quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Histórias de Pescador

  “A ilusão é uma fé desmedida.”  [Honoré de Balzac]
$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$
  “Certa feita, soube que houve um nadador que participava de provas de saltos
ornamentais, antes de começar a prova colocava seu pé dentro da água, ao ser questionado porque fazia isso ele contou:
  Sempre gostei de saltar a noite, no clube onde treino, numa noite de lua cheia entrei no clube, não olhei para a piscina e apesar da lua cheia havia nuvens no céu, subi as escadas e ao me preparar para saltar estendi os braços neste momento a nuvem se dissipou e eu pude ver refletido na parede a minha imagem, eu de braços abertos, lembrei-me da história de Jesus Cristo que morreu pendurado num madeiro, a bíblia sempre me foi contada pela minha mãe que já era evangélica, quando vi minha imagem refletida na parede e fiquei pensando nas coisas a respeito de Jesus que minha mãe falava, resolvi procurá-la e aceitar a Jesus, desisti de pular, desci a escada do trampolim e aí acendi a luz, fiquei chocado a piscina fora esvaziada, estava com apenas um pouquinho de água  se eu tivesse pulado, teria morrido na hora e é por isso que antes de qualquer prova, coloco meus pés na água  para lembrar do dia em que ganhei uma nova vida, agora com Jesus Cristo meu único e suficiente salvador.” [Face]
============================       
  É comum lermos essas histórias fantásticas na Internet.
  Tem uma em que o soldado que não sabia dirigir fez baliza perfeita com um carro que não tinha motor!!!!
  Será que Deus de Abraão gosta de mentirosos?
  Porque uma coisa é você dar um testemunho de algo que aconteceu com você, outra é pegar uma história sem nenhuma fonte e dar lição de moral como se fosse verídica.
  O engraçado que depois dessas historinhas de pescador aparece um monte de gente dizendo “amém”, “que Deus maravilhoso” ... uma história cega conduzindo cegos.
____________________________________________    
              
  "Há uma razão para a mentira: ela funciona." [House]

  Nessas historinhas o que se busca é despertar os sentimentos das pessoas e nublar seu raciocínio.
  Sim, porque para um homem razoável os sentimentos tem um enorme peso, mas a palavra final é a da razão.
  Como boa parte da população prioriza os instintos, o sentimento, essas historinhas por mais incoerentes e mentirosas que sejam FUNCIONAM.  

  “Jesus Cristo que morreu pendurado num madeiro, a bíblia sempre me foi contada pela minha mãe que já era evangélica, quando vi minha imagem refletida na parede e fiquei pensando nas coisas a respeito de Jesus que minha mãe falava, resolvi procurá-la e aceitar a Jesus, desisti de pular, desci a escada do trampolim e aí acendi a luz, fiquei chocado a piscina fora esvaziada”

  Veja bem que a historinha manipula seus sentimentos de todas as maneiras, que figura mais terna para evocar que a mãe?
  E você não pode aceitar Jesus do alto de um trampolim, tem que procurar uma igreja evangélica... “longe da igreja evangélica não há salvação”.

  Outra questão a considerar é a mesma de sempre: Deus conhece o coração dos homens, observou que aquele cidadão tinha aceito Jesus, o homem pularia e iria para o céu ou dormiria até o juízo final onde ressuscitaria para salvação, o que há de tão terrível nisso?

  Se os crentes querem tanto ir para Deus porque evitam tanto morrer!?
==========================
  É comum pessoas tentarem me evangelizar nos mais diversos lugares, acredito que isso acontece com todos.
  Por esses dias um homem parou estranhamente na minha frente disse para eu não me assustar, mas Jesus tinha mandado uma mensagem para mim.
  Estou sempre com minha mente aberta para esses contatos "espirituais" ou "alienígenas."
  Ainda não aconteceu de alguém ter uma mensagem espiritual ou alienígena relevante para mim, mas sempre pode acontecer.
  É, mas não foi dessa vez, ele me deu um folheto da Assembléia de Deus e a mensagem de Jesus era que eu tinha que comparecer ao culto. O homem me contou essa breve “historinha” de que Jesus tocou seu coração para que ele falasse “exclusivamente” comigo tentando mexer com meus sentimentos.
  A "técnica" desse senhor deve funcionar com muitas pessoas "influenciáveis", alguns indivíduos devem realmente acreditar que aquele senhor foi enviado por Jesus.
   Eu "aposto" que aquele homem abordou várias pessoas naquele dia com a mesma tática.
  Senão porque ele sairia de casa com tantos folhetos se não tinha intenção de distribuir? [Olha a razão aí geeennnte!]
  Não estou falando que aquele homem finge que Jesus fala com ele.
  Ele "sente" que isso acontece.

  Acontece que eu não quero tomar a ação de participar de um culto apenas pelo sentimento de alguém que encontrei ao acaso.

  Eu entendo aquele homem porque eu também tenho sentimentos.
  Sinto por exemplo que não nasci para ser pobre...HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH!
  Eu rio, mas é sério.
  A pobreza é algo tão estranho não parece natural em minha vida e deveria ser porque sempre fui pobre.
  Se fosse seguir meus sentimentos com relação ao dinheiro eu gastaria muito fácil inclusive com caridade...é difícil explicar.
  Eu não valorizo muito o dinheiro porque é como se eu tivesse milhões em algum banco e pudesse gastar a vontade.

  Não escolhemos o que sentir, mas escolhemos como agir e minha ação é pautada na realidade, a realidade é que sou pobre.

  Mas no caso do dinheiro há fatos incontestáveis, eu trabalho, mas ganho pouco e não tenho grande capacidade de poupança por não ter muita sobra de dinheiro, minha família é pobre e não tem nenhuma grande herança para eu herdar.
  Eu também já tive o sentimento que um Deus bom e justo sempre estava comigo, mas como tudo de bom eu creditava a ele e tudo de ruim eu creditava a alguma provação ou eu não ter entendido algum alerta divino... eu inventava uma historinha, inventava uma realidade, mentia para eu mesmo, contava uma "historia de pescador" para eu mesmo.
  Um exemplo, eu fazia questão de destinar pelo menos 10% do meu salário liquido a caridade, 5% era para igreja e pelo menos outros 5% eu distribuía, mas a distribuição obedecia um “sinal”.
  Vamos supor que faltassem 30 reais para fechar a cota daquele mês, eu dividia em 3 notas de dez reais e dava para os 3 primeiros necessitado que aparecessem no meu caminho, como eu orava acreditava que seriam colocados em meu caminho por Deus os que mais precisassem daquele dinheiro...pelo menos era o que eu pedia em oração.
  Quero dizer que quando se trata de doutrinas, religiões, ideologias você pode IMAGINAR SINAIS a vontade.
  Se eu gastar mais do que ganho minhas dividas não serão imaginação.
  To be continued...






anterior                                           <>                                                próximo

Postar um comentário