segunda-feira, 1 de junho de 2015

Plano Mantega

  A economia brasileira deve manter um ritmo acentuado de crescimento nos próximos anos.


  É o que garante o ministro da Fazenda, Guido Mantega, que projeta expansão do Produto Interno Bruto (PIB) na ordem média de 5,5% ao ano entre 2011 e 2014.

  “O Brasil alcançou um novo patamar de crescimento”,

disse, em evento realizado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), nesta segunda-feira, em São Paulo. [IG - 30/08/2010]

  Todo governo tem uma marca política e econômica.

  A marca política está diretamente ligada a personalidade do governante eleito, a marca econômica está ligada a quem ele escolhe como ministro da fazenda.

  A marca econômica do governo Sarney foram Dílson Funaro responsável pelo Plano Cruzado e Bresser Pereira responsável pelo congelamento de preços.

  A marca do Governo Collor foi Zélia Cardoso e o confisco da poupança.

  A marca econômica do Governo Itamar Franco foi Fernando Henrique com o Plano Real.

  De Fernando Henrique foi Pedro Malan.
  De Lula no primeiro mandato foi Antônio Palocci.
  Malan e Palocci foram muito eficientes em ajustar o Plano Real as necessidades da época.
  Vale a pena ressaltar a eficiência de Henrique Meirelles grande conhecedor do Mercado assim como Armínio Flaga.

  Em 2007 começou a era Mantega e agora entramos na era Levy.

  Dílson, Bresser, Zélia, foram medíocres a situação era muito difícil eles fizeram o básico apenas para não piorarmos, nossa economia continuou no coma deixado pelos militares.

  Fernando Henrique, Pedro Malan e Antônio Palocci mantiveram uma boa qualidade econômica compatível com as dificuldades ou facilidades de sua época.
 A grande mudança sem dúvida nenhuma foi feita por FHC, primeiro como ministro da fazenda, depois dando todo apoio necessário a Pedro Malan.

  Com Mantega retornamos a mediocridade foi quase inacreditável ele ser mantido no cargo por tanto tempo.
  Sua leitura da crise mundial de 2008 foi péssima.
  Será que foi Lula que o convenceu que seria uma marolinha ou foi o contrário?
  A marca política do governo Lula sem dúvida foi a corrupção.
  A marca econômica foi subestimar a crise de 2008 e manter alguém limitado como Mantega na condução das políticas econômicas.
  Alguem Liberal com um pouco mais de conhecimento de economia sabe que os preços baixam se conseguimos aumentar a produtividade.
  Isso é fácil?
  Não, não é.
  Não dá para saber ao certo o que vai funcionar, mas sabemos o que não funciona.
  Estimular o consumo para forçar o aumento de oferta não tem como dar certo se você não tiver uma boa política industrial que consiga suprir a demanda.
  A política industrial de Mantega foi usar o dinheiro do BNDES para criar empresas “campeãs nacionais” e se possível internacionais deu certo com a Friboi enquanto Eike Batista foi uma aposta furada.
  Se eles pelo menos fossem mais felizes nas apostas os problemas seriam amenizados, mas no geral fizeram apostas furadas.
  Sugerindo que o critério talvez não tenha sido técnico, mas um favorecimento a empresários amigos.

  Nós do público em geral não tínhamos acesso aos números da economia, mas de certo Mantega tinha.
  Provavelmente em 2011 ele já havia percebido que nossa economia estava indo para o brejo.
  Se houvesse um compromisso de Dilma e Mantega com a nação em 2013 aconteceria os ajustes necessários para melhorar nossos fundamentos econômicos.
  Isso implicaria por exemplo em subir o preço da gasolina, tirar os incentivos a compra de carros, serem mais criteriosos com programas como o FIES. ..
  Para vocês terem uma ideia os gastos com seguro desemprego superavam os gastos com Bolsa Família [cerca de 21 Bilhões] já em 2013.

  “Entre janeiro e outubro deste ano (2013) o governo federal desembolsou R$ 23,4 bilhões para o pagamento de seguro-desemprego.
  O montante é R$ 139,9 milhões maior do que os R$ 23,3 bilhões aplicados em igual período de 2012.” [Contas Abertas]

  Isso explica os baixos índices de desemprego.

  Só é considerado desempregado quem “está procurando” emprego.

  Quem não está à procura de emprego é considerado simplesmente desocupado.
  Quem recebe seguro desemprego prefere ficar desocupado até o final do seguro.
  Muitos que recebem o bolsa família rejeitam um emprego formal para não perderem o benefício, preferem permanecer desocupados.
  Aposentados e pensionistas em geral se mantem desocupados.
  Jovens antes dos 16 anos são praticamente impedidos de trabalhar, antes podiam começar a trabalhar com 14 anos.
  Para homens fica ainda mais difícil porque aos 16 anos estão na fase do serviço militar, na pratica só conseguem trabalho formal depois dos 18 anos...uma aberração.

  “Hoje em dia na pratica um homem só consegue trabalhar registrado depois dos 18 anos.
  É muito difícil uma Empresa contratar um indivíduo antes de estar quite com o serviço militar.
  Se a empresa contrata logo aos 16 anos [idade mínima permitida por lei] pega uma pessoa que nunca trabalhou, é inexperiente em tudo até em termos de comportamento em um ambiente de trabalho, logo tem que passar por um paciencioso treinamento.
  Depois de 1 ano quando o indivíduo está mais adaptado e produtivo já é hora do alistamento militar onde ele pode ficar afastado por 1 ano sem perder seu vínculo com a empresa... é muita dor de cabeça, não compensa, é melhor contratar uma mulher ou alguém que já passou da fase do exército.
 Assim a atual legislação causa uma grande discriminação contra os homens jovens.” [Homens Leões]

  Um país com 200 milhões de habitantes com tantos desocupados recebendo do Governo/Sociedade é evidente que são um peso terrível para nossas finanças, jogam nossa produtividade/competitividade lá embaixo.

  E impossível que a equipe econômica do governo não percebesse a necessidade dos ajustes.


  Agora você entende porque estão mexendo no Seguro Desemprego, endurecendo a concessão de pensões e não querem nem ouvir falar no fim do Fator Previdenciário?

  Claro que o Bolsa Família tem que passar por um pente fino, será que todo mundo que recebe precisa mesmo? Será que não se acomodou a uma situação de ganhar sem trabalhar mesmo sendo pouco?
  Mas por enquanto o Bolsa Família é “imexível”, é o melhor “marketing falso” desse Governo.
  Explico:
  O Governo do PT diz que o Governo do PSDB não se preocupava com os pobres, o que ele não diz é que esses programas de transferência de renda a nível Federal foram criados na gestão FHC.
  Logo, o PT se passar como grande mentor dessas políticas sociais é uma propaganda pra lá de enganosa...marketing falso.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
  Se Mantega e Dilma sabiam da urgência da necessidade dos ajustes não fizeram porquê?

  A única coisa que lhes interessava era permanecer no poder, a economia que se exploda.
  Então seguraram todos os ajustes para manter a ilusão de nosso povo alienado que tudo estava bem.
  Quanto isso custará ao Brasil?
  Uns 3 ou 4 anos de estagnação econômica que não precisariam ocorrer com tanta profundidade.

  Se Lula tivesse aproveitado o grande crescimento mundial até 2008 para fazer as reformas necessárias estaríamos bem melhor.
  Em 2008 os socialistas preferiram decretar o fim do Capitalismo e Lula começou a intervir mais na economia, quem sabe querendo alcançar os objetivos traçados no Foro de São Paulo de uma América Latina “bolivariana”.

SOBRE O FORO DE SÃO PAULO [muita gente não sabe o que é]

  “Foro de São Paulo (FSP) é uma organização criada em 1990 a partir de um seminário internacional PROMOVIDO PELO PARTIDO DOS TRABALHADORES DO BRASIL, juntamente com o cubano FIDEL CASTRO, que convidaram outros partidos e organizações de esquerda da América Latina e do Caribe.
  Segundo a organização, atualmente mais de 100 partidos e organizações políticas participam dos encontros.
  As posições políticas variam dentro de um largo espectro, que inclui partidos social-democratas, extrema-esquerda, organizações comunitárias, sindicais e sociais ligados à esquerda católica, grupos étnicos e ambientalistas, organizações nacionalistas, partidos comunistas e, anteriormente, grupos terroristas como as FARCs.

Foro de São Paulo em 2010:

  A reunião do Foro de São Paulo, que ocorreu em 2010 na capital argentina, faz críticas ao neoliberalismo e os Estados Unidos. O Foro recomendou que os países latino-americanos levem à ONU o debate sobre a autodeterminação e a independência da população de Porto Rico.
☼☼☼☼☼☼☼☼☼☼
  Essa parte sobre Porto Rico é hilária, entenda porque: Quintal do Estados Unidos.

   Guido Mantega/Lula/Dilma interviram de forma atrapalhada na economia vejam o caso da redução de imposto para compra de carros.
   A escolha não poderia ser pior, vocês sabiam que as montadoras tem uma margem de lucro maior aqui que em outros países.
  É o Governo ajudando a quem não precisa!

  Interviu baixando a energia elétrica sem ter condições para isso.
  Baixou uma ninharia que agora vamos pagar com juros e correção monetária.

  Interviu baixando artificialmente o preço da gasolina conseguiu ferrar dois coelhos numa tacada só, tornar critica a situação da Petrobras e endividar o setor de etanol.

  Interviu até na Vale, uma empresa em teoria privatizada.
▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬▬
 Forçando um desligamento lembrei do comentário que me provocou a escrever esse texto.

 “Vi na globo que a infração de 2015 ainda será menor que a de 1999, qual sua opinião William?”. [Comentarista no G+]
▬▬▬▬
  O PT não chegou a acabar totalmente com os fundamentos do Plano Real, tentou “evoluir” para o Plano Mantega...
  A partir de 2006 com Guido Mantega o PT pensou que poderia fazer melhor, mas além das políticas econômicas infantis e roubalheira houve a crise mundial de 2008.
  Lula e Dilma persistiram no “Plano Mantega” o quanto puderam, agora chamaram Levy para retornarem aos fundamentos do Plano Real:

  NENHUM PRESIDENTE REDUZIU MAIS A INFLAÇÃO QUE FHC.

  Sei que os professores não ensinam isso em nossas escolas, mas se pesquisar no Google fica fácil.
  Não acreditem em mim…PESQUISEM.

  "O mais ambicioso e drástico plano econômico para vencer a inflação".
  Foi assim anunciado o famoso plano Collor I, lançado em 1990 pelo presidente Fernando Collor de Mello.
  A medida alterou mais uma vez a moeda (que voltou a ser chamada cruzeiro) e ordenou o confisco dos valores superiores a 50 cruzeiros em cadernetas de poupança e contas correntes de todos os brasileiros por 18 meses.
  O então presidente ainda lançou o Collor II, tão infrutífero quanto o primeiro.
  Após o impeachment de Collor, os índices de inflação beiraram o absurdo.
   EM 1993, JÁ SOB A GESTÃO DE ITAMAR FRANCO, A MARCA CHEGOU A ATINGIR 2.708% AO ANO.
  Em 1994, a estratégia traçada pelo ministro da Fazenda e futuro presidente Fernando Henrique Cardoso desenvolvendo o Plano Real mostrou-se eficaz.” [Veja]
  [Para quem demoniza a revista Veja, por favor conteste os números e informações apresentados]

1 -   Em 2001 o índice de inflação estava em 7,6.
2 -  Em 2002 com a grande possibilidade do PT chegar ao poder e dizendo que iria dar calote na dívida o índice subiu para 12,53.

3 -  Depois da carta de Lula dizendo que iria honrar os contratos e trazendo Henrique Meirelles (Capitalista experiente) para seu Governo, em 2003 a inflação recuou para 9,3.
  Como as bases econômicas lançadas por FHC não foram alteradas em sua essência pelo Ministro Antônio Palocci, os resultados continuaram positivos.

  Observem que no pior cenário FHC reduziu a inflação de 2708% para 12%.

  Esses são os FATOS HISTÓRICOS devidamente registrados não é “achismo” são EVIDÊNCIAS.

  Muitos criticam o PT por querer se manter no poder, eu vejo essa crítica como uma
imbecilidade/redundância.

  Qual partido no mundo não quer se manter no poder!?
  Qual religião não quer ser a mais influente de todas?
  Qual nação não quer ser a mais poderosa do mundo?
  Individualmente quem não quer ser o melhor em seu ramo de atividade?
  Criticar o PT por querer se manter no poder “ter um projeto de poder” é tão imbecil quanto me criticar por eu querer manter minha saúde, isso é básico de qualquer ser, até os hipocondríacos não querem ficar debilitados.
  O problema é o que o partido ou individuo é capaz de fazer para se manter no poder.
  Mais que isso com o poder vem a RESPONSABILIDADE.
  Se você almejou ser Presidente da empresa que trabalha e conseguiu esse feito sua responsabilidade agora é manter a empresa economicamente saudável e próspera se não consegue fazer isso deve ser retirado do poder.
  Até pouco tempo era fácil manter o poder maquiando números e “filtrando” informações, infelizmente para alguns vivemos uma nova era, a verdade está bem mais fácil de ser perseguida.
  Vota errado quem quer ou é muito fanático.
  “A nova fonte de poder não é o dinheiro nas mãos de poucos, mas informação nas mãos de muitos.” [John Naisbitt]

 [O dinheiro e o poder podem mudar de mãos rapidamente, perguntem ao Eike Batista]



   Oportunismo -Tendência ou aptidão para aproveitar as oportunidades ou as circunstâncias, normalmente sem preocupações éticas.


  Vamos meditar sobre isso...no próximo texto.

Anterior          <>        Próximo 

Postar um comentário