terça-feira, 11 de setembro de 2012

Corpo Glorioso

 “Um Estado político, onde alguns indivíduos têm milhões de rendimento enquanto outros morrem de fome, poderá subsistir quando a religião deixar de estar com suas esperanças noutro mundo, para explicar o sacrifício?”
[François René]

  Acredito que sim, pobreza e riqueza independem de religião:

a) Há pessoas que tem muita sorte, competência ou as duas coisas juntas e conseguem acumular muito dinheiro.

 b) Há pessoas que tem falta de sorte, incompetência ou as duas coisas juntas e passam por grandes dificuldades.

  Todos querem a situação “a” e ninguém quer a situação “b”.
  Ninguém é 100% competente ou incompetente e nem azarado ou sortudo, mas 100% das pessoas precisam se virar com o que tem e buscar o seu melhor.
  Entre uma vida de miséria e uma vida de fartura, me parece que o melhor é buscar uma vida de fartura (não confundir com desperdício).

  Como escrevo sempre: “Ser rico é glorioso.”
  Não devemos demonizar a riqueza.
  Não tenho a ilusão de acabar com a pobreza, mas acredito que a miséria poderia ser muito diminuída se tantos não santificassem a pobreza...mas não quero escrever sobre isso hoje, vamos seguir um caminho paralelo.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Ao ler a frase de René lembrei do comentário de um leitor de Veja:

  GINASTICA -  Depois da reportagem “Medidas Extremas” (22/Agosto/2012), fiquei pensando: Qual o futuro desse pessoal?
  O que acontecerá com seus músculos quando eles pararem de se exercitar, ou quando ficarem velhos?
  Pouco tempo atrás, vi uma foto do ator e político Arnold Schwarzenegger e me deu vontade de chorar. [Carta do Leitor/Veja]


  René em seu pensamento misturou religião com economia, vamos misturar religião e cuidados com o corpo.

  Eva Andressa tem um belo corpo, será que ela comete um pecado mortal com seus excessos de exercícios físicos?



  Antes de prosseguirmos lembre-se:
  Se você receber a graça da salvação de Deus terá uma vida pós morte cheia de bênçãos e fartura.
  Se não receber a graça da salvação irá para o inferno.

  Tanto em uma situação como na outra não entendo porque não podemos ter uma vida confortável aqui na Terra!
  Se você vai para o inferno há um motivo maior para viver bons momentos aqui na Terra, se vai para o Céu não entendo porque uma vida sem miséria atrapalharia este processo se você não é salvo por obras, segundo opiniões correntes em nossa cultura.

 “Jesus já se sacrificou por nós e resgatou todos nossos pecados”.

  Que sentido lógico tem você cultuar o sofrimento?
  Não sei em que parte da Bíblia está escrito que para ser salvo eu tenho que morar e viver em condições precárias.
  Tem a parte que diz que os ricos terão maior dificuldade para serem salvos, mas não diz que não serão.
  Sendo da classe média já é possível ter uma vida bem confortável.
  Será que ter casa, carro, bons eletrodomésticos e facilidade de alimentação impede alguém de ser um bom cristão?

  Gostar de ter um corpo bem modelado impede alguém de ser um bom cristão?

  Quando comecei a fazer musculação não faltou gente dizendo que eu não deveria fazer.
  O que eu mais ouvia é que quando eu ficasse velho iria ficar todo flácido e enrugado.
  Não conheço nenhum corpo envelhecido que não fique com a pele flácida a não ser que seja pele e osso, mesmo assim a pele fica com baixa elasticidade.
  Não sei porque ter um corpo glorioso só pode ocorrer em uma outra vida, isso se eu for salvo.
  Quanto menos exercícios eu fizer um corpo mais glorioso terei em outra vida? Este é um novo dogma!?
  Velhos todos ficaremos, se você pode ter um corpo muito bom por 10 ou 20 anos porque evitar isso?

  Arnold Schwarzenegger teve um corpo exuberante, por muitos anos lhe rendeu fama e muito dinheiro, uma vida muito boa aqui na Terra.
  Quem pode garantir que ele não será salvo?
  Quem pode decidir por Deus a situação pós morte de Arnold?
  O leitor de Veja queria que ele não envelhecesse!?
  Será que o leitor de Veja tem alguma formula da juventude eterna?
  [Cada coisa que a gente lê!]

  Se tem uma coisa que não me arrependo na vida é ter feito musculação.
  Ainda hoje tenho um corpo que chama a atenção enquanto muitos colegas da mesma idade estão com o corpo deformado e pele flácida.
  Perder a oportunidade de ter um corpo bom aqui na Terra para viver a esperança de ter um corpo bom depois da morte... isso sim dá vontade de chorar.

 Estar em boa forma física é glorioso!



PS: Esse texto é uma preparação para dois textos muito polêmicos; a Sociedade Freudiana ficará indignada, o enigma proposto é:
  Até que ponto somos proprietários do nosso corpo?
  “Decifra-me ou te Devoro!”

Anterior          <>        Próximo