sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Gestos Simples

“Eu gosto da rotina.
 Não tenha tanta ansiedade pelo novo, pelo diferente, cuide das páginas de sua vida que ainda não foram arrancadas.” [William Robson]

Alzheimer - A Associação Internacional do Alzheimer calcula que o número de pessoas com demência crescerá de 35,6 milhões em 2010 para 65,7 milhões em 2030 e 115,4 milhões em 2050.
 Os custos, incluindo gastos hospitalares e cuidados domésticos, medicamentos e visitas clínicas, devem subir cerca de 85% até 2030 a partir dos US$ 600 bilhões gastos em 2010, aproximadamente o PIB da Suíça. [Terra]

Parkinson - Nos Estados Unidos, a prevalência da Doença de Parkinson é de 160 por 100.000 pessoas, embora esteja aumentando.
  Há mais de um milhão de sofredores só nesse país. Noutros países desenvolvidos a incidência é semelhante.
  A idade pico de incidência é por volta dos 60 anos, mas pode surgir em qualquer altura dos 35 aos 85 anos. [Wikipédia]

  Esse texto pode lhe ser muito útil se no lugar dos nomes que eu citar você colocar nomes dos seus próprio familiares ou pessoas próximas em situação semelhante.

  Uma das coisas que me dá pena das pessoas é a ilusão que podem tudo, que viverão para sempre fortes e saudáveis, basta ter Fé e se esforçar.

  Se essa ilusão pudesse ser mantida indefinidamente me sentiria até muito mal em trazer um pouco de realidade para a vida dos indivíduos.
  Como a realidade não dá a mínima para a ilusão que as pessoas alimentam eu considero estar fazendo um favor.

  "Todo relacionamento que não acaba com separação, acaba em morte. Tudo desmorona no final." [House]

  Vou citar 4 pessoas próximas cuja possibilidade de morte permanece há muito tempo no “amarelo”.
  Minha sogra Cecília é uma mulher cheia de vida, mas sempre relata uma “batedeira” no coração que não é identificada pelos exames médicos, não é raro ela ter que ser levada ao pronto socorro por conta de se sentir muito mal.
  Meu sogro Lázaro é desses homens que fogem de médico, sempre reclama de dores, mas não busca qualquer tratamento, as poucas vezes que foi ao médico foi levado quase inconsciente.
  Minha vó Tidi já passou dos 85 é independente, mas sua saúde sempre inspira cuidados.
  Minha *mãe usa marca passo há mais de 15 anos, sempre que o aparelho começa perder força nos causa muita apreensão.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Não tenho do que reclamar da Cecília.
  É aquela mãezona pronta a socorrer qualquer um dos filhos, basta um chamar e ela move mundos e fundos para estar perto do filho.
  Acho que a grande missão secreta de Cecília é viver por sua família sem pensar muito nela mesma.
  O triste FATO é que a Cecília, eu e você não duraremos para sempre.
  Minha mãe, minha vó e meu sogro não estão em seu melhor momento físico, devemos ficar satisfeitos em ao menos estarem estabilizados.
  Mesmo para eu que estou acostumado a pensamentos lógicos confesso que não consigo pensar naquele dia que a Cecília não baterá mais a minha porta trazendo verduras plantadas pelo meu sogro Lázaro sem ficar muito emocionado.
  Ela vem uma ou duas vezes por semana por volta das 10 horas, me dá um abraço um beijo e faz companhia a minhas filhas, seu assunto preferido são seus filhos e filhas.
  É tudo tão simples e tão MARAVILHOSO.
  Tudo tão passageiro mesmo que pareça ETERNO.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Meu olho de ciclope por vezes toma conta da minha mente, não o evito, gosto que ele surja de vez em quando e me lembre da finitude da vida.
  Me faz lembrar que gestos simples um dia me farão falta, eu não estarei mais aqui para dar ou recebe-los.
  Saber que tudo irá desmoronar me faz valorizar tudo que ainda permanece de pé, um corpo que consegue se manter independente e com lucidez mental.
  Vida longa e próspera a Cecília e ao seu parente querido que lhe veio na lembrança agora.

  Eu acredito que se as pessoas pensassem mais na finitude da vida, não desperdiçariam tanto tempo com magoas e ressentimentos tolos querendo receber sempre um tratamento muito especial dos outros.

  Nós é que passamos a tratar as pessoas de maneira especial, reconhecemos nos outros nossos irmãozinhos de humanidade.
  Esse exercício que vou lhes propor não deve ser feito com frequência senão você vai viver muito triste como o povo ciclope ou deixar de viver sua vida para ser um serviçal da vontade dos outros, não devemos deixar que a imagem da morte se sobreponha a imagem da vida.

  Quando uma pessoa querida chegar perto, use seu olho de ciclope, entenda que ela não é um objeto que sempre estará ali, pense nos gestos simples que um dia lhe farão muita falta.

  Se essa lógica não entra em sua mente... tudo bem, para entender esse texto lhe basta o SENTIMENTO.

  To be Continued...




*Minha mãe faleceu em 2014.


Anterior          <>        Próximo