sexta-feira, 19 de abril de 2013

Anjos - Demônios - Santos

  “O segredo de uma velhice agradável consiste apenas na assinatura de um honroso pacto com a solidão.”
[Gabriel García Marquez]




  Mal conseguiu comprar seu iPhone 4, o iPhone 5 chega às lojas. Você:
  [Questões Revista Veja]
___________________________________________
c) Fica na sua.
 Afinal, só trocou de aparelho porque tinha muitos pontos acumulados com a operadora.
____________________________________________     

  Cada um faz o que achar melhor desde que não seja contra lei ou fira o direito dos outros. ​​
  Se ter status lhe traz alegria ... busque status.
  Se acumulou muitos pontos e não tem como utiliza-los, adquirir um aparelho de última geração é uma opção.
  Se não dá a mínima para celular, não use.

  Utilizo celular mais como alarme/despertador, sou um tanto metódico e minhas tarefas são organizadas por horários, se eu tenho 40 minutos para passear pela Internet, depois de 40 minutos o celular toca e eu vou para outra atividade...tirar uma soneca também chamo de atividade...
  Se a soneca por algum motivo deve ser de apenas 30 minutos então será de 30 minutos.
  Não gosto de sair sem celular principalmente porque minha esposa ou filhas podem precisar se comunicar; como ando de carro e moto é útil poder ligar para algum serviço de emergência caso seja necessário.
  Obviamente essas situações são bem raras, mas como podem acontecer e o celular é fácil de carregar é LÓGICO ter essa facilidade/segurança.
  Comprei um celular novo porque o outro já tinha 6 anos e está muito defasado tecnologicamente.



  Não existe um Capitalismo Selvagem te pressionando a consumir.
  Compramos porque gostamos de novidades.

  No fundo permanecemos com aquele sentimento de criança de sempre querer um “brinquedo novo”.
  Uma bolsa nova, outro corte de cabelo, comer em algum lugar diferente, uma roupa nova, uma TV mais moderna...enfim o Capitalismo aumentou nossa capacidade de produção e variedade de produtos.
 Entretanto nosso interesse pelo novo como uma forma de espantar o TÉDIO não pode ser creditado ao Capitalismo, é da nossa Natureza.
__________________________________________
d) Não saberia dizer o que mudou de uma geração para outra, e ainda confunde iPhone com iPad.
__________________________________________

  A não ser que a pessoa tenha muito Capital acho arriscado andar com um aparelho caríssimo em um país com índices de roubos tão absurdos, mas você é livre para isso.

  Lembrei agora de algo impressionante, de quanto dinheiro vai pelo vaso sanitário desafiando qualquer lógica.
  É inacreditável o número de mulheres que deixam o celular cair no vaso sanitário!!
  Atualmente até evito tocar no celular de uma mulher, vai saber onde ele já caiu...😆


  Nós homens sempre o imaginamos entre os seios ou vibrando perto da “portinha da felicidade”, essa nova imagem do celular caindo dentro do vaso sanitário no meio da ... é bem incomoda.
  Como geralmente custou caro a moça pega rapidamente e limpa o melhor que pode.
  Não, eu não fico olhando no banheiro das mulheres, é que já ouvi inúmeros relatos.

  Cadê aquele seu bonito celular?
  “-Caiu no vaso sanitário e estragou.”

  Tenho colegas que já relataram isso 3 vezes!!!
  Caraca!
  Acidentes acontecem, mas deixar um aparelho caro ser danificado 3 vezes da mesma maneira... prefiro não falar mais nada.

  Vamos filosofar que é mais agradável.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  “O segredo de uma velhice agradável consiste apenas na assinatura de um honroso pacto com a solidão.”
 
  Foi postada a imagem de uma idosa onde ela reclamava da solidão, do distanciamento dos familiares que não telefonavam mais para ela.


 
  Eu “monstruosamente” sugeri que a senhora deveria se modernizar.
  Abrir uma conta no Facebook.
  Me chamaram de insensível, sem noção, frio...

  Sei lá, a velhinha pode estar perto da morte (todos sempre estamos), mas tem que entender que ESTA VIVA!
  O “tempo” dela é hoje.

  Se seus familiares estão mais conectados na Internet o que a impede de também estar!?
  É mais eficiente e útil ficar reclamando de solidão!?

  Enfim, meu comentário foi demonizado.

  A idosa era uma santa abandonada por adultos diabólicos.

  Obvio que não conheço a história de vida daquela pessoa, mas sei que a maioria (inclusive eu) tendo que estudar, trabalhar, namorar, mais tarde cuidar de filhos ... não sobra muito tempo para estar “fisicamente” com a avó.
  Cada pessoa vai seguindo [ou sendo levada] um rumo na vida.
  Amigos de infância, familiares, vizinhos ... se por algum motivo eles deixam de fazer parte da nossa rotina vai acontecendo um distanciamento natural.

  Tenho certeza que muitos (possivelmente a maioria) depois dos 20 anos tem pouco contato com os avós a não ser que eles façam muito parte da sua rotina ... morem junto ou bem perto.
  Enfim, a pessoa com mais de 70 precisa lembrar que ela aos 20 (ou menos) teve que dar um rumo a vida.
  Será que “foi possível” o hoje idoso dar toda atenção aos pais e avós que agora cobra dos filhos e netos?
  Se o idoso na juventude não se achava “insensível” porque atribuiria essa características aos familiares mais jovens!?
 
  Lhe deixo a boa pergunta:

  Até os 18 anos somos automaticamente anjos “nossa cultura” não nos responsabiliza por nada, até crimes hediondos podem ser cometidos.

  Depois dos 60 somos automaticamente santos “nossa cultura” sugere que ninguém deve nos contrariar, devemos ser reverenciados, mesmo podendo pagar devemos ter isenção de impostos...

  Porque dos 19 aos 59 nos consideramos demônios!?

“Decifra-me ou te Devoro!”

  Se pararmos de nos santificarmos ou demonizarmos por “faixa etária” perceberemos que todos estamos “presos” a certas “predeterminações” no ciclo da vida.
  Em qualquer fase as pessoas mais próximas (para o bem ou para o mal) são as que estão na nossa ROTINA.
  Se ao envelhecer você se isola em sua casa e espera que todos mudem a rotina para girar em torno de você ... boa sorte ... vai precisar.

  Por minhas características (sou muito caseiro) sei que minha velhice será solitária fisicamente.
  Não espero que minhas filhas deixem de viver a vida delas para ficar me paparicando.
  Minha esposa gosta de passear, não quero e não tenho o direito de tirar esse prazer dela, o antissocial sou eu.

  Na Internet tenho contato mental com inúmeras pessoas, isso vai ter que me bastar, virtualmente eu faço parte da ROTINA de muitas pessoas e elas fazem parte da minha.

  Pacto com a solidão o KCT 😆

  Amém?


anterior                       COMENTAR                               próximo

Postar um comentário