quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Sigamos Adiante

     “Sofismar é dar “aparência” de verdade a um argumento, mas se esmiuçarmos esse argumento observamos que ele não corresponde a uma realidade observável.”
  [Sobre Sofisma]
$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$$
  No texto anterior flutuamos pelas estruturas de pensamento Vingança e Perdão observando-as agirem em um caso escolhido.
  Eu escolhi o “ódio as privatizações do Governo FHC”.
Felipe Maia
  Vamos a um exercício filosófico interessante para quem pretende desenvolver em sua vida uma...Terapia da Lógica.
 O assunto escolhido agora é atual e interessante, mas no caso desse texto o mais importante é o exercício filosófico.
  É razoavelmente fácil ficar satisfeito com uma estruturação lógica do pensamento quando ela vai de encontro a algo que “sentimentalmente” ou “tradicionalmente” concordamos.
  Eu William sinto e tenho argumentos para defender o Liberalismo Econômico e na tradição desse pensamento a propriedade privada deve ser muito respeitada e incentivada, portanto pedir que as pessoas não busquem vingança contra as privatizações do governo FHC é como uma mãe pedindo que não batam em seu filho.
  Eu gostei das privatizações, acho que elas foram boas para o país, então filosoficamente é fácil escrever um texto pedindo para você que odiou as privatizações “esquece-las” [no sentido de “seguir adiante”, não no sentido de perdoar] e não perder tempo alimentando ódio do passado ou buscando vingança.
  Mas e quando a situação se inverte, eu consigo fazer o que estou sugerindo a você?
  Consigo esquecer algo que detestei e seguir adiante sem buscar vingança?
======================                    
  A essa altura podemos “prever” que o julgamento do Mensalão não vai ter como resultado uma punição rigorosa de seus grandes orquestradores.
  Réus primários, logo estarão soltos.
  Não tenho como ignorar que o mensalão aconteceu, não sou capaz de perdoar, logo esse caso sempre ficará em minha memória.
  Para quem igual eu detestou tudo que aconteceu no primeiro mandato de Lula, inclusive não votando nele para o segundo mandato, surgiu um Supremo que iria passar a limpo essa história e aplicar penas exemplares para que fosse inibido futuros mensalões.
  Como o resultado não está sendo tudo que parecia ser, nos enchemos de ódio contra o Supremo, muitos sugeriram até intervenção militar e dissolução dessa instancia...VINGANÇA!
  No entanto ficar falando mal do Supremo é outra perda de tempo outra infantilidade.

  O Supremo é preso as leis e se há brechas nelas isso deve ser resolvido no Legislativo e não no Judiciário.

Gilmar Machado
  Se nós enquanto Sociedade não concordamos com a existência de “Embargos Infringentes” devemos votar em políticos que também coloquem em dúvida a eficiência desse procedimento jurídico.
  Uma vez que esses embargos existem juridicamente não dá para pura e simplesmente os Ministros do Supremo ignora-los.
  Tá, você nem sabia que esse tipo de coisa existia, quer saber de outra coisa?
  EU TAMBEM NÃO!
  Agora que sabemos, sigamos adiante, vamos debater, analisar, prevenir ineficiências futuras porque o passado...passou.
  Não vou perder meu tempo com vingança, se os mensaleiros foram absolvidos por falta de prova e não é possível conseguir mais provas...a vida segue adiante.
=========================
  Eu nunca votei no Zé Dirceu e não vislumbro essa possibilidade.
  “Se” ele através de algum trafico de influência conseguiu se dar muito bem na vida e não ir preso...não foi o primeiro e não será o último.
  Prefiro ficar vigilante para novos casos que possam acontecer que ficar me consumindo por um caso tramitado e julgado.

  E aqui sutilmente chegamos na constatação de quão ilógico é ser vingativo e quanto é ilógico idolatrar o perdão.

  Hã, sobre o perdão não ficou claro? Vamos flutuar mais um pouco.
  Se eu passar uma borracha em tudo, “perdoar de todo meu coração” tudo e todos que participaram do Mensalão corro o risco de colaborar para eleger pessoas que cometeram grandes erros.
  É mais interessante dar oportunidade a outros novos candidatos ou reconduzir os que foram eficientes.
  É mais eficiente destacar e reconduzir ao cargo o Felipe Maia ou Gilmar Machado que dar uma nova oportunidade ao Paulo Cunha ou Valdemar Costa Neto.      
    Mas se você não gosta do Felipe ou do Gilmar... todas as eleições tem milhares de pessoas que se candidatam TENTE ALGUÉM NOVO.
  Pessoas que se candidatam a cargos políticos não vem de outro planeta, você mesmo pode se filiar a algum partido ou registrar um novo.
  Se fico perseguindo uma vingança deixo de observar o hoje, de dar uma chance ao novo.
  Se não tenho como recuperar o dinheiro que já foi desviado devo me concentrar para que mais dinheiro não siga o mesmo caminho do desvio.
  A chefe da casa civil hoje é outra [Gleisi Helena Hoffmann], os ministros são outros é neles que minha atenção para elogiar ou criticar deve estar focada.
=========================  
 Use esse texto para reconsiderar pequenas atitudes e até as grandiosas, essa Terapia da Lógica é ilimitada, perdão, vingança, culpa, resgate, herança maldita...
 É tão tedioso [por exemplo] quando alguém faz um relacionamento das mazelas no Brasil atual com a colonização portuguesa, sim, isso ainda acontece nas discussões e escolas.
  Caraca, isso foi há mais de 500 anos.

  Não dá para perdoar, fingir que não aconteceu, mas ficar justificando nossa atual impunidade ou falha de infraestrutura porque foi Cabral que descobriu o Brasil e não Colombo é um TÉDIO.

  FHC fez o melhor que pode, Lula fez o melhor que sabia, a vida segue adiante companheiros.
  Não fique atrás de vinganças improdutivas e perdões baratos que custam tão caro.
  Está faltando mais gente do nosso povo "fazer melhor" e "saber mais."

  Essa lógica entra em sua mente?


anterior                                           <>                                                próximo

Postar um comentário