sexta-feira, 22 de junho de 2012

Exorcismo para quem Precisa

Daquilo que eu sei
Nem tudo me deu clareza
Nem tudo foi permitido
Nem tudo me deu certeza

Daquilo que eu sei
Nem tudo foi proibido
Nem tudo me foi possível
Nem tudo me foi concebido

Não fechei os olhos
Não tapei os ouvidos
Cheirei, toquei, provei
Ah! Eu usei todos os sentidos
Só não lavei as mãos
E é por isso que eu me sinto
Cada vez mais limpo.  [Ivan Lins]

  Vimos no texto anterior que em relação a Bíblia há duas correntes.
  A primeira defende que ela é 100% a palavra de Deus, foi inspirada por Deus:

  “Pergunta: O que significa dizer que a Bíblia é inspirada?

  Resposta: Quando as pessoas dizem que a Bíblia foi inspirada, estão se referindo ao fato de que Deus divinamente influenciou os autores humanos das Escrituras de modo tal que aquilo que escreveram foi a própria Palavra de Deus.
  No contexto das Escrituras, a palavra inspiração simplesmente significa “Divinamente inspirada”.
  Inspiração comunica a nós o fato da Bíblia verdadeiramente ser a Palavra de Deus, e faz com que a Bíblia seja única dentre todos os outros livros.” [GotQuestions]


  Eu sou da segunda corrente aquela que defende que a Bíblia foi inspirada em Deus.
  Parece que é a mesma coisa, mas não é.
  Eu posso escrever uma poesia inspirado na beleza de uma mulher, imaginando que seu caráter é tão belo quanto sua imagem sem isso necessariamente corresponder ao fato.
  A mulher pode ser bonita, mas não ter uma personalidade agradável.
  Se eu vejo Deus como todo poderoso eu posso atribuir uma seca prolongada a uma vontade de Deus sem que isso necessariamente corresponda ao fato, no entanto não é por esta brecha que pretendo flutuar neste texto, vamos para outra direção.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Quem me acompanha há algum tempo sabe que sou direto e franco.
  Meu Blog é aberto, passeio por outros Blogs, sou censurado e nunca censurei.
  Antes do Blog participei de GDs abertos debatendo com gente de todo tipo e crença.
  Por cerca de 1 ano e meio mandei alguns de meus textos para uma lista de cerca de 100 e-mails, parentes, amigos, pessoas que tiveram algum contato comigo, amigo dos amigos...
  A maioria não se manifestou, outras opinaram em Off não querendo ter suas opiniões divulgadas.
  Se alguém me responde por e-mail quando tem o GD ou Blog para responder eu deduzo que a pessoa não quer expor suas opiniões em público.
  Garanto para vocês que na minha lista de e-mails tinha líderes religiosos consagrados das principais religiões.
  Pessoas atuantes no Catolicismo, Protestantismo, Kardecismo, Budismo.
  As “respostas” em resumo eram essas:

 “Você tem que ter mais Fé.”
 “Tem que frequentar mais minha religião.”
 “Não discuta mistérios”.
“Estude mais a Doutrina”

  Caraca! Eu tinha Fé, só estava pedindo que a pessoa argumentasse sobre as contradições.
  Se você fala que uma coisa é água e estou vendo que é álcool minha Fé não irá mudar a substancia.
  A água terá um efeito sobre eu e o álcool outro efeito bem diferente.
  O que impede esses especialistas em Bíblia e outros livros sagrados de mostrar todo poder do Espirito Santo que eles adquiriram e “sabiamente” colocar por terra minhas argumentações a respeito das contradições de suas religiões, ideologias e crenças?
  Nos GDs e nos outros Blogs eu não tinha como medir a audiência, acreditava que falava com uma dúzia de pessoas, no GD Terra até menos, pois não dava para saber quem era clone.
  Aqui no Blogspot e no Face continuo não sendo popular, mas um número considerável de pessoas em todo país acessam o que eu escrevo e não apresentam contra argumentações.

  Nos últimos tempos percebi algo interessante, brasileiro não tem o habito de ler, ainda mais um livro com linguajar diferenciado como a Bíblia, algumas histórias Bíblicas que eu expus aqui e que estava careca de saber foram totalmente novidade para as pessoas.

  É surpreendente porque não entendo como as pessoas podem fundamentar suas vidas em um livro que não leem!? 

  Aceitam passivamente o que alguém leu por elas selecionando trechos.

  Tenho um colega que pediu o endereço do Blog e que iria responder todas as minhas “duvidas”.
  Depois de algum tempo ele admitiu que não tinha as respostas até disse que eu sou muito inteligente.
  O que ele fez?
  O que todos fazem, me convidou para ir a sua igreja, me convertendo a sua religião eu teria as respostas que ele não tem!!!!
  Meus questionamentos são de alguém “ignorante da palavra” ou influenciado por demônios
  Mais um tentando me exorcizar...
  O pastor da igreja dele [segundo ele] quer muito me conhecer.
  Eu propus ao colega que perguntasse ao pastor sobre alguns de meus questionamento e se os argumentos fossem satisfatórios eu faria questão de conhece-lo.
  Vejam bem que não estou pedindo para concordar comigo, estou pedindo argumentos bem fundamentados, que não fosse me proposto simplesmente parar de pensar e só ter Fé.
   Mas não tem negociação o pastor só aceita falar comigo pessoalmente.
  Quem duvida que ele acredita que pode resolver tudo expulsando o demônio de mim?
  Eu lá no culto envolvido pelo sermão, músicas e orações seria tocado pelo Espirito Santo de Deus.

  Vários já tentaram me exorcizar e não aconteceu nada.

  Não aconteceu nada porque eu nunca estive possuído, se eu estivesse tenho quase certeza que saberia, deve ser algo como detectar o início de uma loucura ou demência, para um cara tão ligado na minha lucidez uma interferência desse tipo é percebida.

  Por bastante tempo uma energia muito negativa ficou ao meu lado, pensei que seria totalmente destruído, cheguei a comentar com minha esposa que ela seguisse em frente e cuidasse das crianças caso não pudéssemos permanecer juntos.
  Faz uns 2 anos que me sinto “limpo”.
  Não, não me sinto cercado por “bons” espíritos, mas aquela energia mais negativa amenizou bastante.
  Se bem que tudo que eu faço tento antecipar qualquer coisa que possa dar errado, é cansativo, mas se fez necessário.
  De qualquer forma essas forças negativas nunca me possuíram apenas ficam ao meu redor tentando.
    Vamos entrar por essa brecha, comunicações, fantasmas, assombrações...
  I’ll be Back!



Anterior          <>        Próximo