quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Trocando Em Miúdos

   “A astrologia me foi útil, comecei a trabalhar certos sentimentos e comportamentos ineficientes.”

   

  O símbolo de câncer bem que poderia ser um caracol, se deixar carrega a casa nas costas.
  Quando pesquisei sobre astrologia li que cancerianos geralmente andam com bolsas e sacolas levando tudo que "suponham" que possam precisar.
  Eu não tinha percebido isso até o momento que li, mas eu realmente era assim.
  Na minha mochila da escola tinha a borracha, a borracha reserva e a reserva da borracha reserva.
  Claro que eu não tinha dinheiro para tanta borracha, descobri que chinelo havaiana era uma boa borracha e sempre que encontrava algum descartado eu tinha "novas" borrachas...
  [Pensei eu dando esse tipo de material escolar para minhas filhas, o ar delas de incredulidade seria hilário.]

  Se eu achasse uma caneta na rua e ela não funcionasse, talvez por isso tenha sido descartada, transferia a tinta para outra caneta.
  Eu tinha que ter uma caneta reserva a falta de dinheiro era apenas um detalhe.

  Em casa tinha MEU copo, MEU prato, MEU talher.

  Comecei a eliminar essas características.
  Quando ia a algum lugar "tentava" levar o estritamente necessário, o peso de minha mochila diminuiu bastante.
  Quanto aos objetos de uso pessoal entendi que eu me apegava a algumas características que me agradavam, só resolvi esse problema quando comecei a trabalhar e ganhar algum dinheiro.
  Exemplo:
  Eu gostava de pratos fundos, comprei vários pratos fundos para casa.
  Gostava de talheres sem relevos [altos ou baixos] que pudessem acumular bactérias.

  Gosto de copos com vidro espesso (quebram menos) e de um certo tamanho (que eu possa beber de suco a café), sem relevos.
  Com vários objetos do meu agrado bastava lava-los satisfatoriamente.
  Não precisava mais ter um individual guardado em separado.
   
  O canceriano se apega a objetos e pessoas, tem muita dificuldade para jogar coisas fora, desfazer relacionamentos.
  Eu era muito tímido ...pulemos a parte dos relacionamentos inexistentes.

  Com relação as coisas eu não gostava de me desfazer de nada.
  Um caderno qualquer do 2º ano escolar ficaria guardado até hoje em alguma caixa.

  Em um dia de muita dor e ranger de dentes tirei tudo das gavetas, o que tivesse mais de 2 anos e nenhuma ou pouca utilidade foi jogado no lixo, eu teria dado a alguém, mas acreditem, não tinha nada que alguém iria querer.
  Cadernos escolares usados, fotos 3X4 pra lá de desbotadas, camisetas rasgadas sem condição de uso, pedaços de alguma coisa qualquer.

  Tem uma frase poética que gosto muito sobre os objetos, eles entram em nossa vida sempre a reboque de uma situação.
  Uma camiseta que gostei de usar, não importa se foi comprada ou presenteada, de certo esteve comigo em muitos momentos, é só um pedaço de pano mas que participou de minha vida, ela ali velhinha, surrada é um resto de vida.
  Aqueles objetos eram:

“Restos de vida espalhados no chão”.

  Minhas melhores ou não tão boas LEMBRANÇAS.

  Trocando em miúdos, pode guardar
  As sobras de tudo que chamam lar
  As sombras de tudo que fomos nós
  As marcas de amor nos nossos lençóis
  As nossas melhores lembranças


  Foi nessa fase (não sei precisar exatamente quando) que não quis mais ser fotografado.

  Não fazia sentido ficar preso a um passado que não iria mais voltar.
  Para que ficar recordando colegas do colégio se dificilmente iria voltar a ver aquelas pessoas?

  Ler sobre meu signo me levou a uma viagem onde poucos se atrevem a ir, no mais profundo de si mesmo.

  Reconhecer meus sentimentos mais profundos e me perguntar se o sentimento era útil ou desnecessário em minha vida.
  Não eliminei o sentimento de querer levar minha casa comigo, é difícil alguém me ver sem uma bolsa, mas ao menos não tem objetos reservas ... a não ser caneta, certas coisa eu preciso escrever.
    
  Poderia escrever dezenas de textos sobre astrologia, por um tempo mergulhei nesse tema, cheguei a comprar uma coleção que tinha um livro para cada signo.
  Mas vamos ao que acho mais importante.

  Nem digo mais que sou um nativo de câncer, mudei tanto minhas características que essa denominação não faz mais sentido.

  Sempre digo como é difícil mudar nosso sentimento/natureza, mas nunca disse que é impossível.

  Veja, o caso do ciúmes, câncer é muito ciumento, mas eu comecei achar esse sentimento tão ilógico que ele foi desaparecendo de mim.
  Tenho uma vaga lembrança do que é sentir ciúmes.

“Uma vez descoberto, o ciúme passa a ser considerado por aquele que é objeto dele como uma desconfiança que autoriza a enganar”. 

  Acredito que qualquer um pode fazer isso desde que deixe a lógica entrar em sua mente.
  A idolatria não tem nada a ver com horoscopo ela acontece em mentes de qualquer frequência, mas eu acho a idolatria tão ilógica que igual ao ciúmes posso considera-la inexistente em minha mente.

  Veja um exemplo rápido:

  Por esses dias foi postado no G+ uma imagem enaltecendo brinquedos do passado, um deles era o pião.

  

  Se você parar para pensar perceberá que é um brinquedo muito bobo.
  Você enrola um cordão no objeto, solta de uma certa maneira só para ver ele ficar girando até cair!!!
  Entendo que algum objeto que fez parte de nossa infância provoque o sentimento de nostalgia, mas daí a enaltece-lo como algo que precisa fazer parte da nova geração ... não é lógico.
  Eu não rodei pião porque achava muito bobo, eu não tenho ciúmes porque acho algo muito bobo.
    
  Depois de ler muito sobre meu signo e fazer as mudanças necessárias/possíveis, lá pelos 22, 23 anos “prevendo” que um dia iria me casar (A maioria das pessoas casam).
 Quando escrevo previsão no Blog entenda como ALTA PROBABILIDADE.

  Comecei a estudar outros signos para ver mulheres que teriam uma frequência mais compatível com a minha, incluindo minhas mudanças.
  A melhor “aposta” eram as nativas de LIBRA, hoje não vou entrar em detalhes por que teria que escrever outro texto, já tenho muitos na fila gritando para serem publicados.
  Mas quando me envolvi com minha esposa notei certas características interessantes e oras vejam só, uma Libriana.

  Essa é exclusiva, nem minha esposa sabe disso, mas depois de me usar como cobaia astrológica minha esposa foi a próxima vítima.

  Não poderia falar para ela sobre minhas pesquisas, pois contaminaria o resultado, mas um dia passeando no shopping Iguatemi fizemos um mapa astral completo.

  Como tenho essa dificuldade em me livrar das coisas se eu procurar tenho certeza que os mapas astrais estão em algum lugar, não me lembro de ter jogado fora.
  É, eu preciso fazer uma nova limpeza geral nas gavetas.

  Uma característica das Librianas é se adaptarem muito bem ao parceiro, mas terem uma personalidade forte o bastante para não se submeterem totalmente a ele...nunca gostei de mulheres submissas.

  Um cara estranho como eu, para ter alguma chance de se manter casado deveria procurar alguém capaz de se adaptar a minha introspecção.
  Minha esposa por muito tempo ficou insegura devido a minha falta de ciúmes, mulheres [de qualquer frequência] consideram ciúmes uma “prova de amor”.

  O grande problema de Libra é a INDECISÃO, mas isso eu poderia dar um jeito com a minha maneira Lógica de pensar.
  Bem, coincidência ou não, eu e minha esposa temos um longo e satisfatório relacionamento, mesmo que acabe um dia, da minha parte posso afirmar que VALEU MUITO A PENA.

  Para tentar terminar ...

   Sabe porque não é possível prever o futuro com a astrologia?

  É a mesma dificuldade que ocorre na previsão do tempo, são inúmeras variáveis, no caso das frequências multiplique essas variáveis milhares de vezes.
  A previsão do tempo é “garantida” por 3 dias, mas esse “garantida” é uma grande POSSIBILIDADE não algo determinado com certeza.

  Esqueçam posição dos planetas, "Júpiter está nisso e Saturno está naquilo".

  O importante é o tipo de “radiação”, “sinal cósmico” que ocorreu durante sua gestação e nascimento.
  Eu resolvi chamar de “frequência”.

  Vamos a um exemplo prático.
  Leoninos e Leoninas “geralmente” tem facilidade para atrair o sexo oposto, “geralmente” são mais ativos sexualmente que outros signos.
  Se uma Sagitariana estivesse sendo disputada entre um Leonino e um Pisciano minhas apostas seriam no Leonino.
  Sagitarianas “geralmente” são muito “necessitadas” de sexo, o pisciano é muito devagar para elas.
  Mas e se o pisciano for um cara já experiente e o Leonino estiver dando os primeiros passos?
  Mas e se o pisciano andar de ônibus e o leonino tiver um Camaro amarelo...




  São muitas variáveis.

  Vamos supor que o leonino com seu carrão foi imbatível, conquistou a sagitariana.
  Dá para prever que a Sagitariana e o Leonino terão um relacionamento satisfatório?
  É uma aposta complicada, eu diria que passarão bons momentos, com tanto fogo sexual e necessidade de novidade a traição de ambas as partes é sempre uma enorme possibilidade.

  O futuro é sempre uma APOSTA.
  Quanto mais você tiver CONHECIMENTO e souber utiliza-lo maior sua probabilidade de resultados satisfatórios.

  Deixemos nosso amigo Sócrates terminar esse texto:

  “Conhece-te a ti mesmo, torna-te consciente de tua ignorância e será sábio.”

   


Minha pedra é ametista
Minha cor, o amarelo
Mas sou sincero
Necessito ir urgente ao dentista
Tenho alma de artista


















anterior                                           <>                                                próximo

Postar um comentário