “E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse “amor”, nada seria.” 
(1 Coríntios 13:2) Bíblia revisada por pastores.

▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Se hoje diante de tantas testemunhas estão adulterando os livros da Bíblia porque a certeza de tantos que isso não ocorreu no passado?

  No próximo texto vamos submeter a Lógica a seguinte adulteração:

 "Se alguém vem a mim e ama seu pai, sua mãe, sua mulher, seus filhos, seus irmãos e irmãs e até sua própria vida mais do que a mim, não pode ser meu discípulo.”

  O objetivo é que você chegue a suas próprias conclusões, pense por si mesmo, seja um LIVRE PENSADOR.



Em qual tradução/revisão da Bíblia está a "palavra verdadeira?"



anterior                      COMENTAR                               próximo



12 comentários:

Terapia da Lógica Filosofia disse...


“Muitos historiadores afirmam que o celibato é obrigatório para que não haja herdeiros” [Selma]
============================
E porque temos que ter essa fé cega nas afirmações dos historiadores?
Me parece que a ICAR eficientemente matou dois coelhos com uma cajadada só.

Os historiadores não tem como afirmar que não há fundamentação bíblica para o celibato.

Alem do mais:

“Ao decidir o processo n.º 19800-83.2008.5.01.0065, o ministro Ives Gandra da Silva Martins Filho decidiu que não é comum a Justiça reconhecer o vínculo empregatício de religiosos. No entanto, no caso do pastor, ele era obrigado a cumprir “metas de arrecadação de doações cujos valores eram sempre majorados no mês seguinte, além das tarefas de administração da igreja e arrecadação de pessoas e doações nas ruas”. Havia também um dos pressupostos do vínculo, como a subordinação do pastor em relação à igreja.
Quando existem características de relação empregatícia, a Justiça do Trabalho pode reconhecer o vínculo de emprego. Nesse caso, o ônus de pagar o INSS é transferido”

Um padre pode contribuir individualmente para a previdência como qualquer outro trabalhador.
Quem paga a aposentadoria é a Previdência não a “Empresa”
Os bens comprados em seu nome serão herdado pelos filhos os bens da igreja não.
O que a Dilma compra com seus vencimentos é dela, os bens da Presidência não.
Como pode perceber a igreja não iria a falência com o celibato como nenhuma outra empresa vai a falência por seus diretores se casarem.

Antes das modernas legislações trabalhistas tudo era ainda mais fácil uma vez que as empresas e governos não tinham nenhuma obrigação com o trabalhador de qualquer tipo.
Os filhos do padre teriam alguma trabalho ou viveriam com alguma economia do pai padre.
Ou a viuva viveria da caridade de alguma instituição.

PASSEANDO

Terapia da Lógica Filosofia disse...


Pedaços&Trechos✫✫11:47 - Público

O CÉTICO E O LÚCIDO...

_No ventre de uma mulher grávida estavam dois bebês.
O primeiro pergunta ao outro:
- Você acredita na vida após o nascimento?
- Certamente. Algo tem de haver após o nascimento.
- Talvez estejamos aqui principalmente porque nós precisamos nos preparar para o que seremos mais tarde.
- Bobagem, não há vida após o nascimento. Como verdadeiramente seria essa vida?
- Eu não sei exatamente, mas certamente haverá mais luz do que aqui.
- Talvez caminhemos com nossos próprios pés e comeremos com a boca.
- Isso é um absurdo! Caminhar é impossível.
- E comer com a boca? É totalmente ridículo! O cordão umbilical nos alimenta.
- Eu digo somente uma coisa: A vida após o nascimento está excluída - o cordão umbilical é muito curto.
- Na verdade, certamente há algo. Talvez seja apenas um pouco diferente do que estamos habituados a ter aqui.
- Mas ninguém nunca voltou de lá, depois do nascimento. O parto apenas encerra a vida.
- E, afinal de contas, a vida é nada mais do que a angústia prolongada na escuridão.
- Bem, eu não sei exatamente como será depois do nascimento, mas com certeza veremos a mamãe e ela cuidará de nós.
- Mamãe? Você acredita na mamãe? E onde ela supostamente está?
- Onde? Em tudo à nossa volta! Nela e através dela nós vivemos. Sem ela tudo isso não existiria.
- Eu não acredito! Eu nunca vi nenhuma mamãe, por isso é claro que não existe nenhuma.
- Bem, mas, às vezes, quando estamos em silêncio, você pode ouvi-la cantando ou sente como ela afaga nosso mundo
********************
muito emocionante .
=============================
Mas pouco cientifico.
O feto começa a ouvir lá pelo 5º mês, no 6º ele já esta bem formado ficando mais para “engorda”.

Quero dizer que a voz da mãe, do pai, das pessoas próximas não é uma ILUSÃO.

No nosso caso é bem diferente imaginamos que algum espirito fala conosco.
Não acredita?
Peça para sua mãe falar com você atras de uma parede.
Irá chegar um som abafado que poderá ser gravado.

Faça a mesma coisa com espíritos e grave.
Se não consegue fazer isso, bem... sentir que alguém fala com você não é a mesma coisa que alguém de fato falar com você.
O bebe de fato ouve sons do mundo exterior, não é ilusão.

GOOGLE+


tripitaka 960 disse...

(texto principal)

O sr.realmente é conhecedor da bíblia.

Quando desejo ler textos bíblicos que não foram modificados,costumo consultar uma bíblia de uns cinquenta anos atrás,que mamãe me deu.
Nela tem até o livro de Tobias,que não existem nas protestantes.

tripitaka 961 disse...

para a mensagem do Google +

(gestação)

A vida é assim
mesmo latente
nunca deixou de existir
em discrição onipotente

os vivos são reconhecidos
pelo alento
em estado de vigília ou de sonambulismo,
pelo gesto atento

o passado engendra o futuro
o medo realiza a autopreservação
na obscuridade,existem mundos
que falam à multidão,
a inexistência vegeta numa curiosa
cinestesia langorosa.

desde sempre
a natureza, mais do que aposta e fé
não tem se antecipado ao próprio pensamento,
ela simplesmente é.

entropia 126 disse...

se não foi uma brincadeira de alguém,então alguém ontem apareceu,usando uma identidade mais próxima da realidade.

tripitaka 962 disse...

Então os hierofantes não tem vínculo empregatício...

entropia 127 disse...


a sra Marcela anda se apresentando mais vezes.

encantadora 151 disse...

ornamental

Nihil Metilene disse...

correção da última frase do texto "tripitaka 960".

Nela tem até o livro de Tobias,que não existe nas bíblias protestantes.

entropia 128 disse...

Eu estava decidida, para tentar animar o blog da Selma,-a postar poesias novas e antigas nas páginas em que o sr.Hosaka escreveu algum texto.
Mas,como a Marcela anda aparecendo,acho que irei escolher as velhas crônicas dele,para fazer isso,isso,quando eu tiver tempo.

Mesmo não estando mais interessada nele amorosamente,fico sem grança em "competir" com ela no mesmo espaço de réplicas.(fiu,fiu...)

correção disse...

sem graça

Nihil Metilene disse...

Agora,irei fazer umas pesquisas,por isso,anteciparei minha despedida.

Desejo um bom dia a todos.
Sei que ultimamente,ando saindo sem dizer nada,mas procurarei retomar as "boas maneiras" a partir de hoje.

Até mais aos que "viram".

°°°°°°°°°°