quinta-feira, 24 de abril de 2014

Crise do Apagão

   No Brasil parece que há um senso comum que enchentes e desmoronamentos acontecem por incompetência ou até vontade do Governo!    

  

          
 É natural cobrarmos mais eficiência do Governo nessas situações, mas aqui no Brasil as pessoas acreditam que tudo de mal pode ser evitado apenas com “vontade política”. ​​

 Chuvas fortes e inundações acontecem na maioria dos países do mundo

  “Pelo menos 100 mil pessoas foram evacuadas de suas casas em Albertax por conta das inundações que atingem as principais cidades da província CANADENSE e que já deixaram pelos menos dois mortos.”
   
  Não temos tanto controle sobre as forças da natureza quanto muitos acreditam.
  Podemos contar com alguma ajuda do Governo/Sociedade, mas é essencial assumirmos nossas RESPONSABILIDADES INDIVIDUAIS.

  Individualmente devemos evitar construir casas em áreas de riscos, não jogar lixo na rua e tentarmos ser solidários com as populações atingidas.

  Nunca levaria minha família para morar em área de risco.

  No entanto não estou livre de algum fenômeno catastrófico acontecer em Campinas.
  Se uma tragédia acontecer quero poder contar com alguma ajuda do Governo e a SOLIDARIEDADE das pessoas.
  Não há muito mais que possamos fazer...
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  O comportamento do Governo FHC e da população brasileira diante da crise do apagão foi muito bom.

  “A crise do apagão foi uma crise nacional ocorrida no Brasil, que afetou o fornecimento e distribuição de energia elétrica.
  Ocorreu em 1 de julho de 2001 e 27 de setembro de 2002, sendo causado por falta de chuvas, e investimentos no setor hidrelétrico, que deixaram várias represas vazias, impossibilitando a geração de energia, e por falta de planejamento e investimentos em geração de energia.
  "Apagão" é um termo que designa interrupções ou falta de energia elétrica frequentes, como Blecautes (do inglês blackout) de maior duração.”

  Em que FHC foi incompetente na crise do apagão?
  Ele não fez chover!?

  Seus detratores dizem que faltou investimento.
  O Brasil tinha e tem tantos problemas que o que acreditamos que dá para esperar...esperamos.

  Se em 2000 o Brasil tivesse o volume esperado de chuvas os investimentos em produção de energia poderiam esperar.
  Ocorreu a seca o quadro complicou e FHC fez o que tinha que fazer.
  Houve grande campanha para redução do consumo de energia, todos colaboraram, lâmpadas incandescentes praticamente deixaram de ser compradas, já havia pressão para a indústria produzir eletrodomésticos que consumissem menos e isso foi intensificado.

  O Governo FHC chegou à conclusão que a melhor maneira de suprir rapidamente a demanda de energia seria construir termelétricas e assim foi feito.

  Não sei que região você leitor mora, talvez tenha sofrido mais com o apagão, mas aqui em SP não chegamos a ficar muito sem luz.
  Em Campinas houve poucos cortes de energia que nem demoraram muito.
  Nos preparamos para algo bem pior, mas graças à boa gestão de FHC o pior não chegou a acontecer.
  A empresa que eu trabalhava chegou a alugar um gerador, mas ele não chegou a ser utilizado, não foi preciso.

  Ironicamente o problema de poucas chuvas está ocorrendo na gestão Dilma e só não estamos no escuro graças a ideia do governo de FHC de construir termelétricas.
  Os eletro domésticos estão mais econômicos e lâmpadas incandescente foram retiradas do mercado por falta de compradores, percebam que se não estamos em um caos energético isso foi construído lá atrás na gestão FHC, o mérito do PT foi manter o que foi feito, ainda bem que Lula não foi um “Hugo Chávez”.

  Se Dilma sabe fazer chover 2013 foi um ano que ela deveria ter usado seus super poderes.

  Dilma optou por diminuir a conta de luz [bem pouquinho, foi mais marketing] sem levar em consideração que pudesse ocorrer uma seca baixando os reservatórios.
  Não dá para demonizar Dilma por conta disso; quem vive sempre esperando o pior!?
 
  O Governo Federal está investindo pesado na usina de Belo Monte é nossa principal obra no quesito energia.

  A falta de chuva "no lugar que precisamos" está afetando também SP.
  É compreensível que o Governo tenha adiado investimentos na captação e reserva de água.
  Se chovesse dentro do esperado esse gasto poderia ser adiado sem grandes problemas.

  O Fato é que não está chovendo e o Governo vem fazendo o que esperamos dele, correndo atrás de solução rápidas como bombear as reservas mais profundas e obras mais para o futuro como captação de água do Paraíba do Sul.

  Devemos ser mais adultos nos debates dessas questões.
  As situações mudam, os problemas acontecem é assim na sua família, é assim no seu trabalho é assim no seu país.
  Se as reservas da Cantareira estivessem em 40% as obras de captação poderiam esperar.
  Se tivesse chovido dentro do esperado a redução da conta de energia não teria nos custado tão caro.

  Não é hora de ficarmos demonizando ninguém e sim como “adultos” debatermos o que será feito.


  Essa lógica entra em sua mente?



anterior         <>              próximo
Postar um comentário