sábado, 18 de maio de 2013

Guerra dos Sexos!?

  Cuidado com “modismos”, cuidado com pessoas que inventam o que é “Politicamente Correto”.
  Anular gênero pode ser politicamente correto, estar na moda, mas está longe de ser NATURAL.


  É muito claro que a diferença genética entre macho e fêmea existe.
  Muitos defendem que a mulher se comporta de uma determinada maneira porque foi condicionada, o mesmo ocorrendo com o homem.
  Então temos que ignorar totalmente a genética!?

  É muito claro que a diferença entre os sexos existe e “idolatrar” macho ou fêmea não tem razão de ser.

  O problema é que nas culturas surgem convicções.

  Convicção: Crença ou opinião firme a respeito de algo, com base em provas ou razões íntimas, ou como resultado da influência ou persuasão de outrem; convencimento.

  Você ter uma “opinião firme” com base em provas ou argumentos bem fundamentados é aceitável, mas muitas convicções são frutos de “achismos”.

 Mulheres resistem mais à dor do que homens.?

  Muitos tem essa convicção, “acham” que a mulher foi “preparada” para suportar a dor do parto e com isso tem maior resistência a dor.
  Para os que pregam “igualdade de gênero” isso é um tiro no próprio pé.
  Se a mulher foi “preparada” geneticamente para ser mais resistente a dor, não sei como o homem poderia mudar sua genética para ficar igual a mulher.
  Se a mulher foi preparada “condicionada socialmente” para suportar melhor a dor ... isso não se sustenta observando nossas tradições nas mais diversas culturas.
  “Homem não chora”, “você é um homem ou um rato”, “vai dar uma de mulherzinha?” ...

   Se existe algum condicionamento para ser mais corajoso, suportar melhor a dor isso claramente é direcionado ao macho da espécie.

  Mas o que a ciência diz?

  “Homens resistem mais a dor do que as mulheres.”


  Notamos que há achismos bem fundamentados 😆
  Deduzir que a fêmea suporta melhor a dor relacionando isso com as dores do parto é bem convincente.

  Entretanto tem outros achismos sem nenhum fundamento ... ou o que o justificava ficou perdido no tempo.

  Em muitas sociedades o homem é mais valorizado por continuar o “nome” da família.

  Francamente não vejo sentido nisso.
  Geneticamente o bebê é tão filho da mulher quanto do homem.
  É a continuação de duas famílias e o início de uma nova.
  Talvez isso venha do tempo que acreditávamos que a mulher era só um “recipiente” para o bebe gerado pelo homem.
  Mas isso já faz muito tempo.
  Hoje em dia dessa “ignorância” [falta de conhecimento] sobrou só o nome, em muitos países nem isso porque a mulher não é obrigada a adotar o sobrenome do marido.
 Se seu sobrenome for Silva, Sousa ou Oliveira faz menos sentido ainda esses sobrenomes não acabarão nunca... 😆

  Quando a economia dependia muito da força física concordo que fazia algum sentido, mas também faz tempo que só apertamos botões, com as telas sensíveis até os botões estão sumindo.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬

  Idolatrar a mulher como tendo um caráter mais elevado, se mostra uma convicção que não corresponde à realidade.

  Indiscutivelmente os hormônios nos afetam muito.
  A Testosterona no geral torna o homem mais violento, agressivo...nada que a maioria não mantenha sob controle.
  E para os que saem do controle?
  Temos leis rigorosas basta aplica-las.
  Se o cara não pode ficar a menos de 200 metros de uma mulher devido a sucessivas ameaças e não obedece o determinado pela JUSTIÇA deve arcar com as consequências que só pode ser o encarceramento, o dialogo já não adianta mais.

   “Se eu fosse uma mulher ameaçada por um ex-companheiro violento eu faria curso de tiro, não contaria “só” com o Estado.”   

  O homem que bate na mulher não é uma Guerra dos Sexos.

  É um indivíduo que está praticando um delito e precisa ser detido ou punido.

  Na Internet é entediante ver os comentários sobre uma notícia de agressão a mulher feita por um homem.

  De repente não é o "Pimenta Neves" que está em julgamento, mas todo o asqueroso gênero masculino!

  Algo parecido acontece com o menor infrator, se prendemos um criminoso de 16 anos é como se estivéssemos prendendo toda a “infância e juventude” ... não me peçam para explicar, não consigo entender...

  Não sei porque “brasileiros/latinos” tem essa fraca noção de RESPONSABILIDADES INDIVIDUAIS.


  Elize Araújo Kitano Matsunaga matou Marcos Kitano Matsunaga ... ponto.
  Não foi uma agressão contra todo gênero masculino como uma guerra de sexos.

▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  O politicamente correto sugere que eu sempre escreva maravilhas sobre as mulheres.

  Mulheres são um presente de Deus, se são mães são santidades, mulheres são amor, força, coragem, o melhor de nossa espécie ...

  Me desculpem, vocês tem o direito de acharem minha mente limitada por não perceber toda essa grandiosidade do gênero feminino.
  Eu particularmente acredito que minha mente foi além dos limites impostos pela tradição/condicionamento.


  Onde me encontro vejo a mulher como um ser humano do outro sexo nem melhor nem pior apenas DIFERENTE.






anterior                       COM,ENTAR                             próximo

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Postar um comentário