domingo, 30 de outubro de 2011

Ser Aceito

  "Quando um homem amadurece não se preocupa em ser aceito pelos outros, preocupa-se em aceitar os outros."

  Para um individuo civilizado essa preocupação de "ser aceito" pelos outros não pode deixar de existir.
  [No sentido de ser tolerado, não incomodar em demasia]

  Vamos supor que eu deteste tomar banho.
  Se vivo isolado em algum sitio tudo bem, mas se convivo com outras pessoas ... no trabalho por exemplo não é agradável que eu imponha o mau cheiro a outros.

  Por outro lado  ficar só andando com roupa da moda para impressionar pessoas a minha volta já é uma preocupação exagerada ... a menos que eu mesmo goste disto.
  Eu por exemplo não vejo nada de mais usar calça social e camiseta, não sou vaidoso a ponto de usar tudo "combinandinho no estilo".
  Tênis com calça social "EU" acho feio então não uso.

  Incomodar narizes alheios é alvo de minha preocupação, mesmo que não gostasse de tomar banho, acho CIVILIZADO tomar.
  Não dá para pessoa ao lado decidir não respirar.

  No caso da roupa a pessoa pode simplesmente ignorar, se para ela estou ridículo ... sou eu que estou ridículo não ela.
  Porém considero civilizado não destoar muito do ambiente em que nos encontramos.
  Ir a qualquer igreja com uma roupa super sensual que a moça usa na balada é um tanto sem noção.
  Não esperamos chegar em um Banco e o funcionário nos atender com bermuda e chinelo.
  Sei, sei isso é mais uma convenção.
  Como o funcionário esta vestido não tem nada a ver com a qualidade do atendimento.
  Mas receber o cliente vestido adequadamente denota respeito, consideração.
  Quando recebemos alguém em nossa casa damos uma ajeitadinha melhor ... a não ser que seja alguém muito intimo.
  Em um ambiente "profissional" a "intimidade" é exceção não a regra.
 ▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Aceitar os outros foi um grande problema.

  Não entendo porque votam em pessoas "sabidamente" corruptas.
  Não entendo porque tantas se arriscam a engravidar na adolescência.
  Não entendo uma pessoa com dificuldades financeiras ter muitos filhos.
  Não entendo alguém consumir excesso de drogas (legais ou ilegais).
  Não entendo as pessoas aceitarem historinhas sem pé nem cabeça (como muitas contadas em livros "sagrados")
  Não entendo as pessoas aceitarem ideologias fracassadas (como o marxismo).
  Não entendo as pessoas demonizarem a politica...
  
  Lá fora me comporto como um macaco bem treinado, não me interesso mais tanto em entender porque as pessoas fazem, apenas observo como fazem e copio.
  Se desenvolvo uma forma mais eficiente de fazer simplesmente faço, não fico anunciando, não fico discutindo.
  Quem ver e gostar faça também, quem não gosta de mudanças que permaneça no antigo.
  Se meu superior não gostar do novo eu volto para o antigo, fazer "como sempre foi feito".

  Quem se destaca muito vira alvo e não tenho boas lembranças a esse respeito.

  Claro que minhas lembranças não são as suas, se tiver alguma chance de se destacar APROVEITE!

  Me considero uma pessoa "madura"... até demais.

  Meus cuidados são para não "apodrecer" (ficar extremamente chato) afinal, preciso mesmo que minimamente ser aceito pelos outros, sou um homem civilizado...

  




.