sábado, 10 de dezembro de 2011

Seu Plano

   Lúcifer é o pai da mentira, da enganação, afasta os homens do plano da salvação de Deus.
   Lúcifer induzir alguém a falar a verdade e agir com dignidade ... é uma tese difícil de defender.

  A moça não quis mentir, não quis enganar, mesmo correndo todos os riscos preferiu por um fim no casamento, ir morar com outro.
  Podemos dizer que ela agiu honestamente, não mentiu, não enganou e esta sofrendo bastante por conta disto.
  Caraca! 

  Sofrer pelo que acha certo, não mentir, não enganar, arcar com as conseqüências... isto é coisa de um seguidor de Lúcifer ou de Deus?
  Qual de nós pode sentenciar que ela foi errada em se apaixonar, como evitamos uma coisa dessas!?


  A raiva/ódio "geralmente" tem uma justificativa.
  A pessoa te prejudicou bastante.
  Ficar com raiva de um ladrão é esperado.
  Ficar com ódio de um estuprador é esperado.

  A paixão/amor não tem uma justificativa.
  A garota te trata como trata qualquer outro, mas uma atração muito forte vai acontecendo.
  Tá, ela poder ser bonita, mas tem tantas garotas bonitas.
  Ela é simpática, mas tantas garotas são simpáticas.
  Por vezes a pessoa nem sabe que você existe é a "mina do condomínio" ♫♫♫♫😊

  De qualquer forma, Lúcifer poderia agir provocando na moça um grande desejo.
  (Vamos hipoteticamente aceitar que "demônios" tenham essa capacidade)

  O amor é um sentimento muito forte de difícil controle para muitos, o desejo é algo mais "trabalhável".
  Exemplo:
  Tem alguém no trabalho que é o tipo de mulher que você gosta, surge o desejo
 (Por acaso ou obra do demônio 😉).
   A moça até te dá mole, está disposta a "colaborar".
  Mas você é comprometido, (Por vezes ela também) PENSA em todo o transtorno que isso pode trazer para sua vida e ... é melhor manter tudo apenas na imaginação.

  E aqui chegamos na "Terapia da Lógica" em si.


 Não escolhemos o que sentir, mas podemos decidir como agir.
  
    Se há anjos ou demônios a nossa volta influenciando nossos desejos, claramente não temos controle sobre essas entidades.
  Nem sabemos de fato se existem ou não.

  Se os sentimentos surgem ao acaso em uma complexa e por enquanto indecifrável ação de feromônios ... não temos controle sobre isso.

[Feromônios, são substâncias químicas que, disseminadas entre seres de uma mesma espécie, promovem reações específicas em seus indivíduos.]

    Diante dos desejos/sentimentos precisamos submete-los a RAZÃO.
  Aquele difícil, mas necessário, cálculo de custo/benefício.

  Se tem dificuldade com o pensamento abstrato, use um pedaço de papel ou o bloco de notas do seu celular.


  [Abstrato é tudo aquilo que só existe na ideia, no conceito.
  Você constrói situações e adiciona variáveis mentalmente, chega a um resultado que pode ser aplicado na realidade ou não.
  Exemplo simples:
  Se você faz um cálculo matemático de cabeça utiliza o “pensamento abstrato”.
  Se precisa colocar no papel está usando o “pensamento concreto.”]

  De um lado a satisfação de realizar o desejo do outro todos os riscos e possíveis consequências.


  "Raciocinar é pesar probabilidades na balança do desejo."
[Ambrose Bierce]


  Diante de desejos que podem alterar significativamente os rumos da nossa vida a razão é indispensável.

 Mesmo aceitando "hipotética mente" que Deus e Lúcifer disputem a nossa alma ... é pouco provável que a vida se resuma simplesmente a esta luta entre o "bem e o mal."

  
  O personagem principal é você, sua capacidade de ser racional, usar sua INTELIGÊNCIA ou se deixar levar pelos sentimentos.  

  Vamos raciocinar sobre os planos de Deus e Lúcifer segundo o que "acreditamos" que sabemos.

  Segundo a doutrina Cristã.

  Deus não precisa de você nem de ninguém, é totalmente autossuficiente, porque precisaria de nossas almas, nossa energia vital!?

   Quanto a Lúcifer não sei nem o que dizer, a Bíblia fala bem pouco sobre ele.

  Não sei qual é a fonte de informações de pessoas que dizem conhecer muito bem os planos de Satanás.

  E o Inferno?
  Por mais que eu medite não consigo ver esse lugar onde vamos ficar sendo espetados, sendo cozinhados em óleo fervente por toda a eternidade, é infantil demais para minha mente.


  Vamos supor que seja a vontade de Deus mandar para o inferno quem não aceita Cristo, oras, um Deus de amor não seria tão vingativo, simplesmente nos aniquilaria ou nos daria infinitas chances de buscar um mundo melhor.


  Além do mais se ficarmos sofrendo no inferno é a vontade de Deus, Lúcifer rebelde como "dizem que é" não iria cumprir a vontade divina.

  Entendeu?
  É difícil imaginar Lúcifer e seus auxiliares, torturando eternamente "humanos" só por torturar, porque essa foi a vontade de Deus para quem não alcançou a graça da salvação.
  
  Que tipo de inferno eu consegui ver?

  Penso que Lúcifer conquistará espíritos humanos que vibram mais próximos a sua frequência  desta forma o reino de Lúcifer pode ser ruim para alguns, mas não terrível para todos.

  Exemplo? 
  Vai precisar do seu pensamento abstrato😊

  Construa em sua mente aquele ambiente dos bailes Funk.
  Apesar das mulheres gostosas aquilo é o inferno para mim, no entanto as pessoas que o frequentam me parecem bastante alegres.
  Eu nem ao menos tenho vontade de ir a um baile Funk, enquanto muitos se pudessem não sairiam dali. 


  Por outro lado:

  Construa em sua mente aquele ambiente de retiro espiritual.
  Apesar de ser um lugar de paz ... aquela quantidade enorme de orações e estudos bíblicos é o inferno pra mim.
  Já fui em alguns retiros, foi legal porque duraram no máximo 2 dias, eu ainda estava naquela fase de conhecer a Bíblia e  garotas 😊
  Hoje casado garotas foram riscadas da minha lista de desejos.
  Conheço tão bem a Bíblia que posso debate-la com qualquer teólogo.

  Enfim, "me conhecendo tão bem", tanto o baile funk quanto o retiro espiritual são lugares infernais pra mim.
  Se for pra passar a eternidade em lugares que vibram nessas frequências, prefiro a aniquilação, voltar literalmente a ser poeira cósmica. 

  Parece que algo extremamente importante é CONHECER A SI MESMO.

  Senhoras e senhores.
  Sem dados suficientes para saber quais os planos de deuses e demônios é melhor que tenhamos nosso próprio plano de vida.

  



  Eu sugiro vivenciar nossos sentimentos, tentar realizar nossos desejos, colocando a razão sempre a frente.

  “Pensamentos abstratos constroem muitas ideias de infernos e paraísos.
  No entanto, a vida para ser eficiente, precisa ser “colocada no papel”, precisa de ações concretas.
  Nossos sentimentos são palavras ao vento a RAZÃO é a correção automática ... ou deveria ser.”
[William Robson]