terça-feira, 4 de março de 2014

Médicos Cubanos

  Não sou contra a vinda de médicos cubanos, se eles estão à venda tão baratos e no momento precisamos...compremos.
  No entanto não é a situação que eu gostaria de ver.
[William Robson]

  Esse foi um dos comentários que fiz nos inúmeros debates que participei sobre esse assunto.
  Fiz um apanhado geral de outros comentários que li na Internet.





👩 “Os médicos são hipócritas que não respeitam o juramento de Hipócrates”

  Primeiro tome conhecimento do juramento:

  “Prometo solenemente consagrar a minha vida ao serviço da Humanidade.
  Darei aos meus Mestres o respeito e o reconhecimento que lhes são devidos.
  Exercerei a minha arte com consciência e dignidade.
  A Saúde do meu Doente será a minha primeira preocupação.
  Mesmo após a morte do doente respeitarei os segredos que me tiver confiado.
   Manterei por todos os meios ao meu alcance, a honra e as nobres tradições da profissão médica.
  Os meus Colegas serão meus irmãos.
  Não permitirei que considerações de religião, nacionalidade, raça, partido político, ou posição social se interponham entre o meu dever e o meu Doente.
  Guardarei respeito absoluto pela Vida Humana desde o seu início, mesmo sob ameaça e não farei uso dos meus conhecimentos Médicos contra as leis da Humanidade.
  Faço estas promessas solenemente, livremente e sob a minha honra.”




  Esse juramento virou uma tradição, você não faz mais “livremente sob sua honra” você é obrigado pela tradição a fazê-lo.
  Como todo juramento é muito bonito, mas o interessante é que se você tirar a parte médica ele serve para qualquer profissão ou cidadão.
  Um engenheiro que não faça bem os cálculos estruturais coloca em risco a vida de muitas pessoas.
  Um cozinheiro que não mantenha a higiene no trato com alimentos atenta contra a saúde humana.
  Um político que desvia verbas prejudica a vida em comunidade.
  Uma prostituta que não obriga o cliente a usar camisinha pode transmitir muitas doenças.
  Uma mulher que trai seu marido está violando um juramento de fidelidade.

  Quero dizer que todos nós temos responsabilidades sociais.
  De certo a grande maioria dos médicos se esforçam para seguir o juramento profissional, mas a teoria nem sempre consegue se adequar a realidade.
  As pessoas exigem que o profissional da saúde tenha como satisfação máxima servir aos outros, ganhar dinheiro é só um mero detalhe.
  Esse “mero detalhe” não é ignorado por tantos outros profissionais porque deveria ser por um profissional da área da saúde!?
  Em um Capitalismo de boa qualidade os salários são regulados pela lei da oferta e procura, na área da educação, segurança ou saúde não é diferente.


👨 “O médico se forma com o dinheiro público,  é uma sacanagem não servir a comunidade.”

  As Universidades Federais e Estaduais formam diversos profissionais todo eles são “sacanas” em querer o melhor para suas vidas e carreiras ou só os médicos?
  O curso é de medicina, não de “Jesus Cristo”.
  Não falta candidatos para área de medicina, faltam vagas, porque Dilma não criou mais vagas!?
  Esse problema não começou em 2011, porque Lula não criou mais vagas?
  Com mais médicos no mercado haveria uma saturação nas grandes cidades e naturalmente iriam mais médicos para o interior.
  Com grande oferta os salários diminuiriam.


  Os médicos cubanos NÃO vem para o Brasil por serem ótimas almas, é porque ganham bem mais que em Cuba.

  Porque médicos cubanos não são considerados gananciosos, qual o critério!?

  Na Internet só tem pessoas “maravilhosas”, mas queria ver quem trocaria trabalhar em uma cidade com boa infraestrutura por outra que deixasse muito a desejar só para ajudar o próximo.

  No Capitalismo a caridade é opcional não obrigatória.

  Cada um deve exercer sua profissão de maneira digna, não em condições sob humanas.
  Isso vai do gari até o neurocirurgião, do engenheiro até o auxiliar de cozinha.

  O médico é um profissional normal que quer o melhor para sua carreira e família.
  Um “juramento por tradição” não lhe confere nenhuma obrigação de santidade.
  O Salário está “alto” no interior porque faltam médicos, OFERTA E DEMANDA.
  Mesmo com um salário menos bom os médicos preferem ficar nos grandes centros LIBERDADE DE IR E VIR.

  👩 “Dinheiro não é tudo.”

   Não é mesmo.
   Claro que o médico quer ganhar bem, mas se isso significa ir para uma cidadezinha esquecida do interior em um posto de saúde caindo aos pedaços e sem remédios... ele prefere ganhar menos e ficar mais próximo dos amigos e familiares.
 Se o médico é casado e tem filhos entenda que não é só a vida dele que passará por uma mudança radical, toda família é afetada.
  Certa vez recebi uma proposta de trabalho próximo a fronteira com o Paraguai, estava em uma situação profissional difícil, mas minha esposa estava bem empregada, alguém aqui acha justo eu pensar só em mim e ignorar as necessidades de minha esposa e filhas?

👨 “Médicos são coxinhas, mauricinhos e patricinhas”.

   Coxinha é a expressão da moda entre os esquerdistas nem me perguntem porquê.

  Dizem que quem faz medicina só quer dinheiro “fácil” ...é a demonização dos médicos, marxistas/socialistas gostam de escolher bodes expiatórios.
  Se é tão fácil e a grana certa não sei porque os que criticam não abraçam essa profissão!
  Porque deixam a medicina para os mauricinhos e patricinhas!?
  Dizem que é uma questão de vocação, mas raciocinem comigo:
  Você nasceu em uma família bem estruturada e com algum conforto financeiro, pode escolher diversas profissões, vai escolher medicina pensando só em dinheiro!?
  Caraca, o mauricinho ou patricinha que opta por medicina é porque tem vocação ... ou “acha” que tem vocação.
  A não ser naquela família tradicional de médicos onde a nova geração pode receber alguma pressão não imagino um “coxinha” optando pela medicina só para ganhar dinheiro.

👩 “Você (William) fala demais, mas não apresenta solução”.

   A solução é criar mais vagas, já escrevi inúmeras vezes.
   Não falta candidatos ao curso de medicina FALTAM VAGAS.
   Aumentando o número de vagas poderíamos encontrar mais médicos “vocacionados” incluindo aqueles mais “aventureiros” tipo Médicos sem Fronteiras que fazem um maravilhoso trabalho.

  Há anos foi detectado que o Brasil está formando menos médicos e engenheiros que o necessário.
 [Áreas de exatas e biológicas estão deficitárias]
  A solução para qualquer Governo minimamente competente seria aumentar o número de vagas, mas nosso governo deixou instalar o caos para se socorrer em Cuba!!
  Vejam o caso dos portos, deixamos os nossos sucatear para investir em Cuba?
  Nosso governo é muito IDEOLÓGICO.

  Francamente é difícil explicar porque uma ilha medíocre do Caribe tem tanta influência em nossa política.
  Alguém consegue me explicar isso?
  Porque praticamos esse Capitalismo de baixíssima qualidade?
  Porque Fidel é um exemplo a ser seguido por nossos governantes?

   Mas NÃO é justo colocar toda responsabilidade em “Brasília”.

  A criação de vagas é algo complicado que deve ser levado a cabo pela Presidência ou pelo Governo Estadual, porem a infraestrutura da cidade incluindo postos de saúde fica a cargo da Prefeitura.

  O Capitalismo funciona através de uma divisão de responsabilidades não dá para ficar esperando tudo de um governo central.
  Os prefeitos são eleitos pela população local e segundo a legislação devem morar na cidade.
  O prefeito e vereadores da cidade em que mora são eleitos por VOCÊ.
  Se o prefeito eleito não conhece os problemas da cidade...quem vai conhecer?
  Um hospital descente para atendimentos corriqueiros é o básico que qualquer cidade deve ter.
  Quem conhece um pouco de medicina sabe que procedimentos complexos precisam de Hospitais de Referência muito bem equipados e com ótimos profissionais, não dá para uma cidade pequena manter algo assim, mas cabe aos prefeitos em HARMONIA com Estado e Federação discutirem a localização desse tipo de hospital para que todos tenham fácil acesso.

  Cabe aos prefeitos melhorar as cidades que governam e a Federação aumentar o número de vagas.

  O dinheiro dos impostos não deve bancar tudo, quem pode pagar o curso de medicina ... tem que pagar.

  Minhas soluções são técnicas/racionais.

  A solução que tantos propõe é que o curso de medicina forme “são franciscos”!
  Fala sério...
 
  “Dê tudo aos pobres, exerça a medicina sem pensar em dinheiro, não a existência de classes, todos somos iguais...”








O problema existe, é grave, não começou em 2011.



anterior         <>              próximo
Postar um comentário