domingo, 29 de dezembro de 2013

Bolsa Friedman

  “A sociedade que coloca a igualdade à frente da liberdade irá terminar sem igualdade e liberdade.”  
[Milton Friedman]
      
  Não somos iguais em nossas habilidades e algumas habilidades são mais valorizadas que outras de acordo com a situação e época.

   


  Achamos justo que um apresentador como o Silvio Santos ganhe melhor que outro apresentador não tão bom quanto ele.
  Achamos justo que o Neymar ganhe mais que um jogador não tão bom quanto ele.
  Porque não estendemos esse senso de justiça para outros profissionais?
  Porque um policial ou professor muito eficiente não pode ganhar mais que um policial ou professor pouco eficiente e mais ainda, porque não podemos demitir um professor ineficiente?
  Mas não vou falar hoje sobre MERITOCRACIA, deixarei de lado a análise das habilidades individuais para nos concentrarmos nas situações desiguais que nascemos.

  Na vida há inúmeras situações horríveis passar fome é uma delas.
  Sem comer ninguém vive, logo, se o indivíduo permanece vivo é porque alguma coisa está comendo.
  A fome que fala esse texto é difícil de entender para quem nunca passou, é como tentar explicar o orgasmo ou o amor para quem nunca sentiu.
  Eu mesmo [na infância] já tive bem pouco para comer, mas sempre tinha alguma coisa.
  Lembrei agora de uma vez que ganhamos uma boa quantidade de feijão preto de péssima qualidade, sabe como é, não existe melhor tempero que a fome.
  Para completar o quadro nossa panela de pressão não segurava pressão...

  Pobre é cheio dessas coisas que tem o nome, mas não o funcionamento.
  Garrafa térmica que raramente tem café e quando tem ela não mantem aquecido é só decorativa, foi ganha de alguém ou até encontrada no lixo.
  Cobertor transparente, é aquele cobertor tão usado que dá para ver do outro lado, tem o nome de cobertor, mas não seu funcionamento como deveria ser, os rasgos aumentam cada vez que seu dedão enrosca neles ... aconteceu muito comigo.

  Voltando ao feijão, além de ser ruim era mal feito mesmo assim eu comia... bem, comi até quando meu organismo suportou.
  Um dia estava comendo com bem pouca vontade, não suportava mais aquilo, do jeito que mandei mais uma colherada para o estomago ele literalmente jorrou tudo que eu já havia comido.
  Lembram daquela cena clássica do exorcista quando a garota vomita em jatos?
  Apenas troque a gosma verde por uma gosma preta.
  Aquele feijão saiu com tanta força que levou até minha alma , fui exorcizado de mim mesmo pelo feijão preto.
  Só sei que fiquei anos sem nem poder olhar para feijão preto por melhor qualidade que tivesse.

  Ainda bem que quando você lê a palavra fome deve no máximo chegar naquela situação corriqueira de ser 15 horas e você ficar com “fome” até a janta, lá pelas 19 horas.
  Para esse texto fazer sentido você vai ter que ir muito, mas muito além disso, use sua imaginação.

  Você está com fome as 15 horas porque no almoço conseguiu pouca comida e as 19 horas sabe que não terá melhor sorte.

  Você não suporta mais feijão preto?
  Tudo bem, coma só arroz.
  Nós achamos bizarro a alimentação de outros povos como comer insetos, cachorros...crianças.
  Mas quem teve um contato com a fome, mesmo superficial como eu, consegue entender muito bem... ou talvez seja mais um desses dons meus que não servem para nada.
  Eu consigo perceber um sentimento e multiplica-lo dezenas de vezes, a dor do próximo passa a ser a minha dor, medicina para eu é uma profissão impossível.
  Por isso gosto de ver sorrisos, nada melhor que multiplicar sentimentos bons.

  Em tempos de guerra você literalmente não tem nada para comer e “só consegue pensar nisso, faz qualquer coisa por comida”
[Essa é a chave desse texto]

  Na primeira guerra a fome foi tanta que as pessoas cozinhavam sapatos de couro e comiam para conseguir alguma proteína.
  Você já viu a cena em desenhos antigos como Pica Pau e aposto que não sabia de onde ela vinha.

  Por vezes nem é guerra, alguns regimes de governo são tão ineficientes que provocam tragédias alimentares.

   “Coreia do Norte enfrenta acusações de canibalismo devido à fome no país.
   Em um dos casos, um senhor desenterrou o próprio neto e canibalizou o corpo da criança para não morrer de fome.
  Uma terceira pessoa, “enlouquecida pela fome”, diz o jornal, ferveu o próprio filho para se alimentar.” 

  A fome enlouquece, desperta nossos instintos mais selvagens.

  Quando estamos com fome não conseguimos raciocinar direito, só pensamos em conseguir alimento.
  Você pode se sujeitar a um trabalho muito duro em troca de um prato de comida.
  Se é mulher pode aceitar transar por qualquer trocado.

  Matar e roubar passa a ser altamente justificável.

  A fome leva o ser humano a um estado de primitivismo mental que convém evitar.

  Quero dizer que mesmo que não seja por fraternidade a LÓGICA sugere que não deixemos pessoas passarem fome.
  Quanto mais pessoas na miséria, mais difícil é manter uma situação social de CIVILIDADE.
  A miséria, a extrema pobreza são situações muito perigosas.
  Se você mantem um gatinho sem comer ele fica super estressado e sem esperança vai usar o pouco de energia que lhe resta para te atacar, no início “se você for insensível” acha até graça, o gatinho não tem força para lhe fazer algum mal.
  Mas muitos gatos na mesma situação viram tigres que não tem nada a perder.

  Entenda que garantir uma renda mínima as famílias para que elas não passem fome é LÓGICA PURA.

  Exigir que crianças frequentem a escola para que quem sabe sejam mais eficientes que seus pais faz todo sentido do mundo
  Acumulamos CONHECIMENTO suficiente para não termos mais dúvidas quanto a isso.

  Aqui entramos na parte útil da ambição e amarramos esse texto ao anterior.

▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Ainda bem que a maioria de nós somos egoístas e ambiciosos, isso torna o Bolsa Escola/Família uma porta de saída em si mesmo.

  Com tantos prazeres e facilidades que a vida moderna oferece é evidente que 70 reais por mês não são suficientes.
  Superada a necessidade básica de se preocupar com comida o indivíduo irá PENSAR em outras formas de ganhar mais dinheiro.

  O governo precisa desenvolver meios de detectar esse indivíduo que já não precisa da renda mínima e suspender o benefício.
  Essa coisa de contar com o “bom samaritano” é INEFICIENTE.
  Benefícios devem ser pagos a quem realmente precisa, é o nosso dinheiro dos impostos.

  Paralelo a isso lembremos que a família é obrigada a manter as crianças na escola, isso deve ser duramente fiscalizado.
  Sei que precisamos lutar por um ensino fundamental de melhor qualidade, mas mesmo nossa escola insatisfatória é melhor que submeter a criança desde de cedo a duros trabalhos na roça ou mendicância em semáforos.
  Se a criança for ao menos bem alfabetizada, conseguirá por conta própria vislumbrar novos caminhos, novas possibilidades de ascensão econômica e social.

  

  A ambição humana garante que o Bolsa Escola facilite a vida dos mais aptos que por uma infelicidade nasceram em situações degradantes ou de pais muito irresponsáveis.

  E sim.

  Inevitavelmente haverá muitos sem ambição suficiente para abrir mão dessa rede de proteção da sociedade.

  Ainda assim é lógico mantê-los bem alimentados, não precisa muito mais que isso, não podemos dar muito mais que isso.
  É lógico que se mesmo sem trabalhar eu posso ter um bom padrão de vida garantido pelo “Governo” ... me sujeitar ao estresse do trabalho não é muito encorajador.

  Acontece que o Governo não tem dinheiro, esse dinheiro que o Governo administra é fruto da arrecadação de impostos, é o meu o seu dinheiro ganho com muito suor tendo a “obrigação social” de garantir boa vida para quem não se comporta tão responsavelmente quanto nós.

  É justo que se eu trabalho mais, sou mais competente, tenha uma melhor qualidade de vida?
  Sim, eu considero justo, não somos todos iguais.

  E aquele incompetente que teve sorte na vida ou nasceu em berço de ouro?
  Se você é religioso questione a Deus, se é ateu se conforme com o Acaso... vamos desejar mal ou prejudicar as filhas do Silvio Santos só porque elas nasceram filhas do Silvio Santos!?

  Cuidado com a inveja desmedida, é uma grande loucura.




  


  "Nossa tarefa como Governo é garantir a existência de uma ambiente que LIBERTE as habilidades criativas de nossos povos para que eles mesmos criem riqueza e promovam o desenvolvimento." 
[Nelson Mandela]

   Se eu fosse definir a vida de Mandela em uma única frase seria:
  "Um Comunista/Socialista que entendeu a superioridade pratica do Capitalismo/Democracia."






anterior                                <>                                     próximo
Postar um comentário