quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Homem com H

   “A honra é, objetivamente, a opinião dos outros acerca do nosso valor, e subjetivamente, o nosso medo dessa opinião.”
 [Arthur Schopenhauer]

  


  Já me chamaram muito de afeminado e endemoniado, mas o que as pessoas mais gostam de dizer é quanto sou ignorante.

  Não conheço nada, preciso estudar sobre tudo.
  Me recomendam buscar ajuda de psicólogos.
  Sou “alienado”, alguém totalmente dominado pela lavagem cerebral de algum “sistema”.

  De acordo com a opinião dos outros meus pensamentos não tem valor porque EU não tenho valor.

  O que faria eu ter algum valor?
  Ter muito dinheiro. (Não tenho)
  Ser famoso. (Não sou)
  Ser professor em alguma Universidade conceituada. (Nem cheguei perto)

  Por me acharem tão sem valor eu não deveria nem me atrever a escrever alguma coisa, deveria me contentar em ler o que as pessoas “de valor” escrevem.
 
  Como não tenho medo da opinião dos outros a equação filosófica formulada por Schopenhauer sugere que eu sou neutro em relação a honra.

  Eu realmente me sinto neutro em relação a honra.

  Tento não escrever Filosofia muito complexa, mas atualmente não tenho conseguido, esse é mais um texto que vai exigir que você leitor tenha sua mente escancarada.
  Vamos audaciosamente onde nenhuma mente jamais esteve.

  Espaço, a fronteira final.
  Estas são as viagens da nave estelar Enterprise.
   Prosseguindo em sua missão de explorar novos mundos, procurar novas formas de vida e novas civilizações, audaciosamente indo onde ninguém jamais esteve. 


▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
 Napoleão Bonaparte era gay?

  “Há essa tendência de falar que todos os grandes nomes na história eram gays simplesmente para que os gays de hoje sejam aceitos na sociedade.
  Absurdo falar que Napoleão ou Hitler eram gays.
  Napoleão pelo contrário era até conhecido por ter várias amantes na corte europeia.
  Além disso, é comum aos países vencedores, os que escrevem a história denegrir os vencidos chamando-os de "bárbaros", "anticristo", "ditadores”, “comedores de criancinhas", "terroristas" e outras bobagens do gênero…” 


  Não é só os vencedores que querem denegrir a imagem dos vencidos, os vencidos também denigrem a imagem dos vencedores... é o que lhes resta fazer.

  “Apesar do estilo espartano do retratado, é o campo do prazer que se destaca – ou do desprazer, em alguns casos, tão afoito ele era.
  Napoleão só gostava, por exemplo, das relações sexuais apressadas – tratava o sexo como uma simples “troca de suores”.
  Famoso por sua “infidelidade mediterrânea”, pelo menos uma vez ele ultrapassou o limite de tempo.
  A longa noite de amor se deu com a atriz Marguerite George, uma das mais famosas vedetes da cena teatral parisiense.” 

  Sócrates era gay?

  Por esses dias ao citar um pensamento de Sócrates ao invés do interlocutor analisar o pensamento preferiu dizer que Sócrates era apaixonado por Alcebíades e viviam um relacionamento homossexual.

  Ou seja, o pensamento de Sócrates não tinha valor devido sua atividade sexual!

  Até onde sei Alcebíades era considerado um dos homens mais bonitos de Atenas e Sócrates concordava com isso.
  Sócrates era um admirador da Beleza, “amava a Beleza”.
  Eu nunca tive desejo sexual por nenhum homem, mas já achei e acho muitos bonitos.
  Um exemplo?
  Hoje não acho Reynaldo Gianecchini tão bonito, já perdeu o frescor da juventude ... acontece com todos nós “geralmente” a partir dos 30 anos, é um processo biológico. 
  Na novela Da Cor do Pecado estava no auge de sua beleza [na minha opinião].
  Não, não assistia a novela, passava na sala e via a imagem, o cara me impressionava por sua beleza.
  NÃO! Nunca tive fantasias enrabando ou sendo enrabado por ele...
  Apenas admirava sua beleza, claro que sexualmente falando minha opção óbvia seria a Taís Araújo ou a Giovanna Antonelli.

  

  Na história que chegou até nós Alcebíades realmente se apaixonou por um dos homens mais feios de Atenas [meu amigo Sócrates], mas Sócrates apenas admirava sua beleza.
  Alcebíades até reclamou que se deitou com Sócrates e esse não quis ter relação sexual com ele.
  Na Grécia antiga relacionamento sexual entre homens era “normal”.

  Jesus Cristo era gay?

  Navegando pela Internet ou lendo alguns livros não falta gente insinuando que Jesus era homossexual.
  Da História de Jesus que chegou aos nossos dia temos apenas seus 3 anos de ministério onde mesmo a igreja católica tentando selecionar o melhor de Jesus ele comete gafes como não lavar as mãos antes de comer, matar uma figueira ou fazer a previsão do fim do mundo ainda naquela geração.

  Sócrates nunca se disse santo ou filho unigênito de algum deus, como humano é natural que cometesse gafes, mas Jesus deveria estar acima de qualquer gafe, de qualquer contradição, de qualquer previsão errada.

  Não bastava Jesus ser um homem maravilhoso ele tinha que “parecer” um homem maravilhoso e em algumas passagens...não é o que “parece”.

  Observem essa passagem:
  
___________________________
  “Então os discípulos olhavam uns para os outros, duvidando de quem ele falava.
  Ora, um de seus discípulos, aquele a quem Jesus amava, estava reclinado no seio de Jesus.
  Então Simão Pedro fez sinal a este, para que perguntasse quem era aquele de quem ele falava.
  E, inclinando-se ele sobre o peito de Jesus, disse-lhe: Senhor, quem é?
  Jesus respondeu: É aquele a quem eu der o bocado molhado.
  E, molhando o bocado, o deu a Judas Iscaríeis, filho de Simão.”
 [João 13:22-26]
_____________________________

  Quem lê o texto com ISENÇÃO há de concordar que é uma “movimentação” muito estranha.

  Imaginem que eu e meu colega Fabiano estejamos em uma mesa com mais 11 colegas de trabalho.
  O Felipe quer me perguntar alguma coisa, mas prefere pedir ao Fabiano que faça a pergunta porque aparentemente eu “o amo” mais.
  O Fabiano está “reclinado em meu peito”.

   Embora seja estranho não prova nada, mas dá margem a inúmeras “teorias boiolistas”.

  Talvez essa passagem bíblica tenha sido escrita por alguém influenciado pela cultura grega que resolveu dar seu tempero particular.
  Lembremos também que nessa época aquela região era dominada por Roma que por sua vez foi muito influenciada pela cultura grega.
  É difícil precisar exatamente os costumes da época.
  Até hoje em vários países é comum um homem beijar outro homem no rosto em sinal de respeito, admiração.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
   Acredito que a maioria admire aquele personagem mental idealizado “Homem com H maiúsculo”


  Ele abrange tudo que se espera de um homem “admirável”, um “orgulho” do gênero masculino.
  Forte, decidido, integro, justo, leal...
  Como a perfeição não faz parte do pacote espera-se que um homem com H seja capaz de reconhecer seus erros e corrigi-los, entretanto um homem com H não comete muitos erros, ele é inteligente, bom líder, amante, companheiro...

  Há muitas coisas que não combinam com a imagem desse tipo de homem.
  Um caloteiro não consideramos um Homem com H.
  Ladrão, que bate em mulheres, drogado, pedófilo, mentiroso, covarde..., mas vou falar de algo mais “light” que não combina com um Homem com H.

  Não combina  um Homem com H a imagem dele sendo enrabado por outro homem.

  Mesmo na fase mais “liberal/tolerante” da cultura Grega [mais precisamente os Atenienses], não se esperava de um “grande líder” que ele fosse passivo em uma relação sexual.

  No entanto para um Livre Pensador o que importa é se o pensamento está bem estruturado, se é observável.
  Se a mente que o proferiu é de um homossexual, homem, mulher, preto, branco ou índio...não faz muita diferença.

  Observe que eu disse que não faz muita diferença porque dependendo do tipo de pensamento importa o tipo de pessoa que o profere.

  Exemplo rápido:
  Um índio é a favor que metade do território brasileiro fique com indígenas, é difícil não considerar que ele apenas está defendendo seus próprios interesses e não fundamentando em uma argumentação isenta.
 Mas claro, se ele tiver argumentos pra defender essa tese, não importa que ele seja beneficiado com ela.

  Esse texto é sobre uma situação inversa:

  O pensamento é isento, mas o ouvinte quer desmerece-lo atacando a "honra" de quem o proferiu.

  Porque fazem isso?
  Porque FUNCIONA.

  Se Jesus fosse gay você o aceitaria como filho unigênito de Deus?

  PARA QUE PERDER TEMPO DEBATENDO AS IDEIAS DE UM HOMEM SE VOCÊ PODE ATACAR O PRÓPRIO HOMEM, acabar com a fonte de pensamentos que não lhe agradam, ou fazer que outras pessoas não o escutem?

  Lembrei do refrão de uma música:

  “Você teria por ele esse mesmo amor se Jesus fosse um homem de cor" [negro]?

  Para você que se interessa pelo Livre Pensamento.

  É importante dissociar o “pensamento” do “autor” tanto quanto possível.

  Um alcoólatra diz que o vício em bebida é um grande mal, você não irá levar o pensamento em consideração só porque foi dito por um bêbado!?
  Um cara que bate na esposa diz que devemos respeitar as mulheres.
  O respeito a mulher é devido mesmo que o autor do pensamento não faça isso.

  Historicamente um bom jeito de manchar a "honra" de um homem era insinuar que ele fosse afeminado.
  Por outro lado para os afeminados de fato é importante que tenham afeminados famosos ... junta a fome com a vontade de comer.

  Pensadores que não simpatizavam com Jesus querem manchar a sua honra sugerindo que ele era homossexual. (Geralmente ateus e “religiões rivais” do Cristianismo)

  E homossexuais puxam a sardinha para seu lado satisfeitos em levantar teorias que alguém famoso e historicamente importante como Jesus fosse homossexual.

  Como Livre Pensador não há nenhum fato histórico que comprove alguma homossexualidade em Jesus.
  Mais que isso, pensamentos são pensamentos.
    “Você teria por ele esse mesmo amor se Jesus fosse um homossexual?”

  Quanto aos Atenienses boa parte era bissexual, quem não conhece aquela frase:

 "O importante é sentir prazer, não importa o buraco."

  Os atenienses brindavam o prazer, mas como já escrevi, os gregos não renegavam seu "gênero".
  O homem grego não queria se transformar em mulher ou se atribuía um terceiro sexo.
  Ser passivo na juventude em troca de algum ensinamento/favor não era mal visto, entretanto era “desonroso” um homem adulto ser passivo.

  Entendo que é difícil para uma mulher ou homossexual entender isso, mas para um homem hétero uma das piores coisas do mundo é ser sodomizado.
  É como o estupro para a mulher “talvez” multiplicado umas 3 vezes. [Isso é muito subjetivo]

  Para terminar esse texto eu digo para tomarem cuidado com essa " homossexualização" de personagens históricos.
  Se não há uma comprovação histórica “confiável” é melhor não usar isso como argumento.
  Até porque não tem nenhuma comprovação cientifica ou mesmo teoria que diga que ter relação homossexual provoque algum tipo de dano ao cérebro.
  Quanto a “honra” é algo tão variável com o tempo e lugar que não nos serve como base argumentativa filosófica...

  



Texto Complementar:

  A honra é uma estrutura de pensamento muito instável, assim como a Moral ela é baseada na Tradição/Emoção/Instinto.
  Para efeito didático vou tornar a honra menos flexível a limitarei em um contexto.

  "Põe quanto és no mínimo que fazes."
  [Fernando Pessoa]





anterior                                           <>                                                próximo



Postar um comentário