sábado, 2 de junho de 2012

Vôo Sobre o Vazio

  “Eu sei que não sou nada e que talvez nunca tenha tudo. Aparte isso, eu tenho em mim todos os sonhos do mundo.” [Fernando Pessoa]
$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$
  Ter todos os sonhos do mundo não é mal o problema é acreditarmos na tal felicidade, que podemos realizar todos os nossos sonhos e sermos PLENOS.

  Eu sonho em me atirar pela janela e sair voando, deve ser uma delícia poder flutuar pelos tons de verde, acredito que a maioria dos cientistas gostariam de encontrar um jeito de anular controladamente a lei da gravidade, eu flutuaria e seria feliz?
  NÃO!
  Satisfeito esse sonho eu iria atrás de outro sonho, voar mais rápido, não sentir frio ou calor, não ter limite para a altura podendo até chegar na orbita da Terra...
  Não dá para evitar querer sempre algo a mais, porque?
  Vamos entrar por esta brecha, sigam-me os bons!
==========================
  Sempre que escrevo sobre Vazio Existencial as pessoas pensam em uma doença maligna, algo demoníaco, algo que “estraga a vida” nos impedindo de encontrar a felicidade logo a solução é acabar com o vazio...não é tão simples assim.

  Não precisamos do sofrimento, do culto ao sofrimento, mas precisamos do Vazio Existencial.

  Se eu tivesse que definir a vida em uma única palavra seria MOVIMENTO.

  Sem movimento não há vida. Movimento de quê?
  ENERGIA.

  O Vazio Existencial é a “diferença de potencial” no espirito humano.

  Para a energia circular, se movimentar, precisa existir sempre uma diferença de potencial sendo criada.
  Sabe porque as águas do rios correm para o mar?
  A água que esta mais alta é puxada para o centro da Terra pela força da gravidade criando uma diferença de potencial.
  Se a força da gravidade não agisse não existiriam os rios toda água estaria no mar, que estaria sem vida porque as águas do rios oxigenam o mar e sem oxigênio poucas formas de vida sobrevivem.
  A água do mar recebe energia da luz do Sol, evapora, vira nuvens e volta para o alto das montanhas.
  Se ao receber energia a água não evaporasse, nossa forma de vida estaria bastante comprometida porque não haveria chuva.
===================
  Vamos amarrar no texto anterior:
  O olhar e imaginação do homem em contato com as formas femininas produz energia sexual, o homem descarrega esa energia acumulada na mulher, que gasta entre outras coisas buscando sensualidade que acumula energia sexual no homem.
  Algo muito parecido com o Fluxo de Energia da água.
  Os fluxos são muito repetitivos só mudam a forma como acontecem se amoldam a características dos elementos.
  Um homossexual não acumula energia observando a forma feminina, se ele não tem esta característica não tem a função de entrega de energia.
 O Fluxo tem sua “polaridade” invertida e o corpo masculino passa a ser receptor de energia como a mulher, a energia tem que circular, a diferença de potencial tem que existir, o homossexual [se tiver uma vida sexual ativa, ou melhor dizendo “passiva”] acaba adquirindo trejeitos femininos.
  Gay é sinônimo de “alegre” cheio de energia, porque isto acontece?
  Oras, ele virou receptor de energia.
=========================
  Para um homem deixar de acumular energia sexual basta cortar o fluxo, parar de olhar e imaginar.

  Um homem muito empenhado em seu trabalho ou hobby pode não sentir necessidade de atividade sexual, ele não fica admirando as formas femininas e nem pensando em sexo.

  Isso requer muito treino quando não ocorre naturalmente.
  Se um dia seu objetivo for reduzir o libido basta parar de olhar formas femininas e não pensar em relações sexuais.
  Se enclausurar em um convento é um bom meio, mas lembre-se que a energia busca caminhos alternativos quando tem seu fluxo “natural” interrompido.
  Mesmo sem olhar formas femininas se continuar pensando em sexo poderá acabar se relacionando com um companheiro monge.

  Para não pensar em sexo você tem que inundar sua mente com outra coisa, trabalho, oração um hobby.

  Fora da clausura quando uma mulher falar com você olhe apenas para o rosto dela, esqueça que ela tem um corpo, nem pense em olhar para o traseiro dela quando se afastar de você.
  [É o “diabo” te atentando...HAHAHAHAHAHAHAHAH!]
 
  Isso tem que se tornar um habito, sabe como é o habito faz o monge, bons hábitos bom monge.

  Você deve estar se perguntando porque baixar seu desejo sexual, para que serve esse conhecimento?

  Se você tiver um desejo sexual muito alto é difícil manter uma fidelidade conjugal, muita energia pede muitas parceiras.
  Quando você ocupa um cargo de comando ou posição de destaque fatalmente é muito assediado, como comandante você não pode fraquejar diante de qualquer mulher mais interessante, isso pode comprometer a qualidade de suas decisões.
  Com poder sobre si mesmo você pode baixar seu libido ao olhar a namorada do seu amigo o que lhe trará encrenca e aumentar seu libido por sua parceira que é até desejável.

  Não irei enganar ninguém, este domínio de si mesmo, este domínio das energias não é nada fácil nessa situação terrena em que nos encontramos, se houver uma outra situação em algum outro lugar quem sabe seja mais fácil.
  Mas garanto que buscar e se aproximar deste equilíbrio traz muita SERENIDADE a nossa vida.
  Conseguimos conviver com o Vazio Existencial reconhecendo sua necessidade e fazendo até bom uso dele, é como estar à beira do abismo, mas dispor de uma asa delta, não é tão bom como poder flutuar sem equipamento algum, mas aqui na Terra por hora é o melhor que podemos conseguir.
   Conheça a si mesmo, tenha poder sobre si mesmo.
  Não desperdice tanto tempo querendo apenas ter poder sobre os outros.


                    


Anterior          <>        Próximo
Postar um comentário