sábado, 1 de junho de 2013

Sonhos Perfeitos

  “O ótimo é inimigo do bom”.
[Voltaire]

    Por vezes podemos viver um bom momento, mas como pretendemos viver só se ele for ótimo, não chegamos a viver nem ele “bom”.
  Em paralelo tem o medo de tudo dar errado, naufragar...

  "As paixões são como ventanias que sopram as velas dos navios, fazendo-os navegar; outras vezes podem fazê-los naufragar, mas se não fossem elas, não haveriam viagens, nem aventuras, nem novas descobertas."
 [Voltaire]

  É como aquele cara que encontra uma boa mulher, mas larga dela na expectativa que apareça uma ótima.
  A vida passa e ele não viveu nem aquele bom momento...
  Pior, aquela mulher que ele deixou era ótima, mas ele não reconheceu porque o “ótimo” dele era um sonho perfeito e sonhos perfeitos podem ser sonhados, mas não vividos...




  E no campo da inovação, das ideias, como isso se processa?

  Uma boa ideia é descartada por não ser perfeita.

  Antes de seguir com essa filosofia complexa, vou estabelecer alguns conceitos para “esse texto” ficar inteligível.

Regular – Algo que deixa muito a desejar, mas é o que temos para o momento.
  Se você está em um local escuro e tem necessidade de alguma luz, vela é uma solução regular.

Bom – Dispondo de energia elétrica você tem uma daquelas lâmpadas incandescentes de “60 velas”.
  Esse tipo de lâmpada nos serviu por décadas, foi uma grande evolução com ares de revolução, foi “poeticamente” o domínio da humanidade sobre a escuridão da noite.

Ótimo – Hoje temos eficientes lâmpadas de led, como elas consomem menos energia podemos colocar 2 ou 3 a pouca distância evitando até o efeito sombra.

Perfeito – Uma lâmpada que ilumine tão bem quanto a incandescente ou de led, não consuma nenhum tipo de energia e dure para sempre.

 É importante não confundirmos algo muito bom (ótimo, excelente) com perfeição.

 SONHAMOS com o máximo de eficiência e nenhuma perda.

  Sim, devemos correr atrás dos nossos sonhos, mas até que ponto?

  Decidir é difícil porque é sempre uma “aposta”.

  A vida te pergunta:  Joga ou passa?

  Você pensa: Devo me contentar com isso que está bom ou devo ir atrás de coisa melhor?

  Acredito que isso depende muito da fase que você se encontra e da sua personalidade.
  O que me incomoda em relação a essa questão é a incapacidade das pessoas em reconhecer o “bom”.
  Um exemplo rápido.

👨  "O trânsito em São Paulo está cada vez pior, não tem mais jeito, morte ao prefeito, morte ao governador, a situação está impossível."

  Dá para ver algo bom?
  Oras, muitas pessoas estão em condição de comprar e manter um carro isso é muito bom. 
  Sabemos de países onde falta até papel higiênico... e seus Governantes são tratados como heróis da revolução.

  A dificuldade em reconhecer racionalmente o bom também leva a dificuldade de reconhecer o que é “ruim” ... não traz resultados satisfatórios a longo prazo.



  “Como a escassez de alimentos está dividindo os venezuelanos.”
 [G1]


  Políticas socialistas/comunistas apresentam bons resultados no primeiro momento, mas como tornam o sistema produtivo ineficiente mais cedo ou mais tarde a conta vem.
  Em um Capitalismo de boa qualidade você cria uma rede de proteção para os menos adaptados não permitindo a miséria, mas sem tratar os mais adaptados como “demônios burgueses” que devem ser eliminados.

 Se você transforma aquele empreendedor que corre atrás do lucro e da produção no grande vilão da economia é como se estivesse sacrificando seus cidadãos melhor adaptados.

  Aqui no Brasil essa “ojeriza” ao melhor adaptado começa na escola.

  Como evitamos reconhecer que algumas crianças são mais inteligentes que outras nivelamos todas por baixo.
  A aula tem que ser ministrada na velocidade que a criança mais burra possa acompanhar...a criança burra continua burra e a criança inteligente tem seu desenvolvimento limitado. 
😞

  A Venezuela hoje limita sua economia a inteligência dos menos capacitados [adaptados] o cidadão que se destacar será puxado de volta ou excluído porque “todos temos que ser iguais”.

  Que somos todos iguais em nossas capacidades e competências é um sonho perfeito.

  Sonhos perfeitos podem ser sonhados, mas não vividos...




 CARACAS, 18 Mai 2013 - Na Venezuela, papel higiênico virou artigo de luxo.
  A escassez do material complica a vida dos venezuelanos, e o governo importou cerca de 50 milhões de rolos.
 O governo de Nicolás Maduro responsabiliza os empresários pelos constantes desabastecimentos na Venezuela.




anterior                       <>                                próximo




------------------------------------------------------------------------------------
Postar um comentário