domingo, 10 de junho de 2012

Mens Sana in Corpore Sano

Estadão: Casada com militar, quem mandava em casa?


Eliana Calmon: “Ele. Ah, não há quem consiga mandar mais que um militar (risos).
  Fiquei casada por 20 anos e tinha uma enxaqueca terrível. Fiz diversos tratamentos.
  Hoje eu digo que fiquei boa, mas não posso receitar o remédio, quando eu me separei, a enxaqueca foi embora.

  Leia a entrevista completa: Clique Aqui
☼☼☼☼☼☼☼☼☼☼☼☼☼☼
  Não tenho nada contra orações, cultos ou sessões de cura.
  Sou espiritualista, existem forças que não consigo explicar, logo, uma vida mais lógica não exclui uma vida religiosa vamos divagar sobre isso...

  Zapeando a TV nos canais abertos é quase impossível não deparar com um culto evangélico.
  Me chama a atenção de como nas igrejas há doentes!
  Eu observo que muitos dos desconfortos que uma pessoa sente não é fruto da ação do demônio nem de alguma doença.
  Qual a outra possibilidade?

  Mau uso do corpo, ignorância sobre seu funcionamento.

  Cada corpo é uma máquina única e o melhor ser para conhecer esse TEMPLO é o “espirito” que o habita.

  Na entrevista da Eliana, usando a Dialética, fiquei maravilhado com seu marido, que homem interessante, digno da palavra INTELECTUAL.
  Ele devia gostar muito dela, soube ceder, soube se impor, por ele ser este cara tão interessante Eliana teve muita dificuldade em abrir mão de sua companhia e porque não dizer...teve SORTE de tê-lo como marido.
  Com todo respeito a meritíssima ela me parece meio porra louca do bem... HAHAHAHAHAHAHAHAHAHA!
  Você pode ter achado ilógico que a Eliana tenha persistido por 20 anos em um relacionamento que lhe fazia mal [provocava enxaqueca], mas talvez esteja fazendo isso com seu corpo ou com sua vida.

  Vou dar um exemplo:
  Sempre gostei muito de leite, quente, frio, com groselha, achocolatado...enfim gosto de leite.
  Cerveja eu nunca tomei, nem qualquer bebida destilada [tentei, mas não consegui], mas leite na minha casa não falta.
  Há uns 8 anos atrás comecei sentir um desconforto estomacal muito grande.
  Obra de Satanás? Alguma doença?
  É, poderia ser, mas preferi aplicar a Terapia da Lógica, verificar se o desconforto não estava relacionado com alguma mudança de habito, algum ambiente, exposição a alguma coisa.
  Detalhar ficaria demorado, vamos direto para os finalmentes.

  Havia lido em algum lugar que o leite de outros animais era um veneno para a espécie humana, como uma mistura sanguínea de tipos diferentes.
  Em algum momento houve uma mutação em alguns indivíduos e nos adaptamos a esse tipo de alimento, foi muito bom para nossa espécie, pois igual a carne, o leite é um alimento rico em proteínas, aumentou nossa capacidade cerebral.
  No entanto com o passar dos anos nosso organismo passa a necessitar menos de gordura e o leite é um alimento gorduroso.

  “A gordura predominante no leite é a saturada. Daí a indicação do leite desnatado e do semidesnatado para adolescentes, adultos e idosos. Essa gordura, como se sabe, não é indicada na prevenção ou no tratamento das doenças cardiovasculares, responsáveis por elevadas taxas de mortalidade no nosso país.” [Pratique Leite]


  Eu ainda bebo muito leite, mas só suporto o semidesnatado.
  O chato é que continuo adorando o leite integral, como no caso da Eliana com seu marido, foi difícil abrir mão do consumo de leite.
  O leite integral é muito mais gostoso, mas se eu bebo um copo meu intestino fica prejudicado por 24 horas, cortei o leite integral de minha dieta, persistir nesse tipo de alimento pode provocar uma grave doença, meu corpo está me avisando, está me pedindo para parar, eu resolvi atender ao pedido do meu corpo, meu companheiro de longa jornada.

  Traçando um paralelo... concluímos que conviver com o marido tinha o efeito incomodo da enxaqueca em Eliana, mas no geral a companhia dele lhe fazia muito mais bem que mal, lhe dava prazer.
  Com o passar do tempo e o desgaste natural da relação foi melhor a separação.
===========================
  Você tem que estar ligado em seu corpo, SENTIR o seu corpo.
  Se está acostumado a correr 15 Km e ultimamente aos 13 Km já está que não aguenta mais...é melhor reduzir sua corrida em 2 Km, faça o que seu corpo está te pedindo.
  Faça um teste de esforço para identificar algum problema cardiovascular e se estiver tudo em ordem simplesmente pegue mais leve com seu companheirinho, cuide bem do seu TEMPLO.
  Da mesma forma se chegar aos 15 Km com fôlego para correr mais 2 Km, o limite do seu corpo foi alterado, se ele está pedindo mais e você não vê nenhum impedimento porque não atende-lo?
  Humm...Sócrates parece querer terminar este texto, será uma honra.
  Meu amigo Sócrates diz ter aprendido duas coisas muito importantes no Oráculo de Delfos:
 “Gnothi seauton” Conhece-te a ti próprio.
 “Meden agan” Nada em excesso.

  Isso serve para nossa mente, isso serve para nosso corpo.



Anterior          <>        Próximo