segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Mentes Fracas

  "As pessoas fracas não podem ser sinceras."
 [François de La Rochefoucauld]

  "Mãe é presa suspeita de jogar gêmeos pela janela do quarto andar em Sete Lagoas – MG.
  Crianças de um ano e cinco meses estão internadas.
  Eles caíram da altura de 12 metros.
  De acordo com a polícia, a mulher, de 25 anos, sofre de depressão.
  Ela teria discutido com a mãe e, em seguida, atirado as crianças pela janela.
  Os meninos foram levados para o hospital municipal da cidade.
  A mãe das crianças foi presa, vai responder por tentativa de homicídio."


  Não sei como definir o que é uma "pessoa fraca".
  Fisicamente é fácil, mentalmente é complicado.
  Nessa meditação vamos dizer que mente fraca é aquela que tem grande dificuldade em pensar para alem do momento como naquela famosa expressão:

  "Não enxerga um palmo adiante do nariz".

   A pessoa que não projeta muito bem as conseqüências de seus atos fica muito mais exposta a acidentes que podem mudar o rumo de sua vida para bem pior.
  Uma mulher que enxerga um palmo adiante do nariz, não corre o risco de uma gravidez indesejada. (Só um exemplo entre tantos possíveis)
  As conseqüências de ter uma criança sem estar preparada são muito sofridas.


  Pensem naquela moça que no calor do momento transou com um rapaz.

  Os hormônios falaram mais alto ela seguiu o instinto.
  Se era um relacionamento "sério", já consolidado, complica a vida do casal, mas as coisas acabam se ajeitando.

  E quando a moça ou o rapaz não tinham grandes planos para a relação?
  Estava naquela fase de test drive.

  Vamos para aquela situação tão comum do homem não querer assumir o filho.

 
  Aquela “paixão” ou “grande desejo” ou “curtição” ... vira uma grande decepção com ele, com ela mesma, COM A VIDA.

  Toda magoa poderia ser apagada pelo tempo...poderia, se não tivesse nascido uma criança.



  A maioria de nós acredita que "pariu é mãe" e desse ato nasce o "amor incondicional materno".
  Isso é o que mais acontece, porem não é o que sempre acontece.
  A vida não é exata.

  "Especulando" sobre a notícia em questão...

  Para a moça os gêmeos representam um vacilo muito grande, a lembrança infantilizada de que um homem se "aproveitou" de sua pureza, estragou sua juventude.


  Se essa moça fosse "forte", não teria transado correndo riscos desnecessários e se o acidente ocorresse optaria pelo aborto ou doação.


  
  Seria SINCERA com seus sentimentos por mais que as pessoas a sua volta a condenassem.

  Uma pessoa fraca não consegue ser sincera nem consigo mesma porque o que os outros pensam é a coisa mais importante do mundo, então finge um sentimento que não tem para ficar bem com todo mundo.

 [Claro que não estou defendendo a moça, apenas estou mostrando como as coisas saem do controle.]

  Não dá para acreditar que a moça acordou de manhã e decidiu matar as crianças.


  Ela foi se enganando/suportando o quanto pode, mas as diversões canceladas, todo trabalho que dá cuidar de gêmeos, o amor pelas crianças que lhe falta, o ódio pela situação que transborda... tudo isso sem poder contar com o pai das crianças.


  A maioria de nós sabe quanto mães podem ser irritantes.
  Sim, amamos nossas mães, mas isso não quer dizer que o relacionamento é carinho, atenção, tolerância 100% do tempo.
  Nos coloquemos no lugar da avó.
  Para ela toda aquela situação de certo não era um mar de rosas.
  A discussão mãe e filha foi só o estopim de um longo processo de dor e frustração.

  Tudo poderia ter sido evitado com o uso correto de anticoncepcionais (preferencialmente); aborto ou adoção.

  Seria bom que a justiça brasileira fosse menos burocrática com relação a adoção. 
  Os gêmeos precisam de amor e a mãe biológica não esta em condição dar.

  Amor não é algo que possamos comprar na farmácia, anticoncepcional é.

  Pensem nisso antes de transar.


  "Talvez" a moça nem seja um monstro, foi e é extremamente fraca, não enxerga um palmo adiante do nariz.
  Que ela cumpra sua pena e consiga uma vida satisfatória tendo filhos que ela seja capaz de amar, porque decepção/estresse no caso dela pode levar a assassinato.


  Esse tipo de noticia é difícil acompanhar o desenrolar pela mídia, vira uma nota esquecida no jornal, até os links somem.
  Só quem é próximo dos fatos, conhece os envolvidos, sabe o que veio depois.

  Até onde foi possível eu saber, o pai (depois do ocorrido) reivindicou a guarda dos filhos.

  Boa sorte aos bebês! 

  Péssima maneira de chegar ao mundo, lamentável!
  Por vezes é melhor não nascer.
  

"Sou forte o bastante" para admitir que tenho duvidas.






.