sexta-feira, 18 de abril de 2014

Legado da Copa

 “O Ibope ouviu a opinião dos entrevistados sobre a realização da Copa do Mundo no Brasil.

  Ao todo, 58% são a favor da Copa do Mundo no país; 38% são contra; 4% não souberam ou não responderam.”  
[O Globo]  

  Eu também fui contra a Copa, mas democraticamente respeitei a decisão da maioria.




 A popularidade de Lula subiu quando ele trouxe essa
“Festança/Gastança”.
  
 Agora penso igual Pelé, é ilógico depois de tanto dinheiro gasto desperdiçar a festa.
  Se a festa correr normalmente podemos empatar os gastos ou diminuir os prejuízos, ter lucro é impossível.

  Vão para casa, recebam bem os turistas, cooperem com as forças de segurança, qualquer descontentamento respondam nas urnas...
  O que é pior que perder uma nota de 100?
  Perder 2 notas de 100...
  Essa lógica entra em sua mente?

  O Governo e petistas fanáticos tem dito que a "oposição" e a "mídia golpista" inflam os gastos com a Copa esquecendo que obras de infraestrutura teriam que ser feitas independente da Copa, logo, esses gastos não devem ser contabilizados como despesas diretamente ligadas a Copa.
  Para você entender melhor, o Governo e sua enorme bancada aliada estão dizendo algo mais ou menos assim:
  Uma avenida qualquer custou 50 milhões, o Governo não considera isso como gasto para Copa e sim um gasto normal de infraestrutura.
  Tome cuidado ao concordar com o Governo, esse pensamento simplista não corresponde a uma realidade observável.
  Uma coisa é você ampliar ou construir uma rua ou avenida analisando a necessidade da cidade como um todo.
  Outra coisa é você fazer isso visando apenas um melhor acesso a algum estádio de futebol.

  Quero dizer que a maioria das obras estão sendo feitas tendo como prioridade a realização da Copa e os turistas que virão para a festa.

  Oras, a Copa NÃO esta trazendo dinheiro para o Brasil, logo, esses 50 milhões poderiam ser gastos em obras melhor PLANEJADAS que favorecessem a cidade como um todo e não só quem vai assistir futebol ou para impressionar estrangeiros.
  Talvez esses 50 milhões fossem melhor gastos asfaltando bairros na periferia, construindo um anel viário, ampliando o tratamento de esgoto ou reservatórios de água, aumentando o número de leitos nos hospitais... 
  Enfim, entendam que as obras estão sendo planejadas em função do futebol e não em função da melhora de vida nas cidades como deveria ser.


  Precisávamos ampliar nossos aeroportos, mas o critério principal não deveria ser uma festa que vai durar apenas um mês, inevitavelmente haverá muito desperdício.

Mané Garrincha - DF

  Imagine que sua filha vai casar e você precisa montar uma estrutura em sua chácara para receber 300 pessoas.
  O casamento é um acontecimento excepcional, sua chácara raramente recebe mais de 20 pessoas é evidente que um grande gasto será necessário para festa, mas depois da festa a utilidade será pouca.

  Você Livre Pensador tenha cuidado com esse ufanismo sobre "legado da Copa".

  A maioria dos brasileiros gostam de futebol, apoiaram essa festa, até aí tudo bem, foi feita a vontade da maioria.
  Mas sugerir que sem a Copa não teríamos como ampliar nossos aeroportos ou alargar algumas ruas é uma grande mentira.
  Até pelo contrário, a Copa acaba desviando recursos públicos de onde eles realmente seriam mais necessários, como acelerar a construção da usina Belo Monte ou terminar a transposição do Rio São Francisco...entre tantas obras que poderiam ser citadas.
  Se todo esse empenho em terminar o Itaquerão fosse usado em ampliar as reservas de água da cidade de São Paulo sem dúvida teríamos obras muito mais uteis.
  Se metade dos recursos destinados ao Estádio Mané Garrincha fossem destinado ao Hospital Base de Brasília sem dúvida seria um gasto muito mais útil para cidade.

   "Em 16 de abril de 2012, foi constatado que havia 191 pacientes no pronto-socorro – número quase duas vezes maior do que   a capacidade máxima, de apenas 96 vagas. A média de pessoas internadas, de acordo com os funcionários, girava em torno de 170. Além disso, havia déficit de técnicos de enfermagem, enfermeiros, farmacêuticos e, principalmente, médicos. Alguns equipamentos básicos estavam quebrados, além do serviço de broncoscopia, também inoperante."
[Jornal de Brasília]         

  Nosso maior problema não é a corrupção, os brasileiros acreditam fanaticamente que se acabarmos com a corrupção viveremos em um país de mil maravilhas, isso é uma grande ILUSÃO.
  O grande problema da corrupção é a impunidade, acontece que somos péssimos em punir todos os crimes, a corrupção é só mais um deles.

  Nosso maior problema foi e continua sendo a INCOMPETÊNCIA ADMINISTRATIVA. 

[REPENSE]





anterior         <>              próximo


Postar um comentário