quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Os 3 Mamilos

  “Seja uma pessoa que valoriza a essência, não a aparência, cultive os valores mais profundos e não caia na tentação de se tornar um "super" em um mundo de estrelas sem brilho próprio.”  [Roberto Shinyashiki]
$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$
  Assisti bastante Friends, não assisto mais, mas me lembro de episódios antológicos.
  O mesmo acontece com outras boas séries que as TVs repetem a exaustão.

  Boas comédias sempre trazem embutidas Filosofia de ótima qualidade.
  Vou contar mais ou menos como foi um desses episódios antológicos de Friends, minha memória não é muito boa, mas a essência fica.
  Chandler flerta com uma moça muito bonita sentada na lanchonete, ele olha atraído por sua beleza, mas não espera ser correspondido e no entanto é.
  Ele que não era muito habilidoso com mulheres não podia desperdiçar aquela oportunidade, criou coragem e abordou a moça.
  A conversa rolou fácil ela era incrivelmente simpática, agradável.
  Na despedida, depois deles marcarem um encontro, ela levanta e ele nota que ela tem uma perna mecânica.
  Ca - ra - ca!
  Claro que ele poderia desmarcar o encontro, mas com que cara? Não seria politicamente correto.
  Durante o episódio inteiro ele vive essa tragicomédia de estar em contato com uma mente muito harmoniosa com a sua, mas com um corpo que não lhe interessava da cintura para baixo.
  Sim. Ele relembrava todos aqueles clichês tipo: "O importante é a beleza interior" ou "Quem vê rosto não vê coração."
  Ele compareceu ao encontro e mais uma vez foi muito bom, a moça era muito interessante, ele estava se apaixonando.
  Isso não diminuiu seu incomodo, até o aumentou, se ela fosse desagradável seria bem mais fácil encerrar o relacionamento.

  Ele sabia que mais cedo ou mais tarde eles iriam para cama e como se comportar diante de uma mulher que não tem metade da perna?

  Ele tinha pesadelos com a prótese dela se desprendendo em suas mãos.
  A moça era tão inteligente e legal que percebendo a hesitação de Chandler disse que se o problema dela o incomodava ele estava livre do próximo encontro.
  Isso o deixou ainda mais encantado com a moça, somou-se a isso os conselhos "politicamente correto" dos amigos dizendo que mais importante que tudo era o amor.
  Chandler decide levar a sério o relacionamento, ir até os "finalmentes".
  O filme é hilário e Filosoficamente provocante, tem pouco "freudianismo".
  No momento intimo ela tira a prótese e para ele tudo bem, ele havia se preparado mentalmente para aquele momento, depois ele se acostumaria.
  Chandler tira a camisa e ops!
  Chandler tem um defeito de nascença, ele tem 3 mamilos.
  A moça olha para aquele peito e desiste do sexo, o que ela diz?

  "Me desculpe, mas não consigo me excitar com um homem que tem 3 mamilos."
  HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAAH!

  Chandler fez uma daquelas expressões que só ele sabe fazer e disse:
  "Mas você não tem meia perna".
  Game over! End of relationship.
=======================
  É provocante porque sempre queremos que as pessoas tenham o máximo de tolerância com nossos defeitos e no papel, na INTENÇÃO prometemos o máximo de tolerância com as deficiências do outro, mas na hora do vamos ver muitas mascaras caem, seria melhor não termos as usado.

  Vejam um exemplo, já tive muitas colegas gordas e elas dizem o quanto os homens deveriam olhar para elas além da gordura, admirar seus sentimentos, seu caráter.
  A tragicomédia é que quando peço para elas citarem algum homem que sairiam facilmente sempre são homens bonitos e entre esses escolhidos NÃO TEM GORDO.
  Bem, o filme termina com Chandler comemorando o sucesso da cirurgia de retirada do terceiro mamilo, quem sabe um dia fabriquemos pernas biológicas...
=======================
  Mas vamos andar mais algumas casas além da virgula, “audaciosamente ir onde nenhuma mente jamais esteve.”
  Se você tem alguma deficiência ou não nasceu muito bonito isso não chega a ser um grande
problema para ter relacionamentos.
  Não, não vou te enganar, é claro que uma pessoa “bonita pelo padrão geral” matematicamente irá atrair maiores possibilidades de relacionamento.
  Sem dúvida um Kayky Brito, mesmo pobre e sem fama, atrairia a atenção de muitas mulheres.
  Acontece que as mulheres em se tratando de beleza se concentram mais em “partes”, o cara é um caco, mas tem um sorriso bonito e isso já encanta algumas mulheres.
  Outras gostam de traseiros, outras pernas, pelos ou sem pelos, carecas ou cabeludos.
  Lembrei de uma colega que achava “barriga de cerveja” um charme.
  Outra gostava de um ator pelas pintas no rosto.
  Outras são tipo mãezonas e adoram homens bem carentes que elas tratam como se fossem garotinhos...enfim, não importa sua aparência ou deficiência que tenha, sempre será um charme para algumas mulheres cabe a você se olhar no espelho e não ser muito exigente, se aparecer uma gostosona legal, não deixe escapar...HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH!
  Para as mulheres “feias ou com deficiência” a Filosofia fica “teoricamente“ menos complexa.
  Os homens são mais generalistas com relação a beleza, admiram o conjunto da obra, mas os padrões variam muito alguns nem tem padrão [na minha opinião].
  Lembro de uma reportagem que o marginal invadiu a casa, pegou algumas coisas e estuprou uma senhora de 72 anos, veja bem que aquela mulher lhe despertou interesse sexual.
  Quem não conhece aquele cidadão até bonito que se apaixona por uma mulher que deixa muito a desejar em termos de aparência?
  Nos preguntamos: “O que esse cara viu nessa mulher!?”
  Eu poderia escrever um texto sobre isso, mas duas observação já valem por muitas argumentações.

  "Tem um garoto na minha escola que transa com cabritas devo dizer que ele está errado ou me juntar a ele?" [Yahoo]

  "Se você descobrisse que sua namorada ou mulher transa com um cachorro quando você não está por perto o que você acha?" [Yahoo]

  Pessoas que transam com animais qual padrão de beleza podem ter?
  Se o cidadão encara uma cabrita ou uma ave...a mulher por mais feia que seja tem chances com esse homem, paradoxal não? A aparência não significa muito para ele.
  Eu com meu exigente padrão de beleza no final do texto pareço ser uma aberração, um insensível, no entanto a maioria da humanidade tem meus padrões de beleza, gosto de pessoas altas, magras, com um belo rosto e definitivamente não tenho nenhuma atração por bichos.
  Tenho uma frase ótima para concluir esse texto, mas acho mais interessante que você o termine como quiser...sinta sua mente caindo no ABISMO.
  Aparência não importa?
  “Decifra-me ou te Devoro.”
Gabriela Markus



anterior                                           <>                                                próximo
Postar um comentário