quarta-feira, 19 de setembro de 2012

MISSÃO CUMPRIDA!

   “Talvez meu dom tenha sido um teste, um projeto que não deu certo, uma missão que teve que ser abortada e agora estou incrivelmente só, por minha própria conta, uma espécie em extinção como tantas que já desapareceram por falta de adaptação.”

  Aplicar a lógica em minha vida foi uma excelente coisa que fiz.

  Hoje em dia lamento ter deixado por tanto tempo a Fé em primeiro lugar.

  Entretanto deixo claro que cada vida tem sua dinâmica, cada um tem que descobrir qual é a sua.
  Se a Fé tem lhe trazido “de fato” bons resultados, continue na Fé.


  Infelizmente não tive uma boa figura paterna, o personagem Spock de Jornada nas Estrelas foi meio que uma figura paterna para mim.
  Filmes e livros foram o único jeito de estabelecer uma “comunicação” com o jeito da minha mente funcionar uma vez que as pessoas que me cercavam... não faziam sentido.

  Hoje aqui do futuro do meu passado acredito que se não fosse o raciocínio lógico minha vida estaria bem diferente, com grande probabilidade de estar pior, a loucura poderia ter me alcançado.
  Eu comparo minha vida com a de outras pessoas e depois de tudo que passei posso dizer que tenho uma vida boa.
  Claro que queremos sempre mais, mas de onde eu vim e onde cheguei é bem satisfatório.
  Pode ser coincidência, mas quando decidi levar a Filosofia até as últimas consequências é como se tivesse iniciado um novo tempo, melhor, mais eficiente.
  É como se eu tivesse nascido para Filosofia, essa é minha missão.

  Não tem nenhuma situação do passado que eu deseje voltar ...a não ser a juventude física, isso sempre é muito bom.
  Acho até desagradável isso de não ter saudades do passado, é triste, algo que sai do padrão.
  Praticamente todo mundo que conheço tem saudades de alguma parte de seu passado.

  Se como em um filme fantasioso acontecesse uma mágica onde a empresa que eu trabalhei tantos anos estivesse aberta e esperando minha chegada como se nada tivesse mudado, tipo um universo paralelo onde eu pudesse recomeçar onde parei [fui parado] em 2004... eu preferiria continuar na empresa que estou hoje.
  De todas as mulheres que conheci se eu tivesse que escolher uma para casar seria minha esposa mesmo.
  De todas as casas e bairros por quais passei hoje moro em um lugar muito agradável, do meu passado não tem outra casa que eu quisesse estar.
  Foi muito bom fazer musculação desde cedo, manter o habito das caminhadas, minha forma física não tem como ser a dos 20 anos, mas não tenho nenhuma debilidade física, por enquanto nenhuma doença chata ou desconforto me alcançou, nem óculos eu uso.
  Enfim, por todos os ângulos tenho hoje uma vida boa.
  [Tenho saúde, amor, dinheiro ... pelo padrão “Facebook” sou “feliz”.]

  Claro que tive momentos alegres no passado, mas no geral, usando a visão holística das coisas não dá para trocar o que tenho hoje pelo que eu tinha antes.

  Na empresa que trabalhei fiz muitos amigos, pessoas que estarão para sempre em minha memória, mas era muito trabalho, muita cobrança, muita pressão.
  Se as vendas aumentavam era uma correria louca, se as vendas diminuíam era preocupação, reuniões e mais reuniões.
  Maquinas, funcionários, patrão, metas, falta de recursos... e o salário “Ó”!
  Hoje não teria mais disposição para lidar com tudo aquilo, nem tenho saudades de tudo que passei, eram ilhas de alegria cercadas de um mar de problemas.
  O que mais complicava era que “a lógica não entrava na mente das pessoas”, é horrível você “entender” o melhor caminho a seguir, mas não ter poder para executa-lo, depende de outras pessoas com mentes tomadas por instintos e ilusões.
  Eu seguia pelo caminho menos indicado e me enchia de Fé, implorando por um milagre de Deus que não acontecia.
  Eu teria saudades da antiga empresa se tudo tivesse dado certo.
  Porque:
  Quando as coisas dão certo por maior que tenha sido a luta sentimos que valeu a pena.

  A empresa poderia ter prosperado e eu ser um diretor com bom salário.
  Nunca conheceria o inferno que passei e provavelmente não teria perdido minha Fé.
  Como não deu certo... não tenho saudades, não tenho Fé, vivo de lógica.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Antes de publicar um texto sempre o submeto a uma rigorosa Dialética e ao fazer isso neste texto entendi uma injustiça que repito há algum tempo vou tentar não repeti-la mais daqui para frente.

  Sempre digo que meus pensamentos não me trouxeram nada de bom, escrevendo esse texto percebi meu engano.

  A Filosofia Matemática me trouxe algo de muito bom, a Terapia da Lógica.

  VALEU A PENA!

  Saudações a todos meus amigos mortos e a todos os filmes maravilhosos que assisti, um forte abraço a todos que debateram comigo por todos esses anos.

  Se minha “missão secreta” era trazer segredos do Abismo para que muitos pudessem meditar...

  MISSÃO CUMPRIDA!


  Encontro algum conforto nos livros e filmes:

 “Todos nós temos que ter um objetivo senhor Anderson.”
  [Smith disse para Neo no excelente filme Matrix.]

S- Todos nós temos que ter um objetivo senhor William.

W- Senhor Smith, e quando é o objetivo que nos tem?
  Minha missão, igual a sua, foi abortada, mas flutuar no Abismo é a única coisa que sei fazer e gosto de fazer.
  Não tenho outros dons, só tenho esse, já não o possuo sou possuído, escrevo mesmo sem querer escrever.
**************************************************
  Sem missão e sem objetivo Smith foi destruído.
  Não escolhi a missão fui escolhido, vou só ganhando tempo inevitavelmente serei destruído.
  Amanhã ou hoje pode ser o último dia de minha vida, melhor vive-lo da melhor maneira possível e a melhor maneira é FLUTUAR PELO ABISMO… esta é a minha natureza e não tenho vontade de mudar, não sei se é possível mudar...     





Anterior          <>        Próximo