terça-feira, 7 de março de 2017

Não tem Casamento no Céu

 “Na casa de meu Pai há muitas moradas; se não fosse assim, eu lhes teria dito.”
 [Jesus]

​ Já li e ouvi as mais estranhas crenças de como é a vida quando nosso espírito se separa do corpo (Vida no “Céu”).

  [Nesse texto vamos admitir a hipótese em que somos espíritos ocupando corpos biológicos por algum motivo e/ou necessidade]

  O espírito me parece uma forma de vida tão diferente da nossa atual condição biológica que as situações são difíceis de serem projetadas.

  Como você descreveria para alguém algo que não existe em nosso mundo?

  Certa vez “estive” em um lugar ... não sei se era sonho, visão, transe, alucinação.
  Me marcou porque parecia muito real ao mesmo tempo que eu não reconhecia nada.
  Eram formas de vida difíceis de descrever.
  Eu não conseguia ver luz no ambiente ... o que não quer dizer que não havia.
  Os seres eram como insetos de todos tipos e tamanhos, pense em uma luz de néon sem nenhum invólucro.
  O corpo deles era luz.
  Uma luz que delimitava o corpo mas não clareava nada além dele.
  Olhe para tela do seu celular, ela emite uma luz que clareia sua face.
  Agora pense nessa mesma tela iluminada, mas que a claridade não ultrapasse os limites da tela.
  Mesmo que você coloque um objeto a milésimos da tela nenhuma claridade o alcançará.
  Esses seres eram assim.
  Não representavam nenhuma ameaça, era como andar por entre borboletas.
  Era impossível toca-los.
  É como se eu fosse feito de "água" e eles de "óleo" ... uma forma de vida não se misturava com a outra.

  Fica fácil perceber que se passamos por uma mudança em nossa “constituição energética” perdemos nossos pontos de referência.

  Aqui na Terra nascemos bebês e nossos familiares vão nos adaptando a esse ambiente.
  Nossos sentidos, agora biológicos, vão nos condicionando ao que é perceptível em nossa dimensão.

  Tem música no céu?

  Mas como isso seria?
  Temos a percepção do som graças a vibração de nossos tímpanos.
  E se não tivermos tímpanos?
  Que tipo de som/vibração/frequência seria agradável ao espírito?

  Tem casamento no Céu?

  Os saduceus, que não acreditam em ressurreição, aproximaram-se de Jesus e perguntaram:

👳 Mestre, Moisés nos escreveu que, se morresse o irmão de alguém, e deixasse a viúva sem filhos, o irmão casaria com a mulher e os filhos que nascessem seriam da descendência do irmão falecido.
   Quando ressuscitarem de qual irmão será a esposa?

Quando ressuscitarem dentre os mortos, não haverá mais casamento, serão como os anjos que estão nos céus.

[Marcos 12:18-25]

  Namoro, sexo, casamento, geração de filhos ... coisas com um peso tão grande em nossa condição atual, em uma outra vida podem não existir por não terem o menor sentido/necessidade.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Reencarnação é possível?

▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
 "Acho a crença em reencarnação, a coisa mais ridícula que existe na religião ou no espiritismo.
  Nem sei quem apareceu com esse absurdo...”
[Comentarista no G+]

▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬

  A religião mais antiga é o Hinduísmo, ela é reencarnacionista ... foi assim que apareceu “esse absurdo”.

  Não entendo porque é ridículo!
  Nós “tecnologicamente” já fazemos isso... explico.

  Eu devo estar no quarto computador, “reencarnei” meus textos e programas no atual.
  Como esse computador é mais moderno tudo funciona bem melhor.

   Suponhamos que toda a informação que está no meu cérebro pudesse ser colocada em um chip que possibilitasse inteligência/consciência.

  Porque esse chip não seria eu?
  Se eu fosse colocado em um corpo robótico muito melhor que esse biológico, porque não seria eu se toda minha essência está no chip?

  Meus textos estão todos salvos na nuvem, mesmo que aconteça uma desintegração desse computador, ainda posso acessa-los pelo corpo “Tablet” ou “Smartphone”.

  Se minha consciência está armazenada em um “chip/espirito” qual o problema dela ficar nas “nuvens” por um tempo e voltar em um novo corpo biológico?

  Se este chip tem capacidade de 500 terabytes, mas está em um hardware que só suporta até 100 terabytes ... é com esse limite que terá que se virar.

   “Neurocientistas especialistas no campo da computação tendem a calcular que a capacidade de armazenamento da mente humana se situa entre 10 e 100 terabytes.”

  Para você que não é muito tecnológico...
  Imagine que você tinha um salário de 10 mil por mês, perdeu o emprego e agora o máximo que conseguiu foi 3 mil.
  A vida continua companheiro, mas sua realidade passará por grande transformação.
  Se preferir ficar desempregado a realidade pode ficar ainda pior.

  Mas vamos pensar grande, xô depressão.
 😄

  Se eu fosse colocado em um corpo de *plasma minha consciência teria que se adaptar a essa nova condição.

  *Só um exemplo didático para sua visualização mental.

  Em um corpo feito de plasma, quais habilidades eu teria e quais deixaria de ter?
  O que me alimentaria?
  O que poderia me destruir?
  Planetas como Júpiter seriam habitáveis para mim?
  Seria possível eu usar todo meu potencial de 500 terabytes?


  Se você pensar em “deus, deuses, espíritos, anjos” como outras formas de vida, nossa tecnologia deve ser café pequeno para eles.
  Mais que isso, algo muito útil em nossa atual condição, pode ser totalmente desnecessário em outra.

  Se você fosse uma forma de vida que pudesse voar igual o Superman, qual a necessidade de desenvolver automóveis!?

  Se pudéssemos ler pensamentos como a mentira poderia existir?
  (Porque desenvolveríamos a fala?)

  Se houvesse casamento no Céu como poderia haver paraíso!?
😄

 [Brincadeirinha, pelo menos para mim, amo minha esposa, vivemos bem.]





  Esse tipo de texto faz as pessoas terem a certeza que sou louco ... eu não tenho certeza de nada nem se estou louco.
  Só por um breve momento aceite esse convite a loucura, me faça companhia.
  Você tem certeza que estamos sós?



 Anterior          COMENTAR        Próximo 

Postar um comentário