quarta-feira, 23 de maio de 2012

Odete Roitman

   Anglo-saxão é a denominação dada à fusão dos povos germânicos (anglos, saxões e jutos) que se fixaram no sul e leste da Grã-Bretanha no século V, e a criação da nação inglesa, para a conquista normanda da Inglaterra de 1066.”




👩 - “Se o Brasil passa por seus apuros, há vários fatores que colaboram nisso, mas em nosso caso, idem não tivemos muita sorte, com os invasores antigos.
Eles deixaram a tolice deles aqui-e posteriormente, deixaram de ser tolos.
Repare como os outros cinco países galegos (exceto Portugal), estão em condições ainda piores do que as nossas. Somos os mais felizes deles.”

🤴 -  Esta parte de sua mensagem me provocou a escrever um texto que há muito tempo grita para ser escrito, mas tenho medo de escrever, pelo menos tive até agora.
  Acredito que com tantos textos de apoio agora eu possa ser melhor compreendido.
  São coisas que eu observo no Abismo e não posso trazer a tona, ainda mais escrevendo publicamente, sempre há o risco de algum processo e como sabe eu sou pobrinho para essas coisas de advogado.
  A Filosofia Matemática me mostrou que o povo Anglo Saxão e seus descendentes “misteriosamente” desenvolveram uma capacidade organizacional melhor que outros povos, meu amigo Darwin chegou a perceber isso e creditou a uma evolução genética...vou ver se consigo tornar esse texto publicável sem ser taxado de Nazista... precisarei de muitos filtros...

👩 - Hã...se o Brasil parece uma "piada de português”, com certeza, o problema não foi genético, mas foi de transmissão de uma tradição.

🤴 - Meu amigo “alemão” e “judeu” Einstein dizia que “A tradição é a personalidade dos imbecis.”
 Não que a tradição seja necessariamente ruim, mas quando é nefasta para o bem da população, deve ser adaptada ou deixada de lado.

  Povos com melhor capacidade de organização corrigem o erro ou o amenizam, povos imbecis persistem no erro e culpam o passado...



  África do Sul, Egito, Sudão, Gana, Nigéria, Somália, Serra Leoa, Tanzânia, Uganda, Lesoto, Maurícia, Suazilândia, Seychelles e Zimbabwe.

 Na escola ensinam que o nosso atraso latino é em parte fruto da colonização Espanhola e Portuguesa, se fossemos colonizados por Ingleses e Franceses tudo seria diferente.

  Nem vou me estender aos Franceses, vou ficar só com os Ingleses, todos esses países que citei foram colônias Inglesas.
  Em termos de IDH e renda per capita Seychelles e Maurício são as melhorzinhas, todas as outras colônias incluindo a África do Sul estão piores que o Brasil.

  Percebemos que onde os “Anglo Saxões” conseguiram procriar sem muita “miscigenação” o povo se organizou de maneira político econômica mais eficiente.

  Prestem atenção que não estou falando de superioridade intelectual ou física, mas capacidade de se organizar eficientemente em sociedade.

  Os Americanos [descendentes Saxões] pouco se misturaram com os índios.
  Nos USA até pouco tempo atrás a separação entre negros e brancos era oficial, não houve uma grande mistura entre as raças, que só agora começa a ocorrer, inclusive com povos latinos.

  SINTAM que fascinante, Espanha e Portugal se “misturavam” mais com os povos conquistados, o sexo rolava solto não importa se era uma índia ou uma negra escrava, aqui no Brasil tem até aquela famosa história sobre Chica da Silva.
  Temos também aquele sucesso mundial Escrava Isaura.

“Eu acho o Brasil lindo, uma beleza ... de longe, só no cartão-postal...
 Esse país não vai para frente porque brasileiro é preguiçoso, é uma mistura de raças que não deu certo.”
 [Odete Roitman]

  Quando eu ouvi isso em uma novela da Globo minha mente entrou em espiral, não a parte do preguiçoso, vivemos em um clima quente e o calor abate muito as pessoas assim como o excesso de frio, bom mesmo é o clima Temperado.
  A parte da mistura de raças que não deu certo ficou martelando na minha mente.
  Sabe o que irei fazer?

  Deixarei isto martelando em sua mente, até amanhã...Tchau!





anterior         <>              próximo