sexta-feira, 26 de abril de 2013

Abaixo os Homens !

  “Os que fazem greve são os funcionários ineptos.
  Os competentes trocam de emprego por um salário mais alto.” 
[Walmir Celso Koppe]

  Não concordo integralmente com esse pensamento.
  Em países capitalistas/democráticos greve faz parte do jogo das relações de trabalho, faz parte do processo de NEGOCIAÇÃO, deve ser usada “quando necessária”.

  No meu caso estive atrás de melhores oportunidades, mas nunca cuspi no prato que estava comendo.
  Sempre fui grato por quem me dava emprego desde o trabalho com 11 anos na feira, na banca do Wagner.

  Por vezes me fazem perguntas bastante infantis daí eu tenho que me lembrar o quanto detestam o Capitalismo e não se esforçam o mínimo para entende-lo, simplesmente tradicionalmente o detestam é uma coisa de pai para filho, de professor para aluno.

  Vamos a um desses questionamentos infantis, mas que precisam ser respondidos, senão a pessoa se agarra a ele para “justificar” seu ódio ao Capitalismo.

  “Menores trabalhando mais cedo irão tirar o emprego de adultos e debilitar a economia?”

  A pergunta boa é:

  O menor vai tirar emprego de qual adulto?

  Com 14 anos de certo ele não terá uma formação universitária, nem concluiu o ensino médio, logo não tirará empregos de adultos com escolarização básica.
  A não ser que o adolescente tenha um talento muito especial, como Mozart, será impossível aos 14 anos ser um profissional experiente em qualquer atividade.

  Dos 14 aos 16 anos o indivíduo faria serviços leves, auxiliares.

  Com 14 anos eu trabalhava em uma metalúrgica como auxiliar de inspeção, usava paquímetro e micrômetro para conferir medidas de peças.
  Depois fiquei uns 6 meses operando um dispositivo que passava cossinete em parafusos com rosca sem fim ainda me lembro que o comprador era a Singer.
  Claro que eu não gostava de trabalhar, mas precisava muito e ficava grato por ter um emprego.
  Nessa época em especial passávamos grandes dificuldades financeiras, tinha um irmão com hidrocefalia que não permitia que minha mãe trabalhasse, meu pai não vivia conosco há uns 3 anos (nem enviava dinheiro) sem aquele salario da metalúrgica tudo ficaria muito pior.


  O interessante nesse texto é você entender o que é PEA.



  PEA – População Economicamente Ativa – é um conceito elaborado para designar a população que está inserida no mercado de trabalho ou que, de certa forma, está procurando se inserir nele para exercer algum tipo de atividade remunerada.

  Não há um método consolidado em todo o mundo para definir aqueles que fazem parte da PEA.
  Por exemplo, nos países subdesenvolvidos, o índice inclui os indivíduos que possuem entre 10 e 60 anos, já nos países desenvolvidos geralmente considera-se apenas aquele que possui mais de 15 anos de idade.

  Assim, a parte da população que está desempregada e que não busca empregos, como crianças menores que 10 anos, estudantes que não trabalham, donas de casa que exercem apenas funções domésticas não remuneradas, entre outros, é incluída naquilo que se denomina por População Economicamente Inativa.

  É a parcela da população com CAPACIDADE para trabalhar, isso é muito importante na produção de riquezas.
  Claro que todo dinheiro recebido na metalúrgica ia para o consumo de itens básicos, isso movimenta a economia.
  Eu não era mais um menor consumindo recursos do Governo ou dos meus pais, eu estava produzindo parafusos, estava cuidando da qualidade da produção evitando desperdícios.

  Produzindo eu ganho salário, ganhando salário eu consumo, consumindo eu GERO EMPREGOS ... inclusive para adultos.

  Hoje em dia na pratica nós inviabilizamos o homem de fazer parte da PEA até os 18 anos.

  Com as mulheres somos menos cruéis uma vez que elas não ficam à disposição para o serviço militar... será que é mais um resgate de dividas históricas?
  Abaixo os homens!


  To be continued ...





anterior                       COMENTAR                               próximo


-----------------------------------------
  “MENORES TRABALHANDO MAIS CEDO IRÃO TIRAR O EMPREGO DE ADULTOS E DEBILITAR A ECONOMIA?”
.
  A pergunta boa é:
.
  O menor vai tirar emprego de qual adulto?
.
  Com 14 anos de certo ele não terá uma formação universitária, nem concluiu o ensino médio, logo não tirará empregos de adultos com escolarização básica.
  A não ser que o adolescente tenha um talento muito especial, como Mozart, será impossível aos 14 anos ser um profissional experiente em qualquer atividade.
.
  Dos 14 aos 16 anos o indivíduo faria serviços leves, auxiliares.
.
  Com 14 anos eu trabalhava em uma metalúrgica como auxiliar de inspeção, usava paquímetro e micrômetro para conferir medidas de peças.
  Depois fiquei uns 6 meses operando um dispositivo que passava cossinete em parafusos com rosca sem fim ainda me lembro que o comprador era a Singer.
  Claro que eu não gostava de trabalhar, mas precisava muito e ficava grato por ter um emprego.
  Nessa época em especial passávamos grandes dificuldades financeiras, tinha um irmão com hidrocefalia que não permitia que minha mãe trabalhasse, meu pai não vivia conosco há uns 3 anos (nem enviava dinheiro) sem aquele salario da metalúrgica tudo ficaria muito pior.
.
  O interessante nesse texto é você entender o que é PEA:
.
https://terapiadalogica.blogspot.com.br/2013/04/abaixo-os-homens.html
_________________________

#Trabalho
Postar um comentário