domingo, 13 de outubro de 2013

Evangelizar É

 “Pregar nas praças, nas comunidades, nos vazios de fé que vivem cheios de pessoas! Evangelizar é sentar à porta de quem precisa de palavras e anseia por ouvidos! Evangelizar não é atirar a PALAVRA pela janela atada a um peso qualquer!”  [Mozart Boaventura Sobrinho]
$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$
 
  De cada 10 pessoas que me abordam para evangelizar em média dou atenção apenas a 1.
  Tudo depende do lugar e se disponho de tempo.
  As outras nove apenas fico em silêncio e concordo com tudo.
  Uma mulher de uns 60 anos depois de falar um pouco sobre o amor de Deus, me disse que se a humanidade está perdida é por falta de amor.
  Quem lê esse Blog sabe que sou defensor da humanidade a mulher me provocou ao dizer que a humanidade está perdida, mas preferi flutuar por outra brecha, colocar em dúvida sua crença no amor. Disse a ela:

  A humanidade estaria melhor se tivesse mais bom senso e menos amor, gostar já seria suficiente.

  Claro que quem se sentiu provocada agora foi ela que me perguntou como eu poderia dizer uma coisa daquelas?
  Disse a ela que o amor é egoísta e possessivo.

  "Você fala do amor carnal homem mulher e eu falo do amor de Deus o qual deveria servir de exemplo para a humanidade."

  Oras, estamos falando do mesmo tipo de amor uma vez que a amor do Deus de Abraão é egoísta e possessivo.
  Você o ama de todo coração ou ele te manda eternamente para o inferno.

  A mulher sentiu o golpe o que eu achei muito estranho.
  Eu conduzi habilmente a conversa de modo a não ofende-la de nenhuma maneira.
  A explicação não demorou muito:
  Ela disse que entendia o que eu queria dizer, seu ex-marido a amava tanto que transformou sua vida em um inferno sufocante, o ciúmes [ou sentimento de posse] era doentio. [Ela me contou algumas agruras]
  O tempo acabou e a conversa teve que ser encerrada.
  Não sem antes ela me recomendar que eu procurasse alguém que conhecesse profundamente a Bíblia para sanar minhas "duvidas".
=========================
  Vamos a conclusão desse texto e do anterior:
  Em um trecho da conversa com a mulher eu disse que o anjo Gabriel apareceu para Maomé, era como se Deus estivesse saindo com outra pessoa e mesmo assim quisesse o amor incondicional da atual esposa [A igreja de Cristo] e da anterior [Os descendentes de Abraão].
  Ela disse que o homem tem muita imaginação, quem provaria a ela que foi realmente o anjo Gabriel que falou com Maomé?
  Quando eu falo das histórias contadas no Hinduísmo, Budismo ou Islamismo para algum cristão ele diz que são historinhas inventadas pelo homem.
  Se a mente do homem é tão eficiente em inventar historinhas que se transformam em grandes religiões porque o próprio cristianismo não pode ter historinhas inventadas?
  Notem que a religiosa “SENTE” que o amor é algo maravilhoso, mas não consegue argumentar sobre isso, na sua vida não deixou boas lembranças, se seu marido a amasse menos sua vida talvez não teria sido tão “infernal”.
  Se Deus não nos amasse tanto talvez não fosse tão exigente:

  “Ouvistes que foi dito aos antigos: Não cometerás adultério.
   Eu, porém, vos digo, que qualquer que atentar numa mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela.  [Mateus 5:27-28]

  O esposo da mulher não permitia nenhum contato com outro homem, se ele desconfiasse de um simples olhar já tinha confusão.
  No caso do Deus Bíblico você só pode ter pensamentos voltados para ele.
  Se você ver uma mulher gostosa e ter algum pensamento “impuro”, mesmo que não faça nada... já cometeu adultério, adultério é pecado e qualquer pecado “até em pensamento” ofende a Deus.
=========================
  Observem também que a religiosa “SENTE” que apenas seu livro sagrado tem histórias “verdadeiras” sopradas pelo Espirito Santo de Deus, mas não consegue argumentar porque todas as histórias dos outros livros sagrados são inventadas pela mente dos homens.
  De certo quando você religioso lê muitos de meus textos “SENTE” que são blasfêmias, sente que estou errado que preciso estudar teologia, encontrar alguém que conheça melhor a Bíblia... que tal deixar um pouco seus sentimentos de lado e apresentar ARGUMENTOS?
  Antes de terminar preciso do auxílio da DIALÉTICA.

  Embora seja fácil imaginar "sinais" nem todos os sinais tem características de imaginação.

  Quando apresento sinais de alguma interferência “espiritual” ateus correm a dizer que foi “coincidência”.
  Exemplo clássico: Se espiritualistas são mentes tão confusas, supostamente inferiores a uma mente atéia porque dominam o planeta?
  O melhor argumento é que espiritualistas são melhor adaptados e/ou algo “sobrenatural” os ajuda.
  Quero dizer que considero a possibilidade de todas essas histórias de todas as religiões terem um fundo de verdade o qual precisamos DECIFRAR.

  Quem pode se dizer filosofo se não tiver esse prazer por perseguir a verdade, mesmo tendo consciência que talvez nunca a alcance?

  [Que difícil terminar esse texto, os pensamentos me invadem alucinadamente, não me deixam parar de escrever.]
  O que preciso escrever é complexo, mas acredito que é “entendível”.
  O objetivo não é tanto encontrar a “verdade verdadeira”, tal qual a felicidade ela é uma quimera criando “diferença de potencial”.
  A busca da “verdade verdadeira” que chamarei de melhor argumento, melhora nossas estruturas "mentais/espirituais" o objetivo esperado é tornar nossa vida individual e coletiva MAIS EFICIENTE.

  Então contra meu sentimento de continuar escrevendo vou exercer minha razão de que preciso fazer outras coisas para meu dia ser mais eficiente...
Tarde demais, eu sei o que você esta pensando...
HAHAHAHAHAHAHAHAHAHHAHA!



anterior                                           <>                                                próximo

Postar um comentário